3ª SessãO Ppt Para Cp, Modelo De Aabe

236 views

Published on

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

3ª SessãO Ppt Para Cp, Modelo De Aabe

  1. 1. Biblioteca Apresentação do modelo e do processo à Escola Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  2. 2. Biblioteca  1996 – Início do programa RBE  2001 – Biblioteca da ESJR entra na Rede Nacional de Bibliotecas Escolares  2002 – Biblioteca da ESJR entra na Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares  2008 – Modelo de Auto – Avaliação da BE (AABE)  2009 – Portaria 756/2009 – criação da figura do professor - bibliotecário Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  3. 3. Biblioteca  Dotar a Escola de um processo pedagógico inerente à gestão e melhoria contínua dos serviços prestados pela BE;  Avaliar o trabalho da BE e o impacto desse trabalho no funcionamento global da Escola e nas aprendizagens dos alunos;  Identificar as áreas de sucesso e as áreas que requerem um maior investimento;  Contribuir para mudanças nas práticas. Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  4. 4. Biblioteca  O modelo pressupõe um ciclo de 4 anos, incidindo cada ano numa das 4 áreas essenciais da BE: A- Apoio ao desenvolvimento curricular B- Leitura e literacias C- Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade D- Gestão da BE  Este ano lectivo, dadas as circunstâncias decorrentes das obras de modernização, pretendemos avaliar o domínio D, Gestão da BE. Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  5. 5. Biblioteca  Recolha sistemática de evidências;  Avaliação/interpretação das evidências recolhidas;  Divulgação dos resultados em C. Pedagógico, no Conselho Geral e na página da BE;  Delineação de acções futuras; Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  6. 6. Biblioteca  Integração dos resultados:  no processo de auto-avaliação da Escola  nos documentos orientadores da avaliação externa da Escola, contribuindo assim para:  melhoria dos items apontados como insuficientes no último relatório da IGE  candidatura à certificação internacional de qualidade (CAF e / ou norma ISO 9001). Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  7. 7. Biblioteca 1. Dos níveis de participação da Escola  Integração da BE nas planificações dos Departamentos, dos PCT e das ACND  Trabalho colaborativo com os professores e a direcção  Aplicação de inquéritos (a amostra incidirá em 20% dos professores, repartidos pelos 4 departamentos e 10% dos alunos, englobando os vários níveis e modalidades de ensino)  Apoio no tratamento estatístico desses inquéritos (Departamento de Matemática e Ciências Experimentais); Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  8. 8. Biblioteca 2. Da gestão participada nas mudanças que a sua aplicação impõe  Análise cuidada do relatório final ;  Integração das oportunidades e desafios delineados, no novo Projecto Educativo. Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  9. 9. Biblioteca  Vários estudos internacionais mostram de forma inequívoca, que as bibliotecas escolares podem contribuir positivamente para o ensino e a aprendizagem, podendo-se estabelecer uma relação entre a qualidade do trabalho da e com a BE e os resultados escolares dos alunos. Modelo de auto-avaliação da Biblioteca Escolar, RBE Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009
  10. 10. Biblioteca  Textos da sessão [ disponibilizados na plataforma da RBE ]  http://www.ige.min-edu.pt [ 15.11.2009 ]  http://www.rbe.min-edu.pt [ 15.11.2009 ] Conselho Pedagógico, 18 de Novembro de 2009

×