Ee jornalista cecília de godoy camargo brincadeiras tradicionais_fim

10,055 views

Published on

  • Be the first to comment

Ee jornalista cecília de godoy camargo brincadeiras tradicionais_fim

  1. 1. 1 EE JORNALISTA CECÍLIA DE GODOY CAMARGO PROJETO BRINCADEIRAS TRADICIONAIS “Há em nossa alma cansada, mesmo sendo a vida atroz, criança eterna e levada que brinca dentro de nós.” (Alberto F. Bastos) O Projeto Didático Brincadeiras Tradicionais foi organizado e desenvolvido pelas Professoras: 1ºano A: Profª VERANICE APARECIDA DA SILVA 1ºano B: Profª REGINA CELIA DO PRADO VIEIRA 1º ano C: Profª DANITIELE CRISTINA DA CONCEICAO BARBOZA 1º ano D: Profª ROBERTA CONTRI DE LIMA As orientações foram direcionadas a partir do Programa Ler e Escrever, instituído pela SEE com capacitações da formadora Renata Frauendorf , contribuição das PCNPs Regina Sato Loss e Daniele da Diretoria Campinas Oeste, tendo como multiplicadora a PCP Gisela Raineri Martin. São muitos artistas que retratam as brincadeiras infantis, Portinari é um deles e também o artista plástico Ivan Cruz. A apreciação de suas telas fizeram parte do Projeto Brincadeiras Tradicionais. Os Objetivos deste projeto levou os alunos à:  Trabalhar as regras, os fundamentos dos movimentos das brincadeiras e em quais momentos foram realizadas pelas pessoas antigamente;  Construir as suas regras do jogo em algumas das brincadeiras;  Desenvolver releituras das obras de Ivan Cruz;
  2. 2. 2 EE JORNALISTA CECÍLIA DE GODOY CAMARGO DIRETORIA CAMPINAS OESTE PROGRAMA LER E ESCREVER “PROJETO BRINCADEIRAS TRADICIONAIS” Planejando as etapas do projeto “Brincadeiras Tradicionais” TURMAS: 1º A – Profª Veranice |1º B – Profª Regina, 1º C – Profª Danitiele |1º D – Profª Roberta PROFª COORDENADORA: Gisela Raineri Martin DIRETORA: Rosa Maria Gatti Mês / Semanas ATPCs Salas de Aula 23-04 Etapa 1: Apresentação do projeto e do produto final -Estudo Teórico do texto: “O QUE É PROJETO DIDÁTICO”. -Reflexão sobre a importância do Projeto a ser realizado no 1º ano. -Organização da rotina. Atividade 1A – Roda de conversa sobre as brincadeiras de hoje e de antigamente e elaboração de lista de título de brincadeira preferida. Atividade 1B – Elaboração de ficha para realização de pesquisa sobre as brincadeiras da infância, a ser feita com familiares. Vídeo: Brincadeiras Brincantes 29-04a03-05 Etapa 1: Continuação Etapa 2: Aprender brincadeiras a partir dos relatos de convidados -Estudo dos Objetivos do Projeto. -Leitura e estudo das etapas do Projeto, através das novas orientações das formações na DE. -Análise e programação das atividades. -Vídeo: Imaginário de Portinari. -Organização da rotina. Atividade1C - Apresentação da ficha de pesquisa para os alunos. Atividade1D - Socialização das brincadeiras pesquisadas e elaboração de um cartaz com a lista delas. Atividade 1E - Seleção das dez brincadeiras menos conhecidas pelo grupo de alunos e socialização do produto final. 06-05a10-05 Etapas 2: Aprender brincadeiras a partir dos relatos de convidados -Combinados e ajustes para a organização do projeto entre as 4 turmas. -Organização da rotina.  Confecção do brinquedo “Pé-de-lata”  Convite feito ao Pai do aluno Leonardo 1º Ano D
  3. 3. 3 13-05a17-05 Etapa 2: Continuação Aprender brincadeiras a partir dos relatos de convidados -Leitura e organização da Etapa. -Programação e ajuste das atividades. -Organização da rotina.  Confecção do barquinho de papel  Confecção do cata-vento Atividade 2A – Seleção, dentre as dez brincadeiras menos conhecidas pelo grupo, de quatro para serem explicadas/ensinadas/compartilhadas pelos familiares. Atividade2B – Elaboração de bilhete convidando o familiar para vir à escola ensinar a brincadeira eleita, e organização de calendário de visitas. Atividade2C – Planejamento de encontro com os convidados. 20-05a24-05 Etapa 2: Continuação Aprender brincadeiras a partir dos relatos de convidados -Leitura e organização da Etapa. -Vídeo “Se Achante”. -Organização da rotina. Atividade2D – Encontro com o convidado. Atividade2E – Realização das brincadeiras com a classe, e registro pelo professor de informações que serão necessárias futuramente para elaboração do painel. 27-05a31-05 Etapa 3: Aprender brincadeiras a partir da leitura de textos instrucionais pelo professor -Leitura e organização da Etapa. -Combinados de quais regras das brincadeiras cada turma irá realizar até o final do Projeto. -Organização da rotina. Atividade3A – Pesquisa em livros e textos de regras de brincadeiras Atividade3B - Leitura compartilhada da regra de uma brincadeira selecionada num dos livros para os alunos brincarem. Atividade3C – Produzir a ficha informativa sobre a brincadeira realizada. Atividade3D Selecionar imagens de situações de brincadeiras em livros, revistas e internet para deixar exposto na sala.  Elaboração do Livro das Regras das brincadeiras.
  4. 4. 4 03-06a07-06 Etapa 4: Planejamento do evento. - Leitura e organização da Etapa. -Organização da rotina. Atividade4A – Planejar o evento (definir quantas brincadeiras, local, número de monitores por brincadeira, quem serão os convidados, como documentar o dia de brincadeiras etc) Atividade4B- Leitura em duplas para selecionar as brincadeiras que serão realizadas no evento. Atividade4C - Escrita pelo aluno de títulos de brincadeiras que desejam monitorar no dia do evento. Atividade4D - Produção de texto coletivo: organização dos outros itens da ficha informativa sobre as brincadeiras selecionadas para o evento. 10-06a14-06 Etapa 5: Organização do produto final. -Leitura e organização da Etapa. -Organização da rotina. Atividade5A – Ensaio para o dia da brincadeira. Atividade5B – Seleção das imagens que comporão as fichas informativas, o painel e os locais. 17-06a21-06 Etapa 5: Continuação Organização do produto final -Leitura e organização da Etapa. -Organização da rotina. Atividade5C – Elaboração da programação do dia de brincadeiras Atividade5D - Confecção do painel com a programação do dia de brincadeiras e organização das fichas informativas. Atividade5E – Realização da Manhã/ Tarde de brincadeiras e avaliação do evento. 24-06a 28-06 Etapa 6 e 7: -Leitura e organização da Etapa. -Organização da rotina. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS: ADOLETA AMARELINHA BAMBOLÊ BARQUINHO BILBOQUE BOLINHA DE SABÃO CAMA DE GATO CABO DE GUERRA CABRA-CEGA CATAVENTO CHICOTINHO CINCO MARIAS CIRANDINHA COBRINHA COELHINHO SAI DA TOCA CORRE COTIA DANÇA DA CADEIRA DURO OU MOLE ESCONDE-ESCONDE ESTÁTUA FUBECA FUI À FEIRA IO-IO MORTO-VIVO OVO CHOCO PASSA ANEL PÉ DE LATA PEDRA, PAPEL, TESOURA PEGA-PEGA PETECA PIÃO POLÍCIA E LADRÃO PULA CORDA PULA ELÁSTICO QUEIMADA RATINHO SEU MESTRE MANDOU TACO TELEFONE SEM FIO
  5. 5. 5 ETAPA 1: APRESENTAÇÃO DO PROJETO E DO PRODUTO FINAL Atividade 1A – Roda de conversa sobre as brincadeiras de hoje e de antigamente e elaboração de lista de título de brincadeira preferida.  TARDE DE BRINCADEIRAS  EXPOSIÇÃO DE BRINQUEDOS DE SUCATA Atividade 1B – Elaboração de ficha para realização de pesquisa sobre as brincadeiras da infância, a ser feita com familiares. Vídeo: Brincadeiras Brincantes Atividade 1C - Apresentação da ficha de pesquisa para os alunos. Após aprender uma brincadeira, revemos as regras e preenchemos a ficha da brincadeira. Esta ficha será utilizada no produto final: exposição de brinquedos e tarde de brincadeiras. MODELO DA FICHA: PROJETO BRINCADEIRAS TRADICIONAIS FICHA DA BRINCADEIRA TÍTULO: NÚMERO DE PARTICIPANTES: MATERIAL NECESSÁRIO PARA BRINCAR: Atividade 1D - Socialização das brincadeiras pesquisadas e elaboração de um cartaz com a lista delas. Vídeo: Portinari, vida e Obra.
  6. 6. 6 Atividade 1E - Seleção das dez brincadeiras menos conhecidas pelo grupo de alunos e socialização do produto final.  Confecção (e experimento) do brinquedo “Pé-de-lata” ETAPA 2: APRENDER BRINCADEIRAS A PARTIR DOS RELATOS DE CONVIDADOS Atividade 2A – Seleção, dentre as dez brincadeiras menos conhecidas pelo grupo, de quatro para serem explicadas/ensinadas/compartilhadas pelos familiares. Atividade 2B – Elaboração de bilhete convidando o familiar para vir à escola ensinar a brincadeira eleita, e organização de calendário de visitas. Atividade 2C – Planejamento de encontro com os convidados.  Convite feito ao Pai do aluno Leonardo 1º Ano EE JORNALISTA CECILIA DE GODOY CAMARGO SENHORES PAIS OU RESPONSÁVEIS: OS PRIMEIROS ANOS DE NOSSA ESCOLA IRÃO INICIAR O PROJETO BRINCADEIRAS TRADICIONAIS, QUE TEM COMO UM DOS OBJETIVOS O RESGATE DE BRINCADEIRAS TRADICIONAIS, VIVENCIADOS POR NOSSOS FAMILIARES, EVIDENCIANDO A IMPORTÂNCIA DA TRADIÇÃO E MEMÓRIA NA VIDA DAS PESSOAS. ESTE PROJETO VALORIZA O APRENDIZADO DE EXPERIÊNCIAS DAS PESSOAS, O RESGATE DE BRINCADEIRAS TRADICIONAIS, O DESENVOLVIMENTO DA ATENÇÃO POR MEIO DE ATIVIDADES E RELATOS, ENTRE OUTRAS COISAS. DIVERSOS CONCEITOS ESCOLARES SERÃO CONTEMPLADOS NO PROJETO E PRECISAREMOS, DURANTE ALGUMAS ETAPAS, DA PARTICIPAÇÃO DOS FAMILIARES. HAVERÁ ALGUMAS LIÇÕES DE CASA EM QUE AS CRIANÇAS PRECISARÃO DE SUA AJUDA, PARTICIPAÇÃO EM ALGUAS ATIVIDADES DENTRO DA ESCOLA. CONTAMOS COM SUA COLABORAÇÃO PARA QUE O PROJETO TENHA O VALOR, CONSIDERAÇÃO E SEJA REALMENTE UMA BOA LEMBRANÇA PARA NOSSOS ALUNOS. CONTAMOS COM SUA COLABORAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NESTE MOMENTO TÃO IMPORTANTE NA VIDA DE NOSSOS ALUNOS, PROFESSORAS DOS PRIMEIROS ANOS A, B, C e D Veranice, Regina, Danitiele e Roberta MAIO 2013
  7. 7. 7 Atividade 2D – Encontro com os convidados No dia do encontro, o convidado agendado para entrevista, assim como demais pais não compareceram, desta forma, para evitar a quebra o trabalho e a frustração das crianças, perguntamos à elas se haveria uma forma de resolvermos o problema, trazendo a experiência de alguém que pudesse suprir a ausência das pessoas convidadas. As crianças argumentaram e sugeriram que as professoras fizessem o papel dos convidados já n que todas também são mães e sabem das brincadeiras de seus familiares e também daquelas que fizeram parte da infância delas. Foi muito gratificante perceber capacidade de relacionar eventos da vida das pessoas os quais os próprios alunos encontraram uma solução diante do episódio ocorrido. Da mesma forma que foi organizado para recepção dos pais os alunos trataram de atender e ciceronear as professoras como se fossem membros da família trazendo suas impressões e experiências sobre as brincadeiras da infância. Atividade 2E – Realização das brincadeiras com a classe, e registro pelo professor de informações que serão necessárias futuramente para elaboração do painel.
  8. 8. 8 Etapa 3: APRENDER BRINCADEIRAS A PARTIR DA LEITURA DE TEXTOS INSTRUCIONAIS PELO PROFESSOR Atividade 3A – Pesquisa em livros e textos de regras de brincadeiras Atividade 3B - Leitura compartilhada da regra de uma brincadeira selecionada num dos livros para os alunos brincarem. Atividade 3C – Produzir a ficha informativa sobre a brincadeira realizada. Atividade 3D Selecionar imagens de situações de brincadeiras em livros, revistas e internet para deixar exposto na sala.
  9. 9. 9
  10. 10. 10
  11. 11. 11 ESCRITA DE TÍTULO DE UMA BRINCADEIRA, COM ANÁLISE COLETIVA  COM MATERIAL DE APOIO: LETRA MÓVEL. Usando as letras móveis, os alunos escreveram o nome da brincadeira que será ensinada na aula seguinte: "AMARELINHA"  NA LOUSA: EM DUPLAS. Os alunos escreveram na lousa, conforme discutido, acordado e planejado entre si.  NO PÁTIO: TODOS OS ALUNOS DIVIDIDOS EM CIRCUITOS. Cada circuito apresentou uma das brincadeiras trabalhadas em aula. Aluna refletindo na escrita Aluna conferindo a escrita, realizando a leitura Dupla acordando como escrever a palavra na lousa Brincando no pátio da escola
  12. 12. 12 CORRE COTIA CAMA DE GATO CINCO MARIAS PASSA ANEL TELEFONE SEM FIO MORTO OU VIVO
  13. 13. 13 ESCREVENDO OS NOMES DAS BRINCADEIRAS REALIZADAS EM DUPLAS ESCREVENDO NOME DE OUTRAS BRINCADEIRAS CONHECIDAS
  14. 14. 14 CONSIDERAÇÕES: Depois, da produção com alfabeto móvel do título da brincadeira AMARELINHA, as professoras escolheram algumas escritas para análise coletiva. Transcreveram na lousa conforme a produção dos alunos e fizeram as intervenções. Após a discussão, a professora apresentou a escrita convencional e em seguida, anotou no cartaz das brincadeiras fixado na sala de aula. Os alunos insistiram em copiar a produção do texto com a escrita convencional, pareciam sentirem-se importantes e capricharam muito. ALGUMAS IMAGENS DAS ATIVIDADES: ETAPA 4: PLANEJAMENTO DO EVENTO Depois de trabalharem a leitura e a escrita sobre a brincadeira "COELHINHO SAI DA TOCA", as crianças saíram para a prática, com orelhinhas de coelho, envolvidos no clima da brincadeira. Nesse momento, foi a hora de rever as regras da brincadeira e, o mais interessante foi que até a inspetora de alunos participou com as crianças.
  15. 15. 15 A professora fez uma pesquisa na classe sobre as brincadeiras ou brinquedos preferidos da turma, e foi escrevendo, em forma de lista, na lousa, formando um banco de palavras. Depois, cada criança perguntava para outros 3 colegas da sala e preencheram uma ficha com o nome e a brincadeira preferida. NOME DO COLEGA BRINCADEIRA PREFERIDA NOME DO COLEGA BRINCADEIRA PREFERIDA NOME DO COLEGA BRINCADEIRA PREFERIDA Atividade 4A – Planejar o evento (definir quantas brincadeiras, local, número de monitores por brincadeira, quem serão os convidados, como documentar o dia de brincadeiras etc)
  16. 16. 16 Atividade 4B- Leitura em duplas para selecionar as brincadeiras que serão realizadas no evento. Atividade 4C - Escrita pelo aluno de títulos de brincadeiras que desejam monitorar no dia do evento.
  17. 17. 17 Atividade 4D - Produção de texto coletivo: organização dos outros itens da ficha informativa sobre as brincadeiras selecionadas para o evento. A proposta foi a escrita espontânea, motivando os alunos a mobilizarem tudo o que sabiam sobre o sistema da escrita. Todos foram muito colaborativos e participaram ativamente. A professora não escreveu as regras na lousa, pensando em proporcionar autonomia e fazer da atividade uma produção de escrita, a fim de evitar que a atividade se transformasse em cópia. A PROFESSORA ORIENTOU OS ALUNOS: 1. “Relembrem o título da brincadeira.” 2. “Localizem a brincadeira que querem escrever no cartaz que contém a lista de brincadeiras”. 3. “Conversem com seu coleguinha, relembrando as regras da brincadeira e depois escrevam sobre ela”. 4. Depois, a professora caminhou entre as duplas verificando se as regras estavam contempladas, em algumas duplas precisou perguntar quais partes das regras faltavam, e em outras duplas intervenções maiores sobre qual a regra inicial e inferiu sobre o que acontecia depois, até que estas duplas conseguissem relembrar a regra na sua totalidade. 5. Após a escrita em duplas, a professora propôs que fizessem um desenho relacionado à escrita. 6. No final, a professora valorou o trabalho das crianças e providenciou um cartaz com as regras das brincadeiras, que foi exposto no dia seguinte.
  18. 18. 18 ETAPA 5: ORGANIZAÇÃO DO PRODUTO FINAL Atividade5A – Ensaio para o dia da brincadeira. ESTRATÉGIAS E RECURSOS DE ALGUMAS BRINCADEIRAS BRINCANDO COM BILBOQUÊ Conversando sobre a brincadeira do BILBOQUÊ, a professora iniciou a aula reunindo as crianças em uma roda, e perguntou ao grupo o que era o Bilboquê, como era construído, quais pais brincaram com esse objeto e como foi a confecção do mesmo pelo grupo. À medida que as crianças forma se pronunciando o que elas sabiam sobre o brinquedo, a professora retomou as falas e depois de brincarem, em sala de aula registrou essas informações. Depois dessa discussão a professora perguntou para a turma quais foram os movimentos mais utilizados na brincadeira e, então pediu para as crianças pensarem de que forma era mais fácil acertarem com a bolinha no cone do Bilboquê.
  19. 19. 19 BRINCANDO COM BARQUINHOS DE PAPEL As turmas do 1º e 2° anos vivenciam, em Arte, o Projeto Brincadeiras Tradicionais (a professora de Arte quis estender a atividade para o 2º ano). Elas observaram obras de artistas como Portinari e Ivan Cruz e reproduziram os barquinhos utilizando a técnica de dobradura para brincarem. Como chovia muito, as professoram trataram de propor aos alunos que dessem uma solução, e, assim, os alunos sugeriram que fosse feito um “rio de mentirinha no papel”, e lá brincaram de navegar, no papel e em grupinhos. Atividade 5B – Seleção das imagens que comporão as fichas informativas, o painel e os locais. Os alunos escolheram as obras de Ivan Cruz, para culminar o trabalho das brincadeiras realizadas por eles. A professora explicou que o artista plástico Ivan Cruz traduziu em suas obras jogos e brincadeiras da infância, sendo assim, após a realização de todas as etapas anteriores desse trabalho, a professora organizou e trouxe para a sala de aula a apreciação das obras do artista.
  20. 20. 20 Atividade 5C – Elaboração da programação do dia de brincadeiras Atividade 5D - Confecção do painel com a programação do dia de brincadeiras e organização das fichas informativas. Os alunos escolheram obras de IVAN CRUZ para retratar as brincadeiras de criança para finalizar o Projeto Brincadeiras Tradicionais realizando uma exposição, juntamente com os brinquedos de sucata por eles confeccionados. Das obras, algumas brincadeiras nem eram conhecidas de todos, mas foi muito interessante, pois eles descobriram, nas telas desse artista, que é possível construir os próprios brinquedos.
  21. 21. 21 Atividade 5E – Realização da Tarde de brincadeiras e avaliação do evento.
  22. 22. 22 ANEXOS NOME: ____________________________________________________ DATA: _____________ PROFESSORA: _______________________ Objetivo: desenvolver habilidades de tratamento de informação, compreendendo maneiras de organização de dados em formato de tabela e gráfico. A PESQUISA DE GIGI  GIGI ESTÁ APRENDENDO SOBRE BRINCADEIRAS TRADICIONAIS E SUA PROFESSORA LHE PEDIU PARA FAZER UMA PESQUISA COM ADULTOS SOBRE QUAL ERA A BRINCADEIRA QUE MAIS GOSTAVAM NA INFÂNCIA. ELA RECEBEU UMA CARTELA DE ADESIVOS PARA MARCAR OS RESULTADOS. OBSERVE O QUE CADA ADESIVO REPRESENTA:  ELA FOI PERGUNTANDO PARA AS PESSOAS QUAL DAS BRINCADEIRAS DA LISTA MAIS GOSTAVAM QUANDO CRIANÇA E COLOU OS ADESIVOS CORRESPONDENTES. OBSERVE COMO FICOU: MORTO VIVO MÃE DA RUA POLÍCIA E LADRÃO PASSA ANEL PEGA PEGA ESCONDE ESCONDE PULA SELA AMARELINHA
  23. 23. 23  GIGI DEVERÁ CONTAR QUANTAS PESSOAS GOSTAM DE CADA BRINCADEIRA E ANOTAR NA TABELA ABAIXO. FAÇA A CONTAGEM E COMPLETE A TABELA DO MODO COMO DEVERÁ FICAR QUANDO GIGI TERMINAR: ADESIVO NOME DA BRINCADEIRA QUANTIDADE DE PESSOAS  RESPONDA: A. O QUE VOCÊ ACHOU DA ORGANIZAÇÃO DE GIGI NO MOMENTO QUE COLOU OS ADESIVOS? FICOU FÁCIL FAZER A CONTAGEM? POR QUÊ? RESPOSTA: ___________________________________________ ____________________________________________________ B. SE VOCÊ FOSSE GIGI, TERIA COLADO DIFERENTE OS ADESIVOS: COMO? RESPOSTA: ___________________________________________ ______________________________________________________
  24. 24. 24  AGORA, TRANSFORME AS INFORMAÇÕES QUE VOCÊ CONSEGUIU COLETAR NA TABELA EM UM GRÁFICO:  RESPONDA: A. QUAL FOI A BRINCADEIRA MAIS VOTADA? RESPOSTA: _____________________________________ B. QUAL FOI A BRINCADEIRA MENOS VOTADA? RESPOSTA: _____________________________________
  25. 25. 25 NOME: ____________________________________________________ DATA: _____________ PROFESSORA: _______________________ Objetivo: desenvolver estratégias de leitura e ampliar repertório de brinquedos tradicionais. CRAQUE NOS BRINQUEDOS  O DESAFIO AGORA É DESCOBRIR SOBRE QUAL BRINQUEDO CADA CRIANÇA ESTÁ FALANDO. LEIA AS INFORMAÇÕES E ESCREVA O NOME CORRESPONDENTE: EU ENROLO O BARBANTE NELE, DEPOIS JOGO ELE COM FORÇA NO CHÃO. AÍ, EU FICO VENDO ELE RODAR. MEU AMIGO CONSEGUE PEGAR ELE RODANDO COM A MÃO. É FÁCIL: VOCÊ TEM QUE JOGAR ELA PARA OUTRA PESSOA, TEM QUE BATER COM A PALMA DA MÃO. NÃO PODE DEIXAR CAIR. SE CAIR, PERDE O JOGO.
  26. 26. 26 NOME: ____________________________________________________ DATA: _____________ PROFESSORA: _______________________ Objetivo: aprimorar a consciência fonológica, escrever frases e relacionar nomes à brincadeiras conhecidas. LEMBRANDO DE BRINCADEIRAS  AS PROFESSORAS: VERANICE, REGINA, DANITIELE E ROBERTA PEDIRAM QUE OS ALUNOS PENSASSEM EM SUA BRINCADEIRA FAVORITA. DESCUBRA QUAL FOI A BRINCADEIRA QUE ALGUNS PENSARAM, DESEMBARALHANDO AS LETRAS.  DESENHE NO BALÃO ALGO QUE REPRESENTE A BRINCADEIRA E ESCREVA UMA FRASE NAS LINHAS: EXEMPLO: NAIARA PENSOU EM PASSA ANEL. ASSAP LEAN _________________________________ _______________________________ ORTOM VOVI _________________________________ _______________________________ EÃM AD UAR _________________________________ _______________________________ OLÍCIPAI E ADRÃOL AMÃME OLPENAT LERAAT
  27. 27. 27 NOME: ____________________________________________________ DATA: _____________ PROFESSORA: _______________________ Objetivo: utilizar conhecimentos prévios para construir palavras já trabalhadas com letras móveis, fixando-as corretamente de modo a formar palavras legíveis e adequadas às convenções ortográficas. . MEXE-MEXE BRINCADEIRAS RECORTE AS LETRAS E AS FIGURAS E COLE-AS ADEQUADAMENTE EM SEU CADERNO, FORMANDO AS PALAVRAS DE ACORDO COM AS FIGURAS: R O D A C FC U B E A A R O D
  28. 28. 28 AP L U S L E A S C E N O E D E D S C N O E R M E N A H A A I L

×