Cultura Digital

639 views

Published on

Apresentação sobre Cultura Digital, Cultura Remix.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
639
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Segundo Lessig: É importante enfatizar que o que isso não é o que chamamos de “pirataria” Eu não estou dizendo nem justificando que pessoas tomando conteúdo de outras pessoas e distribuindo sem permissão do detentor dos direitos autorais. Estou falando sobre pessoal pegando e recriando utilizando o conteúdo de outras pessoas , utilizando tecnologias digitais para dizer coisas de maneias diferentes. Em vez disso, a arquitetura da lei de direitos autorais , tem produzido a presunção de que essas atividades são ilegais .
  • Cultura Digital

    1. 1. Felipe Bragatto Miranda nº 12.206.528-7 Thiago Aubin Miguita nº 12.207.310-9 Cultura Digital
    2. 2. <ul><li>Agenda: </li></ul><ul><ul><li>Cultura Remix; </li></ul></ul><ul><ul><li>Creative Commons - Cultura Livre; </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto Alagoas Colaborativo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Casa da Cultura Digital; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais exemplos cultura Remix; </li></ul></ul>
    3. 3. Lawrence Lessig Professor de Direito na Stanford Law School Fundador do Stanford Center for Internet and Society Membro do Conselho da Creative Commons Especialista em Direitos Autorais Autor dos Livros: Code: An Other Laws of Cyberspace (2000) The Future Ideas (2001) Free Culture (2004) Remix (2008) Lessig começou a falar sobre a Internet e Cultura Remix por volta de 1997...
    4. 5. Read-Only (Cultura de permissão): Nesse modelo a grande maioria é limitada ao papel de consumidor, o consumidor não poderia usar esse modelo para recriar, inventar, modificar, melhorar. Modelo do Século XX – Um – para muitos, ou seja, criatividade dependente da industria. Poderosas organizações e a industria americana, possuem POUCO interesse em garantir que o novo os substitua.
    5. 6. Lessig fala que a criatividade acaba sendo limitada pelas leis dos direitos autorais Copyright – Cultura da Permissão
    6. 7. Read-Write (Cultura Remix): Já na cultura Read-Write, o conteúdo pode ser alterado, recriado, melhorado. Assim a cultura pode ser expandida através de diferentes formas de se expressar e comunicar. Cultura do REMIX, a recriação de uma obra pode servir como marketing do produto original
    7. 8. Some Rights Reserved Creative Commons – Cultura Livre;
    8. 9. A Creative Commons é uma empresa sem fins lucrativos estabelecida em Massachusetts. Objetivo: construir uma camada de copyright racional em cima dos extremos que atualmente regem o debate. Ao desenvolver um conjunto livre de licenças que as pessoas podem anexar a seus conteúdos, a Creative Commons procura marcar uma gama de conteúdo sobre o qual possa-se, de maneira fácil e confiável, criar-se.
    9. 10. ORGANIZAÇÃO que representa a comunidade internacional do Creative Commons. REPRESENTANTES: Open Access Publishing, Free Culture, comunidade Open Source, Open Educational Resources, Access to Knowledge (A2K), dentre outras. REPRESENTA a maior rede internacional de pensadores e ativistas atuantes na área de propriedade intelectual e tecnologia da informação. Para o crescimento e fortalecimento desta rede, o iCommons procura incentivar e dar suporte à comunidade que o integra, organizando eventos anuais, ferramentas de compartilhamento de experiências, ademais de reuniões periódicas.
    10. 11. Vamos por a criatividade em prática !
    11. 12. Reapropriar e reinventar. Casa da Cultura Digital” é um apanhado de ONGs empenhadas em fazer com que seja criado um espaço de coletivo (tanto no plano real, quanto no virtual). Nela serão ministradas aulas e palestras. Instalada no bairro de Santa Cecília, a sede da entidade tem grandes possibilidades de virar um projeto grandioso. A casa é considerada um patrimônio histórico.
    12. 13. GALERIA
    13. 14. Promover a Inclusão Digital e a Difusão do Conhecimento dentro do estado de Alagoas. Espaço para produção de conteúdos digitais e sua livre distribuição na internet, colaborando para o desenvolvimento sustentável e para inclusão digital de Alagoas. Os jovens alagoanos possam desfrutar de ferramentas do campo das Tecnologias da Informação e da Comunicação – TICs que conduzam a produção de conteúdos educativos, que reflitam, reconstruam e valorizem a identidade do Estado de Alagoas
    14. 15. Em 10/2009 era visitada mensalmente por meio milhão de internautas. Desde 03/2006 é publicado às sextas-feiras o Nerdcast , podcast com cerca de 30 mil downloads por episódio. O Jovem Nerd é um blog brasileiro de humor e notícias criado em 2002 e administrado por Alexandre Ottoni &quot;Jovem Nerd”. http://jovemnerd.ig.com.br/ <ul><li>TEMAS: </li></ul><ul><li>Entretenimento </li></ul><ul><li>Cinema </li></ul><ul><li>Séries </li></ul><ul><li>Ficção Científica </li></ul><ul><li>Quadrinhos </li></ul><ul><li>RPG </li></ul>
    15. 18. Bibliografia Livro: LESSIG, Lawrence ; Remix, Making art and commerce thrive in the hibric economy. United States, 2008. LESSIG, Lawrence ; Cultura Livre: como a grande mídia usa a tecnologia e a lei para bloquear a cultura e controlar a criatividade. São Paulo: Trama,2005 Sites: http://www.ted.com/talks/larry_lessig_says_the_law_is_strang ling_creativity.html http://www.casadaculturadigital.com.br http://jovemnerd.ig.com.br/ http://pt.scribd.com/doc/14858393/Lawrence-Lessig-Remix http://www.youtube.com/watch?v=io3BrAQl3so&feature=related

    ×