Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura

1,869 views

Published on

Revolução Industrial Inglesa do século XVIII

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,869
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura

  1. 1. REVOLUÇÃO INDÚSTRIAL História Prof. Gerson
  2. 2. Antecedente da Revolução Industrial • Leis de Cercamentos (Enclosure Acts): transformou terras comunais (comuns) em propriedade privada, desalojando o camponês e forçando a migração deste para a cidade.
  3. 3. PIONEIRISMO INGLÊS • Disponibilidade de matéria-prima, carvão mineral e minério de ferro, no solo inglês. • O carvão mineral era o combustível das máquinas que eram feitas de ferro.
  4. 4. PIONEIRISMO INGLÊS • Disponibilidade de mão de obra e mercado consumidor. • Os camponeses desalojados pelos cercamentos tornaram-se mão de obra barata na para as fábricas; • Os territórios do além mar, América, Ásia e África tornaram-se mercados consumidores dos produtos ingleses.
  5. 5. PIONEIRISMO INGLÊS • Acúmulo de capital da burguesia que havia ganho muito dinheiro com o comércio marítimo. • A burguesia que atuou no comércio marítimo desde o século XV pode ter dinheiro em caixa para investir nas novas tecnologias e montar as fábricas.
  6. 6. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL • REVOLUÇÃO INDUSTRIAL - LINHA DO TEMPO | E
  7. 7. ATIVIDADES 1. O que foi a lei de cercamentos e qual a consequência dela para a Revolução Industrial? 2. Quais foram as matérias primas da Revolução Industrial e suas aplicações? 3. Quais eram os novos mercados consumidores capazes de absorver a produção da Revolução Industrial? 4. O que é acúmulo de capital e como ele influenciou o processo da Revolução Industrial? 5. Quais características do mundo contemporâneo podem ser relacionadas as transformações geradas pela Revolução Industrial?
  8. 8. ANTECEDENTES HISTÓRICOS • Por que primeiro na Inglaterra? • Leis de Cercamentos: ▫ Disponibilizou terras; ▫ Forçou a migração de camponeses, expulsos de suas terras, para a cidade; Esse camponês virou a mão-de-obra barata das fábricas... Ah, as fábricas. • Por que a Inglaterra primeiro? • Disponibilidade de matéria prima em seu solo: carvão mineral, para movimentar as máquinas; ferro, para construir máquinas resistentes. • Acúmulo de capital por meio do comércio marítimo e da agricultura, esse capital acumulado pode ser investido nas fábricas.
  9. 9. Artesanato, manufatura e maquinofatura • O que é artesanato? O que é manufatura? O que é maquinofatura? Qual a diferença entre esses processos produtivos?
  10. 10. ARTESANATO • No artesanatoNo artesanato utiliza-se como energia principal a força humana. • O trabalho era feito em Oficinas e sem grandes divisões, o Mestre de Ofício passava o conhecimento para os outros artesãos que dominavam todo o processo produtivo. • A produção ocorria de forma lenta.
  11. 11. MANUFATURA • Na manufaturaNa manufatura, apesar da utilização de máquinas, ainda rudimentares, a energia utilizada no trabalho ainda era humana ou animal, e a unidade produtiva era a Oficina. • O que existe de diferente do artesanato é a divisão do trabalho, enquanto no artesanato o mesmo trabalhador poderia dominar todo o processo produtivo, na manufatura havia uma especialização maior. • Maior velocidade no processo produtivo se comparado ao artesanato.
  12. 12. MAQUINOFATURA • Na maquinofatura a força humana ou animal é substituída como fonte de energia pelo carvão mineral. • As máquinas também evoluem e são feitas com materiais como o ferro. • A unidade produtiva é a fábrica. • Ocorre uma divisão do trabalho e uma maior especialização no processo produtivo, alienação do trabalhoalienação do trabalho. • A produção rápida e em larga escala.
  13. 13. Transformações ocorridas • Maior produção, em menos tempo, com menos custo, o que aumentava o lucrolucro. • Um trabalhador com uma máquina produzia mais do que diversos trabalhadores sem máquina. • Maior lucro para os donos das máquinas que investiram cada vez mais na mecanização do processo produtivo.
  14. 14. Atividades 1. Por que o trabalho artesanal não é alienado? 2. Qual a diferença entre a energia utilizada nas manufaturas e nas maquinofaturas? 3. Porque os trabalhos nas fábricas é alienado? 4. Na sua opinião quem é o maior beneficiado com a Revolução Industrial o patrão o ou o funcionário das fábricas? Justifique.
  15. 15. MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO • Os salários nas fábricas eram tão baixos que para suprir necessidades básicas como alimentação e moradia famílias inteiras eram obrigadas a trabalhar; • As jornadas de trabalho chegavam a 15 horas diárias, controladas pela tirania dos relógios; • O ambiente era geralmente sujo, empoeirado e mal ventilado, insalubre; • Os bairros operários careciam de água potável, esgoto o que favoreceu as epidemias de cólera, tifo e doenças respiratória, pela poluição das fábricas.
  16. 16. TRABALHO FEMININO E INFANTIL • Os salários eram mais baixos para mulheres e crianças, um quinto do salário de um homem adulto; • As crianças começavam a trabalhar aos 6 anos; • O trabalho nas fábricas colocou as mulheres cada vez mais longe de casa e as submeteu a chamada jornada dupla, trabalhar fora e cuidar da casa e dos filhos; • As crianças eram privadas de educação e trabalhavam em condições insalubres, onde desenvolviam doenças crônicas como bronquite e alergias. • Mulheres e crianças eram submetidos a castigos físicos nas fábricas.
  17. 17. CASTIGOS FÍSICOS NAS FÁBRICAS • Quando as crianças diminuíam a velocidade de trabalho eram castigadas com socos, ponta pés ou eram mergulhadas em cisternas de água. • As que fugiam das fábricas eram presas e fichadas pela polícia.
  18. 18. ATIVIDADES 1. Explique a situação salarial nas fábricas do século XVIII. 2. Por que o trabalho nas fábricas era insalubre? 3. Por que a jornada de trabalho da mulher era considerada dupla? Explique. 4. Ainda existe jornada feminina dupla no trabalho atualmente? As mulheres são tratadas com igualdade no mundo do trabalho? 5. Ainda existe trabalho infantil nos dias atuais? Justifique.
  19. 19. NOVOS GRUPOS SOCIAIS Burguesia:Burguesia: proprietários das fábricas, máquinas, bascos, comércio e redes de transportes. Com a riqueza passou a ter poder. Proletariado:Proletariado: operário, tem como único bem o corpo, vende sua força de trabalho em troca de um salário que lhe permite sobreviver, o salário paga apenas parte do trabalho do operário, o restante é apropriado pelo capitalista(burguês). As máquinas, os veículos, o dinheiro, são chamados de capital, o dono disso é chamado capitalista.
  20. 20. MOVIMENTOS E RESISTÊNCIA PROLETÁRIA • Ludismo:Ludismo: grupos de operários invadiam as fábricas e destruíam as máquinas, símbolos de sua exploração. • No século XIX surgem os primeiros sindicadossindicados, que perceberam que quem provocava as injustiças não eram as máquinas e sim o sistema de fábricas.
  21. 21. INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO • Em 1801 existiam 23 cidades com mais de 100 mil habitantes na Europa, em 1900 eram 135 cidades com mais de 100 mil habitantes. • Londres e Paris, maiores cidades da Europa no século XIX tinham mais de 500 mil habitantes. • Atualmente a maior parte da população mundial vive em centros urbanos.
  22. 22. ATIVIDADES 1. Quais as características da burguesia? Porque podemos chamar os burgueses de capitalistas? 2. Quem são os proletários? Você acredita que ainda exista essa divisão entre burgueses e proletários nos dias atuais? Justifique. 3. Qual a diferença de percepção sobre a exploração entre o movimento ludista e o movimento sindicalista?

×