Pré-Enem 2010
ILHAS DE CALOR
INVERSÃO
TÉRMICA
INUNDAÇÕES
CONGESTIONAMENTOS
POLUIÇÃO DO AR
ACÚMULO DE
RESÍDUOS
SOTERRAMENTO
CONTAMINAÇÃO ...
 Não necessariamente em ordem de importância no processo,
podemos listar alguns fatores:
 o assoreamento do leito dos ri...
Com tudo isso, não é de estranhar
que bens de valor inestimável como as
chuvas e os rios, tenham se
transformado em vilões...
Correndo o risco de ser
soterrados em um deslizamento
de encosta!
Podendo gerar contaminação das
nascentes!
 Foi desenvolvida no início dos anos 70 na Austrália por Bill
Mollison e David Holmgren, unindo culturas ancestrais com o...
 Cuidar da Terra
Fala do respeito a todas as coisas do planeta, sejam elas
vivas ou não.
 Cuidar das pessoas
O impacto d...
ORGANIZAÇÃO
POPULAR E LUTA
POR DIREITOS!
DEMOCRACIA!
BIOCRACIA!
TENHAM UM
BOM DIA!!!
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Brasil, espaço urbano e implicações ambientais
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Brasil, espaço urbano e implicações ambientais

529 views

Published on

Slide utilizado para aula em pré-enem de Porto Alegre.

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
529
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Brasil, espaço urbano e implicações ambientais

  1. 1. Pré-Enem 2010
  2. 2. ILHAS DE CALOR INVERSÃO TÉRMICA INUNDAÇÕES CONGESTIONAMENTOS POLUIÇÃO DO AR ACÚMULO DE RESÍDUOS SOTERRAMENTO CONTAMINAÇÃO DAS NASCENTES E DOS RIOS POLUIÇÃO SONORA POLUIÇÃO VISUAL CHUVA ÁCIDA
  3. 3.  Não necessariamente em ordem de importância no processo, podemos listar alguns fatores:  o assoreamento do leito dos rios, provenientes do desmatamento e, principalmente, com a destruição das matas ciliares;  a impermeabilização das cidades, com a pavimentação excessiva do solo, impedindo a absorção (30%) das águas das chuvas;  o escoamento de toda sorte de detritos e lixo para o leito dos rios – já assoreados – reduzindo mais ainda a área de vazão, em função do acumulo* de água que lava as ruas e entulha o leito;  o excesso de interferência no curso natural do rio, com estreitamentos, “correções” de cursos e represamento para a construção de barragens e hidrelétricas.
  4. 4. Com tudo isso, não é de estranhar que bens de valor inestimável como as chuvas e os rios, tenham se transformado em vilões pela insensatez e irracionalidades do homem. *teoricamente, 30% das águas das chuvas se infiltram no solo, outros 30% evapora, e o restante escoa pela terra indo em direção aos córregos, rios e para o mar.
  5. 5. Correndo o risco de ser soterrados em um deslizamento de encosta!
  6. 6. Podendo gerar contaminação das nascentes!
  7. 7.  Foi desenvolvida no início dos anos 70 na Austrália por Bill Mollison e David Holmgren, unindo culturas ancestrais com os conhecimentos da ciência moderna.  A palavra originou-se da expressão permanent agriculture, porém hoje, devido a sua maior abrangência foi substituída por ´cultura permanente´.  A permacultura não se enquadra em nenhuma disciplina específica, sendo na prática um arcabouço de conhecimentos transdiciplinares abrangendo desde agricultura, arquitetura, agronomia, engenharia, ciências naturais, economia solidária, etc.  O objetivo é a criação de sistemas que sejam ecologicamente corretos e economicamente viáveis; que supram suas próprias necessidades, não explorem ou poluam e que sejam sustentáveis a longo prazo.
  8. 8.  Cuidar da Terra Fala do respeito a todas as coisas do planeta, sejam elas vivas ou não.  Cuidar das pessoas O impacto do ser humano no planeta é muito marcante. Se pudermos garantir a todos o acesso aos recursos básicos necessários a existência, reduziremos a necessidade de consumir recursos não renováveis.  Partilhar excedentes e limitar o consumo São decorrentes dos dois primeiros princípios. Partilhar excedentes significa redistribuir os recursos que temos além de nossas necessidades. Limitar consumo nos faz repensar nossos hábitos e conceitos de qualidade de vida. Sempre priorizar o fluxo em vez do acúmulo.
  9. 9. ORGANIZAÇÃO POPULAR E LUTA POR DIREITOS! DEMOCRACIA! BIOCRACIA!
  10. 10. TENHAM UM BOM DIA!!!

×