Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Deficientes visuais como usuários e programadores de computadores - Daniel de Oliveira

1,274 views

Published on

Palestra Deficientes visuais como usuários e programadores de computadores, realizada no evento Acessibilidade Digital - Um direito de Todos. ESAF, 21 de setembro de 2011.

  • Be the first to like this

Deficientes visuais como usuários e programadores de computadores - Daniel de Oliveira

  1. 1. Deficientes visuais como usuários e programadores de computadores
  2. 2. Desenvolvedor a 37 anos (Fortran 1974) Pedagogo Mestre em Gestão do Conhecimento Java Champion JUG Leader (Fev 1998) Pesquisador Centro de Pesquisa em Arquitetura da Informação – CPAI da UnB. Daniel deOliveira
  3. 3. ● 26.741 participantes ● Encontros mensais ● Kwarup do DFJUG ● Voluntariado tecno/social (JavaS e Rybená) ● 11 cursos virtuais gratuitos de Engenharia de Software (JEDI) • Fundado em Fevereiro 1998 • Um dos cinco maiores grupo de usuários Java do mundo • 17 cursos presenciais da plataforma Java (aos sábados)
  4. 4. Agenda 1 – Definições de acessibilidade 2 – DV como usuários 3 – DV como desenvolvedores 4 – Curso AndroidRybená
  5. 5. Agenda 1 – Definições de acessibilidade 2 – DV como usuários 3 – DV como desenvolvedores 4 – Curso AndroidRybená
  6. 6. Acessibilidade Condição para utilização, com segurança e autonomia, total ou assistida, dos espaços, mobiliários e equipamentos urbanos, das edificações, dos serviços de transporte e dos dispositivos, sistemas e meios de comunicação e informação, por pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida. [Decreto no 5296, de 2 de dezembro de 2004]
  7. 7. Acessibilidade ...“disponibilização de locais, produtos, serviços ou informações ao maior número possível de pessoas, independentemente de suas capacidades físico-motoras e perceptivas, culturais e sociais”. e-MAG [MPOG, 2005] No caso dos sítios governamentais brasileiros a acessibilidade é obrigatória desde dezembro de 2006, entretanto a maioria dos sítios é inacessível. e-MAG - Modelo de Acessibilidade do Governo Eletrônico
  8. 8. Acessibilidade Para o W3C (World Wide Web Consortium), Internet acessível significa que pessoas com deficiências podem perceber, entender, navegar, interagir e contribuir com a Internet. Engloba todas as deficiências que afetam o acesso à Internet, incluindo as deficiências visual, auditiva, física, oral, cognitiva e neurológica. A Internet acessível também beneficia outras pessoas, como idosos que perderam habilidades devido ao processo natural de envelhecimento.
  9. 9. Histórico da acessibilidade para sítios 1997 : Primeiras discussões sobre acessibilidade: Canadá, EUA e Austrália 1998: Section 508 – EUA 1999: WCAG 1.0 – W3C/WAI 2000: 1a Lei brasileira sobre acessibilidade (10.098) WAI - Web Acessibility Initiative
  10. 10. Histórico da acessibilidade para sítios 2002: Lei 10.436, LIBRAS como língua oficial de sinais 2004: Decreto 5.296, que regulamenta a lei de acessibilidade, criação do e-MAG 1.0 2005: e-MAG 2.0 2008: WCAG 2.0 2011: e-MAG 3.0
  11. 11. eMAG É um modelo desenvolvido para tornar acessível os conteúdos do governo brasileiro publicados na Internet. Foi baseado no conjunto de regras do W3C/WAI(WCAG). Não é uma norma, mas sim um conjunto de orientações para tornar uma página já existente acessível. WAI - Web Acessibility Initiative WCAG - Web Content Accessibility Guidelines
  12. 12. e-MAG Dificuldade : Validação realizada pelos próprios programadores usando programas leitores de tela; Utilização de programas avaliadores de acessibilidade (daSilva e o ASES);
  13. 13. Agenda 1 – Definições de acessibilidade 2 – DV como usuários 3 – DV como desenvolvedores 4 – Curso AndroidRybená
  14. 14. Deficientes visuais
  15. 15. - Padrão (extra) grande - Alto contraste - Programas leitores de tela: Jaws Virtual Vision NVDA DosVox Orca Como os Deficientes Visuais utilizam o computador ?
  16. 16. Navegação usando setas e a tecla <tab> Uso constante de atalhos Alguns DV utilizam a opção Pesquisar de seu navegador para localizar o conteúdo que desejam Alguns DV que utilizam ampliação de tela preferem usar o Firefox - ampliação de texto Como os Deficientes Visuais utilizam o Computador ?
  17. 17. Agenda 1 – Definições de acessibilidade 2 – DV como usuários 3 – DV como desenvolvedores 4 – Curso AndroidRybená
  18. 18. Vídeo
  19. 19. - Ubuntu - Gnome - Orca - Eclipse - NetBeans - Java Access Bridge 1.26.2-3 Como os Deficientes Visuais programam o computador ?
  20. 20. Vídeo Locadora Murakami
  21. 21. Agenda 1 – Definições de acessibilidade 2 – DV como usuários 3 – DV como desenvolvedores 4 – Curso AndroidRybená
  22. 22. Rybená Rybená - O nome significa "comunicação na língua indígena Xavante" e é, uma tecnologia totalmente candanga, desenvolvida por voluntários do DFJUG, em parceria com o Instituto CTS, e tem com o objetivo principal a inclusão social de pessoas com necessidades especiais, através do uso de comunicação
  23. 23. Rybená Este projeto tem por objetivo, por um lado, a concepção e o desenvolvimento de um sistema que permita a inserção digital dessa comunidade a partir de sistemas de comunicação móveis. Por outro lado, apresenta-se um sistema de comunicação via aparelho celular como um componente no apoio às interações entre os participantes de uma atividade de ensino/aprendizagem no domínio da linguagem LIBRAS.
  24. 24. Rybená Arquitetura
  25. 25. Rybená Demo
  26. 26. Rybená Para maiores detalhes, em Português, sobre a solução Rybená vocês podem encontrar em www.dfjug.org/rybena.jsp Em Inglês, visitem o sitio java.net em http://java.net/projects/rybena
  27. 27. AndroidRybená Motivação: AndroidRybena é um laboratório que permite os alunos do curso gratuito e à distância Android possam testar suas aplicações, aprofundar seus conhecimentos, cometer erros, receber orientação técnica de seus pares, apresentar para a comunidade suas soluções (vitrine) e ao mesmo tempo participar de um importante projeto tecno/social que impacta na vida de milhões de cegos e surdos brasileiros.
  28. 28. AndroidRybená
  29. 29. AndroidRybená Interessado ? Moodle do DFJUG http://jedi.wv.com.br/ É software livre e gratuito, licença Creative Commons Já somos 1.315 alunos do AndroidRybena
  30. 30. OBRIGADO ! Daniel deOliveira daniel@dfjug.org www.dfjug.org
  31. 31. Perguntas ?

×