Tabela Matriz Rosa Galvao

843 views

Published on

Published in: Travel, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Tabela Matriz Rosa Galvao

  1. 1. Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Literatura identifica Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças implementar - Proporcionar um -Conhecimento Criação do cargo A novidade do ambiente favorável à da realidade de professor modelo de aprendizagem. em que - Pouca oferta de bibliotecário, autoavaliação. - Promover a ligação trabalha e em formação no suportada por Formação de entre a informação e a que se insere a tratamento da legislação que O medo de utilizadores. construção do biblioteca. informação, clarifica os poder falhar conhecimento. - Estar atenta à particularmente pressupostos que uma vez que é Sensibilização - Promover o tratamento, evolução dos no domínio das lhe são inerentes. uma área da comunidade a organização e a difusão métodos de “bibliotecas diferente da educativa para da informação. ensino. digitais”. Maior que nos Competências a utilidade da - Dominar - Acompanhar conhecimento preparou para o do professor BE. tecnologias da e responder às do mundo do bibliotecário informação e exigências dos Deficiente funcionamento trabalho. Transformar a comunicação. utilizadores. feedback com os da biblioteca, biblioteca num - Articular as departamentos atrés da Fraco domínio espaço activo, funções com o curriculares. formação. das novas - Relações de descoberta e projecto tecnologias. interpessoais construção de educativo e - Aplicação do facilitadoras da conhecimentos curricular da modelo de A necessidade escola. comunicação com a auto- de levar a cabo equipa da avaliação. um conjunto de BE/comunidade. práticas.
  2. 2. Conhecimento na área Biblioteca escolar - Elaboração dos - O professor - Maior Documentos bibliotecário tem que - ainda não há uma conhecimento importantes à ser qualificado. prática instituída na área do gestão e - À equipa da biblioteca de recolha funcionamento - Equipa da BE organização da BE, compete assegurar as sistemática de das bibliotecas, - Falta de empenhada e colaboração de que estejam em rotinas inerentes à evidências. através da trabalhadora. falta. gestão da biblioteca. - o facto de não formação e da alguns - Vontade de - produzir recursos - O trabalho existir um partilha de departamentos. inovar e de e materiais de apoio desenvolvido na BE orçamento fixo em experiências. responder aos que incentivem o tem que estar em muitas BE´s - Aplicar o desafios dos recurso à Organização e articulação com os dificulta a modelo de utilizadores. informação. Gestão da BE currículos. aquisição de auto-avaliação. - As estratégias de - Constante recursos de actualização de - Continuar a gestão devem informação estratégias de desenvolver basear-se na actualizados, tal acordo o actividades recolha de como - Proporcionar sucesso ou motivadoras, equipamento. actividades que evidências e insucesso das que vão ao - dificuldade do cativem os alterar-se, acções coordenador dar alunos pelo que encontro dos conforme a desenvolvidas. interesses dos resposta a todas as os atrai, para avaliação das utentes. solicitações, face à depois os actividades - Reforçar diversidade de encaminhar para desenvolvidas. estratégias de tarefas. elevarem os seus integração que níveis de envolvam toda a literacia. comunidade escolar.
  3. 3. Conhecimento na área Biblioteca escolar . Organizar as colecções de - Os recursos da -Falta de um - Proporcionar forma a facultar a sua biblioteca estão catálogo integral e formação aos utentes utilização nas aulas e para acessíveis a todos, informatizado dos da biblioteca, - Completar a trabalhos individuais ou de promovendo a recursos existentes. explicando as zonas catalogação . grupo; autonomia dos Gestão da de funcionamento - Dificuldade em . Disponibilizar recursos de utilizadores. -Número Colecção organização dos utilizar o software - Adquirir mais informação em deficientes de livros segundo a de catalogação. obras. diferentes suportes, Recente aquisição de obras em alguns CDU. actualizados, de qualidade e novos recursos, livro e ramos do saber. - Divulgar com adequados às necessidades não livro. frequências recursos dos utilizadores. existentes. - As bibliotecas - Pouco trabalho - O facto de cada vez - Construção de - Elaboração de vários ainda são utilizadas - Mudança de paradigma de conjunto entre o mais os docentes materiais e recursos de apoio às para funções que espaços – BE’s professor diversificarem as desenvolvimento de aprendizagens: guiões, pouco têm a ver A BE como transformam-se em espaços bibliotecário e os formas e acções de apoio ao dossiers temáticos. com a sua função espaço de de aprendizagem, de docentes dificulta a instrumentos de currículo e à -Apoio personalizado - Ensino ainda conhecimento e construção do conhecimento eficiência nas avaliação, aprendizagem aos alunos por parte do muito centrado na aprendizagem. - Existência de ambientes respostas às valorizando mais, de Actividades a Professor Bibliotecário. sala de aula, Trabalho virtuais de aprendizagem necessidades dos forma gradual, o realizar na BE, ao - Articulação/planificação baseado no discurso colaborativo e - Trabalho conjunto com alunos. processo de ensino- longo do ano, para com docentes. do professor e no articulado com Departamentos e docentes aprendizagem. turmas e -Planificação de manual Departamentos e na planificação e comunidade actividades e - Falta de recursos docentes. desenvolvimento de educativa. desenvolvimento de humanos, limita as actividades educativas e de - Participação em projectos em parceria respostas às aprendizagem. reuniões de com docentes e solicitações, em departamentos e departamentos. tempo útil e grupos disciplinares ajustado.
  4. 4. Conhecimento na área Biblioteca escolar -Desenvolver um programa integrado no - Plano Nacional de desenvolvimento curricular. Leitura: que - Desenvolver actividades recomenda um que promovam a leitura. conjunto de livros Um certo Desenvolver acções Formação -Compreender a pesquisa adequados para os facilitismo que que promovam a insuficiente. orientada como fonte de vários grupos etários; existe actualmente. mudança de aprendizagem dos Permite a aquisição paradigma de uma -Ausência de uma conteúdos. Actividades de da obras para as Falta de sociedade industrial planificação - Desenvolver competências promoção da leitura bibliotecas compreensão do para uma sociedade conjunta das de literacia recorrendo a - Apoio financeiro valor pragmático do do conhecimento. actividades que vários recursos. - Realização de por parte da RBE saber numa envolvem recursos - Explicar aos alunos o valor materiais, para o que permite a sociedade de Desenvolver da Biblioteca. Formação para a pragmático do saber e da desenvolvimento aquisição de recursos conhecimento. actividades que leitura e para as actualização da das literacias. em vários suportes. cativem os alunos literacias aprendizagem ao longo da - Existências de Baixo nível de para a leitura. Fraco vida. Actividades alagadas a concursos e literacia e parcos desenvolvimento - Promover o trabalho de toda a comunidade. iniciativas a nível recursos por parte Implementar e de competências equipa entre o professor nacional que de alguns participar em de literacia bibliotecário e os docentes. - Promoção da promovem a leitura. encarregados de projectos nacionais da informação. -Ter como objectivo a autonomia - Mudança de educação. construção do conhecimento como competência de paradigma das - Disponibilizar Dificuldade de numa perspectiva aprendizagem. bibliotecas escolares. A ideia que a serviços que cativar os alunos construtivista. - O Projecto internet pode promovam a para a leitura. -Compreender que a Tecnológico que substituir a literacia da educação não se limita aos potencia ferramentas. investigação em informação resultados académicos, para aceder ao outros suportes. exige que aprendam a conhecimento pensar e sobretudo a serem digital. cidadãos críticos.
  5. 5. Conhecimento na área Biblioteca escolar Preparar os alunos para uma sociedade competitiva e em - A inércia permanente mudança. manifestada em relação às novas Assegurar aos alunos tecnologias por competências para a alguns docentes. utilização das tecnologias - Disponibilizar o em ambiente de trabalho. - O plano - Dificuldade de mais possível, Tecnológico que fazer a ponte para recursos online Proporcionar ambientes dotou a escolas de - Existência de meios - Escassez dos em obter ,para o trabalho na virtuais de aprendizagem. equipamento. para a pesquisa. recursos on-line e informação em BE. de colecções diversos suportes Orientar os alunos na BE e os novos - Disponibilização da digitais. para além do livro. - Promover a pesquisa orientada, ajudar a - A forte atracção e ambientes informação em suporte divulgação e seleccionar o que é predisposição dos digitais. informático. - Falta de formação - Fraco domínio das formação dos importante e o que é “lixo”, alunos para as novas das equipas no tecnologias por utilizadores. dado que o aparente tecnologias. -Acesso à informação domínio das TIC. parte dos domínio dos alunos no através da Internet. encarregados de - Disponibilizar manuseamento das - Equipamento por educação e por isso livros digitais. tecnologias, por vezes não vezes obsoleto. não alertam os passa disso. filhos para os novos - Ter um catálogo perigos do mundo on line actualizado. global.
  6. 6. Conhecimento na área Biblioteca escolar - Generalização do - Aplicação do modelo processo de auto- - Articular os resultados. - Divulgação do de autoavaliação avaliação. - Avaliar o impacto da modelo à RBE. biblioteca na aprendizagem Comunidade - O modelo de - Dificuldade na e no sucesso educativo. - Os dados Educativa. - Registo sistemático de autoavaliação recolha sistemática recolhidos nem evidências. possibilita uma de dados. - Recolha sistemática sempre são - Implementação do Gestão de melhoria continua. evidências. “rentabilizados” Modelo de Auto- evidências/ - Existência de suportes - Dificuldade no Avaliação. avaliação. para recolha de - Clareza e tratamento de - Recolha de evidências - Formação evidências. objectividade do dados. com vista a melhorar os insuficiente. - Inferir da modelo pois indica a serviços da BE. avaliação da - Realização do Plano de metodologia a seguir. biblioteca a actividades tendo em - Proceder a uma avaliação avaliação da escola. conta os domínios de - Acções de por ciclos. avaliação. formação para aplicação do modelo. Gestão da mudança Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias SÍNTESE Mudança de - Existência de um professor bibliotecário. - Alterar algumas mentalidades. - Centrar o trabalho da BE nas paradigma de - Falta de formação na área da biblioteca, aprendizagens. uma biblioteca - Constituição de uma equipa multidisciplinar. literacias, catalogação … - Investir na formação do professor com mero - Fraco domínio nas áreas das TIC, quer bibliotecário e na equipa. depositário de - Aplicação do modelo de auto-avaliação. por parte dos docentes quer por parte dos - Desenvolver planos de actividades que livros para uma Encarregados de Educação. promovam a leitura. biblioteca onde
  7. 7. Conhecimento na área Biblioteca escolar se constrói conhecimento. - Trabalho colaborativo com os docentes dos vários - Ajudar os alunos a seleccionar - Elaboração de um catálogo actualizado departamentos. informação. de todos os recursos existentes. - A Biblioteca Escolar é - A biblioteca como centro facilitador da construção do - Promover o trabalho colaborativo entre a colocada no saber, já que possui os recursos de informação. BE e os departamentos. centro das aprendizagens e construção do conhecimento. - A biblioteca é fornecedora de serviços. - Estar atenta às mudanças e acompanhá-las, através da formação contínua. Rosa Maria de Resende Correia Galvão

×