Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, ABRIL 2018

41 views

Published on

JORNAL QUE TEM O QUE FALAR

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, ABRIL 2018

  1. 1. 2 Diretor: Adilson da Costa Moreira - Fones 99894.1462 e 3328-0176 CNPJ 12.698.306/0001-42 Dep. comercial: Sharon Simão Zunino - Rua Guilherme Ihlenfelt, 765 - Tingui - Curitiba E-mail: gazetasantacandida@gmail.com Tiragem: 10.000 exemplares www.gazetasantacandida.com / www.gazetasantacandida.blogspot.com As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal. EXPEDIENTE Os melhores jornais de bairros Curitiba é destaque em feira no México Curitiba é uma das principais atrações na 10ª edição da Feira das Culturas Amigas, que teve início no último sábado e segue até o dia 29, na Cidade do México, a Capital Mundial do Design neste ano. Mon- tado no Zócalo, o coração da capital mexicana, onde está sendo realizada a feira, o estande curitibano é um dos mais procurados. Curitiba está representando o Brasil no evento, com uma mostra das práti- cas de planejamento e design urbano. Amontagemdaexposiçãofoifeitapelo Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba(Ippuc)apedidodaEmbaixa- da do Brasil no México. “O estande do Brasil,representadoporCuritiba,cida- de do bom desenho, é a grande atra- ção”, disse ontem o prefeito Rafael Greca, em visita à feira, acompanhado do embaixador do Brasil no México, MaurícioLyrio. Apresentação Nesta segunda-feira, o prefeito Rafael Greca fará uma apresentação sobre Curitiba, no encontro das Cida- des da Rede Mundial de Design, no México.AcapitalmexicanaéaCapital MundialdoDesign,escolhidapelaOr- ganizaçãoMundialdoDesign(WDO– World Design Organisation), em premiaçãonaqualCuritibatambémfoi finalista. Greca foi convidado a fazer a apre- sentação sobre Curitiba pelo diretor- geral do Comitê Organizador da Capi- tal Mundial do Design 2018 - Cidade do México e da Semana de Design México,EmilioCabrero. Curitibatam- bém faz parte da rede de cidades cria- tivas da Unesco como referência em design, sendo a única do Brasil.
  2. 2. 3 Alunos, professores e servidores do Colégio Estadual Santa Cândida - além de moradores da região - visitaram a 28ª Exposição de Orquídeas, Bromélias e Cactus na cancha esportiva da Escola Santa Cândida. A exposição aconteceu do dia 28 de abril ao dia 1º de maio na cancha esportiva da Escola Santa Colégio Estadual Santa Cândida realiza a 28ª Exposição de Orquídeas Cândida. Durante a exposição muitas plantas batizadas com o nome popular de “orquídeas” foram mostradas e apresentadas ao público que, através de informações dos expositores, aprenderam a diferenciar diversas espécies. “Todos a conhecem, por escutar ou falar corriqueiramente, podendo variar de nome de região para região dentro de um mesmo país. O outro nome próprio, é o nome científico que nem todos sabem que é criado por especialistas que usam os conhecimentos da chamada Classificação Sistemática ou Taxonomia Vegetal”, informa o presidente da Associação Cultural dos Orquidófilos, Roberto Kovalezuk. “A exposição nesta região só foi possível graças ao espaço cedido pela direção da escola” disseram os organizadores e presidente da Associação Cultural dos Orquidófilos. As sócias fundadoras Marina Freitag e Leonilda Konopka estavam presentes com os demais diretores da Associação. Marina Freitag e Leonilda Konopka, fundadoras da Associação dos Orquidários Diretoria daAssociação Cultural dos Orquidários, realizando um excelente trabalho na organização da 28ª Exposição de Orquídeas, Bromélias e Cactus na cancha esportiva da Escola Santa Cândida.
  3. 3. 4 O Conselho de saúde da vila Esperança se reuniu em assembléia ordinária no Atuba para informar sobre os serviços da Unidade Básica e receber sugestões sobre a melhoria dos serviços prestados e para atender a demanda da odontologia. O CLS é um orgão colegiado que exerce o poder de forma compartilhada e de caráter permanente e deliberativo. É integrado à Unidade de Saúde que tem o poder de decisão, participação e colaboração efetiva nos programas e ações que são desenvolvidas em cada Unidade de Saúde. Participaramdareuniãoasenhora Neida, representando o Grupo da Ginástica;ReinaldoeKarina,agentes comunitários;Gilmarrepresentando a Comunidade da Penha; Irene, presidente da Associação Atuba 2; Reunião do Conselho de Saúde da Vila Esperança Sebastião representando o Renato ( presidentedoConselho)membrode Associação de bairro; Clemencia, moradoranacomunidadedoAtuba, AutoridadeSanitáriadaUnidadede Análises realizadas com 70 amostras se shoyu vendidas no Brasil revelam que o condimento é feito à base de milho e quase não tem soja. Para os pesquisadores, o shoyu vendido no brasil nem deveria levar este nome Rodrigo de OliveiraAndrade, Pesquisa Fapesp No mundo todo, o principal componente do shoyu, condimento fundamental da culinária asiática, é a soja. No Brasil, é diferente. Aqui, muitas empresas substituem, ou trocam, a soja pelo milho.Aconclusão é de um grupo de pesquisadores do Centro de Energia Nuclear naAgricultura (Cena) e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), ambos da Universidade de São Paulo (USP), que analisou a composição química de 70 amostras de shoyu de marcas comercializadas no país. Em países como Japão, China e Coreia do Sul, o molho shoyu é feito de soja com SHOYU BRASILEIRO É FEITO À BASE DE MILHO, REVELA ESTUDO CIENTIFÍCO proporções pequenas de outros cereais como trigo ou cevada. “O que a indústria brasileira oferece ao consumidor não é shoyu propriamente dito, é um molho escuro e salgado elaborado a partir de milho, que deveria ter outro nome”, destaca a bióloga Maristela Morais, uma das coordenadoras do grupo, ao lado do engenheiro agrônomo Luiz Antonio Martinelli.Ambos são do Cena-USP. Para identificar os ingredientes usados Saúde, Erondina; Adilson Moreira usuário e diretor doJornalGazetadoSantaCândida; Humberto e Elaine, odontólogos destaUnidadedeSaúde. As reuniões acontecem mensalmente. Informações 3251-1027 na elaboração do molho, os pesquisadores mediram a proporção de duas variantes do elemento químico carbono encontradas nas amostras. Soja, arroz e trigo são plantas que absorvem o gás carbônico da atmosfera e, sob a luz solar, realizam reações químicas que geram moléculas de açúcar contendo três átomos de carbono – é o chamado sistema de fotossíntese C3. Já o milho é uma planta de via fotossintética C4, por produzir açúcares com quatro carbonos. Esses açúcares continuam a existir nos alimentos, mesmo depois de os grãos serem processados, e funcionam como uma assinatura química de sua origem. Ao analisar as amostras, os pesquisadores verificaram que o milho era o principal componente do shoyu comercializado no Brasil (Journal of Food Composition andAnalysis, 3 de abril). Em média, as amostras analisadas tinham menos de 20% de soja em sua composição. Acredita-se que o uso de milho na produção do condimento esteja relacionado ao preço do grão, consideravelmente mais barato que o da soja. Entre 2007 e 2017, o preço médio da soja foi o dobro do preço médio do milho no Brasil. “O uso de milho na produção de shoyu não é ilegal, já que a legislação brasileira não especifica qual deve ser a proporção de cereais usados na sua fabricação”, afirma Maristela. Artigo científico MORAIS, M.C. et al. Stable carbon isotopic composition indicates large presence of maize in Brazilian soy sauces (shoyu). Journal of Food Composition and Analysis. v. 70, p. 18-21. abr. 2018.
  4. 4. 5 Saúde de Curitiba recebe atenção especial, diz Michele Caputo "Curitiba será novamente uma cidade modelo na área da saúde e já está oferecendo melhores serviços aos moradores da capital", diz Michele Caputo Hospitais - O apoio do governo se es- tende também à retaguarda de urgência e emergência. São incentivos a hospitais de referência, através do programa HospSUS (de apoio aos hos- pitais públicos e fi- lantrópicos), recur- sos para o custeio do Samu e Siate, sem contar o apoio destinado à manu- tenção do serviço de transporte aeromédico, com um avião UTI e um helicóptero de res- gate à disposição. Nos últimos anos, o Estado foi responsável tam- bém pela renovação da frota do Siate, além de auxiliar na reposição de ambulân- cias do Samu. “Tudo isso tem impacto direto na agilidade e eficiência do atendi- mento à população. Em situações de ur- gência e emergência, cada minuto é im- portante e pode ser decisivo para salvar uma vida”, diz Michele Caputo. O Estado e a prefeitura inauguraram ain- da dois novos helipontos para ampliar as opções de pouso do helicóptero de resga- te em Curitiba. Além do Hospital do Tra- balhador, que já detinha a estrutura, agora ntre 2011 e 2018, o ex-secretário Michele Caputo Neto repassou R$ 562 milhões para fortalecer o sistema de saúde de Curitiba. Obras em unidades de saúde, melhorias em hospitais estratégicos, incentivos de custeio para ações e serviços, ambulânci- as, equipamentos, medicamentos para a rede básica e recursos para mutirões de consultas, exames e cirurgias especializadas. Tudo isso faz parte de um amplo conjunto de investimentos do Esta- do na capital paranaense. Michele Caputo - pré-candidato a de- putado estadual - reafirma que trata-se de um grande esforço de governo para reestruturar a rede pública de saúde de Curitiba. “Os investimentos estão ajudan- do a resgatar o protagonismo de Curitiba na área da saúde, que sempre foi celeiro de soluções inovadoras para melhorar o atendimento da população. Prova disso é o programa Mãe Curitiba, reconhecido in- ternacionalmente pela atenção especial à gestantes e bebês”, afirmou. Somente para obras na rede básica fo- ram R$ 8,2 milhões. Cinco unidades de saú- de foram entregues e atendem os morado- res de Campo Alegre (CIC), Vila Sabará (CIC), Coqueiros (Sítio Cercado), Xaxim (Sítio Cercado) e Aliança (Santa Cândida). Unidades de saúde - De acordo com Caputo Neto, foram garantidos recursos para a reforma de outras 14 unidades de saúde. Nesta primeira etapa estão as uni- dades de saúdeAbaeté, Caiuá, Dom Bosco, Fernando de Noronha, Ipiranga, Moradi- as da Ordem, Nossa Senhora da Luz, Pilarzinho, Pompéia, Santa Efigênia, São Paulo, Tingui, Vila Feliz e Vista Alegre. O investimento será de até R$ 150 mil em cada obra, totalizando R$ 2,1 milhões. “A saúde começa pela base e é nesta ló- gica que estamos tra- balhando. Ao fortale- cer a retaguarda de atendimento nos bair- ros, levamos assistên- cia de qualidade para mais perto das pesso- as”, disse Michele Caputo. No aniversá- rio da cidade, também foi anunciado o repas- se de R$ 2 milhões para a construção de uma nova unidade de saúde no Ceasa e mais R$ 750 mil para a construção de outra unidade de saúde no bairro Umbará. O Estado mantém ainda, no centro de Curitiba, uma das maiores farmácias pú- blicas do país, que atende 28.700 pessoas - mais de 20 mil usuários de Curitiba e de 28 cidades da região metropolitana. São fornecidos gratuitamente 232 tipos de me- dicamentos para tratamento de pelo me- nos 80 doenças. Em 2017, a unidade al- cançou a marca de 200 mil atendimentos. "Em situações de urgência e emer- gência, cada minuto é importante e pode ser decisivo para salvar uma vida. Por isso, priorizamos os investimentos em saúde”, diz Michele Caputo o Hospital Cajuru e a UPA do Tatuquara também mantêm helipontos em operação 24 horas por dia. Anexo da Mulher - E as ações não pa- ram por aí. Duas novas obras financiadas pelo Estado devem trazer ganhos impor- tantes a todo o sistema de saúde. Uma de- las é a construção do “Anexo da Mulher” do Hospital do Trabalhador, no bairro Novo Mundo. “Esta é a maior obra de am- pliação de toda a história do nosso hospi- tal. São R$ 13,3 milhões que permitirá ao hospital ampliar sua capacidade de 222 para 302 leitos", disse Michele Caputo. O Anexo da Mulher, com mais de 4 mil metros quadrados, vai abrigar os serviços da maternidade; atendimento de ginecolo- gia e obstetrícia; UTIs, leitos de internação e uma série de outros setores voltados ex- clusivamente ao atendimento feminino e materno-infantil. A outra obra é do “Erastinho”, a unida- de infantil do Hospital Erasto Gaertner, es- pecializado em oncologia. Em 2018, Michele Caputo assinou o convênio ga- rantindo R$ 12 milhões para a construção do prédio, que vai melhorar as condições de tratamento do câncer em crianças. A expectativa é ampliar de 20 para 39 o número de leitos infantojuvenis, permitin- do o atendimento de 300 novos casos por ano. Poderão ser feitas, no local, até 17 mil consultas, 500 cirurgias e mais de 85 mil procedimentos anualmente. Representantes de jornais de bairros filiados à Associação dos Jornais de Bairros do Paraná se reuniram na última quinta-feira no restaurante e petiscaria Ball-Bull, na avenida Água Verde, para participar da Assembleia Geral que elegeu a nova diretoria da associação para o mandato 2018/2020. Além de traçar metas a longo e médio prazo, os participantes decidiram que a posse da nova diretoria será realizada no prazo de 30 dias no Centro de Convenções do Parque Barigui, reunindo autoridades municipais e estaduais, além de lideranças comunitárias. O presidente da Ajorb-Pr que deixa o cargo,Adilson da Costa Moreira, falou que os “32 jornais de bairros que integram aAssociação estão dispostos a organizar importantes eventos nos próximos meses para divulgar a Associação que hoje representa a maior parte da mídia impressa em Curitiba”. O presidente Fábio Rocha desenvolveu um mídia-kit para a entidade e anunciou diversos projetos a serem executados nos próximos meses. Associação dos Jornais de Bairros do Paraná elege nova diretoria Na oportunidade foi apresentado o mídia-kit que será enviado para agências de propaganda contendo informações de todos os jornais filiados à associação. Através desse mídia-kit elaborado com as últimas novidades tecnológicas em editoração eletrônica e vídeo, será possível alcançar os grandes anunciantes do Estado. Os jornais de bairros hoje atingem a totalidade dos bairros de Curitiba e algumas cidades do interior do Paraná. Para Larissa Santin, diretora do jornal da CIC, eleita tesoureira, “a partir de agora vamos prestar contas mensalmente aos nossos associados para fortalecer ainda mais a nossa união”. A diretoria que sai entrega o caixa com saldo positivo e a arrecadação é superavitária. Segundo o conselheiro da Associação, José Gil de A l m e i d a , “Curitiba é a capital dos jornais de bairros do país. São mais de 40 jornais de bairros atuando na maioria dos bairros, ocupando uma importante lacuna deixada por grandes jornais nos últimos anos que não sobreviveram à crise econômica”. A diretoria eleita por unanimidade dos participantes é a seguinte: Presidente – Fábio Luiz Rocha (jornal Realidade Notícias de Santa Felicidade) Vice-presidente – Maurício Grabowski (jornal do Centro Cívico) 1º secretário – Moisés Noronha Corrêa Júnior (jornal do Abranches) 2º secretário – Adilson da Costa Moreira (Gazeta do Santa Cândida) 1ª tesoureira – Larissa Santin (Jornal da CIC) 2ª tesoureira – Emília Schwartz (jornal Tribuna do Boqueirão) Conselho Deliberativo Celina Ribello (Folha do Batel) Maria Isabel Ritzmann (jornal O Morador) José Gil deAlmeida (jornal Água Verde) Conselho Fiscal Daiane Gizele Estevão (jornal da Barreirinha) Bernardo Mussi Carlini (jornal do Juvevê) Loui de Ferrant (jornal Cult Curitibano)
  5. 5. 6
  6. 6. 7 A professora pergunta na sala de aula: - O que é um cometa? E o Joãozinho responde: - É um astro com cauda. - Muito bem. Cite um. - Mickey Mouse. Depois de 20 dias de férias no Rio de Janeiro, a garota esta voltando para sua casa, no interior. Assim que senta na poltrona do ônibus, ao lado de um rapaz muito elegante, suspira: - Enfim juntos! Espantado, o rapaz vira-se para ela: - Mas, como? Eu nem lhe conheço! Eela: - Desculpe, falava com os meus joelhos! O marido pergunta para mulher: - Querida, quando eu morrer você vai chorar muito? - Claro querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira. Um homem está em casa, quando sua namorada chega, toca a campainha e então ele pergunta: - Quem é? E ela responde: - É o amor da sua vida! E o homem: - Mentira. Cachaça não fala. Fui almoçar ontem na casa de uma amiga Quando terminamos de almoçar, ela me disse: - Fiz o almoço, agora a louca é sua. Peguei a louça, coloquei tudo em um saco plástico e fui embora. Agora a mulher está aqui na frente de casa com a polícia querendo a louça de volta... Vai entender esse povo. O caipira ganhou um smartphone no bingo da igreja. Perguntaram o que ele faria com o prêmio e ele respondeu: - O phone vou ficar pra mim. O smart vou dar pra minha irmã pintar as unhas. Marido e mulher juntos há mais de 50 anos e crentes na reencarnação, fizeram um acordo: - O primeiro que morrer informaria o outro sobre como era a vida no chamado “plano espiritual”. O homem morreu primeiro e, através de um médium, contatou a mulher e contou como era sua rotina diária: - Levanto cedo e faço sexo. Em seguida faço a primeira refeição.Aalimentação aqui é a que você queria que eu tivesse: muitos legumes, frutas e verduras. Você não imagina o que eu tenho comido de cenoura, justamente o que eu odiava, lembra? Depois de comer, mais sexo, e em seguida vou para o campo. Não paro um minuto.Apanho muito sol, como você queria, e faço sexo mais algumas vezes. No almoço, mais legumes e verduras, e depois... mais sexo. O jantar aqui é servido mais cedo, sempre com verduras frescas, e como escurece tarde, dá tempo de voltar ao campo. Aí, já sabe, sexo até anoitecer! Depois durmo muito bem, para me recuperar, já que no dia seguinte começa tudo outra vez. Não posso me queixar da vida aqui. A mulher feliz e espantada, pergunta: - Nossa, então você está no paraíso? E o marido responde: - Não, já reencarnei. Voltei como coelho numa chácara aqui em Mandirituba. O marido vaidoso comprou um sapato novo. Chega em casa e fica andando pra lá e pra cá, e nada da mulher perceber sua nova aquisição. Para chamar a atenção ele resolve toirar toda a roupa. Completamente nu, ele aparece novamente andando pra lá e pra cá.A mulher finalmente pergunta: - Ficou louco? O que você faz andando pra lá e pra cá com esse pinguelo mole pendurado? O marido aproveita a oportunidade e responde: - É que ele está olhando para o meu sapato novo. 998999899989998999894.4.4.4.4.11111462462462462462 Telefones 3357-9272 e 99740-0669 RUA MACAPÁ, 878, TINGUÍ MOACIR RADIADORES 41 99894.1462
  7. 7. 8

×