Gb.16.indicadores.demograficos.fluxos.migratorios

701 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
701
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gb.16.indicadores.demograficos.fluxos.migratorios

  1. 1. GB.16 Mapa-Mundi Político – Continentes • Indicadores demográficos • Fluxos migratórios • Analfabetismo no Brasil e mundo
  2. 2. POPULAÇÃO ABSOLUTA total de habitantes de um lugar. DENSIDADE DEMOGRÁFICA medida de habitantes por quilômetros quadrados. POPULOSO considera a população absoluta. POVOADO considera densidade demográfica. TAXA DE NATALIDADE número de nascidos anualmente para cada grupo de mil hab. TAXA DE MORTALIDADE número de mortes ocorridos anualmente para cada grupo de mil hab. CRESCIMENTO VEGETATIVO diferença entre o número de nascidos e de óbitos. TAXA DE FECUNDIDADE número médio de filhos por mulher em idade de procriar. TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL número de óbito de crianças com idade inferior a 1 ano dentre mil nascidos vivos.
  3. 3. Chegou em 2012 com 193.946.886 habitantes
  4. 4. Densidade demográfica no Brasil
  5. 5. Acompanhamos a tendência mundial. O crescimento demográfico brasileiro vem desacelerando nas últimas décadas ao mesmo tempo em que a expectativa de vida se eleva. Esse processo chamamos de: transição demográfica = As famílias ficam menores, com menos filhos, e as pessoas vivem até uma idade avançada.
  6. 6. VEJA Edição 2071 30 de julho de 2008 http://veja.abril.com.br/300708/p_094.shtml
  7. 7. O último censo no Brasil foi em 2000 Éramos 169,9 milhões de habitantes e daí em diante a população vinha sendo calculada por projeções com base nas taxas de crescimento de 2000. Em 2007 uma amostragem realizada pelo IBGE em 30 milhões de residências mostrou que o crescimento populacional estava sendo superestimado acarretando um erro de 6 milhões de habitantes. No decorrer de 7 anos a taxa de fertilidade do Brasil caiu de 2,3 para 2 filhos por mulher. Esse nível é abaixo da taxa de reposição populacional a longo prazo que é de 2,1 filho por mulher. Isso resultou num crescimento de apenas 1,21% ao ano, em média, nesse período.
  8. 8. Afirma que o crescimento populacional funcionava conforme uma progressão geométrica ,enquanto que a produção de alimentos crescia em forma de uma progressão aritmética
  9. 9. Surgiu no fim da Segunda Guerra Mundial. Grandes conquistas nas áreas da saúde. Difusão de grandes laboratórios multinacionais e redução de mortalidade. Grande crescimento demográfico. Propuseram as políticas de controle de natalidade. (planejamento familiar)
  10. 10. Planejamento familiar é o conjunto de práticas adotadas por casais ou pessoas visando limitar o número de filhos e/ou espaçar-lhes o nascimento. Controle Populacional é o conjunto de medidas que pretendem reduzir a fecundidade ou controlar a taxa de crescimento de grupo ou classes, povos ou países.
  11. 11. Seguem Karl Marx. Culpam o capitalismo, e o grande crescimento populacional como grande responsável pela fome e carência da população. Necessidade de reformas sócio-econômicas que permitam a melhoria do padrão de vida da população mais pobre
  12. 12. a) Pirâmide Jovem representam populações muito jovens, típicas dos países em desenvolvimento. Apresentam por isso uma base larga, devido à elevada natalidade e topo estreito em consequência de uma elevada mortalidade e de uma reduzida esperança média de vida.
  13. 13. b) Pirâmide Envelhecida É característica dos países desenvolvidos. A base é estreita (mais do que a classe dos adultos), o que reflete a diminuição da natalidade, sendo o topo largo dado o aumento da esperança média de vida.
  14. 14. c) Pirâmide Adulta A base ainda é larga mas existe um aumento da classe dos adultos e dos idosos, o que significa que a taxa de Natalidade está diminuindo e a esperança média de vida a aumentando.
  15. 15. d) Típica de alguns países desenvolvidos, a base reflete alguma recuperação das classes etárias dos jovens em virtude do aumento da fecundidade.
  16. 16. É a alteração do regime demográfico caracterizado por elevadas taxas de Natalidade e de Mortalidade para um regime em que as referidas taxas apresentam valores reduzidos. Antes da transição Fase da transição Depois da transição Eleva da fertilidade e mortalidade – população estacionária ou em crescimento lento. Fertilidade em declínio e mortalidade baixa - queda rápida da taxa de crescimento. Crescimentonatural Mortalidade Natalidade População Tempo Crescimento Da População Regime Democrátic o moderno Baixa fertilidade e mortalidade - taxa de crescimento basicamente estacionária. Fertilidade elevada e mortalidade em declínio – aumento rápido da taxa de crescimento.
  17. 17. Prof. Fernando A. Machniewicz Knapik Movimentos Migratórios e Urbanização

×