Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Provas voluntárias

16,504 views

Published on

  • Be the first to comment

Provas voluntárias

  1. 1. BEM AVENTURADOS OS AFLITOS PROVAS VOLUNTÁRIAS - VERDADEIRO CILÍCIO Objetivos deste estudo: - Compreender que somente as provas bem suportadas podem nos conduzir ao Reino de Deus. - Identificar a fé “como o remédio do sofrimento, pois ela mostra sempre os horizontes do infinito.” - Valorizar a vida como oportunidade valiosa de evolução. -Conscientizar o evangelizando da importância do otimismo e da confiança em Deus na certeza de que o Pai a nenhum dos seus filhos desampara por mais áspera que seja a crise e por maior que seja o sofrimento ou desilusão.
  2. 2.  CILÍCIO--- Cinto ou cordão com pontas de metal para se usar apertado contra o corpo ,provocando dor constante,como forma de penitência. - Sofrimento ou sacrfício voluntários.  O cilício é usado para a auto-flagelação em muitas religiões.  Quando voce cria situações novas para sua vida, vai ter muita dificuldade para sair dela. Esse é o falso cilício.  Ex: Há pessoas que ,quando voce detectam uma confusão, procuram sempre estar envolvidos nela;  Ex: quando voce conhece uma pessoa muito perturbada, e por caridade, se casar com ela, você vai sofrer muito.
  3. 3. É lícito ao homem abrandar suas próprias provas?  Essa questão eqüivale a esta outra:  É lícito, àquele que se afoga, cuidar de salvar-se?  Aquele em quem um espinho entrou, retirá-lo?  Ao que está doente, chamar o médico?  As provas têm por fim exercitar a inteligência, tanto quanto a paciência e a resignação.
  4. 4.  Pode dar-se que um homem nasça em posição penosa e difícil, precisamente para se ver obrigado a procurar meios de vencer as dificuldades.  O mérito consiste em sofrer, sem murmurar, as conseqüências dos males que lhe não seja possível evitar, em perseverar na luta, em se não desesperar, se não é bem-sucedido; nunca, porém, numa negligência que seria mais preguiça do que virtude.  Ex: Madre Teresa de Calcutá disse que o seu grande desafio foi modificar a mentalidade dos Indianos que pensavam assim:  “se eu estou sofrendo assim é que Deus quer me punir”, e assim eles não faziam nada para mudar esta situação.  O que você é RESIGNADO X ACOMODADO ?????????
  5. 5.  O Resignado entende a finalidade do sofrimento e sabe que, muitas vezes, depende dele produzir esforços para que ele possa atenuar os seus defeitos.  O Acomodado acha que tem que ser assim e não progride.  A Finalidade da dor é educativa.  Segundo a Bíblia : “Deus não quer a morte do pecador, mas a extinção do pecado”  Ou seja: Ele quer que retiremos de nós a fonte do nosso sofrimento
  6. 6.  Quantas dores geradas pelo nosso orgulho, vaidade, pela prática de ficar ressentido com algumas pessoas, pela raiva,etc… por isso Kardec afirmou que a maior parte de nossas aflições vem desta existência.  Mas existem também as “marcas do passado” que são buriladores de nossa alma que não conseguiremos apagar, e, por isso, temos que aprender com estes efeitos. Ex: Jéf.  Mas como a Divindade nos conhece bem vai nos libertando desse sofrimento em suaves prestações.  OBS: EX DR. JOÃO LOURENÇO DA RBN SOBRE CAUSAS ATUAIS DAS AFLIÇÕES:  Queremos algo que não precisamos,  Com o dinheiro que não temos,  Para mostrar quem não somos.
  7. 7.  Grande distinção cumpre aqui se faça:  Contentai-vos com as provas que Deus vos manda e não lhes aumenteis o volume, já de si por vezes tão pesado;  Aceitá-las sem queixumes e com fé, eis tudo o que de vós exige “ Ele .”  Não enfraqueçais o vosso corpo com privações inúteis e macerações sem objetivo, pois que necessitais de todas as vossas forças para cumprirdes a vossa missão de trabalhar na Terra.  Enfraquece-lo sem necessidade é um verdadeiro suicídio. Usai, mas não abuseis, tal a lei.  O abuso das melhores coisas tem a sua punição nas inevitáveis conseqüências que acarreta.
  8. 8.  Vós, porém, que vos retirais do mundo, para lhe evitar as seduções e viver no insulamento, que utilidade tendes na Terra?  Onde a vossa coragem nas provações, uma vez que fugis à luta e desertais do combate?  Se quereis um cilício, aplicai-o às vossas almas e não aos vossos corpos; mortificai o vosso Espírito e não a vossa carne; fustigai o vosso orgulho, recebei sem murmurar as humilhações;  Flagiciai o vosso amor-próprio; enrijai-vos contra a dor da injúria e da calúnia, mais pungente do que a dor física.  Aí tendes o verdadeiro cilício cujas feridas vos serão contadas, porque atestarão a vossa coragem e a vossa submissão à vontade de Deus.  Um anjo guardião. (Paris, 1863.) 
  9. 9.  RECORDANDO…  A palavra cilício refere-se ao cinto ou cordão de crina ou de arame fino, colocados sobre a pele, para mortificação e penitência; cinto eriçado de cerdas ou correntes de ferro, cheio de pontas, com que os penitentes cingiam o corpo, diretamente sobre a pele, muito usado no passado, para pagar pecados ou afugentar tentações.  Cilício, hoje, pode significar sacrifícios, como renunciar em favor de outros, perdoar setenta vezes sete vezes, fazer bem a quem faz o mal, e outros mais;  Sacrifícios, que além de beneficiar outras pessoas, elevam quem se esforça para tal, visando seu próprio aperfeiçoamento. 
  10. 10.  Renunciar a algo, necessário a si, em favor do próximo é o verdadeiro cilício, aquele que propicia conforto, consolo, alegria, esperança, confiança, e, ao mesmo tempo provoca em quem assim o faz, transformações que o levarão a transcender-se, espiritualmente falando. O espiritismo nos esclarece, através dos seus princípios, que o caminho da elevação é o da solidariedade, da fraternidade, que farão desabrochar em nós o amor ao próximo.  LEMBREMO-NOS SEMPRE DO EXEMPLO DE NOSSO MESTRE:  Foi humilhado, caluniado, desprezado, incompreendido, abandonado, sofreu o martírio da cruz, manteve-se sempre autêntico, não cedendo aos princípios da época, fez o que veio fazer, com simplicidade, com humildade, com confiança, continuando a ser o modelo a ser seguido,  O exemplo maior de como deve ser todo filho de Deus.

×