Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
propriedade intelectual
& políticas de design
gabriel patrocínio, phd
laboratório de políticas de design, ifht / uerj
semi...
prêmio design
museu da
casa brasileira
parte 1:
políticas de design
•  definições
•  p.d. na união européia
•  p.d. no brasil
•  p.d. & inovação
•  potencial & d...
parte 1:
políticas de design
•  definições
•  p.d. na união européia
•  p.d. no brasil
•  p.d. & inovação
•  potencial & desafios
políticas de design:
princípios estabelecidos pelo governo
para utilizar o design como
ferramenta de alavancagem para o
de...
policies ≠ politics
ciclo 4 - 20 anos
governança
políticas
(políticas públicas)
ciclo 3 - 5 anos
governo
política
(polític...
• rejeição da política
&
associação (equivocada):
políticas = política
• logo, se há rejeição à política,
esta se estende ...
• heskett: designers precisam aprender que
política = alcançar consenso e acordos possíveis
(é um ecossistema diferente!)
...
design / europa:
ação estratégica 4:
design para inovar
o setor público
contratar mais
designers
treinar gestores
públicos...
design renovando
serviços públicos
atender demandas
economizar
humanizar serviços
engajar cidadãos
•
•
•
•
design / uk:
design & saúde uk:
design para melhorar:
dignidade do
paciente
infecções
hospitalares
convivência com a
demência
•
•
•
design / segurança uk:
design contra o crime!
designagainstcrime.org.uk
menos furtos
(bolsas, bicicletas, etc)
menos violê...
governo.br:
começa a entender a inserção do design
em políticas públicas que visam:
• desenvolvimento produtivo
• conquist...
governo.br:
representa um papel importante
na promoção do design brasileiro
no país e no exterior:
• apoio à realização da...
governo.br:
www.designexport.org.br
design export / apex:
www.centrodesign.org.br/paranadesign
paraná design:
falta perceber:
o enorme potencial do design como ferramenta:
• de gestão da área pública (como no setor privado)
• para s...
design & inovação:
comparativo de documentos oficiais de políticas de inovação
como é melhor inovar?
inovação com design
x
inovação sem design
potencial.br
diversidade + adversidade
= criatividade latente
(design é o catalizador ideal desse processo)
“raro é o produto em que o gosto, a arte, a beleza não
constitua o elemento preponderante do valor. ora, como
nós não prod...
futuro possível:
• design regulamentado como profissão
e inserido na(s) agenda(s) de governo - federal,
estadual e municip...
parte 2:
propriedade intelectual &
políticas de design
•  p.i. em sistemas de p.d.
•  p.i. & inovação
•  p.i. e subjetivid...
parte 2:
propriedade intelectual &
políticas de design
•  p.i. em sistemas de p.d.
•  p.i. & inovação
•  p.i. e subjetividade
p.i. em sistemas p.d.:
– Tunstall (2007)
p.i. em sistemas p.d.:
• nº de registros de marcas e d.i.
- unidade frequente de avaliação da
efetividade de sistemas de d...
p.i. & inovação:
o sistema de p.i. mostra-se
“incapaz de estabelecer distinção entre esboços
mal-definidos de idéias por u...
p.i. & inovação:
“somente no reino unido, estima-se que mais de
70% de indivíduos e firmas do setor criativo não
usem nenh...
p.i. & inovação:
sistemas alternativos de registro de p.i.:
• creative barcode (reino unido);
• i-depot (bélgica);
• desig...
p.i. & subjetividade:
(dois casos para reflexão)
design de fontes:
“fonte tipográfica (também chamada de tipo
ou, simplesmente, fonte) é um padrão,
variedade ou
coleção de...
registrando design de fontes:
• marca - mais fraco sistema de proteção
• desenho industrial - mais forte
• direito autoral...
dalton maag, 2013
fonte petrobras sans
registrando design de produtos:
guto índio da costa
iczero1
joaquim tenreiro, 1960
cadeira de jacarandá e palinha
guto índio da costa, 2012
cadeira iczero1
resumindo:
precisamos trazer
a legislação de p.i.
de encontro ao mercado
do século 21!
obrigado!
www.politicasdedesign.com
laboratório de políticas de design | dplab
propriedade intelectual & políticas de design
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

propriedade intelectual & políticas de design

3,419 views

Published on

Palestra apresentada no Seminário Internacional de Desenho Industrial, promovido pelo INPI e OMPI (WIPO) na PUCRS, em Porto Alegre, nos dias 1 e 2.12.2014, sobre a relação entre as políticas nacionais de design e a propriedade intelectual.

  • Be the first to comment

propriedade intelectual & políticas de design

  1. 1. propriedade intelectual & políticas de design gabriel patrocínio, phd laboratório de políticas de design, ifht / uerj seminário internacional de desenho industrial • inpi, ompi, pucrs porto alegre • 1 e 2.12.2014
  2. 2. prêmio design museu da casa brasileira
  3. 3. parte 1: políticas de design •  definições •  p.d. na união européia •  p.d. no brasil •  p.d. & inovação •  potencial & desafios
  4. 4. parte 1:
  5. 5. políticas de design •  definições •  p.d. na união européia •  p.d. no brasil •  p.d. & inovação •  potencial & desafios
  6. 6. políticas de design: princípios estabelecidos pelo governo para utilizar o design como ferramenta de alavancagem para o desenvolvimento industrial, econômico, regional e social
  7. 7. policies ≠ politics ciclo 4 - 20 anos governança políticas (políticas públicas) ciclo 3 - 5 anos governo política (política partidária) ≠ ≠ ≠ política não é política:
  8. 8. • rejeição da política & associação (equivocada): políticas = política • logo, se há rejeição à política, esta se estende à discussão de políticas políticas ≠ política:
  9. 9. • heskett: designers precisam aprender que política = alcançar consenso e acordos possíveis (é um ecossistema diferente!) • bonsiepe: design deve ser compreendido pelo governo (antes do mercado e da sociedade) políticas ≠ política:
  10. 10. design / europa: ação estratégica 4: design para inovar o setor público contratar mais designers treinar gestores públicos em design • •
  11. 11. design renovando serviços públicos atender demandas economizar humanizar serviços engajar cidadãos • • • • design / uk:
  12. 12. design & saúde uk: design para melhorar: dignidade do paciente infecções hospitalares convivência com a demência • • •
  13. 13. design / segurança uk: design contra o crime! designagainstcrime.org.uk menos furtos (bolsas, bicicletas, etc) menos violência (ex: copo de cerveja) • •
  14. 14. governo.br: começa a entender a inserção do design em políticas públicas que visam: • desenvolvimento produtivo • conquista de mercados • equilíbrio da balança de serviços
  15. 15. governo.br: representa um papel importante na promoção do design brasileiro no país e no exterior: • apoio à realização da bienal brasileira de design • apoio à participação em competições internacionais • missões comerciais de design no exterior
  16. 16. governo.br:
  17. 17. www.designexport.org.br design export / apex:
  18. 18. www.centrodesign.org.br/paranadesign paraná design:
  19. 19. falta perceber: o enorme potencial do design como ferramenta: • de gestão da área pública (como no setor privado) • para solucionar problemas complexos (ex: nas áreas de saúde, transportes, segurança, desenvolvimento social) • para desenhar serviços públicos mais efetivos e eficientes
  20. 20. design & inovação: comparativo de documentos oficiais de políticas de inovação
  21. 21. como é melhor inovar? inovação com design x inovação sem design
  22. 22. potencial.br diversidade + adversidade = criatividade latente (design é o catalizador ideal desse processo)
  23. 23. “raro é o produto em que o gosto, a arte, a beleza não constitua o elemento preponderante do valor. ora, como nós não produzimos senão matéria bruta, o preço da nossa exportação ficará sempre imensamente aquém da importação de arte. nenhum país, a meu ver, reúne em si qualidades tão decisivas para ser fecundamente industrial como o nosso, onde uma natureza assombrosa prodigaliza às obras do trabalho mecânico e do trabalho artístico um material superior, na abundância e na qualidade.” – (1882) ruy barbosa também é design!
  24. 24. futuro possível: • design regulamentado como profissão e inserido na(s) agenda(s) de governo - federal, estadual e municipal • design considerado ferramenta indispensável de inovação pela sua transdisciplinaridade, inserido nas áreas de ciência e tecnologia, na economia, nos transportes, na saúde, etc • design brasileiro efetivamente representado num órgão federal de planejamento e gestão de políticas nacionais e regionais de design - com equipe e orçamento necessários para cumprir seus objetivos
  25. 25. parte 2: propriedade intelectual & políticas de design •  p.i. em sistemas de p.d. •  p.i. & inovação •  p.i. e subjetividade
  26. 26. parte 2:
  27. 27. propriedade intelectual & políticas de design •  p.i. em sistemas de p.d. •  p.i. & inovação •  p.i. e subjetividade
  28. 28. p.i. em sistemas p.d.: – Tunstall (2007)
  29. 29. p.i. em sistemas p.d.: • nº de registros de marcas e d.i. - unidade frequente de avaliação da efetividade de sistemas de design • efetividade dos registros como métrica - pesquisa aponta baixa efetividade, baixo impacto ou indiferença dos registros (de marca e d.i.) como métrica de p.d. – Patrocinio (2013)
  30. 30. p.i. & inovação: o sistema de p.i. mostra-se “incapaz de estabelecer distinção entre esboços mal-definidos de idéias por um lado, e o conhecimento totalmente articulado e proposições de negócios baseados em soluções.” um sistema de proteção adequada de “propostas e conceitos pré-patente” resultaria em considerável incremento dos números atuais da inovação aberta. – Horn (2010), Where IPR Protection fails Open Innovation
  31. 31. p.i. & inovação: “somente no reino unido, estima-se que mais de 70% de indivíduos e firmas do setor criativo não usem nenhuma forma de proteção de p.i.” • desconforto para lidar com burocracia e custo envolvido; • alto custo financeiro para se envolver em disputas e se defender de cópias; – Horn (2011), Is respect and reward for creativity too much to ask?
  32. 32. p.i. & inovação: sistemas alternativos de registro de p.i.: • creative barcode (reino unido); • i-depot (bélgica); • design bailment system (coréia); • designpublisher (alemanha); • avctoris* (brasil); *“Avctoris (lê-se “auctoris”) é uma startup focada na proteção de direitos autorais e gestão desses direitos” – avctoris.com
  33. 33. p.i. & subjetividade: (dois casos para reflexão)
  34. 34. design de fontes: “fonte tipográfica (também chamada de tipo ou, simplesmente, fonte) é um padrão, variedade ou coleção de caracteres tipográficos com o mesmo desenho ou atributos” – Wikipedia
  35. 35. registrando design de fontes: • marca - mais fraco sistema de proteção • desenho industrial - mais forte • direito autoral - mais comum – UNESCO (2003), Font Licensing and Protection Details
  36. 36. dalton maag, 2013 fonte petrobras sans
  37. 37. registrando design de produtos:
  38. 38. guto índio da costa iczero1
  39. 39. joaquim tenreiro, 1960 cadeira de jacarandá e palinha guto índio da costa, 2012 cadeira iczero1
  40. 40. resumindo: precisamos trazer a legislação de p.i. de encontro ao mercado do século 21!
  41. 41. obrigado! www.politicasdedesign.com laboratório de políticas de design | dplab

×