Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Palestra Inteligência Geográfica: Geoinformação e Geolocalização

183 views

Published on

A palestra, realizada em maio de 2016 a convite do Google Business Group Porto Alegre, teve como foco a importância da informação geográfica, sua atual participação nas atividades que exercemos e tendências. A fim de abordar temas que relacionam a informação geográfica e sua importância aplicada nos negócios, reformaçamos o potencial da geolocalização no entendimento dos perfis ou comportamentos de serviços ou consumidores. Por fim, traçamos um panorama de como as geotecnologias detêm em seu conceito o valor do “onde” e como poderiam contribuir estrategicamente ou ser determinante para o negócio.

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Palestra Inteligência Geográfica: Geoinformação e Geolocalização

  1. 1. 02/maio/2016 Nós Coworking Porto Alegre/RS
  2. 2. “Podemos afirmar que qualquer fenômeno, seja natural ou social, tem alguma relação que depende de seu posicionamento no espaço” Druck , 2006 Aram Bartholl 'Sandbox Berlin', Skulpturenpark, Berlin 2007 Foto: Ariel Schlesinger “Quase tudo o que acontece, Saber onde acontece alguma coisa Longley, 2001 acontece em algum lugar. pode ser muito importante”
  3. 3. • Registros de ocorrência de fenômenos identificados • Atributo de ocorrência espacial ou geográfica • Possibilidades de atualização • Diferentes naturezas e origens • Identificação e análise das características, relações e correlações entre entidades • Transformação dos registros de ocorrência em ganho de conhecimento • Comunicação do significado das transformações • Compartilhamento da informação DADO INFORMAÇÃO Quando trabalhados, transformados ou com significados partilhados, representam ganho significativo de conhecimento e estabelecem uma comunicação
  4. 4. Onde as coisas estão e como elas se relacionam Informação Geográfica É toda informação que considera a componente geográfica que o dado contém, sendo assim, passível de espacialização
  5. 5. Estima-se que cerca de 80% dos dados podem ser referenciados na superfície terrestre Bossler, 2002 Informação Geográfica
  6. 6. Ubiquidade Lidamos com informações geográficas diariamente Informação Geográfica “...os dados e ferramentas extrapolam a nossa capacidade Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA, 2007 edifícios encontram-se na superfície da Terra de saber onde os eventos, atividades, pessoas, ruas ou
  7. 7. http://geospatialrevolution.psu.edu Revolução Geoespacial
  8. 8. Conjunto de tecnologias voltadas à coleta, armazenamento, processamento, analise e disseminação de informações espaciais Geotecnologias
  9. 9. Berry, 2007 Onde está o quê Mapear Por que e então Modelar Geotecnologias
  10. 10. Sistemas de posicionamento por satélite Sensoriamento remoto Sistemas de Informação Geográfica (SIG) Geotecnologias
  11. 11. SoftwarePeoplewareHardware SIG Sistema de Informação Geográfica (SIG)
  12. 12. ColetaSistema-tização Visualiza-çãoAnáliseDivulgação Tomada de decisãoMundo realSIG Sistema de Informação Geográfica (SIG)
  13. 13. Sistema de Informação Geográfica (SIG) “Sempre que o onde aparece dentre as questões e problemas Gilberto Câmara, 2001 haverá uma oportunidade para considerar a adoção de um SIG” que precisam ser resolvidos por um sistema informatizado,
  14. 14. Londres, 1854
  15. 15. ? ? ? ? ? ? ? ? Inteligência Geográfica
  16. 16. Inteligência Geográfica Utilizar a localização como vantagem para entender as relações no espaço buscando de uma resposta e auxiliando a tomada de decisão
  17. 17. Aplicada aos negócios Negócios acontecem em algum lugar, as características deste local ESRI, Location Advantage e as pessoas que vivem e trabalham nele influenciam neste negócio.
  18. 18. Problema // Plataforma // Resposta Aplicada aos negócios
  19. 19. • Área de abrangência • Distribuição de clientes atuais e potenciais e fornecedores • Análise socioeconômica • Análise demográfica • Concorrentes reais e potenciais • Ocorrências de impacto • Condições e limitações • Fluxos Aplicada aos negócios • Aumenta receita e diminuição de custos • Preferência de consumidores • Vantagem sobre competidores • Condições e limitações (tempo, operação) • Medições de mercado (tamanho e receptividade) • Avaliação de riscos (reais e potenciais) • Expansão de rede (Site location) • Marketing (Quem é? Onde estão? Como chegar?) • RH (Mobilidade corporativa) • Gestão (Suplementos, distribuição, revenda, fornecedores • Planejamento de recursos (humano, material) • Potencial de consumo • Logística, distribuição de produtos • Acompanhamento de vendas por região • BI (Suporte à decisão) • Índices • Medidas • Técnica utilizando a informação geográfica • Fonte de dados • Coleta ou compra • Metodologia Perguntar Modelar Analisar Interpretar Tomada de decisão
  20. 20. Ferramentas e capacidade de análise Desktop // Online ou Nuvem // Serviço Específicas // Extensões Comercial // Software livre // Código aberto
  21. 21. Ferramentas e capacidade de análise Software Analista SIG Hardware SIG Banco de dados Mapas Relatórios Análises Informações
  22. 22. Geocodificação // Geocodificação reversa Endereço Número Rua Pedro Paulo 1300 Avenida Jorge Pinto 511 Rua Jacareí 200 Rua Dom Pedro I 566 Rua Prof. Pardal 123 Endereço < > pontos mapeados
  23. 23. Áreas de atendimento • Área de abrangência • Medidas de distâncias e tempo • Deslocamento sobre a rede viária
  24. 24. Análise de localização e alocação • Maximizar o atendimento • Participação de mercado • Quota de mercado-alvo
  25. 25. Densidade // Análise temporal Pontos de comércio local agrupado por décadas.
  26. 26. Censo 2010 IBGE Renda Desagregados por setor censitário Entre 15e 20 smEntre ½ e 1 sm
  27. 27. Diagnóstico de mobilidade Diagnóstico de mobilidade corporativa
  28. 28. Diagnóstico de mobilidade Diagnóstico de mobilidade corporativa
  29. 29. Onde estão os dados Comercial (banco de dados, serviço contratado,...) Públicos (dados públicos, acadêmicos, ... Internet e redes sociais Pesquisas, levantamentos primários e secundários Sensores e “internet das coisas” Sistemas ou programas de gestão, planejamento, monitoramento...
  30. 30. Pesquisas Geisa Bugs, 2014 Pesquisas públicas apoiada por SIG
  31. 31. Pesquisas Geisa Bugs, 2014 Mais gosto/Menos gosto Pesquisas públicas apoiada por SIG
  32. 32. Pesquisas Melhorias Geisa Bugs, 2014 Pesquisas públicas apoiada por SIG
  33. 33. Pesquisas Uso futuro Pesquisas públicas apoiada por SIG Geisa Bugs, 2014
  34. 34. Big Data “O volume da dados produzidos pela humanidade Ratti, 2013 ao produzido no presente a cada dois dias” desde o principio até o ano 2003 é igual
  35. 35. Redes sociais
  36. 36. Redes sociais https://github.com/sathyaprasad/Twitter-mood-map
  37. 37. Open data
  38. 38. Dados públicos abertos http://codigourbano.org/nao-acabou-o-espaco-para-construir-em-sao-paulo/
  39. 39. IBGE Censo 2010, contagens, amostras…
  40. 40. Volunteered Geographic Information (VGI) OpenStreetMaps, Mapillary,...
  41. 41. Porto Alegre/RS http://sautter.com/map/ Mapeamento colaborativo Google Maps OpenStreetMaps
  42. 42. Berlin (Alemanha) http://sautter.com/map/ Google Maps OpenStreetMaps Mapeamento colaborativo
  43. 43. “Com o Google Maps interno, os visitantes podem passar menos tempo procurando por diretórios de construção e mais tempo descobrindo novos pontos de interesse. Basta aplicar o zoom dentro e fora de um edifício e ir de andar em andar com os mapas internos.” Google Maps Mapas indoor
  44. 44. Indoor Positioning System (IPS) Mapas indoor
  45. 45. http://photomedia.lincoln.ac.uk/jfield/blog/experiment-2-data- visualisation-interface-project/ Mapas indoor
  46. 46. http://gpsworld.com/danger-will-robinson-beware-the-imes-of-japan/ Mobilidade
  47. 47. Grade global de 57 trilhões de quadrados de 3m x 3m what3words Rory Sutherland, The Spectator “A melhor ideia de navegação desde o mapa do metrô”
  48. 48. what3words http://w3w.co/jazz.roses.clauses
  49. 49. Stimmungsgasometer. By Richard Wilhelmer, Julius von Bismarck and Benjamin Maus. Berlin/2008 “A crescente utilização de aparelhos (gadgets) com aplicativos de geolocalização individual de ações e situações cotidianas (p. ex. Foursquare, posts no Twitter) acaba permitindo também um novo foco nos dados coletivos de fluxos, razões e ânimos (mood) em determinado espaço ou rede. O mapeamento subjetivo e a visualização da informação criam novas fontes de representação e análise destas experiências pessoais no universo dos utilizadores destas redes. O mapa não é mais estático e com dados apenas públicos, agora pode ser dinâmico e representativo de experiências particulares.” Mapeamento qualitativo http://poaxpatial.com.br/2011/12/13/mapeamento- subjetivo-e-visualizacao-de-informacao/
  50. 50. http://alignedleft.com/work/feeling-globe wefeelfine.org Mapeamento qualitativo
  51. 51. Mapeamento qualitativo http://goodcitylife.org/smellymaps/ “…your nose is a big data machine.” “Smell is simply hard to measure.”
  52. 52. @CraigTaylorGIS http://stevensanne.com/data-viz-in-6-weeks-wk-6-metaphor-good-or-evil/ http://beautifuldata.tumblr.com/post/249608766/dataviz-generatorx-a-pseudo-random-collection http://planet.qgis.org/planet/tag/dataviz/ Visualização de dados
  53. 53. “We have this condition where digital technology is becoming Carlo Ratti this is the first time ever we can describe a city in real time.” increasingly smaller and distributed in the environment. In a certain sense, Cidade sensível
  54. 54. http://codigourbano.org/o-desafio-dos-dados-abertos-para-monitorar-a-qualidade-do-ar-em-sp/ http://saopauloaberta.prefeitura.sp.gov.br/index.php/iniciativa/contador-de-ciclistas/ http://funf.org/journal.html Cidade sensível
  55. 55. Fausto B. Isolan Arquiteto e Urbanista Especialista em SIG 2016 Este obra foi desenvolvida pela GAUP – Geotecnologia Urbana sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial- SemDerivações 4.0 Internacional. gaup.com.br poaxpatial.com.br

×