Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Empresa 2.0 - Novos conceitos de gestão

20,984 views

Published on

Apresenta;cão dos novos conceitos de gestão trazidos pelas empresas de Internet

Published in: Business, Technology

Empresa 2.0 - Novos conceitos de gestão

  1. 2. Um pouco de história
  2. 3. <ul><li>Web 1.0 </li></ul><ul><ul><li>Um novo meio de comunicação </li></ul></ul><ul><ul><li>Um espelho digital do mundo real </li></ul></ul><ul><ul><li>One way </li></ul></ul><ul><ul><li>Nada de novo a não ser a amplificação </li></ul></ul>
  3. 4. <ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><ul><li>Tudo novo, novos paradigmas </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais poder na mão do usuário – Two way </li></ul></ul><ul><ul><li>Informação farta e acessível </li></ul></ul><ul><ul><li>Nova forma de lidar com o cliente </li></ul></ul><ul><ul><li>Nova concorrência </li></ul></ul>
  4. 5. [ Link ]
  5. 7. A Internet trouxe muitos impactos sociais
  6. 8. Trouxe também novos paradigmas de gestão empresarial
  7. 9. Mais um pouco de história (só para ilustrar a importância dos novos paradigmas)
  8. 10. Olimpíadas de 1968, Cidade do México Recorde mundial de salto em altura: 1,73 m
  9. 11. Olimpíadas de 1968, Cidade do México Dick Fosbury, USA Novo recorde mundial de salto em altura: 2,24 m 51 cm a mais. Quase 1/3 do recorde anterior!
  10. 12. Quem são os novos gestores?
  11. 13. Nerds e Geeks , os “descolados digitais” O que esses caras sabem de gestão? NADA
  12. 14. Isso mesmo. NADA!
  13. 15. Justamente por não saberem nada, estão criando startups ao seu modo. Novos modelos de negócio, novos processos de criação, novos modelos de gestão. Gestão sem vícios ou preconceitos
  14. 16. Inovação no sangue
  15. 18. Geração Y Nasceram vivenciando inovações Ambientes que favorecem a inovação Modelos de negócios antes inimagináveis
  16. 19. [ Link ]
  17. 21. Gestão sem vícios
  18. 22. A imaginação é mais importante que o conhecimento. Albert Einstein
  19. 23. Se não sei como fazer, invento uma forma Dá muito errado, mas também dá certo
  20. 24. “ So, all you Web 2.0 startups -- please keep the best of the Web 2.0 spirit alive by NOT adopting the awful practices of management 1.0 ” Kathy Sierra, Creating Passionate Users blog
  21. 25. Novos consumidores + Novos paradigmas de gestão = Novos conceitos
  22. 26. <ul><li>Conceito n.1: Novos consumidores </li></ul><ul><ul><li>Mais informação </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais voz </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais consciência </li></ul></ul>
  23. 27. <ul><li>Mais informação </li></ul><ul><ul><li>Case Google: Missão organizar toda as informações do mundo </li></ul></ul>
  24. 31. <ul><ul><li>Se você não está no Google, você não existe. </li></ul></ul>
  25. 32. <ul><li>Mais voz </li></ul><ul><ul><li>Case Reclame Aqui: O meio força mudanças nas corporações </li></ul></ul>
  26. 34. <ul><li>Mais consciência </li></ul><ul><ul><li>Case Get Satisfaction: People-Powered Costumer Service </li></ul></ul>
  27. 36. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.1: Novos consumidores </li></ul><ul><ul><li>Marketing </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumidores passam a fazer parte do funcionamento da empresa </li></ul></ul><ul><ul><li>Qualidade dos produtos e do atendimento </li></ul></ul>
  28. 37. <ul><li>Conceito n.2: Nova comunicação </li></ul><ul><ul><li>“ We are the media” </li></ul></ul><ul><ul><li>Boca a boca e viralidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Social Media </li></ul></ul>
  29. 38. <ul><li>We are the media </li></ul><ul><ul><li>Case Doritos SuperBowl: O usuário faz melhor </li></ul></ul>
  30. 39. [ Link ]
  31. 40. <ul><li>Boca a boca e viralidade </li></ul><ul><ul><li>Case Daniela Cicarelli no YouTube </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Ok, Go </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Mentos + Coca-Cola </li></ul></ul>
  32. 41. [ Link ] [ Link ]
  33. 42. <ul><li>Social Media </li></ul><ul><ul><li>Utilizar os ambientes sociais online para fazer comunicação corporativa </li></ul></ul>
  34. 43. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.2: Novas comunicação </li></ul><ul><ul><li>Deixou de ser uma comunicação e passou a ser uma conversa </li></ul></ul><ul><ul><li>Novas mídias vs velhas mídias </li></ul></ul>
  35. 44. <ul><li>Conceito n.3: Co-Criação e Crowdsourcing </li></ul><ul><ul><li>Os amadores são os criadores </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Camiseteria </li></ul></ul><ul><ul><li>Case JPG Magazine </li></ul></ul><ul><ul><li>Get Satisfaction e Doritos </li></ul></ul>
  36. 56. “ Algo muito interessante acontece quando você confia no seu cliente.... ...ele passa a confiar em você.” Tantek Çelik, chief technologist for Technorati
  37. 57. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.3: Co-Criação e Crowdsourcing </li></ul><ul><ul><li>Confiança no consumidor </li></ul></ul><ul><ul><li>Mudança de cultura </li></ul></ul><ul><ul><li>Se você não fizer isso, seu concorrente fará </li></ul></ul><ul><ul><li>Co-Criação de experiências </li></ul></ul>
  38. 58. <ul><li>Conceito n.4: Comunidades </li></ul><ul><ul><li>Vivemos cada vez mais em comunidades de nicho </li></ul></ul><ul><ul><li>Comunidade é marketing de relacionamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Todos tem voz </li></ul></ul><ul><ul><li>Não há como segurar isso </li></ul></ul><ul><ul><li>Engajamento é fácil </li></ul></ul>
  39. 64. <ul><li>Ainda sobre Comunidades </li></ul><ul><ul><li>Empregados como uma comunidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Afinal são relações sociais </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Intranet HP </li></ul></ul>
  40. 65. Integra 150 funcionários em 170 países com 22 línguas diferentes. 95% dos funcionários acessam pelo menos 1 vez por semana.
  41. 66. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.4: Comunidades </li></ul><ul><ul><li>Precisamos escutar, precisamos conversar </li></ul></ul><ul><ul><li>Ter as pessoas por perto é melhor </li></ul></ul><ul><ul><li>É melhor admitir isso agora </li></ul></ul>
  42. 67. <ul><li>Conceito n.5: Transparência </li></ul><ul><ul><li>Livre acesso à qualquer informação </li></ul></ul><ul><ul><li>Transparência interna e externa </li></ul></ul><ul><ul><li>As empresas estão nuas </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Casas Bahia </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Não Saia Com Ele </li></ul></ul>
  43. 70. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.5: Transparência </li></ul><ul><ul><li>Você já está nu. Admita e comece a dançar </li></ul></ul>
  44. 71. <ul><li>Conceito n.6: Velocidade </li></ul><ul><ul><li>Startups precisam ser velozes </li></ul></ul><ul><ul><li>Times pequenos são melhores </li></ul></ul><ul><ul><li>Necessidade de autonomia </li></ul></ul><ul><ul><li>Case “Indústria da Música é o Dick Vigarista” </li></ul></ul>
  45. 73. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.6: Velocidade </li></ul><ul><ul><li>“ Toda manhã, na África, uma gazela acorda. Ela sabe que deve correr mais que o leão mais rápido ou será morta. Toda manhã, na África, um leão acorda. Ele sabe que deve correr mais rápido que a gazela mais lenta ou irá morrer de fome. Não importa se você é um leão ou uma gazela; quando o sol nascer, é melhor começar a correr.” </li></ul></ul>
  46. 74. <ul><li>Conceito n.7: Fluxo livre de informações </li></ul><ul><ul><li>Como tomar decisões corretas, sem informações corretas? </li></ul></ul>
  47. 75. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.7: Fluxo livre de informações </li></ul><ul><ul><li>Abra tudo (ou quase tudo) </li></ul></ul><ul><ul><li>Funcionários informados tomam melhores decisões, são mais criativos e atento a possíveis problemas </li></ul></ul>
  48. 76. <ul><li>Conceito n.8: Autonomia para inovar </li></ul><ul><ul><li>Pequenos times autônomos </li></ul></ul><ul><ul><li>Bootstrap </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Google e os 20% </li></ul></ul>
  49. 77. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.8: Autonomia para inovar </li></ul><ul><ul><li>Inove ou morra </li></ul></ul><ul><ul><li>Não tente regulamentar a inovação. Não é assim que ela acontece </li></ul></ul><ul><ul><li>Comece pelo ambiente depois pelas políticas e pelas normas </li></ul></ul>
  50. 78. <ul><li>Conceito n.9: Recursos Humanos 2.0 </li></ul><ul><ul><li>Experiência vs paixão </li></ul></ul><ul><ul><li>Experiência vs habilidade para aprender </li></ul></ul><ul><ul><li>Curiosidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Comprometimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Case Zappos </li></ul></ul>
  51. 80. <ul><li>Mais sobre a Zappos </li></ul><ul><ul><li>Todos os funcionários, independente da posição: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Customer Loyalty Training course (3 semanas) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Culture Book </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>2 semanas falando com clientes pelo call center </li></ul></ul></ul>
  52. 81. <ul><li>Ainda sobre a Zappos </li></ul><ul><ul><li>“ The Offer ” </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Garantir que estão ali por paixão e não por dinheiro </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>90% recusa </li></ul></ul></ul>
  53. 82. <ul><li>Zappos </li></ul><ul><ul><li>$800 mi em 2007, $1 bi em 2008 </li></ul></ul><ul><ul><li>1500 empregados </li></ul></ul><ul><ul><li>Call center 24/7 </li></ul></ul><ul><ul><li>Política de retorno de 365 dias </li></ul></ul>
  54. 83. <ul><li>Zappos Core Values </li></ul><ul><ul><li>Deliver WOW Through Service </li></ul></ul><ul><ul><li>Embrace and Drive Change </li></ul></ul><ul><ul><li>Create Fun and A Little Weirdness </li></ul></ul><ul><ul><li>Be Adventurous , Creative , and Open-Minded </li></ul></ul><ul><ul><li>Pursue Growth and Learning </li></ul></ul><ul><ul><li>Build Open and Honest Relationships With Communication </li></ul></ul><ul><ul><li>Build a Positive Team and Family Spirit </li></ul></ul><ul><ul><li>Do More With Less </li></ul></ul><ul><ul><li>Be Passionate and Determined </li></ul></ul><ul><ul><li>Be Humble </li></ul></ul>
  55. 84. <ul><li>Impacto corporativo do conceito n.9: Recursos Humanos 2.0 </li></ul><ul><ul><li>Teste de QI e experiência é importante? </li></ul></ul><ul><ul><li>Empregado motivado é importante? </li></ul></ul>
  56. 85. Empresa 2.0
  57. 86. É a empresa abandona velhas culturas e que abraça novos conceitos sem medo de ser feliz!
  58. 87. Gerente 1.0 Gerente 2.0 Políticas ditadas pela diretoria e imposta aos empregados Todos os empregados são consultados para ajudar nas políticas e soluções Pagamento por performance e atrelada à promoções Pagamento é generoso e justo, divisão de lucros é o padrão Segredo geral. A cada menor o nível hierárquico, menos informações são divulgadas Empregados recebem tanta informação quanto possível, inclusive financeiras “ Competição saudável” entre times e indivíduos. Apenas os melhores recebem bônus e promoções Empregados e times desafiam-se mutuamente. Se um empregado ou time obtém sucesso, todos ganham Descrições formais de cargos. Mudanças na função precisam ser formalizadas Papel de cada um é informalmente definido pelos empregados, ajustados de acordo com suas capacidades e interesses. Muda o tempo todo. Foco em times de trabalho (mas práticas de competição interna votam contra o processo) Foco em uma comunidade
  59. 88. Gerente 1.0 Gerente 2.0 Empregados controlados: Responsabilidades sem autoridade Empregados possuem autonomia, responsabilidades e autoridade Recompensas externas e incentivos como motivadores Motivação intrinsica Cliente é Rei (mas política e processos internos entravam essa afirmação) Usuário é Rei (mas não ao custo de empregados) Avaliação de performance feita pelos supervisores Em constantes análise de performance pelos colegas. Análises oficiais são irrelevantes devido ao comunicação constante Estrutura hierárquica Modelo Hollywood: Mente de co-fundadores Contratação baseada em performance passadas e capacidades técnicas Contratação baseada na curiosidade, habilidade de aprender e paixão Prazos imposto por quem não faz o trabalho Prazos definidos por quem faz o trabalho e acordado por quem não faz Empregados forçados a aprender coisas novas e “mudar” Empregados criam oportunidades para aprender e serem desafiados
  60. 89. Ferramentas
  61. 90. <ul><li>Blogs </li></ul><ul><ul><li>Case GM Fast Lane </li></ul></ul><ul><li>Wikis </li></ul><ul><ul><li>Case Lostpedia </li></ul></ul><ul><li>Idea Banks </li></ul><ul><ul><li>Case Starbucks </li></ul></ul>
  62. 96. Mas a principal ferramenta é... criatividade
  63. 97. O maior desafio...
  64. 99. Pra pensar...
  65. 100. if it ain't broke, don't fix it Ditado suíço if it ain't broke, start looking Vésperas da crise da bolha de internet, 1999 if it ain't broke, break it before others do Queda das Startups, 2000 if it ain't broke, change the rules before someone else does Lukas Ritzel, 2007
  66. 101. Obrigado! Fabio Seixas www.camiseteria.com [email_address] blog.fabioseixas.com.br twitter.com/fseixas

×