Envelopamento autorizado. Pode ser aberto pela ETC                                                                        ...
4Agenda | FETAEP                                                                                                          ...
4Notas FETAEPSTTR de São Jorge do Patrocínio            STTR de AntoninaDurante a assembleia de prestação decontas, realiz...
Fetaep realiza 1º Encontro de ComunicaçãoAção contou com uma programação diversificada e reuniu dirigentes e representante...
ABAM e Sindicato das Indústrias de Mandioca do Paranáse reuniram com a FETAEP e STTRsObjetivo do encontro foi discutir a f...
4Especial: 17º Grito da Terra ParanáMobilização dos agricultores gerouresultados importantes para a categoriaGoverno Estad...
Trabalhadores e trabalhadoras marcham por um mesmo objetivo:melhores condições de renda e trabalho no campo.              ...
Plano Safra 2012/2013 prevê investimentosna ordem de R$ 22,3 bilhões para a safra atualApontado como o maior da história, ...
Grito da Terra                                             Banco do Brasil lança Plano Safrainfluenciou as                ...
Mulheres debatem democracia, poder eparticipação políticaJornada das Margaridas 2012 mobilizou a classe feminina em Brasíl...
4Aconteceu                            Julho 2012Aconteceu FetaepNo dia 6, o presidente da Fetaep, Ademir Mueller recebeu o...
4Aconteceu                             Agosto 2012Assembléia no SRT Nova Esperança.                                       ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Jornal da FETAEP edição 102 - agosto de 2012

752 views

Published on

Jornal da FETAEP edição 102 - agosto de 2012

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
752
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
360
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornal da FETAEP edição 102 - agosto de 2012

  1. 1. Envelopamento autorizado. Pode ser aberto pela ETC Edição 102 | Agosto 2012 Filiada àInformativo da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná17º Grito da Terra Paraná mobilizou os agricultores,em CuritibaCerca de mil pessoas participaram da manifestação que reivindicou melhores políticas públicase condições de trabalho para a agricultura familiar 2012 teve a 18ª edição realizada nos dias 29 e 30 de maio de 2012, em Brasília. “O setor já provou que tem peso econômico, agora precisa de políti- cas públicas que garantam condições para conti- nuar crescendo”, ressalta o presidente da Fetaep, Ademir Mueller. Além da passeata, diretores da Fetaep e comis- sões organizadas tiveram audiências com a Su- perintendência Regional do Trabalho e Empre- go (SRTE), o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), a Caixa Econômica Federal, além da audiência com o governador Beto Richa. ■ Confira mais detalhes nas páginas 6 e 7.Diversos municípios do Paraná enviaram repre- aos governos com antecedência. A abrangênciasentantes para participar do 17º Grito da Terra de representação do movimento sindical inclui DESTAQUES FETAEPParaná, realizado no dia 15 de agosto, em Curi- trabalhadores rurais: agricultores familiares,tiba. A manifestação foi organizada pela Federa- assalariados rurais, silvicultores, pescadoresção dos Trabalhadores na Agricultura do Estado artesanais, ribeirinhos, assentados, quilombo- Plano Safra 2012/2013 prevêdo Paraná (Fetaep), seus sindicatos filiados e re- las, etc., em busca de políticas públicas em prol investimentos na ordem de R$ 22,3presentantes da categoria trabalhadora rural. A da categoria. bilhões para a safra atual + pág. 8passeata saiu da Praça 29 de Março, e seguiuaté a Praça Nossa Senhora da Salete, no Centro A agricultura familiar pediu mais profissionaisCívico, em frente ao Palácio Iguaçu, onde alguns nos municípios, para atender às demandas por Fetaep realiza 1º Encontro derepresentantes foram recebidos pelo Governador assistência técnica e extensão rural, manuten- Comunicação + pág. 4Beto Richa. ção do Fundo de Aval, com aumento do aporte de recursos, incentivo à produção leiteira e maiorA mobilização teve como objetivo principal dis- número de máquinas e equipamentos. Mulheres debatem democracia,cutir uma pauta de proposições e reivindicações poder e participação políticajunto ao poder público estadual e órgãos afins do O Grito da Terra Paraná acontece todos os anos, + pág. 10governo federal, cuja pauta foi protocolada junto sempre após o Grito da Terra Brasil, que em
  2. 2. 4Agenda | FETAEP 4Editorial FETAEPAgosto Plano Safra e Grito da Imagens: Assessoria de Imprensa FETAEP Dia 01 a 03 Ações Seminário Regional sobre Plano Safra, em Cruzeiro do Oeste. Participantes Dirigente Sindicais /Inst.Financeira e EMATER Terra, conquistas para 02 e 03 02 e 03 Reunião do Comitê. Coletivo de Política Agrária. Mercedes Panassol Demore Marcos Brambilla, Ademir Mueller e a agricultura familiar Ana Paula Conter 03 Seminário Regional sobre Plano Safra, em Corbélia. Dirigente Sindicais /Inst.Financeira e EMATER O governo federal lançou o Plano Safra da Agricultura Fa- Reunião anual regional dos membros da associação Internacional dos Produto- 03 res de Tabaco. Ademir Mueller, José Carlos Castilho e Paulo Macedo miliar 2012/2013, que prevê investimentos para crédito de 03 Agrifam - Feira da Agricultura Familiar. Ademir Mueller custeio e agricultura familiar. Os agricultores serão benefi- 06 Reunião do Feti. Marucha Vettorazzi ciados com programas de assistência técnica e aquisição de 06 e 07 2ª Etapa do GES. Mercedes Panassol Demore 07 Seminário Regional sobre Plano Safra, em Guarapuava. Dirigente Sindicais /Inst.Financeira e EMATER alimentos. Além disso, a taxa máxima de juros paga pelos 07 e 08 CER/PROAGRO. Jairo Correa e Paulo Macedo agricultores, que antes era de 4,5%, agora é de 4% ao ano. Reunião para discussão do Acordo Coletivo com a empresa Ambiental Paraná 07 Florestas S.A. Jairo Correa, Carlos Buck e Clodoaldo Gazola Com a ampliação da renda bruta anual para acesso ao Pro- 07 Disc. 1ª Plenária Est. de Mulheres. Mercedes Panassol Demore grama Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar 07 84º reunião Ordinária do Conselho Estadual do Meio Ambiente. Mário Plefk e Paulo Macedo (Pronaf), mais agricultores poderão buscar o financiamento. 08 Seminário Regional sobre Plano Safra, em Itapejara do Oeste. Dirigente Sindicais /Inst.Financeira e EMATER 5° Encontro Regional de Agroecologia XXI Feira Vida Orgânica e 08 e 09 Ademir Mueller Economia Solidária. O Plano aumentou a cobertura da renda do seguro da agri- 08 Reunião de Proteção Infanto Juvenil. Marucha Vettorazzi 08 Assembleia Geral Extraordinário dos Associados - Eleição da Junta Governativa. Ademir Mueller e Clodoaldo Gazolla cultura familiar, além de assegurar a quitação da operação 08 Visita às casas do programa de Habitação Rural. Ademir Mueller e Clodoaldo Gazolla de crédito contratada em caso de sinistro por adversidade 08 Reunião do trabalho técnico social - Habitação Rural. Aristeu Ribeiro climática, o seguro garantirá renda para que o agricultor 08 Assembleia alteração Estatutária do STR de Bom Jesus do Sul. Mário Plefk 09 Seminário Regional sobre Plano Safra, em Castro. Dirigente Sindicais /Inst.Financeira e EMATER tenha condições de chegar à próxima oportunidade de plan- 09 Reunião ATER/contrato de fornecimento de oleagonosas no Programa Nacional Ademir Mueller tio. Uma novidade, apresentada pelo ministro do Desenvol- de Produção e Uso de Biodisel. 09 a 11 III FENAFEP - Festa Nacional do Feijão. Diretores vimento Agrário, Pepe Vargas, é a inclusão da assistência 09 e 10 Reunião do trabalho técnico social - Habitação Rural. Aristeu Ribeiro técnica na rota da sustentabilidade, prevendo assistência e 09 Reunião Mesa Diretora CES. Marucha Vettorazzi manejo sustentável do solo, da água e dos insumos, redu- 09 e 10 Seminário Estadual sobre Educação do Campo. Ademir Mueller e Mercedes Panossol Demore 10 Lançamento Plano Safra 2012/2013 (Correios). José Carlos Castilho zindo o volume de agrotóxicos utilizado. 10 Solenidade de Comemoração dos 68 anos da FIEP. Ademir Mueller 10 Eleições Sindicais em Honório Serpa. Ademir Mueller Essa é mais uma vitória dos agricultores que muito contri- 10 Visita de alunos da Casa Familiar Rural de Figueira. Diretores 10 Assembleia de aprovação de Extensão de Base em Prado Ferreira. Ademir Mueller e Clodoaldo Gazola buem para a economia e crescimento do país. É um incen- 11 Eleições STR de Santa Mônica. Ademir Mueller tivo para que continuemos com nosso trabalho no campo 13 e 14 Reunião Conselho Fiscal. Jairo Correa e lutando sempre por melhores condições. O Grito da Terra Reunião da Coordenação do Pacto de Erradicação do Trabalho Escravo no 13 Paraná. Clodoaldo Gazola foi fundamental para essas mudanças. Em agosto, tivemos 13 Seminário Regional sobre Plano Safra, em Irati. Dirigente Sindicais /Inst.Financeira e EMATER a 17ª edição do Grito da Terra Paraná e mobilizamos cente- 14 Reunião do Conseleite. José Carlos Castilho nas de agricultores de todo o estado. Fomos atendidos pelo 15 a 17 Seminário Nacional de Educação no Campo. Mercedes Panassol Demore Governo do Estado em diversas questões, mas a luta conti- 15 Grito da Terra Paraná. Toda a equipe da FETAEP nua trabalhadores e trabalhadoras!!! Dia de campo "Integração Lavoura,Pecuária,Floresta - Plano ABC - Agricultura Ademir Mueller, José Carlos Castilho e Marcos 16 de baixa Emissão de carbono". Maciel 17 e 18 Encontro Regional de Trabalhadores Rurais – FETAG – RS. Ademir Mueller Acompanhe mais sobre esses assuntos neste Jornal da Fetaep. Ademir Mueller, Marcos Brambilla e Ana Paula 20 Encontro Nacional Unificado. Conter 20 a 22 Seminário Estadual sobre Acordos Coletivos de Trabalho na Área da Madeira. Jairo Correa, Carlos Buck e Clodoaldo Gazola Ademir Muller 21 Encontro de Mulheres Trabalhadoras, em Ivaiporã. Mário Plefk e Mercedes Panassol Demore 22 e 23 Coletivo de Políticas Sociais. Marucha Vettorazzi Presidente da Fetaep 22 e 23 Encontro Casa Familiar Rural. Mercedes Panassol Demore Discussão da cadeia produtiva da erva mate, avanços e dificuldades/discussão Jairo Correa, José Carlos Castilho, Ângela 22 a 24 sobre alternativas de agregação de renda para a agricultura familiar – FETAG-RS. Maria F. do Carmo e Clodoaldo Gazola 4Expediente 22 a 24 Conselho Saúde. Marucha Vettorazzi Ademir Mueller, Marcos Brambilla, Ana Paula INFORMATIVO DA FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES 22 a 24 Encontro Estadual da Juventude Rural. NA AGRICULTURA DO ESTADO DO PARANÁ Conter e Silvio Sales do Nascimento Junior Av. Silva Jardim, 775 – Rebouças – Curitiba (PR) – Fone: (41) 3322-8711 23 Cerimônia de assinatura dos termos aditivos do PAAA. Ademir Mueller 24 Assinatura do convênio entre BB e FETAEP para trabalhar a habitação rural. Ademir Mueller e Aristeu Ribeiro Presidente: Ademir Mueller; Vice-presidente: Mário Pléfk; 2º Vice-presidente: José Carlos Reunião sobre tecnologia,agronegócio,convenção coletiva e acordo coletivo – Bela Castilho; 3º Vice-presidente: Maria Marucha Vettorazzi; Secretário: Aristeu Ribeiro; 26 Ademir Mueller Tesoureiro: Jairo Corrêa de Almeida; Coordenadora de mulheres: Mercedes Panassol; Vista Paraíso. Coordenador de jovens: Marcos Brambilla. 28 Reunião do Conselho Administrativo. Ademir Mueller 29 e 30 Oficina de Autoformação. Educandos ENFOC. REG. Jornalista responsável: Aline Cambuy - 5746 DRT/PR - e-mail: imprensa@fetaep.org.br 29 a 31 Visita Técnica - Projeto Resgatando a Cidadania. Jairo Correa Projeto gráfico e diagramação: RDO Brasil - (41) 3338-7054 Impressão: Gráfica AJIR | Tiragem: 5 mil exemplares | Apoio: Senar-PR 2 FETAEP
  3. 3. 4Notas FETAEPSTTR de São Jorge do Patrocínio STTR de AntoninaDurante a assembleia de prestação decontas, realizada em junho, no Sindi-cato dos Trabalhadores e Trabalhado-ras Rurais de São Jorge do Patrocínio,foram entregues sete escrituras dosbeneficiários do Programa Nacional deCrédito Fundiário. A Fetaep participoudo evento com o Secretário de PolíticaAgrícola, José Carlos Castilho e o Se- O Sindicato dos Trabalhadores Ru-cretário de Agrárias, Marcos Brambilla. rais de Antonina realizou o lança- mento do Cadastro da PrevidênciaEncontro dos Produtores Rurais Social para o Trabalhador Rural, node Mandaguaçu dia 4 de maio, no Theatro Municipal de Antonina. Na ocasião, Ana Wladia Cabral, do INSS de Curitiba, falou que o INSS está realizando o Cadas- tramento dos Trabalhadores Rurais que se enquadram como segurados especiais, exercendo atividade rural individualmente ou em regime de economia familiar e que este cadas- tro é feito no Sindicato dos Trabalha- dores Rurais de Antonina, através do convênio entre a Contag e MinistérioO Sindicato dos Trabalhadores e Tra- da Previdência Social/ INSS. Alémbalhadoras Rurais de Mandag uaçu disso, destacou que o cadastro ée o Sindicato Rural de Mandaguaçu, gratuito para todos os agricultores,com o apoio do Emater e da Prefeitura que o ST TR de Antonina é a únicaMunicipal, realizaram o Encontro dos entidade credenciada pelo INSS paraProdutores Rurais de Mandaguaçu. O realizar o cadastro, e que ele servi-evento aconteceu no dia 27 de junho, rá para a identificação do agricultorem comemoração ao Dia do Agricultor, e reconhecimento de seus direitose contou com uma palestra motivacio- perante o INSS. Mais de 70 agricul-nal e outra sobre segurança alimentar. tores estiveram presentes, além doPara encerrar, o presidente do ST TR vice-presidente do STTR de Antoninade Mandaguaçu, Mauro Selini, e os Heleundir Gonçalves, a gerente exe-participantes do encontro reuniram-se cutiva do INSS de Paranaguá Marelino jantar de confraternização, com o Albani, a Secretária de Políticas So-prato típico Porco no Tacho, feito pelos ciais da Fetaep, Marucha Vettorazzipróprios agricultores. e o vereador Hélio de Freitas Castro. 3 FETAEP
  4. 4. Fetaep realiza 1º Encontro de ComunicaçãoAção contou com uma programação diversificada e reuniu dirigentes e representantesde Sindicatos de Trabalhadores RuraisNos dias 5 e 6 de julho, a Fetaep promoveu o poderão utilizar esses espaços para potencia- uma visão geral do potencial da comunicação1º Encontro de Comunicação. Com o mote: Co- lizar a divulgação de suas próprias ações em Sindical, abordou o papel da comunicação domunicação, ação que faz a diferença, o evento seus respectivos municípios e regiões de atu- Sindicato na organização da categoria e nacontou com um público formado por dirigentes ação”, fala Renata. Em seguida, a jornalista disputa de hegemonia na sociedade, aléme representantes de Sindicatos de Trabalhado- Aline Cambuy, que passa a integrar a equipe de dar dicas sobre a linguagem adequada aores Rurais, além de secretários e assessores da de comunicação da Fetaep, abordou as No- nosso público.própria Fetaep. Para o presidente da institui- vas Mídias. “Falamos sobre a importância deção, Ademir Mueller, que também atua como ferramentas como o facebook e twitter na co- O radialista e apresentador de talk show, Si-Secretário de Comunicação, o encontro pro- municação, tanto para a promoção da agricul- queira Martins, que é especialista em “Inter-piciou uma reflexão sobre a comunicação e a tura familiar e valorização do trabalho rural pretação Textual e Entonação de Voz” e “Ora-imprensa sindical. “Os participantes também dos assalariados, quanto para a aquisição de tória e Impostação da Voz”, encerrou o evento.puderam aprender técnicas de aproveitamento novos conhecimentos e troca de experiências. Siqueira falou da sua atual experiência comoda voz e locução com profissionais da área”. Também ressaltamos o papel dessas mídias na apresentador na Rádio Alvorada AM e na emis- comunicação com os jovens no meio rural”. sora RICTV Record em Londrina e CornélioO encontro começou com um bate-papo com Procópio/PR. Para os participantes, ele passoua jornalista Renata Souza, responsável pela Silvio Sales do Nascimento Júnior, do Depar- técnicas de fala para poupar a voz, métodos ecomunicação interna e assessoria de impren- tamento de Informática da Fetaep, deu dicas exercícios para relaxamento das cordas vocaissa na Fetaep. “Foi uma ótima oportunidade técnicas de como utilizar as ferramentas de – mitos e verdades, entonação x impostação napara reforçar as mídias da própria institui- comunicação da federação. Ele destacou o interpretação de textos, adequação da pronún-ção e como elas podem ser aproveitadas pelos uso de emails e a segurança deles, além de cia na locução de áudios e planejamento parasindicatos. Expliquei sobre o Jornal da Feta- dar dicas para o acesso às mídias da Fetaep a produção de um programa. O 1º Encontroep, o Fetaep na TV, a Voz da Fetaep, além do e à área restrita do site. Depois foi a vez do de Comunicação terminou animado e os par-site e outras ferramentas, para os sindicatos escritor e pesquisador da área de comunica- ticipantes responderam a um questionário deterem noção de como contribuir com o envio ção, Vito Giannotti, que veio do Rio de Janei- avaliação, no qual a grande maioria aprovou ade notícias e fotos. Dessa forma eles também ro especialmente para o encontro. Vito deu iniciativa e sugeriu novas edições.  ■ 4 FETAEP
  5. 5. ABAM e Sindicato das Indústrias de Mandioca do Paranáse reuniram com a FETAEP e STTRsObjetivo do encontro foi discutir a formalização no setor da mandiocaA convite da Associação Brasileira dos Pro- contrataria os trabalhadores e esses traba- Outro ponto levantado é a questão cultu-dutores de Amido de Mandioca (ABAM), a lhadores iriam desempenhar suas atividades ral dos trabalhadores e, principalmente,Fetaep, juntamente com os Sindicatos de nas propriedades rurais que necessitam dos de empregadores em não querer registrarTrabalhadores e Trabalhadoras Rurais da trabalhos”. No caso dos pequenos produtores a carteira. “Sabemos que muitos trabalha-regional 04, esteve reunida na Sede do Sindi- rurais segurados especiais, a forma mais efi- dores não querem ter a carteira assinada,cato das Indústrias de Mandioca do Paraná, caz de cumprir a legislação é a contratação mas precisamos orientá-los da importânciaem Paranavaí, no dia 06 de julho. No encon- dos trabalhadores pelo contrato de pequeno desse registro. Com o registro eles terão di-tro, debateram sobre a aplicação da legisla- prazo, previsto na Lei n° 11.718/08, princi- reito ao FGTS, Seguro Desemprego, fériasção trabalhista na cultura da mandioca. palmente na manutenção das lavouras. e principalmente a aposentadoria. Por que hoje, o trabalhador rural só conseguiráA reunião contou com a presença do Presi- Outra forma de cumprir a legislação traba- aposentar se tiver contribuição para a Pre-dente da ABAM, Antonio Fadel, do Presidente lhista defendida pela Fetaep é a contratação vidência Social”, disse Gazola, que enfati-do Sindicato das Indústrias de Mandioca do dos trabalhadores rurais diretamente pela zou ainda que “é preciso que todos cum-Paraná, João Eduardo Pasquini, do Presiden- indústria na colheita da mandioca. “Hoje pram com suas responsabilidades”, tantote do Sindicato Rural de Paranavaí, além dos o pequeno produtor de mandioca, que tem empregadores rurais quanto trabalhadoresPresidentes de Sindicatos de Trabalhadores uma lavoura de 2 ou até 5 alqueires para e dirigentes sindicais.Rurais da Regional 04 e produtores rurais. colher, precisa entrar na escala da Farinhei- ra ou Fecularia. É obvio que a indústria vai Antonio Fadel, presidente da ABAM, du-O assessor de Políticas Salariais da Fetaep, preferir receber primeiro lavouras maiores. rante sua fala disse que “não temos comoClodoaldo Gazola, representou a Federa- Então essa ideia de que isso – a colheita ser lutar contra isso.” Que tem orientado osção nesta reunião e indicou meios de cum- de responsabilidade da indústria – poderia produtores rurais e as indústrias a for-prir a legislação trabalhista como a criação prejudicar os pequenos não procede, pois malizar a mão de obra na manutenção ede “Condomínios de Produtores Rurais que hoje ele já está na dependência dessa escala. colheita da mandioca.  ■ 5 FETAEP
  6. 6. 4Especial: 17º Grito da Terra ParanáMobilização dos agricultores gerouresultados importantes para a categoriaGoverno Estadual atendeu os principais itens da pauta do Grito da Terra ParanáA união entre a Fetaep, seus sindicatos filiados rantias para oferecer na contratação de finan- as necessidades do trabalhador rural. São elese representantes da categoria trabalhadora ru- ciamentos. O teto de financiamento também que realmente conhecem as principais urgên-ral resultou em novas conquistas para o setor. será ampliado, de R$ 28 mil para R$ 50 mil cias”, afirmou.O apoio da Confederação Nacional dos Traba- por agricultor;lhadores na Agricultura (Contag), por meio da 4 Construção de habitações rurais; O secretário de Agricultura, Norberto Ortigara,presença do seu presidente Alberto Ercílio Bro- 4 Garantia de assistência técnica, com a con- também esteve presente e disse que as medidasch, também foi fundamental para o sucesso do tratação de 500 novos agrônomos, técnicos e anunciadas garantem melhores condições paraGrito da Terra Paraná 2012. Uma passeata or- veterinários; que o pequeno produtor amplie sua produção.ganizada e pacífica chamou a atenção de quem 4 Regularização fundiária;passou pelas ruas da capital paranaense no 4 Escolarização; O presidente da Fetaep, Ademir Mueller, dissedia 15 de agosto e contou com a cobertura da 4 Ampliação do Programa Trator Solidário, que a atenção do governo é fundamental paraimprensa falada, escrita e televisionada. Com com a inclusão de dois novos tipos de máqui- o segmento, que tem como prioridades habita-muito respeito, trabalhadores e trabalhadoras nas (fruteiro e cafeeiro); ção, colégios agrícolas, suporte técnico, créditorurais reivindicaram políticas que melhorarão 4 Suporte contra estiagem; e, principalmente, controle do êxodo rural, vi-suas condições de produção. 4 Campanha de combate à informalidade dos sando emprego e renda no campo. “É um amplo trabalhadores rurais empregados; conjunto de medidas necessárias para melho-O balanço da manifestação foi positivo e alguns 4 Grupo de trabalho para buscar alternativas rar a qualidade de vida no campo. O governoitens importantes da pauta já estão em anda- aos trabalhadores rurais em virtude da meca- do Estado tem sido muito sensível, garantindomento. Confira alguns dos resultados anuncia- nização. importantes melhorias”, afirmou.dos pelo Governo do Estado do Paraná: O governador Beto Richa determinou a criação Estiveram presentes ainda o diretor-presidente4 Aporte de R$ 1,5 milhão para reforçar o de um grupo intersetorial para analisar as 89 da Emater, Rubens Niederheitmann, e o asses-Fundo de Aval, mecanismo que assegura aces- reivindicações apresentadas pelo movimento. sor especial para Assuntos Fundiários do Pa-so ao crédito por pequenos produtores sem ga- “O Governo do Paraná está aberto para escutar raná, Hamilton Serighelli.  ■ 6 FETAEP
  7. 7. Trabalhadores e trabalhadoras marcham por um mesmo objetivo:melhores condições de renda e trabalho no campo. Diversas frases de impacto foram estampadas em faixas pelos manifestantes. A Fetaep, a Contag e o Emater foram recebidos no Palácio Iguaçu paraO presidente da Fetaep, Ademir Mueller, participou da caminhada. apresentar as proposições do Grito da Terra PR ao governador Beto Richa. O Secretário de Política Agrária Marcos Brambilla, a Secretária de Polí-O presidente da Fetaep Ademir Mueller com o presidente da Contag ticas Sociais Marucha Vettorazzi e o Secretário de Políticas de Assalaria-Alberto Ercílio Broch. dos Jairo Correa. 7 FETAEP
  8. 8. Plano Safra 2012/2013 prevê investimentosna ordem de R$ 22,3 bilhões para a safra atualApontado como o maior da história, o plano foi lançado oficialmente em Brasília, no dia 4 dejulho, e contou com a participação da FetaepO ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe de menor renda, cujos familiares não terão a famílias que não acessavam o crédito rural doVargas, apresentou, no dia 4 de julho, no Pa- renda proveniente de outra atividade, que não Pronaf agora poderão financiar suas ativida-lácio do Planalto, em Brasília, o Plano Safra a agropecuária, considerada no cálculo para des sem dificuldade”, destaca o Secretário.da Agricultura Familiar 2012/2013. O lança- enquadramento até o limite de R$ 10 mil. Essamento contou com a participação da presiden- situação restringia o acesso de muitos desses Na ocasião, o ministro apresentou os avançosta Dilma Rousseff, de ministros, governado- agricultores ao crédito rural. do Plano Safra deste ano. São previstos inves-res, senadores e outras autoridades, além de timentos de R$ 22,3 bilhões para a safra atualagricultores familiares e representantes de Famílias de agricultores que não conseguiam que começa no mês de julho. Somente para omovimento sociais ligados ao meio rural. O acessar o Programa Nacional de Fortalecimen- Pronaf serão disponibilizados R$ 18 bilhõessecretário de Política Agrícola da Federação to da Agricultura Familiar (Pronaf) agora con- aos agricultores familiares. Durante a cerimô-dos Trabalhadores na Agricultura do Estado seguirão. A DAP também passou por mudan- nia, a presidenta Dilma Rousseff explicou quedo Paraná (Fetaep), José Carlos Castilho, re- ças e passa a admitir que 50% da renda bruta os recursos destinados à agricultura familiar,presentou a instituição. Castilho comenta que anual familiar seja de outra fonte, que não a segmento que fornece 70% dos alimentos con-houve mudanças significativas, entre elas o atividade agropecuária, antes era 70%. “Com sumidos no país, serão conforme a necessida-enquadramento dos agricultores familiares essas e outras alterações, com certeza muitas de de produção. ■ 8 FETAEP
  9. 9. Grito da Terra Banco do Brasil lança Plano Safrainfluenciou as Após o lançamento nacional, o Banco do Brasil apresentou o Plano Safra 2012/2013 em todas O programa oferece condições para a construção e reforma de moradia de agricultores familiaresalterações do Plano as capitais brasileiras, no dia 9 de julho, quan- do anunciou a aplicação de R$ 55 bilhões em e trabalhadores rurais. A expectativa da insti- tuição é contratar crédito para 100 mil unidadesSafra 2012/2013 crédito rural na próxima safra. O volume é 14 % superior ao da safra anterior (R$ 48,2 bilhões). habitacionais até 2014, por meio do PNHR. Muitas mudanças que aconteceram no Plano Desse total, serão R$ 10,5 bilhões para agricul- Para ter acesso ao crédito até R$ 25 mil para Safra foram propostas pela Fetaep, por meio da tores familiares e R$ 44,5 bilhões para agricul- construção e R$ 15 mil para reforma, a renda Secretaria de Política Agrícola. “As demandas da tores empresariais e cooperativas rurais. Na sa- familiar anual deve ser até R$ 15 mil. Segundo o agricultura familiar foram ouvidas, discutidas e fra 2011/2012, o BB desembolsou 23,5% a mais banco, nesse caso, não há cobrança de encargos encaminhadas ao Governo Federal, por meio do do que no ciclo anterior (2010/2011). “Participei financeiros. Grito da Terra Brasil, que aconteceu em maio”, do lançamento no Paraná e pude confirmar que destaca o secretário de Política Agrícola da Feta- o Plano atende algumas das reivindicações da No grupo 2 do programa, enquadram-se as fa- ep, José Carlos Castilho. Fetaep feitas durante o Grito da Terra”, reforça o mílias com renda anual acima de R$ 15 mil e até presidente da Fetaep, Ademir Mueller. R$ 30 mil. Nesse caso, os encargos financeiros Para disseminar o Plano Safra 2012/2013, a Se- são 5% ao ano mais a Taxa Referencial (TR). No cretaria de Política Agrícola da Fetaep está reali- O Banco do Brasil também anunciou que atu- grupo 3, estão as famílias com renda anual aci- zando 12 seminários regionais em todo o Estado ará no Programa Nacional de Habitação Rural ma de R$ 30 mil e até R$ 60 mil. As taxas de ju- do Paraná, entre o final de julho e começo de (PNHR), integrante do Minha Casa, Minha Vida. ros variam entre 6% e 8,16% ao ano mais a TR.  ■ agosto. “O objetivo é levar mais informações a todas as lideranças dos Sindicatos dos Trabalha- dores Rurais, do Emater e agentes financeiros, pois são esses profissionais que estão em contato Fetaep realizou seminários regionais no Paraná com os agricultores familiares”, explica Castilho. Durante os meses de julho e agosto, a Fetaep pro- no Safra 2012/ 2013. Além dos agricultores, presi- Nessas capacitações, a expectativa de público é moveu seminários em vários municípios do Paraná dentes de Sindicatos de Trabalhadores e Trabalha- de, no mínimo, 1,2 mil lideranças que poderão para orientar os agricultores familiares sobre o Pla- doras Rurais e líderes comunitários participaram.  ■ ser agentes multiplicadores de divulgação. “Os recursos para esta safra passaram para R$ 18 bilhões, mais R$ 4,3 bilhões para as políticas públicas PAA, PNAE, SEAF, PGPAF, ASSISTÊNCIA TÉCNICA, PGPM e Fomento às atividades produti- vas rurais do Plano Brasil sem Miséria (MDS). Os agricultores, a partir de agosto, já poderão buscar todas as informações nos Sindicatos de Trabalha- dores Rurais e nos escritórios do Instituto Emater de seu município”, orienta o secretário da Fetaep. ■VALORES DE REFERÊNCIADA MATÉRIA-PRIMA LEITE Matéria-prima Julho 2012 Agosto 2012 (Valor Final) (Projeção) Valores de Referência para o CONSELEITE IN62** Posto Propriedade 0,6778 0,6823Fonte: Conseleite – Publicado em 06 de Setembro de 2012. 9 FETAEP
  10. 10. Mulheres debatem democracia, poder eparticipação políticaJornada das Margaridas 2012 mobilizou a classe feminina em BrasíliaGrupo de mulheres da Região Sul marcou presença.De 30 de julho a 1º de agosto, mulheres diri- festação leva à capital federal trabalhadoras federal em torno da pauta de reivindicaçõesgentes sindicais de todo o país e representan- de todo o país para reivindicar seus direitos das mulheres do campo e da floresta. Assim,tes de organizações parceiras da Marcha das e propor debates em torno de temas como o as margaridas seguem em marcha e durante oMargaridas reuniram-se no Seminário Nacio- contexto político atual, a participação das mês de agosto realizam a Jornada das Marga-nal Democracia, Poder e Participação Política. mulheres na política, as estratégias de parti- ridas, por meio de um conjunto diversificadoO encontro, que faz parte da agenda da Jorna- cipação das mulheres no MSTTR, igualdade, de ações. Agosto é o mês da luta das mulheresda das Margaridas, debateu o contexto político entre outros. que, além de reunirem-se a cada quatro anosatual a partir da trajetória de participação das na Marcha das Margaridas, realizam a Jor-mulheres, reforma política e eleições 2012. A Marcha das Margaridas é uma grande mobi- nada das Margaridas anualmente. O nome da lização nacional que se consolidou como uma manifestação é uma referência e homenagemA coordenadora de Mulheres da Fetaep, Mer- ação permanente que envolve organização, à líder sindical Margarida Maria Alves, assas-cedes Panassol Demore, conta que a mani- participação política e diálogos com o governo sinada em agosto de 1983.  ■ 10 FETAEP
  11. 11. 4Aconteceu Julho 2012Aconteceu FetaepNo dia 6, o presidente da Fetaep, Ademir Mueller recebeu os presidentes da Fe-taesc José Walter Dresch, da Fetag-RS Elton Weber, e da Contag Alberto Ercílio No dia 11, a Fetaep promoveu uma reunião para elaboração da pauta do 17°Broch para o Encontro Regional Sul. Durante o encontro, os dirigentes falaram Grito da Terra Paraná. Na ocasião, foram definidos grupos de trabalho dividi-sobre temas como: o Congresso da Contag que será em 2013; a capacitação de dos pelas seguintes áreas: Agrícola; Agrária e Meio Ambiente; Assalariados ecolaboradores; a integração da comunicação entre as Federações e a Contag; gru- Sociais. Cada grupo reuniu suas preposições e, ao final, todos discutiram ospos de trabalho; programas nacionais; políticas de sustentabilidade, entre outros. itens. A pauta finalizada foi enviada ao governador do Paraná, Beto Richa.Nos dias 12 e 13, a Fetaep realizou mais uma edição do Encontro de Funcioná-rios de STRs. Durante os dois dias de curso, foram ministradas palestras sobretodas as áreas de atuação da Fetaep, como Política Agrícola, Política Agrária,Mulheres, Eventos, Políticas de Formação e Organização Sindical e Ética, Polí-ticas da Terceira Idade, Políticas Sociais, Habitação Rural, Políticas de Assala-riados, Finanças e Administração. Participaram a diretoria da Fetaep com seusrespectivos assessores. Os funcionários puderam aprender mais sobre cadauma das atividades da Fetaep e tirar dúvidas sobre diversos assuntos como O secretário de Políticas Agrárias, Marcos Brambilla durante Encontro sobre oEmissão de Dap’s, contabilidade, secretaria, etc. Programa Nacional de Crédito Fundiário, realizado na Fetaep, nos dias 19 e 20. 11 FETAEP
  12. 12. 4Aconteceu Agosto 2012Assembléia no SRT Nova Esperança. Assinatura de convênio com o Banco do Brasil – Habitação Rural.O presidente da Fetaep, Ademir Mueller, visitou a construção de casas em SãoJorge do Ivaí. Segunda etapa do Grupo de Estudos Sindicais (GES) de Mulheres. Nos dias 16 e 17 de agosto, foi realizado o Seminário Nacional de Educação noAlunos da Casa Familiar de Figueira visitam a Fetaep. Campo na Contag, em Brasília. 12 FETAEP

×