Teologia da prosperidade

2,397 views

Published on

Aula 2, teologia contemporânea, teologia da prosperidade

Published in: Spiritual
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,397
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
129
Actions
Shares
0
Downloads
117
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Teologia da prosperidade

  1. 1. 1- TEOLOGIA DA PROSPERIDADE“Eu não sei o que você sente em relação àTeologia da Prosperidade, mas eu vou lhedizer o que eu sinto: ódio!” JOHN PIPER“Deus é mais glorificado em você quandovocê está mais satisfeito nele em meio à dore pobreza, e não em meio à prosperidade”. JOHN PIPER 1
  2. 2. 2- O IBGE E A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE• As famílias chefiadas por uma pessoa que segue religião espírita têm maior rendimento médio mensal (R$ 3.796) do que as mantidas por um evangélico pentecostal (R$ 1.271), segundo Pesquisa divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 2
  3. 3. 3- TEOLOGIA DA PROSPERIDADE E SEUS SINÔNIMOS•Teologia da prosperidade, também conhecidacomo: –Confissão positiva; –Palavra da fé; –Movimento da fé e evangelho da saúde e da prosperidade;•Trata-se de um movimento religioso surgidonas primeiras décadas do século XX nosEstados Unidos da América. 3
  4. 4. 4- ALGUNS DOS APÓSTOLOS DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE• David Yonggi Cho;• Kenneth Copeland;• Kenneth Hagin;• Benny Hinn;• Edir Macedo;• Valdomiro Santiago;• R.R. Soares;• Estevam Hernandes e Bispa Sônia;• Valnice Milhomens;• Marco Feliciano. 4
  5. 5. 5- PORTFÓLIO TEOLÓGICO DA TP• Sob o nome de Teologia da Prosperidade estão agrupadas visões religiosas como: – “Confissão Positiva” (não-aceitação da fragilidade humana); – “Rhema” (poder direto de Deus concedido pessoalmente aos crentes); – A “Batalha Espiritual” (deslocamento religioso para explicações dos projetos históricos); – “Vida na Bênção” ou “na Graça” (transferência da escatologia para a vida terrena). 5
  6. 6. 6- TEOLOGIA DA PROSPERIDADE:TRÊS PONTOS PRINCIPAIS:• 1) Autoridade Espiritual – Segundo K. Hagin, Deus tem dado autoridade (unção) a profetas nos dias atuais, como seus porta-vozes. Ele diz que “recebe revelações diretamente do Senhor”; “…Dou graças a Deus pela unção de profeta…Reconheço que se trata de uma unção diferente…é a mesma unção, multiplicada cerca de cem vezes.” – (Hagin, Compreendendo a Unção, p. 7).• 2) Bênçãos e Maldições da lei – K.Hagin diz, com base em Gl 3.13,14, que fomos libertos da maldição da lei, que são: 1) Pobreza; 2) doença e 3) morte espiritual. Ele toma emprestadas as maldições de Dt 28 contra os israelitas que pecassem. Segundo essa doutrina, o cristão tem direito a saúde e – riqueza; diante disso, doença e pobreza são maldições da lei. Eles ensinam que “todo – cristão deve esperar viver uma vida plena, isenta de doenças” e viver de 70 a 80 anos, – sem dor ou sofrimento. Quem ficar doente é porque não reivindica seus direitos ou não tem fé. E não há exceções. Pregam que Is. 53.4,5 é algo absoluto. Fomos sarados e não existe mais doença para o crente. Os seguidores de Hagin enfatizam muito que o crente deve ter carro novo, casa nova própria, as melhores roupas, uma vida de luxo. 6
  7. 7. 6.1- A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE:TRÊS PONTOS PRINCIPAIS: • 3. Confissão Positiva – É o terceiro ponto da teologia da prosperidade. Ela está incluída na “fórmula da fé”, que Hagin diz ter recebido diretamente de Jesus, que lhe apareceu e mandou escrever de 1 a 4, a “fórmula”. • Se alguém deseja receber algo de Jesus, basta segui-la: – 1) “Diga a coisa” positiva ou negativamente, tudo depende do indivíduo. De acordo com o que o indivíduo quiser, ele receberá”. Essa é a essência da confissão positiva. – 2) “Faça a coisa”. “Seus atos derrotam-no ou lhe dão vitória. De acordo com sua ação, você será impedido ou receberá”. – 3) “Receba a coisa”. Compete a nós a conexão com o dínamo do céu”. A fé é o pino da tomada. Basta conectá-lo. – 4) “Conte a coisa” a fim de que outros também possam crer”. Para fazer a “confissão positiva”, o cristão dever usar as expressões: exijo, decreto, declaro, determino, reivindico, em lugar de dizer : peço, rogo, suplico; jamais dizer: “se for da tua 7 vontade”, pois isto destrói a fé.
  8. 8. 7- TEOLOGIA QUE SAI DA BOCA DOS APÓSTOLOS• Nos EUA: – “Pobreza é pecado porque Deus nos mandou multiplicar”. – “Pobreza é maldição. Deus quer que você seja rico”. – “Cristãos são mini-deuses na terra”. – “Deus começará a te abençoar pois dinheiro sempre segue justiça”. – “Se você crer nisso será um milionário em três anos”. – “Adão era deus e deixou de ser quando caiu”. – “Eu (o pregador) sou o ‘eu sou’ ”. – “Repita frequentemente: ‘Deus quer que eu prospere e tenha boa saúde’ ”.• No Brasil: – “Os dízimos e ofertas são tão santos e tão sagrados quanto a Palavra de Deus”. – “Se você está vivendo em miséria tem alguma coisa errada”. – “Eu plantei ofertas na casa de Deus e vou colher bênçãos materiais”. – “Beleza, riqueza e bênçãos materiais também têm parte no Reino de Deus”. – “O Jumentinho que Jesus usou para entrar em Jerusalém era 0 Km”. – “Eu profetizo casa própria para os ouvintes/telespectador…”. 8
  9. 9. 7- JOYCE MEYER• Joyce Meyer, como Copeland e Haggin, não crê que Jesus tenha efetuado na cruz a completa reparação dos nossos pecados, conforme a Bíblia ensina. Ela acredita e ensina que Jesus precisou ir ao inferno e ser ali atormentado durante três dias, a fim de completar a reparação dos pecados da humanidade: – “Durante o tempo em que Ele permaneceu no inferno, o lugar para onde você e eu deveríamos ir, por causa dos nossos pecados… Ele ali pagou o preço… Nenhum plano seria extremo demais… Jesus pagou na cruz e no inferno… Deus levantou do Seu trono e disse aos poderes demoníacos que atormentavam o Seu Filho impecável: ‘Deixem-no ir’. Foi então que o poder da ressurreição do Deus Todo Poderoso entrou no inferno e encheu Jesus… E ressuscitou dos mortos o primeiro homem nascido de novo.” (“The Most Important Decision You Will Ever Make: A Complete And Thorough Understanding of What It Means To Be Born Again”, 1991, páginas 35-36 do original de Joyce Meyer). 9
  10. 10. 8- BENNY HINN• 1) Ele declarou que Jesus “... assumiu a natureza de Satanás, para que todos quantos tinham a natureza de Satanás pudessem participar da natureza de Deus”. Esta declaração blasfema é citada no excelente trabalho crítico de Hank Hanegraaff, Cristianismo em Crise, editado pela CPAD (p.166).• 2) Afirmou que o Espírito Santo lhe revelou que as mulheres foram originalmente criadas para dar à luz pelo lado. Todavia, por causa do pecado, passaram a dar à luz pela parte mais baixa de seu corpo (idem, p.373).• 3) Ensina que o homem é um pequeno deus. E afirmou: “Eu sou ‘um pequeno messias’ caminhando sobre a Terra” (idem, p.119).• 4) Asseverou que o homem, em princípio, voava da mesma forma que os pássaros. Segundo ele, Adão podia voar até à lua pela sua própria vontade: “Adão era um superser (...) costumava voar. Naturalmente, como poderia ter domínio sobre as aves, sem ser capaz de fazer o que elas fazem?” (idem, p.128).• 5) Hinn costuma visitar os túmulos de duas santas mulheres, Kathry Kuhlman e Aimee S. McPherson, para receber a “unção” que flui de seus ossos (idem, p.373).• 6) Em seu livro Good Morning, Holy Spirit (p.56), Hinn afirma que, em uma de suas supostas conversas com o Espírito Santo, o Consolador teria implorado para que ele ficasse em sua presença: “Hinn, por favor, mais cinco minutos; apenas mais cinco minutos”.• 7) Ele ensina que a Trindade é composta de nove pessoas, pois o Pai, o Filho e o Espírito Santo possuem, cada um, espírito, alma e corpo (citado em Cristianismo em Crise, p.375). 10
  11. 11. 8.1- BENNY HINN• 8) Ao ser criticado, disse que gostaria de ter “uma arma do Espírito” para explodir a cabeça de seus críticos. Além disso, profere palavras funestas contra aqueles que refutam suas heresias. As ameaças abaixo, extraídas do livro supracitado (p.376), foram dirigidas ao Instituto Cristão de Pesquisas dos EUA: “Agora eu estou apontando meu dedo para vocês com o tremendo poder de Deus sobre mim... Ouçam isto! Existem homens e mulheres no sul da Califórnia me atacando. É sob a unção que lhes falo agora. Vocês colherão o que estão semeando em suas próprias crianças se não pararem... E seus filhos e filhas sofrerão” (...) “Vocês estão me atacando no rádio todas as noites — vocês pagarão e suas crianças também. Ouçam isto dos lábios dum servo de Deus. Vocês estão em perigo. Arrependam-se! Ou o Deus Altíssimo moverá a sua mão. Não toqueis nos meus ungidos...” 9) Hinn concordou em tirar alguns erros do livro Good Morning, Holy Spirit (Bom Dia, Espírito Santo), depois de uma conversa com Hank Hanegraaff (presidente do ICP dos EUA), em 1990. No ano seguinte, admitiu seus erros e prometeu fazer alterações em seus escritos. Entretanto, depois de algumas semanas, retornou às suas velhas práticas (idem, p.375).• 10) Defendendo a teologia da prosperidade, pela qual afirma que a pobreza é uma maldição, disse que Jó era carnal e mau (idem, p.103), ignorando o enfático testemunho de Deus acerca de seu servo: “Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, e desviando-se do mal” (Jó 1.8).• 11) Defensor também da falaciosa confissão positiva, declarou: “Nunca, jamais, em tempo algum, vão ao Senhor e digam: ‘Se for da tua vontade...’ Não permitam que essas palavras destruidoras da fé saiam da boca de vocês”. (idem, p.295). Hinn ignora o fato de o próprio Cristo ter ensinado e empregado tal forma de oração (Mt 6.10; 26.39). 11
  12. 12. CONSIDERAÇÕES FINAIS• A teologia da prosperidade horizontaliza a vida;• “pensai e olhais para as coisas que são do alto” fica em segundo plano;• Pecado, vida eterna e santificação são conceitos relativizados;• O peso do pecado pode ser acrescido ao peso da culpa por não se ter fé suficiente para ser um sucesso neste mundo;• Jesus não é o salvador, mas um mordomo;• Deus é escravo da nossa “fidelidade”;• A palavra de Deus não é um fim, mas um meio. 12

×