1. o impacto socio economico da banda larga

1,412 views

Published on

Apresentação feita no 1

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,412
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

1. o impacto socio economico da banda larga

  1. 1. Instituto de Inovação com TIC O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga [ Flávia Fernandes – Julho/2010]
  2. 2. Banda Larga Internet
  3. 3. “A Internet supera a produtividade combinada do telefone, transporte e eletricidade” John Chambers, CISCO - CEO
  4. 4. Habilitador de Tecnologias de Uso Geral[TUG] [GPT – General Purpose Technology]
  5. 5. Tecnologias de Uso Geral[TUG] [GPT – General Purpose Technology] • TUGs são tecnologias que podem afetar drasticamente toda uma economia (a nível nacional ou global) pois impactam nas estruturas econômicas e sociais pré-existentes. • TUG cria repercussões em toda a economia levando à mudanças fundamentais no processo de produção daqueles que a utilizam A BL pode mudar COMO e ONDE a atividade econômica é organizada • Comparada a outras TUG, como eletricidade, acredita-se que os impactos da BL na economia, além de maiores, materializar-se-ão mais rapidamente  TUGs Evolui com o tempo em várias fases de eficiência, aplicação e difusão. Fonte: Broadband and the Economy; OECD Organization for Economic Co-Operation and Development
  6. 6. Desenvolva a banda larga e tudo mais seguirá A habilidade de: -controlar e utilizar energia com mais eficiência -gerenciar saúde em populações carentes e que envelhecem - fornecer a melhor educação possível às futuras gerações - cuidar melhor do meio ambiente - simplificar as redes de transporte
  7. 7. Banda Larga na pauta de várias nações
  8. 8. Banda larga é o maior desafio de infra estrutura do inicio do Século XXI Como a eletricidade no Século passado, BL é a fundação de hoje para o crescimento econômico, criação de emprego, competitividade global e uma vida melhor.
  9. 9. Finlândia: É Lei: 1Mbps (2010) 100Mbps (2015) Já o governo do Reino Unido Promete uma conexão de no min. 2Mbps (2012)
  10. 10. Austrália:£20 BI em 8 anos 100Mbps (90%) + BL sem fio para os demais
  11. 11. $ 24,6 BI 120.000 empregos
  12. 12. Benefícios da Banda Larga • Acesso a oportunidades econômicas e de inovação • Aumento de produtividade e comércio • Redução dos custos operacionais • Geração de empregos • Investimento externo
  13. 13. Não a urbanização • BL acessível ($) fora dos grandes centros – Melhora a economia e o estilo de vida – Melhora a educação – Possibilita a descentralização do trabalho • Diminuindo necessidade energética, poluição sonora, emissão de CO2
  14. 14. Geração de Excedente • Facilidade em pesquisar produtos • Estimula a concorrência • Aumenta a eficiência • Flexibilização do trabalho (duração e localização) Source: http://www.tutor2u.net/economics/content/topics/marketsinaction/consumer_surplus.htm.
  15. 15. Viabilizador de estratégia de desenvolvimento social e organizacional Impacta em: • Educação • Saúde • Segurança • Cidadania • Competitividade/produtividade • Geração de Emprego • Mudança de Ocupação • Qualidade de vida
  16. 16. A BL auxilia no crescimento do PIB (Cada 10% de brasileiros conectados à Internet resulta +1% PIB)
  17. 17. Nossa experiência coma a BL?
  18. 18. Porto Digital • 10 anos de atuação • 8km de fibra ótica • 100 hectares • 130 organizações • 4 mil empregos • 2 incubadoras • 4% do PIB de PE • 70% de sucesso das empresas instaladas
  19. 19. Empregos: 2005 –> 2 mil 2010 –> 4 mil % PIB PE 2006 1% 2009 3%
  20. 20. 15 anos de Internet no Brasil
  21. 21. Panorama Atual • 7º País em utilização da Internet • 72MI de Internautas em Dez/09 [ITU] • 21% dos domicílios possuem BL • Tempo na Internet/mês – 2005 1h 54 min – 2008 23hrs e 12 min • BL é cara, baixa vel (inferior a 1Mbps 90%) e concentrada em regiões de alta renda e densidade populacional • Fenômeno urbano
  22. 22. Panorama Atual • 5 milhões de domicílios com computador e sem acesso à Internet • 47% pop. utilizou computador 4T2009 • 43% pop. utilizou a internet 4T2009 • O domicílio é pela 1ª vez o local mais acessado em 2009 • Acesso à Internet via celular crescimento apenas na classe A • 30% da pop utilizou serviços do gov • 20% dos que acessaram a Internet, fizeram compras online [TIC Domicílios 2009 - cetic.br]
  23. 23. percebem-se as mudanças!
  24. 24. Minha vida mudou e a sua? - Transações Bancárias - Imposto de Renda - Home Office - Escritório virtual - Nota Fiscal eletrônica - Agendamento Serviços (Passaporte) - Comunicação: Email, Skype, MSN, Vídeo conferencia - Compartilhamento de arquivos, colaboração remota - Entretenimento - On-line Shopping (Lista de Casamento) - Passagens (web check-in) - Disponibilidade de informação
  25. 25. Impossível viver sem a Internet É preciso mais Banda
  26. 26. Internet para todos, em qualquer dispositivo, em qualquer lugar, segura e confiável!
  27. 27. Plano Nacional de Banda Larga Universalização do acesso à internet rápida - um projeto de desenvolvimento e inclusão social Telebrás R$ 3,22 bilhões até 2014 • Em 4 anos: conectar +100 cidades e atender 40 milhões de domicílios a um custo final de R$ 15,00 a R$ 35,00/mês • 4x + o número de domicílios com o serviço disponível a + 512 kbps (70% dos lares brasileiros)
  28. 28. Oportunidades de Negócios
  29. 29. Oportunidades Diretas • O plano prevê ainda uma série de desonerações para pequenas e médias empresas prestadoras de serviço: – isenção de impostos (PIS/COFINS) para compra de modem; e – redução de alíquota do IPI para equipamentos de telecomunicações com tecnologia nacional. – BNDES abrirá linhas de crédito para aquisição de equipamentos, e – financiamento para pequenos e médios prestadores de serviço e lan houses.
  30. 30. Oportunidades Indiretas Internet para todos, em qualquer dispositivo, em qualquer lugar, segura e confiável! Queremos: Globalidade, Conexão, Mobilidade, Acessibilidade, Disponibilidade •Disponibilizar a infra não garante o uso da Internet por todos •Aplicativos atuais não rodam em qualquer dispositivo •Segurança e Confiança requer processos e ferramentas
  31. 31. • Internet para todos: – Venda de dispositivos – Formação Digital – Prestação de serviço
  32. 32. • Em qualquer dispositivo: – Desenvolvimento de aplicativos para telefones – Design de sites, – Serviços nas redes sociais
  33. 33. • Segura e Confiável: – Consultoria – Educação / treinamento de profissionais – Venda e instalação de produtos relacionados
  34. 34. Na Educação • Educação a distância – Demanda por criação de novos materiais didáticos; – Criação de Vídeos – Trabalhos gráficos – Criação de Jogos Educativos – Sistemas de acompanhamento – Cloud Computing / Storage – Exportação do conteúdo para Angola e outros países de língua portuguesa
  35. 35. Na saúde • Desenvolvimento de prontuários eletrônicos; • Equipamentos de Tele-medicina • Integração entre Laboratórios, Hospitais e consultórios médicos • Monitoramento remoto de pacientes
  36. 36. Na Segurança • Monitoramento remoto de ativos • Equipamentos de transmissão de imagem via IP • Rastreamento de veículo e cargas
  37. 37. • 23 hrs por mês na internet... e subindo!!!! – Vendas on-line – Relacionamento com cliente pela Internet – Suporte a home-office – Centros de Impressão – Cloud computing / storage back-up
  38. 38. • Produção de Conteúdo.... – Países desenvolvidos: 1 servidor p/ cada 25 PCs conectados – Países emergente com Índia e Rússia 1/70 – Brasil 1/100
  39. 39. O uso da Internet depende da disponibilidade do serviço. Veio para ficar, seu uso vai continuar crescendo e criando novas oportunidades de negócios. Sem BL os impactos das TICs não realizam seu potencial.
  40. 40. Obrigada Flavia Fernandes Nascimento flavia.nascimento@cesar.org.br

×