Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Funções psíquicas

35,952 views

Published on

Published in: Health & Medicine, Technology
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ACCESS WEBSITE for All Ebooks ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • llll
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Funções psíquicas

  1. 1. Exame do estado mental: Funções psiquícas Rodrigo Leite Andrade Rosana Batista Oliveira Tamillys B. de Figueredo Andrade
  2. 2. Exame do estado mental: Funções psiquícas <ul><li>Exame do estado mental x história </li></ul><ul><li>Modelo de exame do estado mental </li></ul><ul><li>I. Geral: </li></ul><ul><li>Aparência </li></ul><ul><li>Comportamento e atividade psicomotora </li></ul><ul><li>Atitude com o examinador </li></ul><ul><li>II. Humor </li></ul><ul><li>III. Afeto </li></ul><ul><li>IV. Linguagem </li></ul><ul><li>V. Persepção </li></ul>
  3. 3. Modelo de exame do estado mental <ul><li>Capacidade visual e espacial </li></ul><ul><li>Inteligência </li></ul><ul><li>Pensamento abstrato </li></ul><ul><li>VIII. Impulsividade </li></ul><ul><li>Discernimento </li></ul><ul><li>Insight </li></ul><ul><li>Confiabilidade </li></ul>
  4. 4. Modelo de exame do estado mental <ul><li>VI. Pensamento : </li></ul><ul><li>Forma </li></ul><ul><li>Conteúdo </li></ul><ul><li>VII. Sensório e cognição: </li></ul><ul><li>Consciência </li></ul><ul><li>Orientação </li></ul><ul><li>Memória </li></ul><ul><li>Concentração </li></ul><ul><li>Atenção </li></ul><ul><li>Leitura e escrita </li></ul>
  5. 5. Psicomotricidade <ul><li>Motricidade = Neuromotricidade + psicomotricidade </li></ul><ul><li>* Neuromotricidade – Movimentos corporais dependentes da integridade neurológica. </li></ul><ul><li>* Psicomotricidade – Abrange atos voluntários (ações) com conteúdo psicológico evidente. </li></ul><ul><li>Energia propulsora dos atos voluntário ---- VONTADE </li></ul><ul><li>Vontade - disposição interior com objetivo de alcançar um fim determinado e consciente </li></ul>
  6. 6. Psicomotricidade <ul><li>Alterações da vontade: </li></ul><ul><li>- Hipobulia e abulia </li></ul><ul><li>-Atos impulsivos: Ações psicomotoras automáticas, sem reflexão, ponderação ou decisão prévias, de tipo instantâneo ou explosivo. (curto circuito do ato voluntário) </li></ul><ul><li>-Atos compulsivos: Difere do ato impulsivo por ser reconhecido pelo indivíduo como indesejável e inadequado, assim como pela tentativa de refreá-lo ou adiá-lo. Associados a idéias obsessivas e trazem sensação de alívio quando realizados </li></ul>
  7. 7. Psicomotricidade <ul><li>Aspectos quantitativos e qualitativos do comportamento motor </li></ul><ul><li>Alterações: </li></ul><ul><li>Maneirismo </li></ul><ul><li>Tiques </li></ul><ul><li>Contrações da musculatura </li></ul><ul><li>Ecopraxia </li></ul><ul><li>Hiperatividade </li></ul><ul><li>Retardos motores </li></ul><ul><li>Catalepsia </li></ul>
  8. 8. Psicomotricidade <ul><li>O ato motor é o comportamento final do ato volitivo,assim as alteração da psicomotricidade freqüentemente são a expressão final de alterações da volição </li></ul><ul><li>Alterações da volição ------- Alteração da psicomotricidade </li></ul>
  9. 9. Afetividade <ul><li>Termo genérico, que compreende várias modalidades de vivências afetivas: </li></ul><ul><ul><li>Humor ou estado de ânimo </li></ul></ul><ul><ul><li>Afeto </li></ul></ul><ul><ul><li>Emoção: estado afetivo intenso de curta </li></ul></ul><ul><ul><li>duração, (reação a certas excitações) </li></ul></ul><ul><ul><li>-Sentimento: comumente associado a conteúdos intelectuais, valores, representações e, em geral, não implicam concomitantes somáticos </li></ul></ul><ul><ul><li>-Paixão: estado afetivo extremamente intenso, domina a atividade psíquica como um todo, captando a atenção do indivíduo em uma única direção </li></ul></ul>
  10. 10. Humor <ul><li>Emoção ampla e prolongada que colore a percepção que se tem do mundo </li></ul><ul><ul><li>Estado emocional basal e difuso em que se encontra a pessoa </li></ul></ul><ul><li>Caracterização: </li></ul><ul><li>Depressivo - Expansivo </li></ul><ul><li>Desesperado - Culpado </li></ul><ul><li>Irritado - Autodestrutivo </li></ul><ul><li>Ansioso Assustado - Assustado </li></ul><ul><li>Eufórico </li></ul>
  11. 11. Afeto <ul><li>Resposta emocional atual </li></ul><ul><li>Qualidade e tônus emocional que acompanha uma idéia ou representação mental </li></ul><ul><li>Congruente ou incongruente com o humor </li></ul><ul><li>Descrição: Dentro do limite normal, constrito, embotado ou plano </li></ul><ul><li>*Plano: Não há praticamente nenhum sinal de expressão afetiva.Voz monótona e rosto imóvel. </li></ul>
  12. 12. Linguagem <ul><li>Atividade especificamente humana, talvez a mais característica de nossas atividades mentais </li></ul><ul><li>Funções da linguagem: comunicativa, suporte do pensamento, instrumento de expressão, dimensão artística/lúdica </li></ul><ul><li>Linguagem: Independente do pensamento e inteligência? (polêmica na literatura) </li></ul><ul><li>Quantidade, taxa de produção e qualidade </li></ul><ul><li>Descrição: falante, fluente, taciturno,pouco espontâneo, lenta, hesitante, dramática, emocional, sussurrada. </li></ul>
  13. 13. Linguagem <ul><li>Alterações da linguagem sec. a lesão neuronal : </li></ul><ul><li>- Afasia : perda da linguagem (expressão, compreensão ou global) </li></ul><ul><ul><li>- Agrafia : perda da linguagem escrita </li></ul></ul><ul><ul><li>- Alexia : perda da capacidade de leitura </li></ul></ul><ul><ul><li>- Dislexia : disfunção leve de leitura </li></ul></ul><ul><ul><li>- Disartria : disfunção da articulação das palavras </li></ul></ul>
  14. 14. Linguagem <ul><li>- Disfonia : mudança da sonoridade das palavras </li></ul><ul><ul><li>- Afonia : incapacidade de emissão de palavras e sons </li></ul></ul><ul><ul><li>- Disfemia : alteração da linguagem de origem psicogênica (inclui a gagueira) </li></ul></ul><ul><ul><li>- Dislalia : alteração da articulação da linguagem falada por omissão ou substituição de fonemas </li></ul></ul>
  15. 15. Linguagem <ul><li>Alterações da linguagem associadas a transtornos psiquiátricos primários </li></ul><ul><ul><li>- Logorréia: produção aumentada e acelerada da linguagem verbal (taquifasia), podendo haver perda da lógica do discurso </li></ul></ul><ul><ul><li>- Bradifasia: produção diminuída e lentificada da linguagem verbal </li></ul></ul><ul><ul><li>- Mutismo : ausência de resposta verbal oral </li></ul></ul><ul><ul><li>- Ecolalia: repetição involuntária e quase automática das últimas palavras ouvidas </li></ul></ul>
  16. 16. Linguagem <ul><ul><li>- Tique verbal: produção de fonemas ou palavras de forma recorrente, imprópria e irresistível </li></ul></ul><ul><ul><li>- Coprolalia: emissão involuntária de palavras obscenas e vulgares </li></ul></ul><ul><ul><li>- Glossolalia: fala gutural e pouco inteligível (“falar em línguas”) </li></ul></ul>
  17. 17. Percepção <ul><li>Conjunto de atributos psiquicos que permitem ao indivíduo: PERCEBER – ASSIMILAR – INTEGRAR – PROCESSAR informações da realidade objetiva e subjetiva através de imagens mentais </li></ul><ul><li>Receptor via nervosa aferente áreas </li></ul><ul><li>Funcionais específicas do cérebro Imagens </li></ul><ul><li>ou sensações </li></ul>
  18. 18. Percepção <ul><li>Receptores exteroreceptores: </li></ul><ul><li>Produzem: Visuais, auditivas, gustativas, táteis, térmicas e dolorosas </li></ul><ul><li>Interoceptores: </li></ul><ul><li>Produzem:Sensações interoseptivas e cenestésicas (viscerais) </li></ul><ul><li>Proprioceptores </li></ul><ul><li>Alterações qualitativas da sensopercepção </li></ul><ul><li>- Ilusão --- objeto real </li></ul><ul><li>- Alucinose --- menor convicção de realidade </li></ul><ul><li>- Alucinação --- sem objeto </li></ul>
  19. 19. Pensamento <ul><li>Pode ser dividido em: </li></ul><ul><li>F orma (processo): modo como o pensamento flui; velocidade, ritmo e organização. </li></ul><ul><li>Conteúdo: temas presentes;c(substância do pensamento) </li></ul>
  20. 20. Pensamento <ul><li>Forma do Pensamento: </li></ul><ul><li>Aceleração : associações de idéias muito rápidas; (em níveis extremos: fulga de idéias) Ex: mania </li></ul><ul><li>Lentificação : associações lentificadas, progressão muito lenta; latência prolongada entre as perguntas e as respostas. Ex: Depressão grave </li></ul>
  21. 21. Fuga de idéias Exemplo de fuga de idéias de uma paciente maníaca, com 45 anos. Ela disse: &quot;Eles pensaram que eu estava na dispensa, em casa... Buuuu... Há uma caixa mágica. Coitada da Catarina, sabe, a Catarina, a Grande, a grelha da fornalha, estou sempre na chaminé. Eu quero gritar de alegria... Aleluia!&quot;
  22. 22. Pensamento <ul><li>Forma do Pensamento: </li></ul><ul><li>- Bloqueio do pensamento : curso de conversa interrompido bruscamente. </li></ul><ul><li>- Roubo do pensamento : </li></ul><ul><li>Vivência associada ao bloqueio de que seu pensamento foi roubado por uma força ou por um estranho. </li></ul>
  23. 23. Pensamento Conteúdo do Pensamento: Delírios, preocupações, obsessões,compulsões e fobias. Podem ser: 1.   Perseguição 2.   Depreciativos 3.   Religiosos 4.   Sexuais 5.   De poder, riqueza ou grandeza 6.   Ruína ou culpa 7.   Hipocondríacos
  24. 24. <ul><li>É a capacidade neurológica de captar o ambiente e de se orientar de forma adequada, é estar lúcido. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Definição neuropsicológica: nível de consciência; estado de vigília; clareza no sensório </li></ul><ul><li>Definição psicológica: Dimensão subjetiva da atividade psíquica. </li></ul><ul><li>Soma total das experiências conscientes </li></ul><ul><li>eu x meio ambiente: percepção e discriminação </li></ul>Consciência
  25. 25. Consciência Alterações quantitativas: A- Obnubilação (turvação) : Leve e moderado  do grau de clareza do sensório Lentificação do pensamento Dificuldade de concentração B- Estupor: Sonolento, necessita ser desperto e incapaz de ação espontânea C- Coma: Grau mais profundo de turvação Síndromes psicopatológicas associadas ao rebaixamento do nível de consciência: Delirium , Estado Onírico e Amência
  26. 26. Consciência Alterações qualitativas : A- Estados Crepusculares: Estreitamento de campo da consciência.          Ocorrem atos automáticos.          Início e fim abruptos. B-Dissociação da Consciência: Perda da unidade psíquica Crises histéricas C-Transe: Sonho acordado; presença de atividades motora automática e estereotipada acompanhado da suspensão parcial dos movimento voluntários.
  27. 27. Síndrome psicopatológica associada ao rebaixamento do nível da consciência. <ul><li>O “Delirium”   </li></ul><ul><li>-  Síndrome confusional ajuda. </li></ul><ul><li>-  Rebaixamento de leve a moderado do nível da consciência com flutuação e variação diuturna. </li></ul><ul><li>-  Desorientação tempo-espacial. </li></ul><ul><li>-  Ilusões e alucinações visuais. </li></ul><ul><li>-  Agitação ou lentificação. </li></ul><ul><li>-  Ansiedade marcante. </li></ul>
  28. 28. Prevenção <ul><li>Diz respeito à capacidade de situar-se quanto a si mesmo e quanto ao ambiente, constituindo um elemento básico da atividade mental </li></ul><ul><li>Requer, de forma consistente, a integração das capacidades de atenção, percepção e memória </li></ul>
  29. 29. Orientação <ul><li>Avalia o nível de consciência </li></ul><ul><ul><li>Auto psíquica = em relação a si mesmo </li></ul></ul><ul><ul><li>( quem é, idade, profissão,..) </li></ul></ul><ul><ul><li>Alopsíquica = orientação temporo –espacial </li></ul></ul><ul><ul><li>( aonde estou, dia?, mês?...) </li></ul></ul>
  30. 30. Orientação <ul><li>Orientação temporal </li></ul><ul><ul><li>Momento cronológico: período,dia, mês, ano. </li></ul></ul><ul><ul><li>Integra os vários estímulos ambientais de forma mais elaborada. </li></ul></ul><ul><ul><li>Adquirida mais tardiamente ao longo da vida em relação à espacial na evolução neuro – psicológica </li></ul></ul><ul><li>Orientação espacial : onde, país, cidade, local, andar... </li></ul>
  31. 31. Memória <ul><li>Capacidade de registrar, manter e evocar as experiência e os fatos já ocorridos. </li></ul><ul><li>A memória é composta de três fases ou elementos básicos: </li></ul><ul><ul><li>Registro (percepção, gerenciamento e início da fixação) </li></ul></ul><ul><ul><li>Conservação (retenção) </li></ul></ul><ul><ul><li>Evocação (recuperação ou recordação) </li></ul></ul>
  32. 32. Fatos ocorridos MEMÓRIA Memória REGISTRO MANUTENÇÃO EVOCAÇÃO
  33. 33. Memória (definições) <ul><li>Processo temporal de aquisição e evocação </li></ul><ul><ul><li>Memória imediata ou curtíssimo prazo  atenção, capacidade limitada de retenção: concentração, estado de fadiga e treino </li></ul></ul><ul><ul><li>Memória recente ou de curto prazo  capacidade de retenção em relação a poucos minutos ou hora </li></ul></ul><ul><ul><li>Memória remota ou de longo prazo  capacidade de evocação de fatos ocorridos no passado (meses a anos) : capacidade bem mais ampla </li></ul></ul>
  34. 34. Memória <ul><li>Lei da regressão mnêmica de Ribot,1882  em relação a uma lesão cerebral: </li></ul><ul><ul><li>Perde primeiro elementos recentemente adquiridos e depois os mais antigos </li></ul></ul><ul><ul><li>Perde primeiro elementos mais complexos e depois os simples </li></ul></ul><ul><ul><li>Perde primeiro elementos mais estranhos e menos habituais e depois os mais familiares </li></ul></ul>
  35. 35. Memória – Alterações patológicas (quantitativas) <ul><li>Hipermnésias  afluência rápida em grande quantidade, perdendo em clareza e precisão. </li></ul><ul><li>Amnésias ou hipomnésias  perda da capacidade de fixar ou manter e evocar antigos conteúdos mnêmicos </li></ul>
  36. 36. Memória – Alterações patológicas (quantitativas) <ul><li>Amnésia anterógrada  perda da capacidade de fixação de fatos após o evento traumático </li></ul><ul><li>Amnésia retrograda  perda da capacidade para a evocação de eventos antes do início da lesão ou trauma. </li></ul><ul><li>Amnésia retroanterógrada  perda da capacidade de evocação e fixação ao redor em dias, semanas,meses. </li></ul>
  37. 37. Memória – Alterações qualitativas <ul><li>A deformação do processo de evocação de conteúdos mnêmicos previamente fixados: </li></ul><ul><ul><li>Ilusões mnêmicas  acréscimo de elementos novos sensoriais a um núcleo já fixado,verdadeiro </li></ul></ul><ul><ul><li>Alucinações mnêmicas  criações imaginativas com a aparência de memórias </li></ul></ul><ul><ul><li>Confabulações  elaboração inconsciente de respostas falsas </li></ul></ul><ul><ul><li>Déjà – vú  lembranças que aparecem como fatos novos ao paciente.. </li></ul></ul>
  38. 38. Concentração e Atenção <ul><li>Causas de alterações na concentração: </li></ul><ul><li>Doença cerebral orgânica </li></ul><ul><li>Ansiedade </li></ul><ul><li>Depressão </li></ul><ul><li>Estímulos internos (alucinações auditivas) </li></ul><ul><li>- Séries de 7 </li></ul>
  39. 39. Concentração e Atenção <ul><li>Leitura e escrita </li></ul><ul><li>Ler uma frase e fazer o que ela ordena </li></ul><ul><li>Escrever uma frase simples </li></ul><ul><li>Capacidade visual e espacial </li></ul><ul><li>Copiar uma figura </li></ul><ul><li>Pensamento abstrato (conceitos) </li></ul><ul><li>Provérbios </li></ul><ul><li>Semelhanças </li></ul><ul><li>Informações e Inteligência </li></ul><ul><li>Tarefas mentais </li></ul><ul><li>Vocabulário e fundo geral de conhecimentos </li></ul>
  40. 40. Impulsividade <ul><li>Impulsos sexuais </li></ul><ul><li>Impulsos agressivos </li></ul><ul><li>Avaliação do comportamento social adequado </li></ul><ul><li>Situações incapacitantes: </li></ul><ul><li>Doença cerebral orgânica </li></ul><ul><li>Psicose </li></ul><ul><li>Defeitos crônicos de caráter </li></ul>
  41. 41. Insight <ul><li>Grau de conscientização e compreensão do paciente de que está doente </li></ul><ul><li>Avaliação na anamnese </li></ul><ul><li>Insight intelectual </li></ul><ul><li>Insight emocional </li></ul><ul><li>Alteração da personalidade ou padrões comportamentais </li></ul>
  42. 42. Julgamento <ul><li>Capacidade para julgamento social </li></ul><ul><li>Previsão, pelo paciente, do que faria em situações imaginárias </li></ul>Confiabilidade <ul><li>Estimativa por parte do examinador sobre a honestidade ou veracidade do paciente </li></ul>

×