Dds di logo_di_rio

1,062 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Dds di logo_di_rio

  1. 1. DIÁLOGO DE SEGURANÇADIÁLOGO QUE SALVAM VIDAS -Generalidades – O programa Diálogo de Segurança ( D.S ) é um instrumento administrativo utilizados em muitas empresas, com resultados satisfatórios, onde um facilitador da equipe conversa com o pessoal sobre algum tema relacionado à prevenção e à promoção da saúde. 2-Objetivo – tem por objetivo treinar, conscientizar, educar, fazendo com que os colaboradores acreditem, realizem atitudes seguras, criando uma cultura prevencionista (segurança, saúde e meio ambiente) no ambiente de trabalho da empresa, minimizando os acidentes.  3-Campo de Aplicação – Todos os setores da empresa SEST - Setor de Engenharia de Seguraça do Trabalho 1
  2. 2. DIÁLOGO DE SEGURANÇADIÁLOGO QUE SALVAM VIDAS 4 – DefiniçõesD.S. – Diálogo de SegurançaFacilitador - Pessoa que tem a responsabilidade direta com o pessoal operacional, para passar o treinamento preferencialmente ao início da jornada de trabalho.Índice de freqüência de acidentes - nº de acidentes /100 Funcionários 5-Histórico em outras empresas - vem mostrando a eficácia, pois tem alcançado baixas taxas de freqüência de acidentes. SEST - Setor de Engenharia de Seguraça do Trabalho 2
  3. 3. DIÁLOGO DE SEGURANÇADIÁLOGO QUE SALVAM VIDAS06 - Operacionalização do Dialogo de Segurança a) Quinzenalmente o Setor de Engenhara de Segurança do Trabalho repassará, aos gerentes e/ou coordenadores, temas (ver modelo no anexo-1) já formatados com enfoque aos acidentes já ocorridos e outros temas tais como: segurança, saúde e meio ambiente a serem discutidos; b) Os gerentes e/ou coordenadores repassarão os temas aos facilitadores; em caso de dúvidas, procurar os Técnicos de Segurança do Trabalho para sana-las. c) O D. S. pode ser realizado em qualquer lugar onde a equipe se sinta à vontade, e é uma prática de segurança quinzenal, que acontece naturalmente e que trabalha o lado comportamental dos colaboradores. SEST - Setor de Engenharia de Seguraça do Trabalho 3
  4. 4. DIÁLOGO DE SEGURANÇADIÁLOGO QUE SALVAM VIDAS7- Quem poderá ser um facilitador? Esse integrante poderá ser: a) O próprio encarregado; b- Um líder de linha; c- Cipeiro; d- Brigadista de Incêndio; e- Socorrista; f- Voluntário do setor que deseja abordar algum tema; g- Técnico em Segurança / Enfermeiro / Médico do Trabalho convidado com antecedência h- Gerente/Coordenador e e/ou responsáveis pelo do setor. O importante é estar comprometido com a segurança e ter facilidade de se expressar.  SEST - Setor de Engenharia de Seguraça do Trabalho 4
  5. 5. DIÁLOGO DE SEGURANÇADIÁLOGO QUE SALVAM VIDAS8- Documentação Após cada palestra (D.S), o assunto abordado deverá ser impresso e fixado no mural de avisos para uma melhor memorização e tirar possíveis dúvidas de alguma parte mal entendida. A lista de presença de participação do D.S. deverá ficar arquivada no setor e a disposição caso seja solicitado para fins de auditoria da Seg. do Trabalho, bem como pelos auditor fiscal do M.T.E. 09- Resultado Esperado Criar cultura prevencionista dentro da empresa; envolvimento das chefias imediatas, também com questões que afeta a prevenção de acidentes; medir a efetividade do D.S. com a redução do Índice de Acidentes; servir como prova documental para futuras demandas trabalhista e previdenciária. SEST - Setor de Engenharia de Seguraça do Trabalho 5

×