Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Educacionais)

17,385 views

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
9 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
17,385
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
693
Comments
0
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Educacionais)

  1. 1. Os caminhos da coordenação pedagógica e da formação de professores Duas pesquisas exclusivas revelam o perfil do coordenador pedagógico e como ele pode contribuir para a melhoria do trabalho docenteEdição EspEcial nº 6. junho/2011. proibida a VEnda. uma publicação
  2. 2. Índice reportagens 4 Panorama Formação continuada ainda é ficção no país pesquisas apontam que, para avançar, é preciso investir em programas de capacitação em contexto de trabalho 8 Políticas Públicas Oito iniciativas indispensáveis cabe às secretarias de educação garantir as boas condições para o aprimoramento profissional entrevIstas 14 Perfil 19 Isabel Alarcão Coordenador pedagógico Refletir faz a diferença vive crise de identidade educadora portuguesa defende uma formação cheio de atribuições dadas pela direção voltada ao diálogo e às práticas colaborativas e por outros agentes, educador deixa em segundo plano a formação docente 24 Vera Maria Nigro de Souza Placo 20 Formação Sozinha, a quantidade Conhecimentos que não garante a qualidade Bruno algarve o formador precisa ter a pedagoga afirma que a experiência além de aumentar a oferta de formação e o tipo de relação com o diretor contribuem continuada para os coordenadores pedagógicos, para a eficiência do trabalho do coordenador deve-se investir na qualidade dos conteúdos 23 Tendência 28 artIgos Denise Vaillant Espaços de estudo e reflexão Percalços da formação centros concentram práticas de atualização na América Latina profissional sem deixar de lado os horários de trabalho coletivo na escola 30 José Cerchi Fusari Clareza gera eficiência EDIÇÃO ESPECIAL “Os CaminhOs Da COOrDEnaçãO PEDagógiCa E Da FOrmaçãO DE PrOFEssOrEs” Diretor de Redação: Gabriel Pillar Grossi Colaboraram nesta edição: Dagmar Serpa (edição), Frances Jones Diretora de Arte: Manuela Novais e iracy Paulina (reportagem) e Paulo Kaiser (revisão) Coordenadora Pedagógica: regina Scarpa Editora: Paola Gentile Editora assistente: Verônica Fraidenraich Edição especial “Os caminhos da coordenação pedagógica Editora de arte: renata Borges e da formação de professores” é uma publicação da área de Estudos Repórter: Noêmia Lopes e Pesquisas da Fundação Victor Civita (estudosepesquisas@fvc.org.br). Fundador: Victor ciVita Gerente de Projetos: Mauro Morellato (1907-1990) Analista de Planejamento e Controle Operacional: Kátia Gimenes IMPRESSA NA BRASILFORM EDITORA E INDÚSTRIA GRÁFICA LTDA Presidente: roberto civita Processos Gráficos: Vitor Nogueira Rua Rosalina de Moraes Silva, 71 – Portão – Cotia-SP Diretora Executiva: angela Dannemann Conselheiros:roberto civita, Giancarlo Francesco civita, Victor civita, roberta anamaria civita, claudio de Moura castro, Jorge Gerdau Johannpeter, José apoiadores augusto Pinto Moreira, Manoel amorim, Marcos Magalhães e Maria alice SetúbalIlustração da capa: Bruno algarve 3
  3. 3. Panorama Formação continuada Dos coordenadores que afirmam se dedicar à formação dos ainda é ficção no país professores na escola, 26% encaminham os docentes para cursos e oficinas oferecidos pelas Secretarias de Educação. Trabalho com os professores O preparo dos docentes é o quarto colocado no ranking dos principais problemas dos coordenadores pedagógicos: Pesquisas apontam que, para avançar, é preciso 47% 43% 35% 31% 15% 14% 7% investir em programas 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º de capacitação dentro das unidades escolares Motivação e disciplina Falta de participação dos Carência de recursos e problemas de Preparo e motivação dos Excesso de atribuições e Gestão de aaprendizagem Outros dos alunos pais na escola infra-estrutura professores falta de tempo Dagmar Serpa e Noêmia LopeS A formação oferecida aos docentes na escola, segundo os profissionais da coordenação, tem seu foco dirigido para: e 71% 63% m boa parte dos estados e municípios do país, a n O Coordenador Pedagógico e a Formação de Professores: fissional individual, e a colaborativa, focada na capa- Conhecimentos Problemas de formação docente não dá conta de seu objetivo Intenções, Tensões e Contradições, supervisionada por citação conjunta de equipes de professores e gestores. aprendizagem didáticos principal, que é aprimorar a prática pedagógica para Cláudia Davis e coordenada por Vera Maria Nigro de Patricia Almeida, da FCC, defende: “O Brasil não po- e desempenho 58% Teorias e fazer os alunos avançarem. As políticas públicas im- Souza Placco e Laurinda Ramalho de Almeida, da de investir apenas em uma dessas abordagens, pois é dos alunos fundamentos plantadas pelas Secretarias de Educação ainda não Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC- essencial corrigir sérias deficiências na formação ini- 34% conseguem auxiliar as escolas e os professores em SP), e Vera Lucia Trevisan de Souza, da Pontifícia cial de professores que estão em atuação. É preciso Temas 43% Problemas suas reais necessidades, pois os programas existentes Universidade Católica de Campinas (PUC-Camp), combinar os dois modelos para conciliar diferentes motivacionais de disciplina são voltados para as demandas gerais do sistema. Além revela o perfil dos coordenadores pedagógicos do demandas e auxiliar professores com características, que promovam o bem-estar pessoal 6% Outros disso, nem todas as redes contam com um coordena- país (leia alguns resultados no quadro destas páginas e necessidades e perfis distintos”. dor pedagógico por escola e, quando há, ele não rece- na reportagem na página 14). be uma capacitação específica para ser formador. Os estudos constataram que os governos estão cons- Condições de estudo e capacitação Essas são as conclusões de duas pesquisas realizadas cientes de que investir na qualidade do ensino requer ainda estão muito longe do ideal Encontros mensais de pela Fundação Carlos Chagas (FCC) sob encomenda necessariamente olhar para o desenvolvimento pro- Os resultados sobre a atual formação continuada ofe- formação entre coordenação e professores da Fundação Victor Civita (FVC) em 2010: fissional dos docentes. Contudo, falta eficácia nas recida aos professores tiveram como base investigações n A Formação Continuada de Professores no Brasil: Uma iniciativas. “Apesar das ações em favor da formação qualitativas sobre as práticas e modalidades usadas 3,3 92% 2 declaram que Análise das Modalidades e Práticas, coordenada pelas continuada, os programas ainda carecem de planeja- por Secretarias de Educação (confira a metodologia das esses encontros Mario kanno pesquisadoras Cláudia Davis, Marina Muniz Rossa mento”, afirma Bernardete Gatti (leia mais no quadro pesquisas na página 7). Constatou-se que nem todos Educação Ensino duram 2 horas Nunes e Patrícia Cristina Albieri de Almeida, da FCC, da página 6). Nos sistemas de ensino pesquisados, os sistemas preveem horas de trabalho coletivo na Infantil Médio ou mais traça um panorama do que é oferecido pelas secreta- verificou-se a existência de dois tipos de capacitação: jornada docente, o que compromete a obrigatorieda- rias a docentes de diferentes regiões brasileiras. a individualizada, centrada no aprimoramento pro- de e a regularidade dos momentos de estudo, refle-4 5
  4. 4. Panorama “Algumas tarefas todos sabem que não são suas e A metodologia dos estudos as rejeitam no discurso, mas acabam assumindo quan- Confira os detalhes de como foram realizadas do a escola não tem quem as execute ou não é orga- as duas pesquisas da Fundação Victor Civita nizada para o trabalho ser bem equacionado”, obser- va Vera Placco. Sem falar nos que invertem totalmen- n A FormAção ConTinuAdA de te as prioridades, alegando ser difícil cuidar da for- ProFessores no BrAsil: umA Análise mação porque têm muitas tarefas. O raciocínio deve- dAs modAlidAdes e PráTiCAs investigação ria ser o contrário: como a principal atribuição é qualitativa sobre as práticas formativas de cuidar da formação docente, eles não poderiam ser 19 Secretarias de Educação – seis estaduais e sobrecarregados com outras atividades. 13 municipais – das cinco regiões do país. Em cada Para piorar, ainda há confusão entre essa função e uma, foram feitas entrevistas com o secretário possibilidade de construir conhecimento por meio a orientação educacional, uma das habilitações antes de Educação (ou seu representante), comBrUno aLgarVE da prática”, diz (na entrevista da página 19) Isabel Alar- oferecidas no curso de Pedagogia. Quem a escolhia o coordenador da formação continuada na rede cão, doutora em Educação e vice-reitora da Universi- se tornava apto a acompanhar os alunos para solu- e com o responsável por um projeto em andamento. dade de Aveiro, em Portugal. cionar dificuldades de aprendizagem e questões dis- Para tanto, é preciso ter um educador que se res- ciplinares. A coordenação pedagógica surgiu para n o CoordenAdor PedAgógiCo e A ponsabilize por ela: o coordenador pedagógico. O melhorar a aprendizagem das crianças e fazer um FormAção dos ProFessores: inTenções, problema é que muitos sistemas de ensino ainda não trabalho direto com os professores sobre o currículo. Tensões e ConTrAdições na fase quantitativa, têm esse cargo ou função previstos no organograma Nessa época, o orientador educacional foi cortado de foram realizadas entrevistas por telefone com de suas unidades e os que têm cometem alguns equí- muitas redes, deixando como herança uma mistura 400 coordenadores de 13 capitais brasileiras xão e planejamento junto aos pares. Fazer essa in- vocos, como oferecer formação diretamente aos pro- de papéis e mais atribuições para o coordenador. a qualitativa envolveu conversas pessoais corporação é uma das medidas essenciais para a for- fessores e não dar orientação para que esse profissio- Uma dúvida fica no ar: ainda que sobrasse tempo aprofundadas com 20 coordenadores das cinco mação em serviço funcionar (saiba mais ações que as nal se aprimore como líder de equipe. “Algumas no dia a dia, será que quem está na coordenação de- regiões do país, os diretores das unidades Secretarias podem desenvolver na reportagem da página práticas podem exigir da Secretaria uma ação genera- sempenharia sua função a contento? A pesquisa cons- de ensino onde eles estão locados e 40 professores. 8). Outra maneira de obter avanços é fazer com que lizada diretamente com os professores”, pondera a tatou que há profissionais que não saberiam o que ela ocorra na própria escola. “É nela que a realidade professora Laurinda Ramalho de Almeida, da PUC-SP . fazer. Isso porque o curso de Pedagogia não os prepa- se mostra com toda a complexidade e onde está a “Mas o coordenador precisa de monitoria para iden- ra suficientemente e, em geral, eles também não re- tificar as prioridades específicas de sua escola e traçar cebem orientação da rede. Assim, não aprendem em de trabalho para que possa se dedicar às prioridades, as estratégias para atendê-las.” lugar nenhum as práticas que precisa saber para ser José Cerchi Fusari, professor doutor da Faculdade de formadores (leia a reportagem da página 20). Como é Educação da Universidade de São Paulo (USP), suge- A estrutura da formação Faltam tempo e preparo para o coordenador uma profissão em construção, não há unidade no re (no artigo da página 30) mais um ingrediente para os estados e municípios consultados formar os professores na escola modo de atuar da categoria. Quem atua na Educação ajudar esse profissional a cumprir bem sua missão: esquematizam os programas de capacitação Segundo a pesquisa da FVC sobre o perfil e o dia a Infantil, por exemplo, promove mais reuniões com a “O trabalho do coordenador pedagógico tenderá a da seguinte maneira: dia desse profissional, a maioria dos entrevistados faz equipe do que os que estão no Ensino Médio. ser mais eficaz se ele tiver clareza conceitual, teórica a orientação da equipe docente, mas nem sempre Algumas Secretarias têm investido na criação de e metodológica sobre a função global da escola”. A n ConTeÚdo as propostas são elaboradas pela dedica tempo suficiente a ela e executa só o básico centros de formação para dar suporte às escolas, sem mesma reflexão, aliás, vale para todo educador – do própria Secretaria de Educação, pelo Ministério nessa função. Apenas uma minoria cita, por exemplo, anulá-las como um fórum privilegiado de aprimora- diretor aos professores. da Educação (MEC) ou por instituições parceiras. a observação de sala de aula (uma das principais es- mento profissional (leia a reportagem na página 26). n Quem minisTrA A FormAção tratégias formativas) como parte de suas atividades Essa, aliás, é uma tendência que tem sido verificada QUEr SaBEr MaiS? Um grupo técnico da própria Secretaria, habituais. Os motivos que levam o coordenador pe- em outros países e que está chegando ao Brasil. Para Contatos denise Vaillant, vaillant@ort.edu.uy selecionado por modalidade de ensino dagógico a não desempenhar bem seu principal papel Denise Vaillant, diretora acadêmica do Instituto de isabel Alarcão, ialarcao@ua.pt ou projeto, ou uma equipe externa. passam pela variedade de demandas que chegam às Educação da Universidade ORT Uruguay e presiden- José Cerchi Fusari, jcfusari@usp.br laurinda ramalho de Almeida, laurinda@pucsp.br n nÍVeis de ensino ATendidos suas mãos e pela falta de uma identidade profissional te do Observatório Internacional da Profissão Docen- secretaria de educação Básica (seB/meC), tel. 0800-616-161 Prioritariamente, os iniciais do bem definida, o que faz com que ninguém (nem o te, com sede na Universidade de Barcelona, isso mos- Vera maria nigro de souza Placco, veraplacco@pucsp.br internet Ensino Fundamental. próprio) tenha clareza sobre o que é responsabilidade tra que existem várias instâncias do governo preocu- Em www.fvc.org.br/estudos, a íntegra das n disCiPlinAs ConTemPlAdAs Principalmente dele e o que deve ser delegado. Desprovido de certezas, padas com o assunto (leia o artigo na página 28). pesquisas Formação Continuada de Professores no Brasil: Uma Análise das Modalidades e Práticas Língua Portuguesa (em especial, os conteúdos ele vai escolhendo o que fazer ou não no dia a dia, Além de oferta de capacitação, do detalhamento e O Coordenador Pedagógico e a Formação relacionados à alfabetização) e Matemática. durante o exercício da função. expresso de suas atribuições e de melhores condições de Professores: Intenções, Tensões e Contradições. 6 7
  5. 5. Políticas públicas 8 iniciativas indispensáveis Cabe às Secretarias das redes. “Muitas instituem esse momento formativo, porém esquecem de criar a estrutura necessária para sino – e evitar um cenário em que apenas uma ou outra escola da rede se tornem uma ilha de excelência. Em vigor desde 2008, a Lei do Piso Salarial do Magistério prevê um terço da de Educação garantir efetivá-lo”, diz Gisela Wajskop, diretora do Instituto Superior de Educação de São Paulo – Singularidades. Como bem resume Francisco Imbernón, professor de carga horária para atividades extraclasse – entre elas, o estudo coletivo. Vários estados Didática e Organização Educacional da Universidade as boas condições para Para preencher as lacunas que ainda persistem – e de Barcelona, na Espanha: “É óbvio, mas nem por recorreram ao Supremo Tribunal Federal que infelizmente não são poucas –, é necessário que isso menos relevante, que as pesquisas sobre formação para vetar esse item, mas até agora os o aprimoramento as Secretarias de Educação se responsabilizem pela em serviço apontem que o apoio real às escolas é mais recursos julgados mantiveram o texto execução de políticas públicas sem as quais é impos- importante do que boas intenções ou palavras em original. Independentemente disso, profissional dos docentes sível melhorar a qualidade dos programas oferecidos. documentos – sobretudo quando é preciso assumir algumas redes já incorporaram as reuniões Algumas delas: riscos relacionados à experimentação”. A seguir, você pedagógicas à carga horária. Noêmia Lopes Colaborou FRaNCes JoNes conhecerá em detalhes cada uma das ações sugeridas 1 Incorporar a formação à jornada de trabalho por nossos consultores (leia a relação na página 13) e ONDE É REALIDADE A Secretaria 2 Garantir a continuidade dos programas onde elas já foram bem implantadas. de Estado de Educação do Acre estabelece 1 formativos que parte da jornada seja usada para a pesar dos esforços feitos em diversas regiões do Brasil pelas Secretarias de Educação para aten- der às necessidades formativas das equipes escolares, 3 Valorizar a formação em serviço no plano de carreira 4 Ter coordenador pedagógico em todas as escolas incorporar a formação o aperfeiçoamento fora da sala de aula, em atividades de planejamento e participação em grupos de estudo ainda há muito a conquistar. Essa é uma das conclusões 5 Fazer a formação do coordenador pedagógico à jornada de trabalho e reuniões de formação em serviço. da pesquisa Formação Continuada de Professores no Bra- 6 Investir em capacitação articulada ao contexto As redes de ensino só conseguem garantir Há dois regimes contratuais em vigor. sil: Uma Análise das Modalidades e Práticas. de trabalho um tempo dedicado à troca de experiências O mais antigo prevê 16 horas em sala Entre os pontos positivos, o estudo relata o aban- 7 Incentivar a escola a ser um espaço de e à reflexão entre professores e 14 horas extraclasse, por semana. dono da ideia de que a boa formação se faz apenas aperfeiçoamento profissional e gestores se esses momentos estiverem O mais recente determina 20 e dez horas, individualmente, com o profissional frequentando 8 Ter equipe técnica para acompanhar os gestores incluídos na jornada de trabalho docente respectivamente. Cada unidade estipula conferências e palestras. Já se dissemina a ideia de que – sob pena de a obrigatoriedade o tempo que será destinado o aperfeiçoamento adquirido em serviço, com os pa- A rede que busca cumprir esses passos tem grande e a regularidade dos encontros ficarem especificamente à formação. De acordo res, é o caminho mais eficiente. As redes também possibilidade de conquistar altos índices de sucesso comprometidas. “Para que o trabalho com Josenir de Araújo Calixto, diretor começam a entender que não basta oferecer programas escolar. “Contudo, é importante lembrar que o Brasil pedagógico coletivo seja incorporado de ensino da Secretaria, a participação voltados ao domínio de conteúdos teóricos sem haver ainda carece de outros pontos fundamentais, como a à rotina, é preciso dar a ele a devida nos encontros formativos é garantida: ref lexão e estudo vinculados à prática pedagógica. articulação entre a formação inicial e a continuada e importância, implementando-o com “Realizamos uma pesquisa e constatamos Garantir condições para que o horário de trabalho a criação de currículos nacionais tanto para os cursos condições e bases legais para que vire que 96% dos professores que estão pedagógico coletivo aconteça de fato é uma obrigação de Pedagogia e licenciatura como para as expectativas realidade”, defende Telma Weisz, doutora em sala de aula tiveram mais de 80% de Bruno AlgArve de aprendizagem dos estudantes”, alerta Gisela. em psicologia pela Universidade de São presença nas atividades oferecidas na Esforços conjuntos nas esferas federal, estadual e Paulo (USP), em entrevista à revista Secretaria. Já na formação que ocorre nas municipal ajudariam a melhorar a qualidade de en- GESTÃO ESCOLAR de abril/maio deste ano. escolas, esse número encosta nos 100%”.8 9
  6. 6. Políticas públicas 2 Garantir a continuidade dos programas formativos De nada adianta a formação estar incorporada à jornada se há rupturas a cada governo. “Mudanças efetivas na qualidade da aprendizagem dos alunos desdobrou-se em uma capacitação sobre os gêneros discursivos criada pela própria Secretaria com base em uma demanda detectada ao longo do Profa. Há também estabilidade do grupo de supervisores. A maioria dos colegas que orienta gestores, se candidata a uma das 2,4 mil vagas do Programa de Desenvolvimento Educacional, que tem dois anos de duração. No primeiro, ele fica fora da sala de aula, estudando em universidades conveniadas. No segundo, dá aulas em 75% da carga alguns docentes tinham carga horária ampliada para assumir funções chamadas de “professor de apoio pedagógico” ou “professor-referência”. Percebendo a precariedade desse sistema, a rede organizou a seleção e hoje tem 250 demandam tempo: o formador da coordenadores pedagógicos e professores horária e trabalha como pesquisador coordenadores concursados, que atuam nas Secretaria precisa preparar o coordenador fez carreira nessa área da Secretaria. Regina no restante do tempo, elaborando uma 182 unidades municipais. “Quando se tem pedagógico, que, por sua vez, tem de se Helena Machado Scarpel, assessora proposta de intervenção prática para uma na escola um profissional para cuidar responsabilizar pelo aperfeiçoamento técnico-pedagógica que coordena a equipe escola. O espaço virtual chamado Grupo exclusivamente da formação, os resultados do trabalho docente. Em geral, esses de formação, está lá há 13 anos. “A de Trabalho em Rede (GTR) facilita certamente são melhores”, afirma Stella processos são simultâneos e levam mais do Secretaria investe no nosso trabalho com a socialização do conhecimento e alguns Chicchi, diretora do Departamento que um mandato político para acontecer”, cursos, assessoria pedagógica, palestras e participantes transformam suas de Ações Educacionais da Secretaria. afirma Beatriz Gouveia, selecionadora congressos. Essas ações, aliadas ao esforço experiências em livros. “Quem desenvolve 5 do Prêmio Victor Civita – Educador pessoal de cada integrante, permitem bons projetos deve ser reconhecido, ter o Nota 10 e coordenadora de projetos que alcancemos resultados positivos”, trabalho divulgado para os colegas e ganhar do Instituto Avisa Lá, em São Paulo. relata Regina Helena. prêmios”, afirma Gisela Wajskop. Com isso, Fazer a formação do coordenador pedagógico 3 Portanto, cabe às redes de ensino garantir a rede profissionaliza o trabalho docente. 4 a continuidade dos bons modelos Com a rede assegurando a presença de pelo de formação, zelando pela estabilidade menos um desses profissionais por escola, é dos técnicos responsáveis pelos projetos Valorizar a formação em preciso cuidar também da formação deles. e pela formação de novos formadores. serviço no plano de carreira Ter coordenador pedagógico Esse aperfeiçoamento deve ser específico, “Isso só é possível quando a Secretaria Com a continuidade das políticas públicas em todas as escolas ou seja, quem trabalha na função não investe na seleção de pessoal qualificado e assegurada, torna-se importante Os docentes precisam, além de valorização, pode participar apenas das mesmas em instrumentos de avaliação permanentes disponibilizar um plano para que de auxílio permanente para sanar dúvidas atividades formativas oferecidas aos e eficazes”, completa Cybele Amado, professores e gestores progridam e melhorar as estratégias de ensino. docentes. Isso porque o coordenador diretora do Instituto Chapada de Educação na carreira. Para tanto, é necessário deixar “Só há mudança real na prática educacional tem de conhecer e dominar competências e Pesquisa (Icep), que dá consultoria claro o que a rede de ensino espera deles quando o professor encontra solução para e estratégias próprias para estar à frente educacional a municípios da Bahia. e como o aperfeiçoamento profissional os problemas que enfrenta em sala de aula”, da equipe a fim de ajudá-la a refletir será valorizado. “Apenas o tempo de serviço diz Francisco Imbernón, da Universidade sobre a prática (leia mais na reportagem ONDE É REALIDADE Na rede municipal não basta para receber promoções. Elas de Barcelona. Achar esses caminhos não é da página 20). “A promoção de mudanças de São José dos Campos, a 99 quilômetros devem depender do aperfeiçoamento algo que se possa ou se deva fazer sozinho. efetivas na aprendizagem dos alunos de São Paulo, as boas práticas não são na profissão e de resultados efetivos na Cabe ao coordenador pedagógico atuar depende da capacidade de o coordenador interrompidas. Por exemplo, o Programa aprendizagem das turmas”, aponta Beatriz. como o parceiro mais experiente – e, encabeçar uma discussão permanente de Formação de Professores Alfabetizadores portanto, o orientador – da equipe. sobre o trabalho pedagógico”, lembra (Profa), iniciado em 2001 como uma ONDE É REALIDADE Na Secretaria Infelizmente, nem todas as escolas Beatriz Gouveia. Para tanto, cabe proposta do Ministério da Educação de Estado da Educação do Paraná, brasileiras contam com esse profissional, às Secretarias de Educação montar (MEC), capacitou as equipes pedagógicas os educadores podem progredir na o que torna a formação inexistente ou equipes técnicas especializadas do município. Em seguida, esses técnicos carreira horizontalmente – participando precária, com o diretor tentando assumir na formação dos coordenadores. formaram orientadores e professores de programas de aperfeiçoamento o papel de formador ou os professores da rede. Com os resultados positivos, e ampliando o tempo de serviço – e buscando aperfeiçoamento sozinhos. ONDE É REALIDADE O município de o programa foi oferecido a todos os verticalmente -- investindo na formação Governador Valadares, a 322 quilômetros Bruno AlgArve educadores dos anos iniciais do Ensino acadêmica. Essa última movimentação ONDE É REALIDADE Para fugir de de Belo Horizonte, assumiu, desde 2004, Fundamental. Posteriormente, se dá em três etapas. A primeira exige problemas como esses, a Secretaria o compromisso de oferecer capacitação licenciatura plena para quem está Municipal de Educação de São Bernardo do sistemática e específica para os pedagogos começando. A segunda requer Campo, na Grande São Paulo, realizou em – como são chamados os coordenadores pós-graduação em nível de especialização. 2009 o primeiro concurso público para da rede. Os encontros são quinzenais E, para chegar à terceira, o docente coordenadores pedagógicos. Antes, e acontecem na Casa do Professor,10 11
  7. 7. Políticas públicas um espaço mantido pela secretaria levantamos as variáveis que estão escolar (nomenclatura usada para o rede está em fase de experimentação e, de Educação e destinado aos momentos provocando o problema e buscamos coordenador pedagógico). “Oferecemos por isso, sabemos que o acompanhamento de estudo. “Antes dessa política, os caminhos para resolvê-lo”, diz Veronice formações específicas para é essencial”, afirma Margarete Ferreira pedagogos não tinham auxílio para Coelho Carneiro, formadora os gestores, organizadas por técnicos do Vale de Sousa, assessora pedagógica cuidar das questões didáticas e fazer e coordenadora da Secretaria. das centrais regionais, que, por sua vez, do Departamento de Ensino Fundamental. a formação de seus grupos. Hoje, eles Também há uma equipe de ensino são capacitados por coordenadores gerais Reforçam a iniciativa os grupos de trabalho recebem subsídios concretos e estão que cumpre um cronograma de trabalho da Secretaria de Educação”, diz Maria – que reúnem entre oito e 12 escolas e são mais preparados para as reuniões que semanal para visitar as unidades de Guadalupe Lima, coordenadora acompanhados por assessores pedagógicos organizam nas escolas e para desenvolver e ajudar os coordenadores a planejar adjunta da Coordenação da Gestão – e o Comitê Estratégico de Assessoramento atividades formativas”, explica Geni a formação docente em cada escola. de Aprendizagem da rede gaúcha. Pedagógico (Caep) – formado por 7 Maria Amorim Aguiar, coordenadora Dessa maneira, todos recebem capacitação assessores da Secretaria de Educação, do Ensino Fundamental. para desempenhar bem o próprio papel membros do CFEPES, diretores de e garantir que os demais integrantes departamentos e o secretário adjunto 6 incentivar a escola da equipe possam fazer o mesmo. de Gestão Pedagógica. Também há a ser um espaço de Todo diretor sabe, por exemplo, que maneiras complementares importantes investir em capacitação aperfeiçoamento profissional o supervisor escolar precisa de tempo, – e menos formais – de avaliar o impacto articulada ao contexto A análise das avaliações da rede garante espaço e material adequados para estudar de um projeto de formação que devem ser de trabalho uma formação articulada aos contextos de e planejar os horários de trabalho levadas em conta, como ouvir gestores e A capacitação do coordenador deve trabalho. Porém, quando pedagógico coletivo. docentes a respeito do que funciona e 8 considerar necessidades comuns às escolas esse processo está consolidado, é hora verificar se crianças e jovens avançaram na da rede. Em geral, as Secretarias detectam de ir além. “As equipes técnicas precisam aprendizagem dos conteúdos e habilidades essas demandas por meio de avaliações ajudar os coordenadores a fazer, eles esperados para cada série e até mesmo externas, como a Prova Brasil mesmos, diagnósticos da aprendizagem Ter uma equipe técnica consultar os pais dos estudantes. e o Sistema de Avaliação da Educação em suas escolas”, afirma Gisela Wajskop. para acompanhar os gestores Básica (Saeb). Com base nesses diagnósticos, Para contemplar as reais necessidades da Um grupo da secretaria deve se Quer SABer MAIS? é possível encontrar uma deficiência equipe, entra em cena outro personagem responsabilizar por disseminar Contatos Beatriz Gouveia, biagouveia@uol.com.br geral na aprendizagem de certos fundamental: o diretor escolar. Ele deve e monitorar a implantação Cybele Amado, institutochapada@institutochapada.org.br conteúdos. Então, cabe à rede preparar receber orientação técnica sobre das políticas públicas, observando Francisco Imbernón, fimbernon@ub.edu Gisela Wajskop, gisela@singularidades.com.br os coordenadores para abordar esses pontos as condições necessárias para a formação a maneira como elas impactam Guilherme do Val Toledo Prado, gvptoledo@yahoo.com.br com as equipes docentes – sem deixar em serviço de qualidade e seu papel os processos de ensino e aprendizagem. Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul, tel. (51) 3288-4700, gab-dp@seduc.rs.gov.br de lado as questões específicas que surgem no cumprimento desses requisitos. Dessa forma, propostas e metas podem Secretaria de Estado da Educação do Paraná, em cada grupo. As secretarias podem “O coordenador é um profissional ser revistas sempre que necessário. tel. (41) 3340-1500, imprensa@seed.pr.gov.br Secretaria de Estado de Educação do Acre, firmar parcerias com universidades ou que pode potencializar os processos “Aproximar-se do campo de avaliação da tel. (68) 3213–2313, atendimento.educacao@ac.gov.br instituições que atuam no ramo educativo de aprendizagem. Mas, para isso, formação continuada é uma tarefa Secretaria Municipal de Educação de Governador Valadares, tel. (33) 3271-6714, smed@valadares.mg.gov.br – só não podem se restringir a repassar é fundamental que todas as áreas da gestão complexa, mas imprescindível para a Secretaria Municipal de Educação de Natal, os programas prontos do MEC. estejam a serviço da liderança pedagógica”, legitimação e otimização das práticas tel. (84) 3232-4729, sme@natal.rn.gov.br Secretaria Municipal de Educação de Parauapebas, afirma Guilherme do Val Toledo formativas”, diz Francisco Imbernón. tel. (94) 3346-8234, assesoria_semed@yahoo.com.br ONDE É REALIDADE Na Secretaria Prado, coordenador do Grupo Secretaria Municipal de Educação de São Bernardo do Campo, tel. (11) 4336-7777, gse@saobernar.sp.gov.br Municipal de Educação de Parauapebas, de Estudos e Pesquisas em Educação ONDE É REALIDADE A Secretaria Secretaria Municipal de Educação de São José dos Campos, a 834 quilômetros de Belém, há Continuada (Gepec) e professor da Municipal de Educação de Natal criou, em tel. (12) 3901-2000, gabinetesme@sjc.sp.gov.br Telma Weisz, telweisz@uol.com.br capacitações feitas para toda a rede, Faculdade de Educação da Universidade 2009, a Comissão de Formação Continuada, em espaços como o centro universitário Estadual de Campinas (Unicamp). Ensino e Pesquisa (CFEPES). Cabe a ela Participaram dos debates sobre os resultados da pesquisa Formação Continuada de Professores no Brasil: Uma Análise das Modalidades e Prática, os seguintes especialistas, da cidade e o auditório da prefeitura. coordenar e avaliar as ações de formação, mediados pela diretora executiva da Fundação Victor Civita (FVC), Angela Cristina Dannemann: Beatriz Gouveia, do Instituto Avisa Lá; Bernadete Gatti, coordenadora do Todas as iniciativas usam como base dados ONDE É REALIDADE A Secretaria da propor parcerias para a realização de estudo; Denise Vaillant, diretora do Instituto de Educação da Universidade ORT Uruguay; Elba Siqueira de Sá Barreto, pesquisadora da Fundação Carlos Chagas (FCC); Guilherme de aprendizagem e reprovação, indicadores Educação do Rio Grande do Sul organizou programas voltados a professores e gestores, do Val Toledo Prado, professor da Universidade Estadual de Campinhas (Unicamp); Helena Bruno AlgArve Costa Lopes de Freitas, coordenadora de Formação de Professores da Secretaria de Educação nacionais e resultados de duas avaliações a equipe gestora das escolas da rede promover a integração entre as áreas de Básica do Ministério da Educação; Mirta Torres, especialista em didática da leitura e da escrita; Patrícia Cristina Albieri de Almeida, pesquisadora da FCC; Patrícia Mota Guedes, aplicadas nas escolas pela Secretaria. estadual incluindo nela o diretor, o vice, ensino e pesquisa e incentivar a publicação pesquisadora da Fundação Itaú Social; Regina Scarpa, coordenadora pedagógica da FVC; Silvana Tamassia, Gestora Nota 10 na edição 2008 do Prêmio Victor Civita; “Quando uma área não vai bem, o orientador educacional e o supervisor dos resultados. “A política de formação da e Sofia Lerche Vieira, professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece). 13
  8. 8. O perfil desse Perfil educador Quem são os coordenadores 59% consideram os concursos públicos a melhor forma de pedagógicos chegar ao cargo. Porém, apenas um terço foi da rede pública, selecionado dessa maneira. segundo amostra com 400 Coordenador pedagógico entrevistados de todas as 33% regiões do país vive crise de identidade blico % 32 o pú ão urs ç ca di conc in 22% ica écn ão t ç sele 8% ireta Em média, o coordenador eleição d tem 6,9 anos de experiência entrevista 4% 90% na função. Porém mais de 25% transferência 1% estão no cargo há mais mais de de dez anos. 15 anos 4% Até 6 meses Cheio de atribuições dadas aprendizagem como uma atividade sob sua respon- sabilidade, só 17% citam a observação do trabalho do 5% de 10 a 15 anos 5% Mais de pela direção e por outros professor em sala de aula – comprovadamente uma das principais estratégias formativas – como parte da SÃO MULHERES 15 anos 14% De 6 meses Até 6 meses 16% a 2 anos de 5 a agentes, profissional 10 anos 88% sua rotina. De 10 a 15% 15 anos 15% Por outro lado, metade declara atender diariamen- 14% deixa em segundo plano te telefonemas de todos os tipos, o que ocupa boa De 2 a de 6 meses a 2 anos parte do expediente. E a atuação sem foco nem é uma a formação docente questão de falta de experiência: em média, eles ocupam De 5 a 5 anos 28% de 2 a 5 anos 31% o posto há cerca de sete anos (confira o perfil desse TÊM EXPERIÊNCIA 10 anos 24% 29% Dagmar Serpa Colaborou IraCY paULINa profissional no quadro da página ao lado). Para começar, COMO PROFESSOR as leis contribuem para esse caos (veja o gráfico da 44 70% página 16). “Estudando cinco normas estaduais, cons- tatamos que em geral elas dão atribuições demais ao S A permanência ubstituir o professor que faltou, organizar e agen- coordenador e poucas dizem respeito explicitamente média na atual escola é de dar os horários de uso da biblioteca, ajudar os à formação docente”, conta Laurinda Ramalho de funcionários da Secretaria na época da matrícula, Almeida, da Pontifícia Universidade Católica de São 3,9 anos, sendo que quase controlar a entrada e a saída dos alunos e ainda con- Paulo (PUC-SP). Além disso, as solicitações, a distância CURSARAM PÓS, metade está na ANOS mas a imensa maioria optou unidade há menos versar com os pais daquele garoto que vive brigando e ao vivo, chegam ao coordenador vindas de todos os de dois anos. por cursos lato sensu, mais rápidos com os colegas. Várias demandas vão parar nas mãos lados: do diretor, que o considera seu braço direito e práticos. Apenas 4% fizeram mestrado. dos coordenadores pedagógicos. O resultado é que, atolados em afazeres, muitos acabam não dando con- não só para os assuntos pedagógicos mas também para os burocráticos e financeiros; dos professores, é a idade ta de sua função prioritária na escola: a formação que costumam elegê-lo como o melhor porta-voz média Eles se formaram em... GabriEl Gianordoli contínua, em serviço, dos professores. A pesquisa da para tratar com a direção sobre todos os temas da Fundação Victor Civita (FVC) sobre o tema detectou categoria; dos pais, que não sabem direito qual é a bruno alGarvE 35% que 9% reconhecem não cumprir sua missão primor- função dele; e das Secretarias, que às vezes fazem con- dial. Já a maioria que diz exercer esse papel nem sem- vocações em excesso e o obrigam a mal parar em seu pre o faz bem feito: 26% admitem ser insuficiente o local de trabalho (leia diferentes indicadores de desvios tempo dedicado ao projeto político-pedagógico (PPP), de função no quadro da página 17). Pedagogia 55% cuja criação coletiva é atividade-chave no processo de É mais uma prova de que falta a todos clareza sobre fizeram uma segunda graduação. formação docente. Dos 87% que apontam a gestão da quais são as tarefas primordiais, secundárias e op- No grupo que voltou à universidade, Letras 14% 61% dos que não tinham escolhido História 5% pedagogia na primeira vez elegeram essa opção depois. Psicologia 4% Outros 22%14 15

×