Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
VIRUS
 Parasitas intracelulares obrigatórios;
 Utilizam os sistemas enzimáticos celulares para a
síntese de elementos especial...
Tamanho dos vírus
Morfologia Viral
Partícula viral = Virion
Morfologia Viral
 Cápsideo – Proteção e Simetria
 Simetria (capsômeros)
 Helicoidais;
 Isométricas;
 Complexas.
Vírus Helicoidais
Vírus Isométricas
Vírus complexas
Morfologia Viral
 Acido nucléico – Genoma viral
 DNA de fita simples
 DNA de fita dupla
 RNA de fita simples
 RNA de ...
Morfologia Viral
 Envelope
 Passa a fazer parte de sua estrutura
depois que a partícula viral emerge da
célula infectada...
Envelope viral
Envelope viral
Classificação dos Vírus
 Natureza do acido nucléico viral
 Vírus DNA (fita simples ou fita dupla)
 Envelopado
 Não - e...
Multiplicação de Bacteriófagos
 Ciclo lítico
 Termina com a lise e a morte
da célula hospedeira
 Ciclo lisogenico
 A c...
Estágios – Ciclo lítico
Ciclo lítico
Curva de crescimento
Estagio – Ciclo lisogenico
Ciclo lisogenico
 Etapas
 Adsorção
 Penetração
 Descapsidacao
 Biossintese (DNA e RNA)
 Maturação e Liberação
Multiplicação – Vírus a...
Adsorção
Penetração
Lisossomos
Descapsidacao
Biossintese - DNA
Biossintese - RNA
Multiplication of a Retrovirus
Figure 13.19
Retrovirus penetrates
host cell.
Virion penetrates
cell and its DNA is
uncoate...
Liberação
Vírus e câncer
Teoria do Oncogene
Vírus oncogênicos
 DNA
 EB, herpesvirus, hepadnavirus
 RNA
 HTLV-1, HTLV-2
Infecções virais latentes e
Infecções virais Lentas
 Infecções virais latentes
 O vírus permanece por longos períodos de...
Prions
 Pequenas partículas infecciosas de
natureza protéica, que resistem a
inativação por processos que alteram
os ácid...
 Segmentos de RNA de fita simples
extremamente diminutos, circulares,
patogênicos para plantas
 Similares aos vírus de R...
Viróides
Virusoides
 Elementos constituídos de RNA, de
fita simples, associado a doença de
plantas, que difere dos viroides por:
...
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Cultivo de bacteriófagos
Placas virais formadas por bacteriófagos (UFP)
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Cultivo de vírus animais
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Cultivo em ovos embrionados
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Cultivos celulares
Efeito citopatico
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Identificação viral - Microscopia
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Identificação viral
 Métodos sorológicos
 Hemaglutinacao
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Identificação viral
 Métodos sorológicos
 Imunofluorescencia
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Identificação viral
 Métodos sorológicos
 Imunoensaios enzimáticos
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Identificação viral
 Métodos sorológicos
 Fixação do complemento
Isolamento, Cultivo e
Identificação de vírus
 Identificação viral
 Métodos moleculares
 PCR
Doenças virais da pele
 Verrugas (papilomavirus);
 Varíola – erradicada;
 Varicela e Herpes Zoster
 Herpes Simples
 S...
Doenças virais do SN
 Poliomielite
 Raiva
Doenças virais dos sistemas
cardiovascular e linfático
 Mononucleose infecciosa
 Febres hemorrágicas virais clássicas :
...
Doenças virais do SR
 Resfriado comum
 Pneumonia viral
 Influenza
Doenças virais do SD
 Caxumba
 CMV
 Hepatite
 Gastrenterite viral
Doenças virais do
S. Reprodutor
 Herpes genital
 Verrugas genitais
 AIDS
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Aula   12 virus
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula 12 virus

6,326 views

Published on

  • Be the first to comment

Aula 12 virus

  1. 1. VIRUS
  2. 2.  Parasitas intracelulares obrigatórios;  Utilizam os sistemas enzimáticos celulares para a síntese de elementos especializados que fazem parte de sua estrutura;  Genoma constituído por um só tipo de acido nucléico;  Estrutura polimérica;  Pequena dimensão – 10 e 200nm - Natureza particulada;  Especificidade – composição química bem definida capaz de determinar respostas imunológicas identificáveis;  Plasticidade – possibilidade de o vírus sofrer alterações antigênicas durante sua passagem de um hospedeiro para outro Características Gerais
  3. 3. Tamanho dos vírus
  4. 4. Morfologia Viral Partícula viral = Virion
  5. 5. Morfologia Viral  Cápsideo – Proteção e Simetria  Simetria (capsômeros)  Helicoidais;  Isométricas;  Complexas.
  6. 6. Vírus Helicoidais
  7. 7. Vírus Isométricas
  8. 8. Vírus complexas
  9. 9. Morfologia Viral  Acido nucléico – Genoma viral  DNA de fita simples  DNA de fita dupla  RNA de fita simples  RNA de fita dupla
  10. 10. Morfologia Viral  Envelope  Passa a fazer parte de sua estrutura depois que a partícula viral emerge da célula infectada, por gemulação.  Lipídios, proteínas e carboidratos
  11. 11. Envelope viral
  12. 12. Envelope viral
  13. 13. Classificação dos Vírus  Natureza do acido nucléico viral  Vírus DNA (fita simples ou fita dupla)  Envelopado  Não - envelopado  Vírus RNA (fita simples ou fita dupla)  Envelopado  Não - envelopado
  14. 14. Multiplicação de Bacteriófagos  Ciclo lítico  Termina com a lise e a morte da célula hospedeira  Ciclo lisogenico  A célula permanece viva
  15. 15. Estágios – Ciclo lítico
  16. 16. Ciclo lítico
  17. 17. Curva de crescimento
  18. 18. Estagio – Ciclo lisogenico
  19. 19. Ciclo lisogenico
  20. 20.  Etapas  Adsorção  Penetração  Descapsidacao  Biossintese (DNA e RNA)  Maturação e Liberação Multiplicação – Vírus animal
  21. 21. Adsorção Penetração
  22. 22. Lisossomos Descapsidacao
  23. 23. Biossintese - DNA
  24. 24. Biossintese - RNA
  25. 25. Multiplication of a Retrovirus Figure 13.19 Retrovirus penetrates host cell. Virion penetrates cell and its DNA is uncoated The new viral DNA is tranported into the host cell’s nucleus and integrated as a provirus. The provirus may divide indefinitely with the host cell DNA. 1 2 3 DNA Transcription of the provirus may also occur, producing RNA for new retrovirus genomes and RNA that codes for the retrovirus capsid and envelope proteins. 4 Mature retrovirus leaves host cell, acquiring an envelope as it buds out. 5 CapsidReverse transcriptase Virus Two identical + stands of RNA DNA of one of the host cell’s chromosomes Provirus Host cell Reverse transcriptase Viral RNA RNA Viral proteins Identical strands of RNA Multiplicação de um Retrovírus
  26. 26. Liberação
  27. 27. Vírus e câncer Teoria do Oncogene
  28. 28. Vírus oncogênicos  DNA  EB, herpesvirus, hepadnavirus  RNA  HTLV-1, HTLV-2
  29. 29. Infecções virais latentes e Infecções virais Lentas  Infecções virais latentes  O vírus permanece por longos períodos dentro da célula hospedeira, sem produzir infecção.  Exemplo: herpes labial e herpes zoster  Infecções virais lentas  Processos patológicos que se estendem por um longo período de tempo sendo, geralmente fatais  Exemplo: HIV
  30. 30. Prions  Pequenas partículas infecciosas de natureza protéica, que resistem a inativação por processos que alteram os ácidos nucléicos.  Composição química – não definida.  Ácidos nucléicos não parecem estar presentes.
  31. 31.  Segmentos de RNA de fita simples extremamente diminutos, circulares, patogênicos para plantas  Similares aos vírus de RNA, mas desprovidos de capsídeo Viróides
  32. 32. Viróides
  33. 33. Virusoides  Elementos constituídos de RNA, de fita simples, associado a doença de plantas, que difere dos viroides por:  Multiplicação depende de um vírus auxiliar;  Genoma esta encapsidado em uma estrutura protéica.
  34. 34. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Cultivo de bacteriófagos Placas virais formadas por bacteriófagos (UFP)
  35. 35. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Cultivo de vírus animais
  36. 36. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Cultivo em ovos embrionados
  37. 37. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Cultivos celulares
  38. 38. Efeito citopatico
  39. 39. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Identificação viral - Microscopia
  40. 40. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Identificação viral  Métodos sorológicos  Hemaglutinacao
  41. 41. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Identificação viral  Métodos sorológicos  Imunofluorescencia
  42. 42. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Identificação viral  Métodos sorológicos  Imunoensaios enzimáticos
  43. 43. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Identificação viral  Métodos sorológicos  Fixação do complemento
  44. 44. Isolamento, Cultivo e Identificação de vírus  Identificação viral  Métodos moleculares  PCR
  45. 45. Doenças virais da pele  Verrugas (papilomavirus);  Varíola – erradicada;  Varicela e Herpes Zoster  Herpes Simples  Sarampo  Rubéola
  46. 46. Doenças virais do SN  Poliomielite  Raiva
  47. 47. Doenças virais dos sistemas cardiovascular e linfático  Mononucleose infecciosa  Febres hemorrágicas virais clássicas : Febre amarela e Dengue;  Hantavirose
  48. 48. Doenças virais do SR  Resfriado comum  Pneumonia viral  Influenza
  49. 49. Doenças virais do SD  Caxumba  CMV  Hepatite  Gastrenterite viral
  50. 50. Doenças virais do S. Reprodutor  Herpes genital  Verrugas genitais  AIDS

×