Materias: por Gabriela de Freitas

1,299 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Materias: por Gabriela de Freitas

  1. 1. AVIAÇÃO EM REVISTA WWW.AVIACAOEMREVISTA.COM.BR
  2. 2. MUSEU MUSEU Do balão ao jato, um arsenal de memória Acervo do museu Aeroespacial do Rio de Janeiro permite viajar por toda a história da aviação mundial 58 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 59
  3. 3. MUSEU MUSEU GabriEla dE FrEitaS 1976, data de sua inauguração, o espaço já possuía 50 Sahara conta que, em uma viagem de balão por São aeronaves em exposição. Atualmente, o museu conta Lourenço, município no sul de Minas Gerais, o piloto A major Sahara fez parte do sexto grupo de mu- com mais de 100 aeronaves, sendo 20 em restauração. e ela fizeram um pouso e encontraram dois meninos lheres a entrar para a Aeronáutica Brasileira. “O acervo foi montado, em sua maioria, por aviões de- no lugar. Um deles comentou como era bonito aquele Em 1982, as primeiras turmas enfrentaram sativados da Força Aérea e doações de empresas civis”, invento de Santos Dumont. O outro o corrigiu dizendo muitas barreiras para fazer parte de um universo até conta o diretor do museu, o brigadeiro Marcio Bhering que o inventor do balão era Bartolomeu de Gusmão. então totalmente masculino. Hoje, depois de conquis- Cardoso. “Muita gente não sabe que o padre brasileiro inven- tar o direito de usar o rabo de cavalo, em vez do tra- Mas o Musal vai além da exposição de aeronaves. tou o balão. Sem dúvida, esse menino recebeu um dos dicional coque das Forças Armadas, ela é a museóloga Em um ambiente climatizado, o espaço tem sete salas exemplares do material educativo que distribuímos responsável pelo Museu Aeroespacial do Rio de Janei- que contam a história da aviação mundial. E o Brasil em escolas da região”, conta a major, que participou da ro (Musal), no Campo dos Afonsos, Sulacap, zona norte tem grande contribuição nessa trajetória. “É um orgu- confecção de dois livros infantis contando a história de da cidade. lho para nós, brasileiros, termos conterrâneos tão im- Gusmão e da aviação. O local, com cinco hangares e um prédio de dois portantes na história da aviação mundial”, diz a major Bartolomeu Lourenço de Gusmão é o responsável Em primeiro plano, o capacete utilizado atualmente pelos andares, está aberto à visitação de terça a sexta-feira, Sahara, referindo-se à mais recente exposição do lugar, pela 1ª patente aeronáutica do mundo. Depois de per- pilotos militares contrasta com o utilizado durante um voo das 9 às 15h, com entrada franca. Em 18 de outubro de “Bartolomeu de Gusmão – 300 anos”. ceber que o fogo de uma fogueira fazia uma casca de na Segunda Guerra Mundial em 1944 A entrada da exposição que O coração de Santos Dumont homenageia os 300 anos da está preservado na sala que leva 1ª patente aeronáutica dada a o nome do aviador no Museu Bartolomeu de Gusmão possui um Aeroespacial do balão atual e painéis com todo o Rio de Janeiro trabalho da equipe do museu para elaborar a mostra Uma miniatura do avião Constalation, da Panair, representa a sofisticação da empresa, com as louças usadas a bordo na época 60 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 61
  4. 4. MUSEU O Fw 58 passou por restauração durante 20 anos após ser encontrado abandonado e parcialmente destruído por um incêndio. Projetada em 1935, a MUSEU aeronave era armada, podia carregar bombas e cebola levantar “voo” por causa do ar quente mais leve, tinha capacidade para sete passageiros. O modelo em exposição voou em 1941 e foi entregue à FAB, ele alimentou o imaginário dos europeus. No século servindo à Base Aérea do Galeão, de onde realizou XVIII, prometeu que seu projeto faria o homem voar voos de patrulha antissubmarino durante a guerra 200 léguas por dia. Bartolomeu foi o primeiro cidadão do mundo a elevar um objeto. Por isso, recebeu de D. João VI a patente (ou privilégio, como era chamada na época) pela invenção. O Musal também tem um espaço reservado ao mais ilustre aviador brasileiro. A sala Santos Dumont conta toda a vida do inventor, desde seu primeiro projeto, o Balão Brasil, de 1898, até o nº 19, mais conhecido como Demoiselle, que comprovou a possibilidade de algo mais pesado do que o ar levantar voo e ser dirigi- do pelo homem. Além de objetos pessoais, fotografias e uma réplica da casa-museu de Dumont, em Petrópolis, o local guarda o coração do mineiro, preservado dentro de uma cúpula de metal. O enorme espaço utilizado pelo Museu Aeroes- pacial abriga ainda a sala de armas, com exemplares usados em guerras, e um espaço dedicado a Anésia Pinheiro Machado, a primeira mulher a se tornar pi- loto e referência feminina na aeronáutica. Há também o cantinho dos primórdios da aviação, com uma das pás usadas no Graf Zepelin preservada, uma sala que Sala com o nome do aviador mostra as invenções de Santos une a aviação militar à Segunda Guerra Mundial, com Dumont e a importância do objetos usados na época e fotografias do front, e um lu- primeiro homem a demonstrar a possibilidade de navegação aérea Em 1940, o norte-americano B-25 Mitchell participou gar especialmente dedicado aos grupos de salvamento da Segunda Guerra Mundial. Foram construídos 6.600 que participam de resgates em acidentes aéreos. Neste da mesma série. A FAB utilizou alguns exemplares do B-25 para patrulhamento da costa brasileira. Do modelo diVUlGaÇÃO MUSal seguinte, o B-25J, vieram 82 aeronaves para o Brasil e elas serviram a 15 unidades aéreas até 1970 O IPT-0, foi projetado em 1938, em São Paulo, para ser o menor avião possível capaz de carregar um motor e o piloto. Homologado para acrobacia aérea e todo em madeira brasileira, o Bichinho de Rio Claro tem envergadura de 6,80 m por 5,80 m de comprimento e uma altura de apenas 1,60 m. Ele voou em 1940 com um motor de 60hp e sua velocidade era de 220 km/h. Foram fabricados mais três Bichinhos em 1943, cada um com um motor diferente. O modelo exposto no Museu tem um Continental de 75 hp. 62 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 63
  5. 5. MUSEU MUSEU O Bandeirante marca o início das operações da Embraer no País. O modelo exposto no museu é o protótipo original do YC-85, que voou no dia 22 de outubro de 1968 e serviu de base para a construção do BEM-110 Bandeirante, primeiro sucesso de vendas da empresa recém-criada pelo Ministério da Aeronáutica. Versões civis foram utilizadas em todo o mundo, com a exportação de alguns modelos militares para oito países. O avião tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros 64 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 65
  6. 6. MUSEU MUSEU setor, o visitante conhece a tão falada caixa-preta, tem contato com vários utensílios utilizados para resgate Está em exposição o primeiro F-5 da FAB a chegar ao Brasil em 1975. Esta é uma versão de treinamento do caça F-5A e, de passageiros e assiste a vídeos sobre o trabalho de sal- por isso, possui dois lugares, é mais longo e não tem os dois vamento feito por soldados. canhões. O Brasil adquiriu seis desses aviões como parte de um programa de modernização da FAB. O propósito era atualizar os pilotos para os 36 F-5E Tiger II de caça, mais Como Começou avançados do que os F-5A Berço do pai da aviação, o Brasil não possuía ne- nhum espaço dedicado ao setor até o início do século XX. Para sediar instalações com a história aeromilitar brasileira, foram escolhidos os grandes campos da Fa- zenda dos Afonsos. Em 1912, o local começava a abri- gar a pista de pouso e o Aero Club Brasileiro. Dois anos depois, a Escola Brasileira de Aviação foi inaugurada para formar pilotos militares. Apenas em 1941 foi criado, no País, o Ministério da Aeronáutica, que unia os setores aéreos do Exér- cito e da Marinha. Esta história começou a ser aberta ao público em 1976, quando a Escola de Aeronáutica do Campo dos Afonsos foi transferida para a cidade A Exposição SAR – Para que de Pirassununga, em São Paulo, passando a ser cha- todos possam viver mostra o trabalho da equipe de mada de Academia da Força Aérea (AFA). O espaço salvamento militar em carioca passou, então, a ser a sede do Museu Aeroes- desastres aéreos pacial (Musal). O Paulistinha (CAP-4A) foi construído no Brasil pela Cia. Aeronáutica Paulista (CAP), em 1943, antes do surgimento da Embraer. O exemplar do Museu pertenceu aos aeroclubes de Monte Alto e de Batatais até 1970. Ele chegou ao Musal em voo conduzido por Lucy Lúpia Balthazar, primeira mulher a trabalhar como piloto comercial A Passarola Fantasiosa era o modelo de balão de ar quente imaginado pelos europeus antes da apresentação do invento verdadeiro por Bartolomeu de Gusmão 66 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 AviAção em RevistA | Dezembro 2009 67
  7. 7. JORNAL DE TURISMO WWW.JORNALDETURISMO.COM.BR
  8. 8. 9 a 1 5 A B R I L d e 2 0 0 8 J O R N A L d e T U R I S M O B5 1 6 a 2 2 A B R I L d e 2 0 0 8 J O R N A L d e T U R I S M O B5 Curso para gestores públicos de Turismo é lançado Rio de Janeiro solicita US$187 milhões do Prodetur Fotos: Divulgação Priscila Marotti / JT O governador Sérgio Cabral e a ministra Marta Suplicy assinaram a carta-consulta para obter linha de crédito Gabriela de Freitas / JT O Sebrae/RJ, em parceria com Leonardo Figueiredo / JT a TurisRio e a Aemerj (Associação Estadual dos Municípios do Rio), No Palácio Guanabara, sede com consultoria técnica do Instituto do governo do Estado do Rio de Ideias (Instituto para o Desen- Janeiro, foi entregue, dia 7 de abril, volvimento da Economia, do a carta-consulta para adesão do Indivíduo, do Ambiente e da Estado no Prodetur Nacional e Sociedade), começa, no próximo com isso obter linha de crédito do mês, a realizar o curso de Gestão BID. O Rio de Janeiro solicitou US$ Pública Empreendedora no Setor 187 milhões, cerca de R$ 320 de Turismo. milhões, dos quais US$ 112 milhões Primeira ação do Lidera Rio – >> Para Andréia Crocamo, a importância do turismo fez com que a primeira ação do Lidera Rio fosse voltada ao setor seriam financiados pelo banco Programa de Desenvolvimento de internacional e US$ 75 milhões de Líderes Públicos – o curso é voltado Estado essencialmente turístico. tidade de vagas distribuída já realizamos um curso voltado contrapartida do governo estadual. aos gestores públicos de turismo do Temos diversas regiões turísticas. O proporcionalmente ao número aos gestores públicos. Agora Cidades da Costa Verde, Costa Estado do Rio de Janeiro, e pre- turismo faz parte da essência do de municípios que integram cada procuramos adaptar o conteúdo do Sol, Região Serrana, Vale do Café tende dar base aos profissionais Estado”, disse. região turística. O curso e o e toda a metodologia para o e a cidade do Rio de Janeiro para que possam, através da ela- O foco inicial estará voltado às material didático são gratuitos, e setor turístico. A expectativa é de receberão obras de infra-estrutura boração e implementação de seis regiões turísticas prioritárias do as despesas de deslocamento e tur mas completas”, conta a nas áreas de saneamento, energia e políticas de turismo, estruturar e Estado, determinadas pelo Minis- alimentação dos participantes coordenadora do projeto, em estradas, além de investimentos desenvolver o setor em seu tério do Turismo: Costa do Sol, ficarão a cargo das prefeituras. Fabiana Pereira Leite. em produtos turísticos. “O Prodetur município. Costa Verde, Serra Verde Imperial, A metodologia, que estará As três primeiras regiões é um desejo antigo do Estado do Segundo a gerente da Área de Agulhas Negras, Metropolitana e dividida em três módulos através beneficiadas serão: Costa do Sol, de Rio e que foi para os Estados do Políticas Públicas do Sebrae/RJ, Vale do Café. O Ministério do de encontros semanais, será 05 de maio a 02 de junho de 2008; Nordeste um fator absolutamente Andréia Crocamo, a escolha pela Turismo determinou seis regiões baseada em exposições verbais, Costa Verde, de 12 de maio a 09 decisivo para a transformação de área do turismo é fruto da im- prioritárias e, a partir daí, per- atividades em grupo e individuais, de junho de 2008; e Serra Verde suas economias através do turismo. portância deste setor como um dos cebemos que esse deveria ser o debates, estudo de casos e ex- Imperial, de 19 de maio a 16 de Sem dúvida alguma nós vamos trazer mais esse ativo fantástico para >> A ministra do Turismo e o governador Sérgio Cabral ressaltaram a importância deste investimento no Estado principais movimentadores da nosso piloto de ações com corte periências bem sucedidas, além junho de 2008. As demais três economia do Estado. É um setor setorial”, explica Andréia. de exercícios práticos para a ela- regiões se reunirão em março e abril a economia do Rio de Janeiro”, eles: Tocantis, Espírito Santo, Sergipe, precisa ser feito no Rio de Janeiro, PAC (Programa de Aceleração do capaz de estimular diversos outros A idéia é disponibilizar 30 boração de um projeto de desen- de 2009, para discutir o desen- afirma o secretário de Turismo, Amapá, Piauí e Paraíba. “O Prodetur cartão de visita do Brasil”, disse a Crescimento). “Não tenho dúvida setores. O Rio de Janeiro é um vagas por tur ma, com quan- volvimento para o turismo. “Nós volvimento do projeto. Esporte e Lazer do Estado do Rio é um programa que funciona. A Ministra do Turismo, Marta Suplicy. que todos esses investimentos de Janeiro, Eduardo Paes. partir do Prodetur II – Nordeste, O governador do Rio de feitos no Rio, frutos de parcerias Além do Rio de Janeiro, mais foi possível criar o Prodetur Janeiro, Sérgio Cabral, falou da com o Governo Federal, benefi- Espaço Armando Nogueira é nova atração no Maracanã sete Estados apresentaram a carta- consulta: Ceará, Santa Catarina, Rio Nacional que é um guarda-chuva de US$ 1 bilhão para todo o Brasil. importância da parceria com o Governo Federal para a realização ciam diretamente o turismo. O Rio não é um Estado que você vá a Divulgação Gabriela de Freitas / JT a atividade que nós exercemos. Devo Grande do Norte, Mato Grosso do O Prodetur é um recurso grande e de projetos no Estado. Ele citou trabalho e não queira ficar para o muito ao mestre. Foi com ele que Sul, Goiás, Pará e Pernambuco. As o Rio de Janeiro vai receber cerca os R$ 100 milhões liberados pelo lazer. É um local com destinos de Visitar o Estádio Jornalista aprendi um pouco de tv, na TV cartas de mais seis Estados, que estão de R$ 300 milhões, o que vai presidente da República, Luiz serra e mar fantásticos, onde, Mario Filho ficou ainda mais Globo, de 1985 a 1990. Saí quando sendo auxiliados pelo MTur na permitir obras de infra-estrutura e Inácio Lula da Silva, para a fina- evidentemente, a combinação de emocionante. A partir de abril, quem ele saiu, mas a gratidão permanece”, elaboração do documento, estão são qualificação. O que me deixou lização das obras do Jogos Pan- trabalho e lazer é extraordinária”, quiser conhecer o Maracanã poderá afirmou José Carlos Araújo, locutor esperadas na semana que vem. São muito alegre é que esse investimento Americanos 2007 e as obras do avalia Cabral. conferir um local destinado àqueles da Rádio Globo AM, em seu blog. Fotos: Divulgação que fazem do futebol paixão Além da poesia de Armando, o nacional. Armando Nogueira, ícone Espaço ganhou fotos dos “Notáveis da história do jornalismo esportivo, do Rádio”, radialistas eleitos por inaugurou o Espaço que leva seu profissionais da imprensa em 2004. nome na Tribuna de Imprensa do Entre os mais votados estão Waldir Estádio, no dia 30 de março. Amaral, Eraldo Leite e Jorge Curi. Jornalistas do meio esportivo estiveram presentes ao evento VISITA como Washington Rodrigues, da O Espaço Armando Nogueira Rádio Tupi, José Carlos Araújo, da >> Entre amigos, Armando Nogueira inaugura espaço que leva o seu nome faz parte da visita guiada ao estádio, Rádio Globo, e Denes Menezes, da aberta diariamente, das 9 às 17 horas, Rádio Bandeirantes. seu poema “Maracanã”, fixado vaga na editoria de esportes pois exceto em dias de jogos quando é Armando foi escolhido por em uma placa em acrílico no ele era iniciante e não sabia lidar encerrada com quatro horas antes seu emprenho desde 1950 na Espaço. Com experiência em 15 com coberturas jornalísticas. Hoje da partida. É uma oportunidade de imprensa esportiva. Na cerimônia, Copas do Mundo, sete Jogos é referência para muitos pro- percorrer todos os cantos do >> Kit possui placa sobre a presença da campanha para deficientes visuais >> Dois apartamentos do Hotel Novo Mundo possuem adaptações no banheiro Nogueira recebeu a Medalha Pan- Olímpicos e dez livros sobre fissionais do esporte. Estádio, desde a calçada da fama, Americana, por ser um dos esporte publicados, Armando “Armando é um mestre de com 91 pares dos pés mais famosos grandes incentivadores para o acontecimento dos Jogos no Rio de Janeiro e doou os direitos de relembrou o início de sua carreira. O amante do rádio contou que seu primeiro patrão ofereceu uma todos nós. O espaço dedicado à imprensa esportiva passou a ter o nome dele, o que valoriza ainda mais do futebol brasileiro, passando pela tribuna de honra até chegar a beira do gramado. Campanha estimula visita de deficientes visuais Gabriela de Freitas / JT especial de Turismo do Rio, a assessor da Secretaria de Pessoa PROJETOS formatura dá início ao projeto de com Deficiência, pessoas com As inscrições para a formação Empresa fluminense conquista Reconhecimento Nacional do Turismo As secretarias municipais da qualificação profissional do setor. deficiências têm viajado mais e a das próximas cinco turmas do curso Pessoa com Deficiência e de “É um trabalho muito bonito e que cidade necessita de qualificação de Libras, com início em maio, estão Divulgação O Estado do Rio celebrou no Janeiro através do Programa Turismo, em parceria com a ONG representa mais um diferencial para para atender essa demanda. “O abertas. As empresas interessadas início de abril uma vitória para o Qualidade Rio. Este prêmio, Acessibilidade Brasil, lançaram a o turismo carioca”, acredita Medina. Rio de Janeiro não tinha hábito de podem entrar em contato com a trade turístico. A agência de turismo conquistado na categoria Turismo, fez campanha “Aqui Tem Braile”. O O Hotel Novo Mundo for- receber estes turistas. Com a Secretaria Municipal da Pessoa com CR Viagens e Turismo, sediada em com que a CR Turismo fosse a única objetivo é facilitar o acesso de mou dois recepcionistas no curso divulgação de que a cidade oferece Deficiência, através do telefone Iguaba Grande, litoral do Estado do empresa fluminense a receber o turistas deficientes visuais em hotéis, da Secretaria mas ainda não serviços direcionados a eles, mais 2242-7700, ramal 253, ou acessar o Rio, conquistou o Reconhecimento Reconhecimento Nacional em bares e restaurantes na cidade do implementou o projeto, pois parte pessoas se interessarão pelo www.acessobrasil.org.br para preen- Nacional de Qualidade em Turismo. Turismo. “É muito importante para Rio de Janeiro. do kit ainda não foi finalizado. destino, sem falar dos cruzeiros, chimento das 100 vagas disponíveis. O prêmio foi entregue a Cristina a nossa marca receber esse prêmio. Kits em braile com cardápios, Porém, o estabelecimento possui atração muito procurada pelo Outra iniciativa da Secretaria Rocha, proprietária da empresa, no Porém, o mais gratificante é ter um lista telefônica e dicionários estão dois apartamentos adaptados para segmento”, acredita Baltazar. Municipal da Pessoa com Deficiência V Reconhecimento Nacional às objetivo alcançado, conseguindo em fase de finalização. O material cadeirantes, além de braile e Pesquisa realizada nos Estados é a criação do guia turístico “Rio Micro e Pequenas Empresas, no divulgar a nossa região da Costa do estará disponível, até o final do serviço de voz em seus elevadores. Unidos e divulgada pelo Instituto sobre rodas”, para informar as Hotel Blue Tree, em Brasília. O Sol”, disse Marilza Delduque, gerente mês, em 20 estabelecimentos O gerente da recepção do hotel, Interamericano sobre Deficiência atrações mais acessíveis a pessoas evento reuniu os vencedores dos 23 comercial da CR Turismo. cariocas. O hotéis Novo Mundo e Clement Izard, acredita na eficácia e Desenvolvimento Inclusivo com deficiência na cidade do Rio de prêmios estaduais do país. Oito empresas, inscritas em dez Sheraton foram os primeiros a do projeto para atrair mais pes- mostra que pessoas com defi- Janeiro. A publicação será editada até Em fevereiro, a agência categorias (agronegócio, comércio, receber parte dos produtos da soas com deficiência à cidade. ciência ou mobilidade reduzida final de abril e distribuída, pela fluminense participou com outras educação, indústria, saúde, serviços, campanha, já que sete funcionários “Será um diferencial sobre a gastam, em média, US$ 13,6 Secretaria de Turismo, para hotéis, 2763 empresas do processo de turismo e empresa cidadã, conser- participaram do curso de Libras concorrência. Ainda é um público bilhões com viagens por ano. Sete bares e restaurantes. O Guia também seleção do Prêmio Top Empresarial, vação e uso de energia e uso (Língua Brasileira de Sinais) que pequeno mas teremos a divulgação por cento dos dois bilhões de estará disponível no site da Secretaria. realização do Sebrae/RJ, do Grupo racional de água), foram con- formou 40 profissionais das em folhetos e no nosso site a deficientes e idosos americanos Na internet, os turistas poderão ter Gerdau e da Firjan, com o apoio do templadas com o prêmio estadual. empresas participantes. respeito do serviço”, conta Izard. gastam acima de US$ 1.600 em acesso também à versão com áudio, Governo do Estado do Rio de (Gabriela de Freitas / JT) >> Cristina conquistou o segundo prêmio Top Empresarial para a CR Turismo Para Rubem Medina, secretário Segundo Amarildo Baltazar, viagens fora do país. através do sistema Dosvox.

×