Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Sistema Operacional - Aula001

579 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Sistema Operacional - Aula001

  1. 1. Aula 001 Sistemas Operacionais PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  2. 2. PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  3. 3. 1. INFORMÁTICA • Significado: informação automática • Base para a informática: o computador • O uso do computador se divide em duas partes: hardware e software • Hardware: parte física - equipamentos, periféricos, dispositivos, memórias, CPU, processadores (Fundamentos) • Software: parte lógica – programas, dados, aplicativos, sistemas (SO e Aplicativos) • Sistema Operacional: é o software básico para o funcionamento de um computador
  4. 4. 2. Sistema Operacional • É o software básico responsável por permitir o uso do computador e todos os seus recursos: dispositivos de entrada, processador, memórias e dispositivos de saída • O SO é o garçom que nos atende bastando dar a ele os comandos corretos • Essa característica chama-se “máquina estendida”, termo que indica que o SO simplifica o uso do computador fazendo a parte complicada deixando o usuário saber somente o cardápio • Outra característica do SO: gerencia recursos – podemos gravar um DVD, ouvir uma música, ver um vídeo pela internet, criar um programa aplicativo.
  5. 5. 3. Tipos de SO • SO de supercomputadores e computadores de grande porte (Ex: OS/360) • SO servidores de rede (Ex: Win2008, OpenSuse) • SO pessoal ou de desktop (Ex: Win7, XP, Linux Ubuntu) • SO embarcado são os presentes em dispositivos móveis, celulares, smartphones, tablets (Ex: Android, Windows CE)
  6. 6. 4 História dos SO • Se confunde com a história dos computadores onde deviam funcionar • A primeira geração em 1940 – totalmente manual e até precisava conectar fios e ligar relés para funcionar • A segunda geração em 1960 – programas e dados introduzidos por cartão perfurados. As linguagens de programação eram Assembly (linguagem de máquina) e Fortran • Nos anos 80 foram a vez dos grandes computadores IBM e com isso nasceu o sistema baseado em caracteres como o MS-DOS • Nos anos 90 já aparecem os primeiros SO baseados em interface gráfica: o Windows que na verdade era o MS-DOS com uma roupagem mais elegante e facilitadora • Atualmente os sistemas operacionais são baseados em interface gráfica com alto grau de segurança nas informações e de rede (Win2008 e Win7)
  7. 7. 5 Classificação do SO • Tempo-Real (real time) destinado a equipamentos que não podem parar e o usuário não tem acesso, são máquinas “lacradas” • Monousuário, monotarefa: aceita somente um usuário fazendo uma única tarefa (ex: Palm OS) • Monousuário, multitarefas: aceita um usuário por vez realizando diversas tarefas (ex: Windows) • Multiusuário: aceitam vários usuários conectados a ele ao mesmo tempo realizando diversas tarefas (Ex: Windows 2008 Server)
  8. 8. 6 Conceitos • Processo: é um programa em execução, em linguagem popular dizemos “rodando na máquina” • Thread: (linha) são subtarefas em que um processo se subdivide a si mesmo, a soma delas é igual ao resultado do processo como um todo • Uma thread sempre pertence a um processo • Um processo tem no mínimo uma thread (ele próprio) ou várias • Estados do processo: Não submetido, suspenso, pronto, executando, completo ou em espera • Thread user-level: disparada pelo usuário • Thread kernel-level: disparada pelo SO (int.)
  9. 9. 7 Mais conceitos • Deadlock: (impasse) ocorre quando dois ou mais processos esperam a liberação dos recursos de outros processos (Ex: Processo A tem o leitor de DVD e o B tem o drive de disco, o A Precisa do drive de disco e aguarda o B, mas o B aguarda o A porque precisa do DVD) – bloqueio (chamado “pau no sistema”,”travou”) • Evitar deadlock: algorítimos – avestruz, semáforo, fila de prioridade
  10. 10. 8 Gerenciamento de Memória • A memória é o recurso mais importante para os processos e portanto deve ser bem cuidado • Alocação: processo requisita ocupar bloco • Reciclagem: processo libera bloco • Alocação estática: o processo rodando já aloca um espaço fixo até terminar • Alocação dinâmica: o processo requisita blocos e os libera a medida que não precisa mais (aceita paginação) • Paginação: os blocos de memória não ficam contíguos (juntos) ficam espalhados • Fragmentação: quando muito paginada a memória tende a dividir os blocos tornando-os cada vez menores e menos úteis, são os fragmentos. É um problema para o SO resolver • Memória virtual: técnica muito usada para “enganar” o SO e usar parte de memórias permanentes (HD) como memória rápida
  11. 11. 8 Gerenciamento de Memória • Algoritmos de substituição de página: ótimo, não usada recentemente, FIFO, segunda chance, do relógio, usada mais antiga, WSclock • Garbage collector: (coletor de lixo) libera blocos de memória que não estão mais em uso pelos processos • No MS-DOS a memória máxima para os processos é de 640KB mais 384KB como memória estendida (EMS) usando o EMM386.exe, o Himem.sys e o Smartdrv.exe

×