Peixes ósseos

16,510 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
16,510
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
351
Actions
Shares
0
Downloads
192
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Peixes ósseos

  1. 1. Peixes Ósseos Acadêmicas: Geovana e Gislaine Profª: Fabiana Disciplina: Estudo da Fauna brasileira
  2. 2. CLASSIFICAÇÃO DOS OSTEICHTHYES <ul><ul><li>Do grego Osteos (osso), ichthyos (peixe) </li></ul></ul><ul><ul><li>Domínio: Eukaryota </li></ul></ul><ul><ul><li>Reino: Animalia </li></ul></ul><ul><ul><li>Filo: Vertebrata </li></ul></ul><ul><ul><li>Infrafilo: Gnathostomata </li></ul></ul><ul><ul><li>Superclasse: Osteichthyes </li></ul></ul><ul><ul><li>Classes: Actinopterygii e Sarcopterygii </li></ul></ul>
  3. 3. BIODIVERSIDADE <ul><li>Os peixes ósseos são o grupo mais vasto e diverso de peixes atuais. </li></ul><ul><li>Habitam tanto água salgada como água doce. </li></ul><ul><li>Podem ficar até cerca de 9 mil metros abaixo da superfície dos oceanos. </li></ul><ul><li>Formam a maior classe de vertebrados,com cerca de 23.800 espécies,distribuídas em 56 ordens,483 famílias e aproximadamente 4.200 gêneros. </li></ul>
  4. 4. CARACTERÍSTICAS <ul><ul><li>Possuem esqueleto ósseo; </li></ul></ul><ul><ul><li>A boca fica localizada anteriormente; </li></ul></ul><ul><ul><li>Possuem bexiga natatória ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Possuem opérculo grande com brânquias; </li></ul></ul><ul><ul><li>Olhos grandes,laterais e sem pálpebras; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ouvidos com três canais semicirculares dispostos perpendicularmente uns aos outros; </li></ul></ul><ul><ul><li>As narinas estão localizadas na parte dorsal do focinho; </li></ul></ul><ul><ul><li>Possuem uma linha lateral localizada ao longo do flanco; </li></ul></ul><ul><ul><li>O sistema circulatório é simples. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>Corpo é fusiforme, mais alto que largo, de corte oval o que facilita a deslocação através da água. A cabeça estende-se da ponta do focinho á abertura do opérculo, o tronco daí ao reto, para trás do qual se tem a cauda. O corpo apresenta uma forte musculatura segmentar - miómeros -, separados por delicados septos conjuntivos. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O esqueleto é formado por ossos verdadeiros, com numerosas vértebras distintas. </li></ul>
  7. 7. OSSO ENDOCÔNDRICO <ul><li>Osso endocôndrico ou osso esponjoso, ou seja, tecido ossificado internamente por substituição da cartilagem. O sistema circulatório invade a matriz cartilaginosa, o que permite aos osteoblastos uma melhor alimentação e também o recrutamento de osteoblastos adicionais; outras células do sangue vão &quot;comendo&quot; a cartilagem resultando num órgão rígido mas pouco pesado, formado por tecido esponjoso no interior, rodeado por lamelas densas de tecido desenvolvido pelo periósteo. </li></ul>
  8. 8. ANATOMIA EXTERNA
  9. 9. ANATOMIA INTERNA
  10. 10. <ul><li>Tipicamente os peixes ósseos não são maiores que 1 m de comprimento mas existem formas reduzidas (certos gobies têm apenas 10 mm de comprimento) e gigantescas (espadarte com 3,70 m, o esturjão com 3,80 m e 590 kg de peso ou o peixe-lua com 900 kg de peso). </li></ul>
  11. 12. BRÂNQUIAS <ul><li>Conjunto de lâminas vascularizadas. </li></ul><ul><li>Protegidas pelo opérculo. </li></ul><ul><li>Além da respiração pode auxiliar na classificação taxonômicas. </li></ul>
  12. 13. BEXIGA NATATÓRIA <ul><li>um órgão hidrostático. Em algumas espécies ela não está ligada ao tubo digestivo(fisóclistos) e quando está ligada, os peixes são do tipo fisóstomos. </li></ul>
  13. 14. NADADEIRAS <ul><li>De uma forma geral, as nadadeiras possuem a função de impulsionar o peixe e manter a estabilidade, quando em movimento ou repouso. </li></ul><ul><li>Alguns peixes usam as nadadeiras durante a reprodução para &quot;abanar&quot; os ovos ou seduzir as fêmeas, outros sofreram uma adaptação mais profunda e utilizam suas nadadeiras para a cópula (poecilídeos). </li></ul>
  14. 15. TIPOS DE NADADEIRAS CAUDAIS DESCRIÇÃO HOMOCERCA A coluna vertebral não se prolonga através da nadadeira que é bilobada e simétrica. DIFICERCA A coluna vertebral não se prolonga através da nadadeira que é bilobada e simétrica. HETEROCERCA A porção terminal da coluna vertebral normalmente encurva-se para cima e a nadadeira é assimétrica.
  15. 16. TIPOS DE NADADEIRAS PARES DESCRIÇÃO ACTINOPTERÍGEAS Possuem base larga e seu esqueleto consiste em uma série de barras (raios)ósseas ou cartilaginosas paralelas,relativamente curtas. CROSSOPTERÍGEAS Tem a forma de uma folha e seu esqueleto consiste num eixo central com ramos laterais dispostos simetricamente.
  16. 18. ESCAMAS <ul><li>As escamas são finas, arredondadas e implantadas em fileiras longitudinais e diagonais, imbricadas como as telhas de um telhado. As extremidades livres das escamas estão cobertas por uma fina camada de pele que protege de parasitas e doenças. Em algumas espécies, esta camada de pele ajuda a manter a umidade quando o animal está emerso. </li></ul>
  17. 19. TIPOS DE ESCAMAS
  18. 21. REPRODUÇÃO <ul><li>Sexuada , ovípara; </li></ul><ul><li>As fêmeas expulsam os óvulos na água e depois os machos liberam seus espermatozóides sobre eles. </li></ul><ul><li>Geralmente em grande quantidade de ovos; </li></ul><ul><li>Existem espécies hemafroditas e com fecundação interna; </li></ul><ul><li>Muitos migram para desovar. </li></ul>
  19. 22. Classe Osteichthyes <ul><li>Dividida em : </li></ul><ul><li>SARCOPTERYGII: São peixes de barbatanas lobadas,como o celacanto e os peixes pulmonados e os tetrápodes ou seja os vertebrados terrestres. </li></ul><ul><li>ACTINOPTERYGII:os restantes grupos de peixes,também conhecidos como teleósteos. </li></ul>
  20. 23. Poraquê (peixe-elétrico) <ul><li>Reino : Animalia </li></ul><ul><li>Filo : Chordata </li></ul><ul><li>Classe : Actinopterygii </li></ul><ul><li>Ordem : Gymnotiformes </li></ul><ul><li>Família : Gymnotidae </li></ul><ul><li>Género : Electrophorus </li></ul><ul><li>Espécie : E. electricus </li></ul>
  21. 24. Cardume de sardinhas Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Osteichthyes Ordem: Clupeiformes Família: Clupeidae Nome científico: Sardinella brasiliensis Nome vulgar: Sardinha-verdadeira
  22. 25. EXEMPLOS
  23. 26. NEON TETRA <ul><li>Vivem em cardumes </li></ul><ul><li>No Brasil (Rio Solimões) </li></ul>
  24. 27. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS <ul><li>http://www.infoescola.com/biologia/peixes-osseos-classe-osteichthyes/ </li></ul><ul><li>http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos3/bioanimal5.php </li></ul><ul><li>http://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/peixes-osseos-osteictes.htm </li></ul><ul><li>http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/classe-osteichthyes/classe-osteichthyes-1.php </li></ul><ul><li>http://www.portalbrasil.net/educacao_seresvivos_vertebrados_peixes.htm </li></ul><ul><li>http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/peixes/anatomia-externa-dos-peixes-osseos.php </li></ul><ul><li>http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/peixes.htm </li></ul><ul><li>http://www.infoescola.com/peixes/branquias/ </li></ul><ul><li>http:// www.ciclideos.com/especies.html </li></ul>
  25. 28. OBRIGADA PELA ATENÇÃO !!!

×