Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
DILATAÇÃO TÉRMICA
Dilatação de sólidos
Dilatação térmica dos sólidos
 Todos os corpos, quando aquecidos,
apresentam dilatação térmica decorrente do
aumento da v...
Dilatação térmica de sólidos
Dilatação térmica de sólidos
Dilatação térmica de sólidos
Dilatação linear
 Apenas uma das dimensões (comprimento),
apresenta alteração considerável quando o
corpo e submetido a v...
Coeficiente de dilatação linear
 É uma constante de proporcionalidade e seu
valor depende da natureza do material.
α = LO...
Coeficiente de dilatação linear
Tabela com valores de coeficiente de
dilatação linear de alguns materiais
Material
α
(10-5...
 A dilatação ocorre em duas dimensões do
corpo (o comprimento e a largura).
 Se a temperatura de um sólido varia,
conseq...
Coeficiente de dilatação
superficial
 É uma constante de proporcionalidade e seu
valor depende da natureza do material.
β...
Dilatação volumétrica ou cúbica
 Ocorre quando todas as dimensões (o
comprimento, a largura e a altura) do sólido
sofrem ...
Coeficiente de dilatação
volumétrica ou cúbica
 É uma constante de proporcionalidade e seu
valor depende da natureza do m...
Observações
I. Tendo em vista que o coeficiente de
dilatação superficial β é o dobro do
coeficiente de dilatação linear α ...
Observações
II. Há materiais que apresentam
valores baixos para os
coeficientes de dilatação,
como o vidro “pirex”. Tendo
...
Observações
I. Existem ainda materiais
com coeficientes de
dilatação negativo, como a
borracha vulcanizada. Tais
materiais...
Acesse o blog e divirta!!!
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×
Upcoming SlideShare
DilataçãO TéRmica
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

17

Share

Download to read offline

Dilatação térmica dos sólidos

Download to read offline

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Dilatação térmica dos sólidos

  1. 1. DILATAÇÃO TÉRMICA Dilatação de sólidos
  2. 2. Dilatação térmica dos sólidos  Todos os corpos, quando aquecidos, apresentam dilatação térmica decorrente do aumento da vibração de suas partículas.
  3. 3. Dilatação térmica de sólidos
  4. 4. Dilatação térmica de sólidos
  5. 5. Dilatação térmica de sólidos
  6. 6. Dilatação linear  Apenas uma das dimensões (comprimento), apresenta alteração considerável quando o corpo e submetido a variações de temperatura. Lo L ∆L (∆L = L – Lo )
  7. 7. Coeficiente de dilatação linear  É uma constante de proporcionalidade e seu valor depende da natureza do material. α = LO .∆T ∆L  Notamos que a unidade do coeficiente de dilatação linear é o inverso da unidade de variação de temperatura, 1/°C = °C-1 , denominada grau Celsius recíproco.
  8. 8. Coeficiente de dilatação linear Tabela com valores de coeficiente de dilatação linear de alguns materiais Material α (10-5 °C-1 ) Material α (10-5 °C-1 ) Chumbo 2,9 Ferro 1,18 Zinco 2,5 Platina 0,9 Alumínio 2,2 Vidro comum 0,9 Latão 2,0 Vidro pirex 0,3 Cobre 1,7 Ouro 1,5 Aço 1,2 Concreto 1,2
  9. 9.  A dilatação ocorre em duas dimensões do corpo (o comprimento e a largura).  Se a temperatura de um sólido varia, consequentemente a área de sua superfície também varia. Dilatação superficial Ao (∆A = A – Ao ) A
  10. 10. Coeficiente de dilatação superficial  É uma constante de proporcionalidade e seu valor depende da natureza do material. β = 2α  Notamos que a unidade do coeficiente de dilatação superficial é a mesma do coeficiente de dilatação linear, o inverso da unidade de variação de temperatura, 1/°C = °C-1 , denominada grau Celsius recíproco.
  11. 11. Dilatação volumétrica ou cúbica  Ocorre quando todas as dimensões (o comprimento, a largura e a altura) do sólido sofrem dilatações após o aquecimento. Vo V (∆V = V – Vo )
  12. 12. Coeficiente de dilatação volumétrica ou cúbica  É uma constante de proporcionalidade e seu valor depende da natureza do material. γ = 3α  A unidade é a mesma do coeficiente de dilatação linear e superficial, o inverso da unidade de variação de temperatura, 1/°C = °C-1 , denominada grau Celsius recíproco.
  13. 13. Observações I. Tendo em vista que o coeficiente de dilatação superficial β é o dobro do coeficiente de dilatação linear α (β = 2α) e que o coeficiente de dilatação volumétrica γ é o triplo do coeficiente de dilatação linear α (γ = 3α), podemos relacionar os três coeficientes do seguinte modo:
  14. 14. Observações II. Há materiais que apresentam valores baixos para os coeficientes de dilatação, como o vidro “pirex”. Tendo por isso aplicações práticas cujo coeficiente de dilatação é bem menor que o vidro comum, faz com que esse material suporte grandes variações de temperatura sem sofrer rachaduras ou
  15. 15. Observações I. Existem ainda materiais com coeficientes de dilatação negativo, como a borracha vulcanizada. Tais materiais se contraem quando a temperatura aumenta.
  16. 16. Acesse o blog e divirta!!!
  • BEBETOALINE

    Apr. 22, 2020
  • natybenthien

    Apr. 7, 2020
  • NarceliaOliveira

    Apr. 1, 2020
  • IsabellaVillani3

    Sep. 25, 2019
  • roberthlimalins

    Jul. 1, 2019
  • MaiaraNogueiraMaia

    Apr. 1, 2019
  • LizandraSouza9

    Mar. 11, 2019
  • AmandaNoronha4

    Dec. 19, 2017
  • JaayCampos

    May. 30, 2017
  • IgorAviz1

    Mar. 13, 2017
  • somarabraga3107

    Aug. 12, 2016
  • LucasJuniel1

    Jul. 8, 2016
  • 35347688

    Jun. 1, 2016
  • angelootto

    Jun. 9, 2014
  • matheushgalvao

    Jun. 8, 2014
  • JosivaldoSilva1

    Apr. 17, 2014
  • gabialmas3

    Apr. 17, 2014

Views

Total views

19,196

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

5

Actions

Downloads

751

Shares

0

Comments

0

Likes

17

×