Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Aves da Mata Atlântica Parábola da ave cativa  Sylvio Adalberto Quem guardará na noite o frágil ninho que já foi lar, que ...
Ararinha Local da foto: Corrêas - Petrópolis  Nossos pés são sementes Canção da terra Sylvio Adalberto
Pica-pau Local da foto: Corrêas - Petrópolis  Que o chão agasalha
Alma-de-gato Local da foto: Corrêas - Petrópolis  Vida que segue e que brota
Anu-branco Local da foto: Corrêas - Petrópolis  Esperança que nasce
Local da foto: Corrêas - Petrópolis  Papa-capim Do corpo e no chão
Asa-branca Local da foto: Itaipava - Petrópolis  Abrigo de sonhos
Beija-flor-tesoura Local da foto: Corrêas - Petrópolis   De quem lambe as feridas
Bem-te-vi Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis   Das mãos calejadas.
Bem-te-vi-rajado Local da foto: Corrêas - Petrópolis  O suor que escorre
Maritaca da cara azul Fotografada em cativeiro por estar correndo sério risco de extinção no Estado do Rio de Janeiro   É ...
Bentererê Local da foto: Corrêas - Petrópolis  É o sangue dos veios da terra
Enferrujado No chão embebido Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis
Bico-de-lacre Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis  É o alento da massa
Coruja orelhuda Que dá forma ao pão Local da foto: Corrêas - Petrópolis
Biguá Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis  A boca não sabe
Cambacica Local da foto: Corrêas - Petrópolis  A prova das sobras amargas
Chupim Que a mão semeou Local da foto: Corrêas - Petrópolis
Canário-da-terra Local da foto: Itaipava - Petrópolis   A terra é mãe que sacia
Caneleirinho Local da foto: Parque Municipal - Petrópolis  A boca deserta
Choca-da-mata Que morre de fome Local da foto: Corrêas - Petrópolis
Jaçanã Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis   E sempre plantou.
Jacuaçu Local da foto: Corrêas - Petrópolis   Seja alto o gemido
Carcará De quem não tem voz Local da foto: Corrêas - Petrópolis
Japacanim Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis  Sedenta, incansável
Juriti Local da foto: Corrêas - Petrópolis   A boca da terra
Lavadeira-mascarada Local da foto: Itaipava - Petrópolis  Espera por nós.
Sylvio Adalberto, criador destas e de muitas outras lindas fotos, é poeta, escritor e acadêmico titular da Academia Brasil...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aves da mata atlântica

3,953 views

Published on

Autor: Ronaldo Maurício da Silva
Fotos by: Sylvio Adalberto

Published in: Art & Photos
  • Be the first to comment

Aves da mata atlântica

  1. 1. Aves da Mata Atlântica Parábola da ave cativa Sylvio Adalberto Quem guardará na noite o frágil ninho que já foi lar, que foi refúgio e cama? E canto sim, mas meu canto reclama por não voar e por viver sozinho. Fui concebido pra voar. Definho sem o voo no mato, a flor na rama, sou da floresta cor e luz e a trama vida que põe beleza no caminho. Sei do som cascata e a dor do vento, isso não muda minha realidade e nem aplaca tanto sofrimento... Numa gaiola, pelas mãos de um louco, longe da tão amada liberdade cada dia que nasce, morro um pouco. Clique
  2. 2. Ararinha Local da foto: Corrêas - Petrópolis Nossos pés são sementes Canção da terra Sylvio Adalberto
  3. 3. Pica-pau Local da foto: Corrêas - Petrópolis Que o chão agasalha
  4. 4. Alma-de-gato Local da foto: Corrêas - Petrópolis Vida que segue e que brota
  5. 5. Anu-branco Local da foto: Corrêas - Petrópolis Esperança que nasce
  6. 6. Local da foto: Corrêas - Petrópolis Papa-capim Do corpo e no chão
  7. 7. Asa-branca Local da foto: Itaipava - Petrópolis Abrigo de sonhos
  8. 8. Beija-flor-tesoura Local da foto: Corrêas - Petrópolis De quem lambe as feridas
  9. 9. Bem-te-vi Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis Das mãos calejadas.
  10. 10. Bem-te-vi-rajado Local da foto: Corrêas - Petrópolis O suor que escorre
  11. 11. Maritaca da cara azul Fotografada em cativeiro por estar correndo sério risco de extinção no Estado do Rio de Janeiro É a água que pulsa
  12. 12. Bentererê Local da foto: Corrêas - Petrópolis É o sangue dos veios da terra
  13. 13. Enferrujado No chão embebido Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis
  14. 14. Bico-de-lacre Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis É o alento da massa
  15. 15. Coruja orelhuda Que dá forma ao pão Local da foto: Corrêas - Petrópolis
  16. 16. Biguá Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis A boca não sabe
  17. 17. Cambacica Local da foto: Corrêas - Petrópolis A prova das sobras amargas
  18. 18. Chupim Que a mão semeou Local da foto: Corrêas - Petrópolis
  19. 19. Canário-da-terra Local da foto: Itaipava - Petrópolis A terra é mãe que sacia
  20. 20. Caneleirinho Local da foto: Parque Municipal - Petrópolis A boca deserta
  21. 21. Choca-da-mata Que morre de fome Local da foto: Corrêas - Petrópolis
  22. 22. Jaçanã Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis E sempre plantou.
  23. 23. Jacuaçu Local da foto: Corrêas - Petrópolis Seja alto o gemido
  24. 24. Carcará De quem não tem voz Local da foto: Corrêas - Petrópolis
  25. 25. Japacanim Local da foto: lago de Nogueira - Petrópolis Sedenta, incansável
  26. 26. Juriti Local da foto: Corrêas - Petrópolis A boca da terra
  27. 27. Lavadeira-mascarada Local da foto: Itaipava - Petrópolis Espera por nós.
  28. 28. Sylvio Adalberto, criador destas e de muitas outras lindas fotos, é poeta, escritor e acadêmico titular da Academia Brasileira de Poesia - Casa de Raul de Leoni. www.rauldeleoni.org Para saber mais sobre as aves, visite http://www.sylvioadalberto.com/index.html [email_address] Quem sou Apenas um apaixonado pela natureza. Como tal, gostaria de vê-la preservada e protegida. Creio sinceramente que para preservar é preciso conhecer. Ninguém protegerá aquilo que desconhece. Para que isso aconteça, primeiro é fundamental que haja uma mudança de consciência. Temos de acabar com a mentalidade instaurada de que não temos nada com isso.Temos sim! Tudo o que acontece no mundo em que vivemos é de nossa inteira responsabilidade. Enquanto houver gente dormindo na rua, famílias sem direito a um teto, um pedaço de terra para plantar e um pedaço de pão para driblar a fome, enquanto houver cachorros comendo filé e crianças morrendo de fome, nada mudará no mundo. O exemplo deverá começar não dentro de nossa casa, mas dentro de cada um de nós. É preciso antes de tudo querer ser melhores do que somos. O caminho é refrear o consumismo, a sede de supérfluo que invadiu o mundo. E a salvação é começar pelas crianças. Tenho consciência de que faço minha parte. E você? Criação do PPS: Ronaldo Maurício da Silva [email_address] http://www.e-bookspetropolis.com.br / Clique aqui e conheça o site oficial do grupo Alain Morisod & Sweet People, autor e intérprete da música « Et les oiseaux chantaient » “ Os pássaros conduzem os homens para o azul, para as águas, para as árvores e para o amor. Ser escolhido por um pássaro para ser a árvore dele: eis o orgulho de uma árvore. Ser escolhido pelas garças para ser o rio delas: eis a vaidade dos rios.” Manoel de Barros

×