Coding Dojo: uma abordagem
teórica e prática
Fernando Kenji Kamei
Novembro de 2010
III Jornada Acadêmica de
Informática da...
O Surgimento...
Em 2003, no
Dojo Paris
Dave Thomas
Lauret Bossavit
Emannuel Gaillet
Motivação...
Onde surgiu a
Motivação?
Programadores não treinam...
Treinar sempre...
ProgramadoresProgramadores reunidos p/reunidos p/ treinartreinar ee aprenderaprender,,
trabalhandotrabalhando juntosjuntos...
Mas de quê modo?
Praticando,
aprendendo... e
se divertindo!
25/05/10
E sim um ambiente de...
Aprendizado Colaborativo,
não competitivo...
para Resolver problemas
de programação...
Com a finalidade de...
Aprender através de
experiências em grupo
Ou seja, treinar bastante
Ambiente de Treinamento...
O que faz parte do Dojo...
Programação em Par
Piloto e Co-piloto
Aprendizado Colaborativo
TTDDDD
redred -- greengreen -- refactorrefactor
Babys Steps
Refactoring
Melhorar algo que estava
funcionando...
E deixar sempre
funcionando após o
refactoring
Design Simples
Fazer as coisas da maneira
mais simples...
Mas sempre funcional...
piloto/copilotopiloto/copiloto fixosfixos
resolvem antes, apresentamresolvem antes, apresentam ao vivoao vivo
Prepared
Kata
Prepared
Kata
Uso doUso do TDDTDD ee Babys StepsBabys Steps
TodosTodos devemdevem entenderentender, se não,, se não, Pergu...
25/05/10
http://dojorio.wordpress.com/2009/05/11/coding-dojo-rio-na-pythoncampus-na-universidade-gama-filho-no-campus-
da-...
25/05/10
http://dojorio.wordpress.com/2009/05/11/coding-dojo-rio-na-pythoncampus-na-universidade-gama-filho-no-campus-
da-...
25/05/10
http://dojorio.wordpress.com/2009/05/11/coding-dojo-rio-na-pythoncampus-na-universidade-gama-filho-no-campus-
da-...
25/05/10
foi bom?foi bom?
foi ruim?foi ruim?
O queO que
aprendemos?
aprendemos?
retrospectivahttp://blog.seatecnologia.com...
Agradecimentos
 Organização do Jainf III
 Natália Julieta (nataliajulieta@gmail.com)
 Grupo de Dojo – LabES (Cin­UFPE)
...
Referências
 Grupo Dojo-Bahia
– groups.google.com.br/group/dojo­bahia
 http://www.dtsato.com/blog/
 http://codingdojo.o...
Desafio 01 – Números Primos
Obter a lista de números
primos até um
determinado valor (Ex.: 10
-> 2, 3, 5, 7)
Desafio 02 – KataFizzBuzz
Fase 01
Programa que escreva de 1 a 100. Sendo
que, os números divisíveis por 3, escreva
“Fizz” ...
Desafio 02 – KataFizzBuzz
Fase 02 – Novas exigências
Agora o programa deve escrever “Fizz”
os números divisíveis por 3 ou ...
Desafio 03 – Roman Numerals
Fazer um programa que converta os
números em decimais em números
romanos
Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.0/br/
Coding Dojo: uma abordagem teórica e prática
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Coding Dojo: uma abordagem teórica e prática

1,861 views

Published on

Apresentação de Coding Dojo na III Jornada Acadêmica de Informática da FAL.

Published in: Technology, Sports
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,861
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
31
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Coding Dojo: uma abordagem teórica e prática

  1. 1. Coding Dojo: uma abordagem teórica e prática Fernando Kenji Kamei Novembro de 2010 III Jornada Acadêmica de Informática da FAL
  2. 2. O Surgimento... Em 2003, no Dojo Paris Dave Thomas Lauret Bossavit Emannuel Gaillet
  3. 3. Motivação... Onde surgiu a Motivação?
  4. 4. Programadores não treinam... Treinar sempre...
  5. 5. ProgramadoresProgramadores reunidos p/reunidos p/ treinartreinar ee aprenderaprender,, trabalhandotrabalhando juntosjuntos numnum desafiodesafio Coding Dojo
  6. 6. Mas de quê modo? Praticando, aprendendo... e se divertindo!
  7. 7. 25/05/10
  8. 8. E sim um ambiente de... Aprendizado Colaborativo, não competitivo... para Resolver problemas de programação...
  9. 9. Com a finalidade de... Aprender através de experiências em grupo Ou seja, treinar bastante
  10. 10. Ambiente de Treinamento...
  11. 11. O que faz parte do Dojo...
  12. 12. Programação em Par Piloto e Co-piloto
  13. 13. Aprendizado Colaborativo
  14. 14. TTDDDD redred -- greengreen -- refactorrefactor
  15. 15. Babys Steps
  16. 16. Refactoring Melhorar algo que estava funcionando... E deixar sempre funcionando após o refactoring
  17. 17. Design Simples Fazer as coisas da maneira mais simples... Mas sempre funcional...
  18. 18. piloto/copilotopiloto/copiloto fixosfixos resolvem antes, apresentamresolvem antes, apresentam ao vivoao vivo Prepared Kata
  19. 19. Prepared Kata Uso doUso do TDDTDD ee Babys StepsBabys Steps TodosTodos devemdevem entenderentender, se não,, se não, PerguntePergunte!!
  20. 20. 25/05/10 http://dojorio.wordpress.com/2009/05/11/coding-dojo-rio-na-pythoncampus-na-universidade-gama-filho-no-campus- da-piedade/ Pair programming = piloto + co-pilotoPair programming = piloto + co-piloto problema resolvidoproblema resolvido ao vivoao vivo Randori
  21. 21. 25/05/10 http://dojorio.wordpress.com/2009/05/11/coding-dojo-rio-na-pythoncampus-na-universidade-gama-filho-no-campus- da-piedade/ piloto/copilotopiloto/copiloto alternam, 5 a 10' p/ cadaalternam, 5 a 10' p/ cada Randori TodosTodos são convidadossão convidados
  22. 22. 25/05/10 http://dojorio.wordpress.com/2009/05/11/coding-dojo-rio-na-pythoncampus-na-universidade-gama-filho-no-campus- da-piedade/ piloto/copilotopiloto/copiloto alternam, 5 a 10' p/ cadaalternam, 5 a 10' p/ cada Randori TodosTodos são convidados a ajudarsão convidados a ajudar
  23. 23. 25/05/10 foi bom?foi bom? foi ruim?foi ruim? O queO que aprendemos? aprendemos? retrospectivahttp://blog.seatecnologia.com.br/tag/ dojo
  24. 24. Agradecimentos  Organização do Jainf III  Natália Julieta (nataliajulieta@gmail.com)  Grupo de Dojo – LabES (Cin­UFPE)  Serge Rehem por disponilizar sua apresentação
  25. 25. Referências  Grupo Dojo-Bahia – groups.google.com.br/group/dojo­bahia  http://www.dtsato.com/blog/  http://codingdojo.org/  http://blog.improveit.com.br/  http://www.slideshare.net/serge_rehem/coding­ dojo­em­5­minutos
  26. 26. Desafio 01 – Números Primos Obter a lista de números primos até um determinado valor (Ex.: 10 -> 2, 3, 5, 7)
  27. 27. Desafio 02 – KataFizzBuzz Fase 01 Programa que escreva de 1 a 100. Sendo que, os números divisíveis por 3, escreva “Fizz” ao invés do número, e os divisíveis por 5, escreva “Buzz” ao invés do número. Para os números divisíveis por 3 e 5, escreva “FizzBuzz”
  28. 28. Desafio 02 – KataFizzBuzz Fase 02 – Novas exigências Agora o programa deve escrever “Fizz” os números divisíveis por 3 ou conter um 3. E deve escrever “Buzz” os números divisíveis por 5 ou conter um 5.
  29. 29. Desafio 03 – Roman Numerals Fazer um programa que converta os números em decimais em números romanos
  30. 30. Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.0/br/

×