Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
II Seminário Internacional de Fruticultura   Celito SoldáVacaria, RS - 11 a 13/07/2012
35 t/ha   70 t/ha                    3
555 plantas/ha para 1.000 - 3.000 plantas/há ou +              Vigorosos para semi-vigorosos e anõesFoto: Celito Soldá    ...
do 4º ano   2º ano                     5
- Pomares em Formação   – Pomares Estabelecidos                                                  6
   Exportação pelos frutos   Produção de ramos, raízes e folhas   Perdas – lixiviação, volatilização e erosão   Eficiê...
   Saber que tipo de pomar se tem ou se quer   Saber como e onde quero chegar   Saber que este pomar estará aqui por 20...
EstratégiasAgronômicas e   Práticas                9
BAIXA DENSIDADE:   MÉDIA/ALTA DENSIDADE:MARUBA             FILTRO OU EM09                                           10
GALA       FUJI              11
Características Físicas e Químicas            RASO                          PROFUNDOSistema Radicular: profundidade, distr...
Foto: Celito Soldá                     13
VACARIA–RS (950 m alt.)                SÃO JOAQUIM–SC (1.400 m alt.)Importante: Experiência e Resultados com a Nutrição   ...
 Tipo Custo X Benefício Momento da Aplicação                         15
16
Num.                                                                                                       (Ca+           ...
EVOLUÇÃO CRESC. FRUTOS x RAMOS                                       EVOLUÇÃO CRESCIMENTO FRUTOS                          ...
19
20
21
Estrutura de planta (copa/raízes)PROGRAMAR a planta para produzir precocementeClima                                       ...
Adubação de SoloQuando: sempre!?Quanto: depende do sistema, replantio ounão, localização, chuva...                        ...
Adubação FoliarQuando:sempre!?Quanto?Aumento dadosegradativa-mente.Tipo:NKCaMgZn                       24
ALTAS E CONSTANTES   - QUALIDADE INTERNA (potencial                     armazenamento, sabor, firmeza...)PRODUÇÕES        ...
Época Adubação Solo:   - Brotação /Floração   - Raleio/Pós-raleio   - Pós-colheitaFoto: Celito Soldá                      ...
Formas:A LANÇO   FERTIRRIGAÇÃOMANUAL                          27
Época Aplicação: Brotação – Floração até final crescimento ramos Pós-Colheita – reservas para próximo cicloQuanto Aplica...
Época Aplicação: Pré-plantio Pós-ColheitaQuanto Aplicar: Não mais que 50 Kg/ha                          29
Época Aplicação: Início frutificação até final raleio (ajuste) Pós-ColheitaQuanto Aplicar: Extração pela colheita, ramo...
   Macieira não é tão eficiente para obter o Ca do solo    e também em translocar das raízes para as folhas e    frutos ...
 Carências ou necessidades pontuais(visual/análises) – ao longo do ciclo vegetativo  Prevenção de desordens fisiológicas...
Garantir um bom armazenamento e conservação dos frutosFrutificação                         Pré-Colheita Ca Qz, Nitrato de ...
Pré-floração                               floração                                           Foto: Celito Soldá- Início c...
Brotação              Desenvolvimento Frutos     Pós-Colheita    Foto: Dr. BonetiSulf. Zinco               Quelatos de Zin...
Queda Pétalas                             Desenvolvimento Frutos                                               Foto: Celit...
Foto: Celito Soldá     Melhora tamanho e coloração dos frutos     Plantas e flores mais suscetíveis aos danos por frio e...
Brotação                Floração                         Pós-ColheitaFoto: Dr. Boneti-Ajuda no “arranque”,primaveras frias...
   Reforço áreas fracas e nos pomares em    formação   2 a 5 t/ha   Desconsiderar para a adubação química (N!?)        ...
VACARIA                         FRAIBURGO  BASES:                        BASES:  • Análises solo e folha       • Análises ...
COMPOSIÇÃO MINERAL – GEMAS MACIEIRA                   ESPORÕES -GALA                                                      ...
RELAÇÃO C/N                 ESPORÃO GALA - C/N                               ESPORÃO FUJI - C/N                           ...
   Climáticas   Distribuição em uma única vez – logística +    custo   Alternância produção   Moda em fertilizar: não ...
   Perseguirmos incansavelmente o equilíbrio das plantas e qualidade dos    frutos;   Analisarmos o conjunto de fatores;...
producao@hiragami.com.br                           45
Palestra celito 2
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Palestra celito 2

840 views

Published on

ESTRATÉGIAS DE MANEJO NUTRICIONAL NAS EMPRESAS PRODUTORAS NO BRASIL.
II Seminário Internacional de Fruticultura
Celito Soldá

Vacaria, RS - 11 a 13/07/2012

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Palestra celito 2

  1. 1. II Seminário Internacional de Fruticultura Celito SoldáVacaria, RS - 11 a 13/07/2012
  2. 2. 35 t/ha 70 t/ha 3
  3. 3. 555 plantas/ha para 1.000 - 3.000 plantas/há ou + Vigorosos para semi-vigorosos e anõesFoto: Celito Soldá 4
  4. 4. do 4º ano 2º ano 5
  5. 5. - Pomares em Formação – Pomares Estabelecidos 6
  6. 6.  Exportação pelos frutos Produção de ramos, raízes e folhas Perdas – lixiviação, volatilização e erosão Eficiência da aplicação Eficiência do nutriente Manejo do solo e plantas Climáticas 7
  7. 7.  Saber que tipo de pomar se tem ou se quer Saber como e onde quero chegar Saber que este pomar estará aqui por 20 anos (Dr.Terence) 8
  8. 8. EstratégiasAgronômicas e Práticas 9
  9. 9. BAIXA DENSIDADE: MÉDIA/ALTA DENSIDADE:MARUBA FILTRO OU EM09 10
  10. 10. GALA FUJI 11
  11. 11. Características Físicas e Químicas RASO PROFUNDOSistema Radicular: profundidade, distribuição e tipo 12
  12. 12. Foto: Celito Soldá 13
  13. 13. VACARIA–RS (950 m alt.) SÃO JOAQUIM–SC (1.400 m alt.)Importante: Experiência e Resultados com a Nutrição 14
  14. 14.  Tipo Custo X Benefício Momento da Aplicação 15
  15. 15. 16
  16. 16. Num. (Ca+ Sat. Sat. P K Al Ca Mg H+Al CTC Sat. K da Argila pH M.O. Mg)/K Bases Al. Data Glebas SMP Zn Cu Mn B S Amos (%) H2O (%) tra mg/dm3 cmolc/dm3 mg/dm3 cmolc/dm3 (%) H3-01,02 08/07/2011 SOLO 33 29,1 6,2 6,4 >51 226 5,1 0 6,1 3 4,23 1,77 14,2 0,5 6 15,7 2,8 12,4 78 0 4,65 H3-01,02 08/07/2011 SUB-SOLO 34 30,2 5,4 5,7 11,8 86 1,5 0,1 3,2 2,6 0,79 4,72 10 0,3 30 26,4 6,2 12,2 49 2 1,81 N P K Ca Mg Fe Mn Zn Cu B (mg/K (mg/K (mg/K (mg/K (mg/K Foliares (g/Kg) (g/Kg) (g/Kg) (g/Kg) (g/Kg) g) g) g) g) g) 4,0HIRA 03 – 01 - GALA 24,7 14,9 17,7 3,7 86 99 135 7 49HIRA 03 – 02 - FUJI 21,6 3,5 15,2 17,4 2,6 98 96 195 8 42 800-VALORES 300-400 > 100 1000 > 40 > 40 <=10 <=30 <=30 K+Mg Peso N P K Ca Mg N/Ca K/Ca /Ca médio (mg/K (mg/K (mg/K (mg/K Frutos Frutos (mg/Kg) g) g) g) g) (g)HIRA03-01 - GALA 295 132 1104 44 45 7 25 26 100,5HIRA03-02 - FUJI 309 210 1078 40 56 8 27 28 171 17
  17. 17. EVOLUÇÃO CRESC. FRUTOS x RAMOS EVOLUÇÃO CRESCIMENTO FRUTOS GALA - SAFRA 2011_12. GALA - SAFRA 2011_12 80 10 80 70 70 8 60 Cresc. semanal 60Crescimento (m m) 50 6 50 mm 40 40 30 4 30 20 20 2 10 10 0 0 0 DATA DATA Ramo Fruto Fruto Semana Ramo Semana CRESC/RAD. CRESC/LONG. 18
  18. 18. 19
  19. 19. 20
  20. 20. 21
  21. 21. Estrutura de planta (copa/raízes)PROGRAMAR a planta para produzir precocementeClima Estruturas Reprodutivas Áreas de Replantio, “Olho Gordo”, Crescimento “Antena” 22
  22. 22. Adubação de SoloQuando: sempre!?Quanto: depende do sistema, replantio ounão, localização, chuva... -Altas doses de N, problemas com dano de frio (plantas e gemas) = compensar com K N, K , Ca e Mg - (Nitratos) 23
  23. 23. Adubação FoliarQuando:sempre!?Quanto?Aumento dadosegradativa-mente.Tipo:NKCaMgZn 24
  24. 24. ALTAS E CONSTANTES - QUALIDADE INTERNA (potencial armazenamento, sabor, firmeza...)PRODUÇÕES - QUALIDADE EXTERNA (tamanho, coloração e epiderme lisa) 25
  25. 25. Época Adubação Solo: - Brotação /Floração - Raleio/Pós-raleio - Pós-colheitaFoto: Celito Soldá 26
  26. 26. Formas:A LANÇO FERTIRRIGAÇÃOMANUAL 27
  27. 27. Época Aplicação: Brotação – Floração até final crescimento ramos Pós-Colheita – reservas para próximo cicloQuanto Aplicar: Análises Sistema de produção (porta- enxerto, variedade, densidade, vigor) Poda Fornecimento natural do solo Eficiência e tipo de fertilizante Cobertura vegetal (competição ou perdas) Chuva e temperatura....?! 28
  28. 28. Época Aplicação: Pré-plantio Pós-ColheitaQuanto Aplicar: Não mais que 50 Kg/ha 29
  29. 29. Época Aplicação: Início frutificação até final raleio (ajuste) Pós-ColheitaQuanto Aplicar: Extração pela colheita, ramos, folhas e raízes Reposição teores no solo 30
  30. 30.  Macieira não é tão eficiente para obter o Ca do solo e também em translocar das raízes para as folhas e frutos Com aplicações superficiais não se obtém bons resultados e imediatos, porém se há problemas temos que intervir Stress hídrico Calcário, Gesso, Cal (resíduo câmaras), Nitrato de Cálcio X Uréia Rever manejo:  Adubação (N=vigor, K e Mg=competição e B=redução translocação do Ca)  Poda  Polinização 31
  31. 31.  Carências ou necessidades pontuais(visual/análises) – ao longo do ciclo vegetativo  Prevenção de desordens fisiológicas  Suplementação das adubações de solo diretamente às folhas (gemas), flores, ou frutos  Aumento reservas das plantas  Fácil execução – juntamente com tratamentos fitossanitários Foto: Dr. BonetiFoto: Dr. Boneti 32
  32. 32. Garantir um bom armazenamento e conservação dos frutosFrutificação Pré-Colheita Ca Qz, Nitrato de Cálcio e Cloreto de Ca 33
  33. 33. Pré-floração floração Foto: Celito Soldá- Início ciclo: ajuda no desenvolvimento de ramos e folhas;- Germinação do grão de pólen e crescimento tubo polínico;- Auxilia na translocação do Ca no interior da planta.Ác. Bórico, Solubor, Bórax 34
  34. 34. Brotação Desenvolvimento Frutos Pós-Colheita Foto: Dr. BonetiSulf. Zinco Quelatos de Zinco Sulf. Zinco + Uréia- Brotação - pegamento frutos:- Importante para crescimento de folhas e brotos novos, bem como para o desenvolvimento do tubo polínico. 35
  35. 35. Queda Pétalas Desenvolvimento Frutos Foto: Celito SoldáFoto: Dr. Boneti - - Componente da molécula de clorofila (queda prematura folhas); - - Ajuda a reduzir queimaduras por sol em frutos!? Sulf. Magnésio, Quelatos de Mg 36
  36. 36. Foto: Celito Soldá  Melhora tamanho e coloração dos frutos  Plantas e flores mais suscetíveis aos danos por frio em caso de deficiência 37
  37. 37. Brotação Floração Pós-ColheitaFoto: Dr. Boneti-Ajuda no “arranque”,primaveras frias. - Melhora pegamento e desenvolvimento frutos. - Def. acelera a degeneração - Aumenta as reservas dos óvulos – reduzindo e ajuda decomposição folhas. período de polinização (frio).Uréia, Nit. Cálcio e Potássio 38
  38. 38.  Reforço áreas fracas e nos pomares em formação 2 a 5 t/ha Desconsiderar para a adubação química (N!?) 39
  39. 39. VACARIA FRAIBURGO BASES: BASES: • Análises solo e folha • Análises solo e folha • Produção • Produção • Aspecto Visual • Vigor das plantas PROGRAMA (PIM): PROGRAMA: • Via Solo: N: 50% inchamento • Via Solo: manutenção dos de gemas e 50% pós-colheita. índices de P e K; P: setembro. K: dezembro e • Cama aves – áreas fracas aplicações de gesso ou calcário em junho/julho. • Via Foliar: Ác. Bórico em botão rosado, Cl. Cálcio • Via Foliar: Solubor no (1)florescimento e (2)pós- durante o ciclo e Uréia e colheita, Ca: a partir de plena Ác. Bórico em pós- flor até colheita, (3)Sulfato de colheita. Zn em pós-colheita e Sulfato de Magnésio em Dez e Jan. 40
  40. 40. COMPOSIÇÃO MINERAL – GEMAS MACIEIRA ESPORÕES -GALA BRINDILAS-GALA 25,00 25,00 20,00 20,00 15,00 15,00 GALA ESPORÃO GALA BRINDILAg/Kg g/Kg VEGETATIVO VEGETATIVA 10,00 10,00 GALA ESPORÃO GALA BRINDILA FLORÍFERO FLORÍFERA 5,00 5,00 0,00 0,00 N P K Ca Mg N P K Ca Mg ESPORÕES-FUJI BRINDILAS-FUJI 25,00 25,00 20,00 20,00 15,00 15,00 FUJI ESPORÃO FUJI BRINDILAg/Kg VEGETATIVO g/kg VEGETATIVA 10,00 FUJI ESPORÃO 10,00 FUJI BRINDILA FLORÍFERO FLORÍFERA 5,00 5,00 0,00 0,00 N P K Ca Mg N P K Ca Mg Colaboração: Dr. Petri 41
  41. 41. RELAÇÃO C/N ESPORÃO GALA - C/N ESPORÃO FUJI - C/N 37,13 32,42 29,67 29,23 VEGETATIVO FLORÍFERO VEGETATIVO FLORÍFERO BRINDILA GALA - C/N BRINDILA FUJI - C/N 32,29 32,67 35,6 28,73 VEGETATIVA FLORÍFERA VEGETATIVA FLORÍFERAGALA: > 95% FERTILIDADE FUJI: 89% FERTILIDADE Colaboração: Dr. Petri 42
  42. 42.  Climáticas Distribuição em uma única vez – logística + custo Alternância produção Moda em fertilizar: não preciso mais de N, tenho K suficiente no solo.... Adubação foliar – não tenho resultados.... 43
  43. 43.  Perseguirmos incansavelmente o equilíbrio das plantas e qualidade dos frutos; Analisarmos o conjunto de fatores; Termos conhecimento do pomar e região e entendermos que é relevante; Buscarmos continuamente conhecimento e técnicas novas; Pesquisa para nossas diferentes regiões, variedades, porta-enxerto e sistema, nos ajudará a:  Definir quais as melhores estratégias;  Escolher o melhor fertilizante, Para:  Melhorarmos a qualidade;  Economizarmos dinheiro;  Protegermos o meio ambiente;  Termos mais rentabilidade. 44
  44. 44. producao@hiragami.com.br 45

×