Pais bons x pais brilhantes augusto cury

13,210 views

Published on

0 Comments
9 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
13,210
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
358
Comments
0
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pais bons x pais brilhantes augusto cury

  1. 1. 1º - DEIXAR SEUS FILHOS CONHECÊ-LOSBons pais atendem, dentro das suas condições,os desejos dos seus filhos. (festas de aniversário,tênis, roupas, produtos eletrônicos e etc.)Pais brilhantes dão algo incomparavelmente maisvalioso aos filhos. algo que todo o dinheiro domundo não pode comprar: o seu ser, a suahistória, as suas experiências, as suas lágrimas, oseu tempo.Seja inesquecível aos seus filhos.
  2. 2. O aprendizado depende do registro diário de milhares de estímulosexternos e internos, nas matrizes da memória.O que seus filhos registram sobre você? As imagens negativas oupositivas? Todas. Você não percebe, mas eles estão fotografando a cadainstante.Tudo é registrado mais alguns registros são privilegiados e tem maisqualidade na memória. Todas as experiências que possuem um alto volumeemocional provocam um registro privilegiado. O amor o ódio, a alegria e aangústia provocam um registro intenso.A mídia descobriu que anunciar misérias humanas fisga a emoção e geraconcentração. Acidentes, mortes, doenças, geram um arquivamentoprivilegiado dessas imagens.
  3. 3. É MELHOR PERDOARSe você tem um inimigo, fica mais barato perdoá-lo. Caso não o faça oinimigo dormirá com você e perturbará seu sono. Gerando uma imagemprivilegiada na sua memória.Ensine seus filhos a perdoar, ensino-os a fazer do palco da sua mente umteatro de alegria, e não um palco de terror. Leve-os a perdoar quem osdecepciona.Se agressividade, rejeições e atitudes impensadas podem criar um altovolume de tensão emocional, gerando cicatrizes para sempre, então sevocê errou com seu filho, ajude-o a refazer esse registro negativo em suamemória, que poderá prejudicá-lo na sua formação de personalidade. Masnão o faça presenteando seu filho, ele se acostumará, o manipulará e nãoo amará. Você precisa penetrar no mundo dele e reconhecer seu exagerofalando abertamente com ele.
  4. 4. CRUZE SUA HISTÓRIA COM A DE SEU FILHOCerta vez, um filho de nove anos perguntou a um pai, que eramédico, quanto ele cobrava por consulta. O pai disse-lhe o valor.Passado um mês, o filho aproximou-se do pai, tirou algumasnotas do bolso, esvaziou seu cofre de moedas e disse-lhe comos olhos cheios de lágrimas: “Pai, faz tempo que eu queroconversar com você, mas você não tem tempo. Consegui juntaro valor de uma consulta. Você pode conversar comigo?”Adquira o hábito de abrir seu coração para os filhos e deixá-losregistrar uma imagem excelente da sua personalidade. Sabe oque acontecerá?Eles se apaixonarão por você.Na personalidade humana nada é definitivo, comece hoje ainvestir tempo e presença na vida de seu filho.Abra-se, chore e abrace-o. é melhor que fazer montanhas decríticas.
  5. 5. 2º - NUTRIR A PERSONALIDADE DELESBons pais estão produzindo filhos ansiosos, alienados, autoritários, angustiados.Prepare seus filhos pra sobreviverem nas águas turbulentas da emoção edesenvolverem a capacidade crítica.Ensino-os a serem críticos quanto ao que vêm na TV , comerciais etc.Ajude seus filhos a não serem escravos dos seus problemas. Encoraje-o.Se você pudesse entrar na mente de um jovem, constataria que são atormentadospor ansiedade. Angústias com provas. Curvas do corpo que eles detestam. Outrosainda acham que ninguém gosta deles. Quando a baixa auto-estima nasce, a alegriamorre. Eles sofrem em silêncio.
  6. 6. Pergunte sempre aos seus filhos: “ o que está acontecendo com você?”, “Vocêprecisa de mim?”, “Você tem vivido alguma decepção?”, “O que eu posso fazer paratorná-lo mais feliz?”.Se você contagiar seus filhos com sonhos e entusiasmo, a vida será enaltecida. Masse for “reclamão”, mostrar medo da vida, temor pelo amanhã, preocupaçõesexcessivas com doenças, estará paralisando a inteligência e a emoção deles.Demonstre força e segurança. Diga palavras de encorajamento a eles.O verdadeiro otimismo é construído pelo enfrentamento dos problemas e não pelanegação destes.Não seja vendedor de pessimismo. Não prepare seus filhos para temerem a vida, ouentão se fecharão num casulo e viverão sem poesia.Forme seres humanos que conhecem seus limites e sua força.
  7. 7. 3º - ENSINÁ-LOS A PENSARBons pais corrigem erros, pais brilhantes ensinam a pensar.Seja perito em fazer seus filhos refletirem. As velhas broncas e os conhecidos sermõesdefinitivamente não funcionam, só desgastam a relação.Quando você abre a boca para repetir as mesmas coisas, no inconsciente seus filhoacessa os arquivos onde já estão memorizados aquelas velhas críticas. Eles já sabem oque vai dizer. Eles se armam e se defendem, inconscientemente, fechando-se paraqualquer aprendizado.Quando alguém me ensina criticando eu pouco ouço o que está sendo ensinado e refuto.Mas quando alguém me ensina de maneira sábia e dócil, eu fico aberto a qualquer crítica.A crítica dentro de um clima tenso de discursão acirrada não gera crescimento, massofrimento.Educar não é repetir as mesmas palavras, é criar ideias, é encantar.Se a maioria das críticas feitas repetidas vezes pelos pais não resolvem, o que fazer?
  8. 8. Ganhe primeiro o território da emoção.Depois o anfiteatro dos pensamentos.Depois o solo do consciente e do inconsciente da memória, que a caixa de segredos dapersonalidade.SURPREENDA-OSSurpreender é fazer o que eles não esperam, dessa forma o registro na memória vaitomar um lugar privilegiado e vai desencadear um aprendizado riquíssimo.EXEMPLO: seu filho acabou de levantar a voz para você. O que fazer? Ele espera quegrite e o castigue! Mas, em vez disso, você inicialmente se cala, relaxa e depois diz algoque o deixa pasmo: “ Eu não esperava que você me ofendesse desse jeito. Apesar da dorque você me causou, eu amo e respeito muito você.” Após dizer essas palavras, o pai saide cena e deixa o filho pensar. A resposta do pai abalará os alicerces de suaagressividade.Seja criativo na hora de impactar a emoção de seus filhos. Mas isso não lhe garantira aconquista se o fizer somente uma vez, isso deve se tornar sua pauta de vida.Eles se encatarão e registrarão você com grandeza.Não seja acusador, mas faça-o pensar no que fez. Pergunte-o: “O que você acha do seucomportamento?”. Faça-o refletir.
  9. 9. 4º - PREPARÁ-LOS PARA AS DERROTAS E DIFICULDADES DA VIDALeve-os a não ter medo de seus insucessos.Algumas pessoas não vencem por não terem a paciência suportar o não, porque nãosabem lidar com as críticas, com humildade reconhecendo suas falhas.Alguns pais nunca ensinaram seus filhos a enfrentar seus próprios erros e a crescer comeles.Pais que não pedem desculpas, nunca ensinarão seus filhos a lidar com a arrogância.Ensine seus filhos a não serem ingratos com avida.A capacidade de reclamar é o adubo da miséria emocional e a capacidade e de agradecer éo combustível da felicidade.Toda reclamação é seguida de lato grau de tensão. É arquivado de forma privilegiada namemória. Forma a personalidade. Personalidade essa refutada no mercado de trabalho.
  10. 10. 5º - DIALOGARConversar é falar sobre o mundo que nos cerca, dialogar é falar sobre o mundoque somos.Pesquisa do autor: 50% dos pais nunca tiveram a coragem de dialogar com seusfilhos sobre seus medos, perdas, frustrações.Quando as coisas quebram em casa, logo providenciamos o conserto, ou logoque possivel. Mas na quebra das relações dentro da família, o diálogo, tem seperdido com o passar do tempo. E sem diálogo não há relação saudável.Adquira o hábito de reunir a família, pelo menos uma vez na semana. E ouça seusfilhos. O que os inquita, suas dificuldades, seus medos e etc. ouça com respeito.Não intimide.Comportamentos inadequados são formas que o mente tem se chamar a atenção,de clamar pela presença dos que o cercam para amá-lo. Nessas horas o que osfilhos querem é o coração dos pais. Mas estes não entendem, e se afastam cadavez mais.
  11. 11. 6º - ENSINAR CONTANDO HISTÓRIASBons pais dão informações, pais brilhantes contam históriasQuerem ser pais brilhantes? Não apenas tenha o hábito de dialogar, mas de contar histórias.O mestre dos mestres ensinou por parábolas.Para ser intelectual ou um cientista, basta criar histórias e inserir nelas uma lição de vida. Todos nós temos potencial para criar, porém esse potencial está represado.Exemplo de um bebê que gera ciúmes ao irmão mais velho. Crie histórias envolvendo os dois, incentivando o companheirismo, e logo ele não verá mais seu irmão com o rival.
  12. 12. 7- NÃO DESISTA NUNCA DE SEUS FILHOSBons pais dão oportunidades, pais brilhantes nunca desistemSemeei no solo da inteligência de seus filhos e espere, o quanto tempo for necessário, e agerminação há de ocorrer, inevitavelmente.Exemplo do filho pródigo. O pai nunca desistiu, mas o aguardou. Esperou que o filhoaprendesse na escola da vida até entender o que fez e voltar.Saiba dizer “não” aos filhos. Se eles não souberem ouvir o “não” dos pais, não saberãoouvir um “não” da sociedade. E quando o disserem, não ceda a chantagens e pressões dosfilhos. Negocie o que for negociável, mas defina o for inegociável.EXEMPLO vai estudar no dia seguinte. Então é inegociável fica na internet até altas horas.Já o horário de volta pra casa podem ser negociados. A VIDA É UMA GRANDE ESCOLA QUE POUCO ENSINA PARA QUE NÃO SABE LER.

×