Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
FORMAÇÃO DOS ESTADOS NACIONAIS MODERNOS E ABSOLUTISMO Prof. Natania Nogueira E-mail:  [email_address]   2011
Da Idade Média para a Idade Moderna <ul><li>A partir do século XII, a Europa Medieval passou por grandes mudanças: </li></...
 
Os Estados Nacionais <ul><li>Os Estados Nacionais surgiram da unificação dos feudos em uma determinada região. </li></ul><...
Os primeiros Estados Nacionais <ul><li>O primeiro Estado Nacional foi Portugal, que fez sua unificação no século XII. </li...
A guerra da reconquista
A Espanha fez sua unificação através do casamento de Fernando de Aragão e Isabel de Castela.
<ul><li>O Estado Nacional Inglês tem como característica a existência da Magna Carta e do Parlamento. </li></ul><ul><li>Os...
 
O ABSOLUTISMO <ul><li>São características do absolutismo: </li></ul><ul><li>Centralização do poder nas mãos do rei </li></...
Os principais defensores do absolutismo <ul><li>Os teóricos do absolutismo foram filósofos que defenderam a centralização ...
Nicolau Maquiavel <ul><li>Filósofo italiano </li></ul><ul><li>Escreveu O Príncipe, livro considerado um manual para os rei...
Jacques Bossuet <ul><li>Justificava o poder dos reis pela vontade de Deus: o rei era escolhido por Deus para governar. </l...
Thomas Hobbes <ul><li>Hobbes afirmava que o rei deveria impor sua autoridade para poder manter a ordem social, mesmo que t...
O absolutismo na Inglaterra <ul><li>O Absolutismo na Inglaterra teve início após a guerra das Duas Rosas. Essa guerra foi ...
 
<ul><li>A rainha Elizabeth I, que reinou de 1558 a 1603, conseguiu aumentar ainda mais o poder real. Completou a obra de H...
O absolutismo na França <ul><li>O  absolutismo  vigorou na França entre os séculos 16 e 18, período conhecido como Antigo ...
A noite de São Bartoloneu e o Edito de Nantes <ul><li>O processo centralizador foi marcado, no século XVI, pelas disputas ...
 
Luiz XIV – O Rei sol <ul><li>Também conhecido como Rei Sol, Luís XIV governou a França entre 1643 a 1715, período em que p...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Formação dos estados nacionais modernos e absolutismo

56,545 views

Published on

Resumo sobre Minarquisas nacionais e absolutismo

Published in: Education

Formação dos estados nacionais modernos e absolutismo

  1. 1. FORMAÇÃO DOS ESTADOS NACIONAIS MODERNOS E ABSOLUTISMO Prof. Natania Nogueira E-mail: [email_address] 2011
  2. 2. Da Idade Média para a Idade Moderna <ul><li>A partir do século XII, a Europa Medieval passou por grandes mudanças: </li></ul><ul><li>1 – Surgiram os primeiros Estados Nacionais; </li></ul><ul><li>2 – Ocorreu o renascimento das cidades e do comércio; </li></ul><ul><li>3 – O poder dos nobres enfraqueceu devido às revoltas camponesas e às dividas contraídas durante as cruzadas; </li></ul><ul><li>4 – Surge a Burguesia, um grupo formado por comerciantes ricos. </li></ul>
  3. 4. Os Estados Nacionais <ul><li>Os Estados Nacionais surgiram da unificação dos feudos em uma determinada região. </li></ul><ul><li>Suas características são: </li></ul><ul><li>1 – Poder centralizado nas mãos do rei (executivo, legislativo, judiciário). </li></ul><ul><li>2 – Submissão da nobreza feudal que se torna nobreza cortesã. </li></ul><ul><li>3 – Aliança entre o rei e a Burguesia </li></ul><ul><li>4 – Unificação de pesos e medidas </li></ul><ul><li>5 – Moeda nacional </li></ul><ul><li>6 – Exército Nacional </li></ul>
  4. 5. Os primeiros Estados Nacionais <ul><li>O primeiro Estado Nacional foi Portugal, que fez sua unificação no século XII. </li></ul><ul><li>Os reis portugueses conseguiram expulsar os mulçumanos e com o apoio da burguesia consolidaram seu poder. </li></ul>
  5. 6. A guerra da reconquista
  6. 7. A Espanha fez sua unificação através do casamento de Fernando de Aragão e Isabel de Castela.
  7. 8. <ul><li>O Estado Nacional Inglês tem como característica a existência da Magna Carta e do Parlamento. </li></ul><ul><li>Os franceses fizeram a unificação depois da Guerra dos 100 anos. </li></ul><ul><li>Após concretizado o processo de unificação, surgiu o Absolutismo, forma de monarquia que caracterizou os governos das principais potências européias até o século XIX. </li></ul>
  8. 10. O ABSOLUTISMO <ul><li>São características do absolutismo: </li></ul><ul><li>Centralização do poder nas mãos do rei </li></ul><ul><li>Aliança entre rei e burguesia </li></ul><ul><li>Mercantilismo </li></ul><ul><li>O mercantilismo é um conjunto de regras criado para regulamentar a economia mercantil </li></ul>
  9. 11. Os principais defensores do absolutismo <ul><li>Os teóricos do absolutismo foram filósofos que defenderam a centralização do poder dos reis como sendo a melhor forma de se governar um país. </li></ul><ul><li>Os principais teóricos foram: </li></ul>
  10. 12. Nicolau Maquiavel <ul><li>Filósofo italiano </li></ul><ul><li>Escreveu O Príncipe, livro considerado um manual para os reis absolutistas </li></ul><ul><li>Para ele os fins justificam os meios </li></ul>
  11. 13. Jacques Bossuet <ul><li>Justificava o poder dos reis pela vontade de Deus: o rei era escolhido por Deus para governar. </li></ul><ul><li>Suas idéias deram origem à TEORIA DO DIREITO DIVINO DOS REIS. </li></ul>
  12. 14. Thomas Hobbes <ul><li>Hobbes afirmava que o rei deveria impor sua autoridade para poder manter a ordem social, mesmo que tivesse que impor a força. </li></ul><ul><li>Para ele, o homem era incapaz de viver em sociedade sem leis e sem justiça. </li></ul><ul><li>Sua frase mais famosa é “o homem é lobo do próprio homem”. </li></ul>
  13. 15. O absolutismo na Inglaterra <ul><li>O Absolutismo na Inglaterra teve início após a guerra das Duas Rosas. Essa guerra foi uma luta entre duas famílias nobres – os Lancaster e os York -, apoiadas por grupos rivais da nobreza . A guerra terminou com a ascensão de Henrique Tudor, apoiado pela burguesia. O novo monarca subiu ao trono com o nome de Henrique VII e fundou a dinastia Tudor. Seu reinado foi de 1485 a 1509. </li></ul><ul><li>Henrique VIII, segundo rei da dinastia, governou até 1547 e conseguiu impor sua autoridade aos nobres, com o auxílio da burguesia. Fundador do anglicanismo, seu rompimento com a Igreja católica permitiu-lhe assumir o controle das propriedades eclesiásticas na Inglaterra. </li></ul>
  14. 17. <ul><li>A rainha Elizabeth I, que reinou de 1558 a 1603, conseguiu aumentar ainda mais o poder real. Completou a obra de Henrique VIII, seu pai, consolidando a Igreja anglicana. </li></ul><ul><li>Incentivou o comércio e a navegação, incentivando o crescimento da economia inglesa. </li></ul><ul><li>Foi durante seu reinado que teve início a colonização inglesa na América do Norte. </li></ul><ul><li>Elizabeth morreu sem deixar herdeiros e, por isso, subiu ao trono seu primo Jaime I, que deu início à dinastia Stuart. </li></ul>
  15. 18. O absolutismo na França <ul><li>O absolutismo vigorou na França entre os séculos 16 e 18, período conhecido como Antigo Regime - ou Ancien Regime , para os franceses. Trata-se de uma longa fase da história monárquica francesa, dominada em sua maior parte pela dinastia dos Bourbon. </li></ul><ul><li>O ápice do absolutismo francês ocorreu sob o reinado de Luís XIV, o Rei Sol. Seu extenso governo foi o modelo acabado do Antigo Regime francês, tendo influenciado outras monarquias europeias, suas contemporâneas. </li></ul>
  16. 19. A noite de São Bartoloneu e o Edito de Nantes <ul><li>O processo centralizador foi marcado, no século XVI, pelas disputas religiosas. </li></ul><ul><li>Esses conflitos envolviam a burguesia, nobreza e populares e se referia à fragmentação de poder e à imposição de limites ao poder real. </li></ul><ul><li>As lutas se intensificaram no governo de Carlos IX, envolvendo a burguesia calvinista (huguenotes) e a nobreza católica. </li></ul><ul><li>O auge desse conflito foi a noite de São Bartolomeu, 24 de agosto de 1572, quando milhares de protestantes foram massacrados em Paris. </li></ul><ul><li>No governo de Henrique IV, ocorreu a pacificação do país, com a conversão ao catolicismo, com o decreto de liberdade de culto aos protestantes, por meio do Edito de Nantes. Porém, nos governos seguintes ocorreu a retomada dos conflitos ocasionando o declínio da França e a ascensão da Inglaterra como potência européia. </li></ul>
  17. 21. Luiz XIV – O Rei sol <ul><li>Também conhecido como Rei Sol, Luís XIV governou a França entre 1643 a 1715, período em que promoveu mudanças na economia, na política, no exército e nos costumes franceses. </li></ul><ul><li>Associava sua figura a imagens míticas, como a do Sol e usou da Teoria do Direito Divino para exercer seu poder de forma centralizada. </li></ul><ul><li>Luís XIV foi um dos maiores exemplos de rei absolutista especialmente pela organização político-social que construiu em torno de si mesmo. Sua frase mais famosa traduz a extensão do seu poder: L'État c'est moi - o Estado sou eu. </li></ul>

×