Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.

1,961 views

Published on

Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3. Capitulo 4.

www.futbol-tactico.com oferece-lhes este artigo COMPLETO.

Se você gosta curta e compartilhe.

Dentro do método integrado como modelo para o desenho de tarefas para o treinamento em futsal e seguindo a Sanz, A e Guerrero, A (2007), temos considerado adequada sua classificação das tarefas para desenhar uma série de artigos que contém tarefas para a melhora do jogo no futsal.

Estes autores agrupam as tarefas em três níveis de aproximação ou categorias em função do maior ou menor grau de aproximação a realidade do jogo.

Published in: Sports
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,961
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
151
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Práticas de jogo de prioridade tática defensiva II. Tática defensiva grupal 3.

  1. 1. TAREFAS GLOBAIS PARA O TREINAMENTO ATRAVÉS DO MÉTODO INTEGRADO PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA DO TREINAMENTO EM FUTSAL PRÁTICAS DE JOGO DE PRIORIDADE TÁTICA TÁTICA DEFENSIVA DEFENSIVA (II) GRUPAL 3 D Autor: Juan Iglesias Paz entro do método integrado como modelo para o desenho de tarefas para o treinamento em futsal e seguindo a Sanz, A e Guerrero, A (2007), temos considerado adequada sua classificação das tarefas para desenhar uma série de artigos que contém tarefas para a melhora do jogo no futsal. Estes autores agrupam as tarefas em três níveis de aproximação ou categorias em função do maior ou menor grau de aproximação a realidade do jogo. Como temos dito e seguindo a estes autores, podemos utilizar para desenhar nossas sessões um tipo de tarefas que eles denominam práticas de jogo, as quais são tarefas mais simples, baseadas nos antigos modelos mais analíticos mediante as quais a partir de uma situação básica se busca melhorar alguma situação de jogo real. • Práticas de jogo de prioridade física. • Práticas de jogo de prioridade tática. • Práticas de jogo de prioridade técnica. • Práticas de jogo de prioridade psicológica.218 219 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  2. 2. PRÁTICAS DE JOGO DE PRIORIDADE TÁTICA (IV) Tática grupal ofensiva: paredes, progressão no jogo, conservação da bola, mobilidade grupal ofensiva e mudanças de orientação...TÁTICA GRUPAL DEFENSIVA 3 Tática coletiva ofensiva: mudanças de orientação, amplitude, profundidade e progressão ofensiva,São tarefas por tanto que nos permitem melhorar os velocidade de jogo, conservação de bola, equilíbrio ofensivo, ritmos de jogo, mobilidade ofensiva efundamentos táticos individuais e grupais e por tanto os controle do jogo ofensivo...princípios táticos ofensivos como defensivos. Assim, neste artigo atenderemos aos elementos componentes da tática grupal defensiva.Em nível coletivo nos permitem melhorar os fundamentostáticos coletivos e que se associam ou se manifestam Por tanto apresentaremos práticas de jogo de prioridade tática para a melhora de algumas das diferentesprincipalmente nas diferentes fases da ação de jogo, ataque, táticas grupais defensivas: pressão grupal, repregue grupal, vigilância defensiva grupal, profundidadedefesa e transições. defensiva grupal, procedimentos táticos defensivos e ritmos de jogo e mudanças de ritmo.Nos seguintes artigos vamos a propor uma série de tarefas PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA DA TÁTICA GRUPALpara a melhora de algum elemento tático concreto desde essetipo de tarefas denominadas práticas de jogo nas que em cada DEFENSIVAtarefa um elemento tático concreto já seja individual, grupalou coletivo e ofensivo ou defensivo buscará ser melhorado TAREFA 15 mediante dita tarefa, para assim cobrir a possível necessidade PRESSÃOdo treinador de tentar melhorar de forma algo mais isolada GRUPALesse elemento concreto que o detecto que é uma carênciade sua equipe, mas ao mesmo tempo sem perder de vista Ação defensiva contrária à temporização mediante a qual acossamos ao jogador com bola e a seusa especificidade do jogo e distanciando-o o menos possível companheiros forçando a perdida da bola, tentando recupera a possessão da forma ativa mais queda realidade do mesmo, e integrando-o em situações as mais esperando o erroparecidas ao contexto no que se vai a desenvolver durante o do rival.jogo. Se pode realizarPor tanto vamos a desenvolver em uma série de artigos umas sobre a bolapráticas de jogo para a melhora dos diferentes elementos ou sobre algumtáticos defensivos e ofensivos presentes no jogo e o faremos contrário ao queda seguinte forma: não queremos deixar receber.Tática individual defensiva: marcação, temporizaçõesdefensivas, repregues, vigilâncias defensivas, coberturas, Jogamos umpermutas defensivas... 2x2 no que cada jogador joga emTática grupal defensiva: temporizações, repregues, sua metade davigilâncias, coberturas, permutas, profundidade defensiva, quadra tentandovantagens numéricas defensivas, velocidade defensiva, marcar gol cadapressão defensiva e equilíbrio grupal defensivo (uma linha vez que recebemediante basculações ou um setor com escalonamentos)... a bola, o jogadorTática individual ofensiva: desmarques, apoios, vigilâncias que atua como defensor tem que pressiona-lo para roubar-lhe a bola e jogar com seu companheiro daofensivas, desdobramentos ofensivos, temporizações outra metade para que este finalize na outra trave. O defensor sempre que recupera tem que passarofensivas, criação ocupacional e aproveitamento dos ao companheiro situado na outra quadra e atua em ataque quando seu companheiro lhe passa a bolaespaços de jogo e ajudas ofensivas... desde a outra metade. Variantes: jogar um 3x3 2x2 em uma metade e 1x1 na outra ou jogar um 4x4 jogando 2x2 em cada metade.220 221 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  3. 3. TAREFA 16 TAREFA 17 VIGILÂNCIAREPREGUE GRUPAL DEFENSIVA GRUPAL Meio tático defensivo que consiste em ter baixo controle espaços ou adversários. Ele ou os Consiste em regressar ou retrasar-se a posições mais próximas à própria trave ao perder a bola ou defensores que não participam diretamente na defesa vigiam os espaços/adversários que não durante o ataque posicional do rival. Os defensores podem regressar a sua posição de base: feche participam diretamente em ataque. A marcação a seu oponente será mais ou menos próximo em ala ou pivô ou a outra. função de se este está por detrás ou por diante da bola. Neste caso vamos a realizar repregues trás perdida de bola ou finalização da ação, para isso dois Nesta tarefa o jogador encarregado de fazer vigilâncias fica despregado enquanto dois de seus jogadores atacam uma trave frente a dois defensores, os atacantes ao acabar a ação deverão companheiros defendem um 2x2, sua responsabilidade é que sua marca não receba e não possa defender sua trave frente a dois novos atacantes que se incorporam e que logo deverão defender apoiar o jogo de seus companheiros, O defesa nº3 não participa diretamente na ação defensiva e a sua frente a outros dois novos atacantes que iniciam desde a trave contrária. se situa entre a bola e o atacante nº4 evitando que este dê apoios e jogue a bola. Variante: os dois atacantes da primeira linha vigiam aos dois defesas mais atrasados da equipe Produzem-se oleadas continuas nas que os jogadores que acabam de atacar têm que repregar rival. O defensor nº5 marca ao atacante nº5 dando-lhe mais distância, pois está mais longe da bola, para defender sua trave. enquanto que o defensor nº4 realiza uma marcação mais próxima, pois seu rival está por diante da bola. Os atacantes nº 2 e nº3 depois de ter atacado tem que defender agora a contra dos nºs 4 e 5 e repregam até sua trave. Posteriormente os atacantes nº4 e nº5 deverão defender aos dois atacantes que esperam com bola na parte direita do gráfico. 222 223 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  4. 4. quando temos dois jogadores pressionando em quadra rival e realizam uma pressão em quadra rival eTAREFA 18 PROFUNDIDADE se cobrem um à outra as costas com coberturas sucessivas. Também pressão e par defensivo quandoDEFENSIVA GRUPAL nos encontramos pressionando e um jogador abandona sua marca para fazer um 2x1 e roubar a bola, etc. Ação de minimizar a quadra Neste caso vamos a realizar uma tarefa que se joga um 4x4 situando-nos 2x2 em cada metade e os de jogo ao rival se trata de defensores situados em quadra rival ademais de pressionar buscarão situações favoráveis para realizar reunir efetivos e juntar as um par defensivo e acossar 2x1 ao possuidor da bola para roubar-lhe a bola. Com o objetivo de favorecer linhas para defender no este tipo de ações os atacantes mais atrasados só poderão jogar uma vez com seu goleiro. O defensor menor espaço possível e nº4 ademais de pressionar em quadra rival quando a situação é a idônea acodem em ajuda de seu estarem o mais juntos para companheiro nº 5 para realizar um 2x1 frente ao atacante nº2 e roubar-lhe a bola. poder fazer ajudas e fechar- lhes os espaços ao rival. Variantes: todas aquelas tarefas que se nos ocorram nas que enlacemos duas táticas defensivas. Para ver a diferença de atuar defensivamente com mais TAREFA 20 RITMOS DE JOGO E ou menos profundidade MUDANÇAS DE RITMO defensiva vamos a propor uma tarefa na que se joga Tática defensiva 4x4 na que alternaremos dois consistente em defender posicionamentos defensivos. com mais ou menos intensidade esperando a Jogando com um sistema 2-2 em primeiro lugar vamos a defender os quatro jogadores em quadra roubar ou provocando o própria durante um tempo determinado. Ao cabo de um tempo os quatro defesas se situam por detrás erro rival, relacionado com do duplo pênalti e defendem em um espaço menor com a conseguinte diminuição de espaços. a pressão e o repregue, Variantes: plantear as mesmas situações com diferentes sistemas de jogo 1-2-1, 1-1-2... se pode manter constante ao longo do jogo ou variar utilizando ritmos TAREFA 19 PROCEDIMENTOS deferentes e mudando TÁTICOS DEFENSIVOS constantemente para que o rival nunca saiba como Consiste em combinar duas ou mais táticas defensivas de maneira consecutiva ou simultaneamente. nos vamos a comportar, Por exemplo, cobertura e em função do momento de permuta quando o fazem jogo, resultado... dois jogadores trocando Vamos a jogar um 2x2 no que os jogadores de cada equipe têm que utilizar um ritmo lento ou moderado suas marcas ou cobertura ou um ritmo alto ou intenso ou bem mudar de ritmo em função das consignas que lhes dê o treinador. e ajuda quando acode um Para isso uma equipe vai a defender repregando e esperando ao contrário enquanto que o outro utilizará companheiro do lado débil a um ritmo intenso e realizará uma pressão continua para recuperar quanto antes. Também se lhe pode fazer a ajuda ou quando se pedir às equipes que demonstre que são capazes de passar de um ritmo moderado a um intenso e que realiza uma segunda ajuda queremos que se aprecie desde fora essa mudança de ritmo. e é um jogador diferente Variantes: realizar a mesma tarefa, mas 3x3 e 4x4, ademais podemos dizer-lhe a uma equipe que ao que foi desbordado o mantenha um ritmo moderado, mas que quando receba a bola o jogador “x” que mude o ritmo e pressione que acode na ajuda do rapidamente para forçar o erro pois não é muito hábil e ademais tampouco é um grande passador, com que realizou a ajuda inicial. o qual é fácil que ante esta mudança de ritmo cometa um erro e perda a bola. Também repregue e muda Os jogadores estão jogando 4x4 com um ritmo moderado e repregado em sua própria quadra trás perder de oponente ou pressão a bola, mas no momento no que o nº2 recebe a bola todos mudam de ritmo sem necessidade de nenhum e coberturas sucessivas sinal, pois sabem que é o jogador mais débil e ao que tem que pressionar se queremos roubar. 224 225 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO

×