Crise do sistesma colonial

4,419 views

Published on

Matéria sobre sistema crise do sistema colonial

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,419
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,548
Actions
Shares
0
Downloads
129
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Crise do sistesma colonial

  1. 1. O PERÍODO POMBALINO E A CRISE DO SISTEMA COLONIALNatania Nogueiranogueira.natania@gmail.comwww.historiadoensino.blogspot.com
  2. 2. O GOVERNO DO MARQUÊS DE POMBAL • Quando em 1750 o rei de Portugal, D. José I, escolheu Sebastião José de Carvalho e Melo para ocupar o cargo de primeiro-ministro, começava ali uma nova fase da história do Brasil. • Pombal ficou conhecido pelo conjunto de reformas realizadas tanto na metrópole como nas colônias portuguesas. • Ao combinar elementos do absolutismo com reformas que buscavam diminuir as diferenças sócio-econômicas, Pombal acabou se tornando um "déspota esclarecido" ou "absolutista iluminado".
  3. 3. Pombal e o Brasil• Ao tomar posse no cargo de primeiro-ministro, Pombal assumiu não apenas a administração do Estado português, mas também das suas colônias, incluindo o Brasil.• As reformas de Pombal, que na Europa tiveram o objetivo de desenvolver Portugal, no Brasil visaram a racionalizar o processo de produção e envio de riquezas para a metrópole.• As reformas não apenas mantiveram o monopólio comercial entre Portugal e Brasil como também aprofundaram a dominação metropolitana.• As mudanças começaram com a extinção do antigo sistema de capitanias hereditárias seguida da transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro.• Para aumentar a exploração de riquezas, foram criadas duas companhias de comércio, ao mesmo tempo, Pombal intensificou a fiscalização sobre a exploração do ouro em Minas Gerais, numa conjuntura de crise no setor aurífero.
  4. 4. Reprodução de uma carta topográfica do Rio de Janeiro em 1750
  5. 5. • Com relação à atuação dos jesuítas, Pombal imprimiu séria perseguição por achar que eles causavam sério prejuízo tanto em Portugal como no Brasil. • No Brasil, a sua influência junto aos índios, a produção de riqueza realizada no interior das missões e os conflitos contra os colonos (como a Guerra Guaranítica, de 1750) ameaçavam a autoridade metropolitana. • O Marquês de Pombal implantou o subsídio literário, um novo imposto que iria sustentar a contratação de professores sem ligações com a Igreja, instalando as aulas régias. Ao longo do tempo, esse projeto de reforma educacional acabou fracassando.Padre Antônio Vieira
  6. 6. A Viradeira• Apesar de seus esforços, Pombal não resistiu à grande influência que a Inglaterra tinha junto as questões políticas e econômicas de Portugal, e nem mesmo suportou a clara oposição dirigida pela Igreja e nobres.• Após a morte do rei D. José I, em 1777, e a chegada da rainha D. Maria I, A Louca, um fato político conhecido como “viradeira” impôs a destituição do marquês de Pombal e a anulação de várias ações administrativas por ele tomadas.
  7. 7. REBELIÕES COLONIAIS NA AMÉRICA PORTUGUESARebeliões sem o objetivo de separação política:• Guerra dos Emboabas (1708)• Revolta de Vila Rica (1720)• Revolta de Beckman (1684)• Guerra dos Mascates (1710)Rebeliões com o Objetivo de separação política:- Conjuração Mineira (1789)Conjuração Baiana (1798)
  8. 8. A Inconfidência Mineira
  9. 9. • Nome pelo qual ficou mais conhecido o movimento emancipacionista organizado pela elite mineira.• A Inconfidência Mineira visava apenas o fim da opressão portuguesa que prejudicava a elite mineira.• Não tinha como finalidade acabar com a opressão social interna, que atingia a maioria da população• A revolta estava marcada para acontecer no dia da Derrama, mas um dos inconfidentes traiu os colegas e todos foram presos• Inicialmente, todos foram condenados a morte, mas depois das famílias dos ricos mineradores recorrerem à coroa, apenas Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi executado.
  10. 10. • Principais medidas do projeto mineiro:• Libertar o Brasil de Portugal• Adotar uma nova bandeira• Desenvolver a industria no Brasil• Criar uma universidade em Vila Rica• Incentivar a natalidade• Criar o serviço militar obrigatório• Estimular a agricultura.
  11. 11. A Conjuração Baiana• Movimento organizado por intelectuais e ricos proprietários, contado com a ajuda do povo.• Objetivos dos revolucionários:3. Romper com a dominação portuguesa.4. Abolir a escravidão.5. Aumentar a remuneração dos soldados.6. Abrir os portos brasileiros aos navios de todas as nações.7. Melhorar as condições gerais de vida do povo.8. Os revolucionários não queriam somente romper com a dominação colonial portuguesa, mas também modificar a ordem social interna do Brasil, que se baseava no trabalho escravo.

×