Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

António Damásio

3º Trabalho de Psicologia - 12ºB

António Damásio

  1. 1. António Damásio<br />As emoções são parte integrante dos processos cognitivos sendo necessárias para agir e pensar<br />
  2. 2. Biografia<br />Estudou medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, graduando-se em 1969.<br />Cursou residência em neurologia no Hospital Universitário e, em 1974, doutorou-se também pela mesma Universidade. <br />Mudou-se para os Estados Unidos como pesquisador do Centro de Pesquisas da Afasia de Boston. <br />Actuou como clínico no tratamento dos transtornos do comportamento e da cognição.<br />Como teórico começou a interessar-se por neurobiologia da mente, estudando em especial os sistemas neurais relacionados à consciência. <br />Actualmente António Damásio integra o Departamento de Neurologia da Universidade de Iowa, onde é pesquisador.<br />
  3. 3. Em 1994 publicou o seu primeiro livro, "O Erro de Descartes", recebido com entusiasmo. <br />Em 2001 publicou o seu segundo livro, "O Mistério da Consciência", outro grande sucesso de público. A sua obra mais recente, "Em Busca de Espinosa" (2003), trata das relações entre a filosofia e a neurobiologia, explorando as questões que envolvem o comportamento humano e a ética. <br />Casado com a cientista Hanna Damásio, que também é co-autora de várias de suas obras, Damásio é membro da Academia Americana de Artes e Ciências e de diversas instituições científicas americanas e europeias. Também faz parte do conselho editorial de dezenas de revistas de ciências, como "LearningandMemory", "EuropeanNeurology" e "BrainandCognition". <br />Pela sua actuação no campo das ciências cognitivas, recebeu diversos prémios.<br />
  4. 4. Razão e Emoção<br />Segundo António Damásio, as emoções e os sentimentos estão envolvidos nos processos de decisão, ou seja, não são um obstáculo ao funcionamento da razão.<br />Para o investigador, se fosse apenas a razão a participar nos momentos de decisão, seria muito complicado tomar uma decisão.<br />
  5. 5. Se as decisões fossem tomadas sem recorrer às emoções, ou seja, só com a interferência do raciocínio, levaríamos tanto tempo a analisar logicamente todas as opções e respectivas consequências, o que tornaria a tomada de decisão completamente inviável.<br /> Contudo, a emoção, por si só, não permite a tomada de decisão. Aliás, muitas vezes, as emoções são tão fortes e intensas que nos perturbam ao ponto de influenciarem negativamente uma decisão.<br />
  6. 6. A. Damásio: “a emoção bem dirigida parece ser o sistema de <br />apoio sem o qual o edifício da razão <br />não pode funcionar eficazmente”.<br /> Tanto a emoção como a razão estão na base do processo de tomada de decisão, levando a que esta possa ser suportada por duas vias complementares.<br />
  7. 7. A tomada de decisão é suportada por duas vias complementares:<br />a representação das consequências das opções (fruto do raciocínio);<br />a activação de experiências emocionais através da percepção da situação e consequente comparação com acontecimentos anteriores (fruto da emoção).<br />
  8. 8. A Hipótese do Marcador Somático<br /> Segundo Damásio, a tomada de decisões seria suportada por um mecanismo automático, a que chamou Marcador Somático: <br /><ul><li>Mecanismo automático que suporta as nossas decisões. Permite-nos decidir eficientemente num curto intervalo de tempo. Actua como um sinal de alarme automático que diz: atenção ao perigo decorrente da escolha de determinada acção. Este sinal protege-nos de prejuízos futuros, sem mais hesitações, permitindo-nos escolher uma alternativa entre as várias. Os marcadores somáticos aumentam provavelmente a precisão e a eficiência do processo de decisão.</li></li></ul><li> Na ausência de marcador somático, opções e consequências tornam-se indiferentes, o que implica trabalho redobrado para a lógica e, por isso, mais tempo para a tomada de decisão. Assim, os marcadores somáticos apresentam-se essenciais para limitar o espaço de decisão porque o tornam apto para análises lógicas rápidas.<br />
  9. 9. Conclusão<br />As emoções tornam possível realizar as escolhas mais simples;<br />É a ligação entre o tipo de situação e o estado somático (corpo) que actua como sinal de alarme ou como sinal de incentivo, podendo levar à rejeição ou adopção de uma opção.<br />O nosso pensamento tem necessidade das emoções para ser eficaz.<br />
  10. 10. Trabalho elaborado por:<br />12º B<br />António Rodrigues, nº 2 <br />Jessica Castro, nº 9<br />

    Be the first to comment

    Login to see the comments

  • CarolinaPimentel3

    May. 29, 2012
  • superego

    Apr. 14, 2013
  • isabellapmotta

    Jun. 23, 2014
  • AndreiaCruz11

    Aug. 21, 2015
  • FtimaRamos2

    Dec. 7, 2015
  • lcf64

    Jul. 11, 2016
  • NeiaMattos

    Sep. 2, 2016
  • sofia121

    Mar. 1, 2017
  • VaniaParaizo

    Mar. 20, 2017
  • eduardoconceicao

    Sep. 26, 2017
  • edinsantos

    Oct. 12, 2017
  • JooMasson

    Oct. 14, 2017
  • michelysfranco

    Mar. 19, 2018
  • GyovannaOliveira

    May. 8, 2019
  • maredy08

    Mar. 3, 2020
  • IcaroCardoso1

    Jul. 9, 2020

3º Trabalho de Psicologia - 12ºB

Views

Total views

19,151

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

563

Actions

Downloads

0

Shares

0

Comments

0

Likes

16

×