Kandinsky

8,161 views

Published on

Published in: Travel, Technology
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,161
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
59
Actions
Shares
0
Downloads
242
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Kandinsky

  1. 1. KANDINSKY Quem foi ? Wassily Kandinsky, em russo Василий Кандинский, (Moscou, 16 de dezembro de 1866 — Neuilly-sur-Seine, 13 de dezembro de 1944) foi um artista russo, professor da Bauhaus e introdutor da abstração no campo das artes visuais. Apesar da origem russa, adquiriu a nacionalidade francesa.
  2. 2. <ul><li>Sua primeira vontade foi ser músico. Entretanto, formou-se em direito e economia política na Universidade de Moscou. Aos 30 anos, encantado com um quadro de Monet, abandonou a carreira jurídica. Em 1900, em Munique, formou-se pela Academia Real. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Após a separação dos pais em 1871, passou a ser criado por uma tia. Suas agudas sensibilidade e imaginação foram profundamente marcadas na infância pelos contos folclóricos russos e alemães que esta tia lia para ele. </li></ul><ul><li>Outros dois fatores vão influenciar intensamente sua sensibilidade artística durante a juventude. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Em 1889, aos 23 anos, realizando um trabalho de pesquisa para a Sociedade das Ciências Naturais, Etnográficas e Antropológicas, entra em contato com a intensamente cromática cultura campesina russa. A profusão de cores no mobiliário e nas vestimentas dos camponeses vai lhe dar a impressão de caminhar dentro de uma pintura viva. Em um quadro de 1907, A vida colorida (ao lado), vemos como sua imaginação ficou marcada por este período. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Outra experiência da juventude cuja influência vai perdurar por toda a sua vida foi o contato com a ópera do compositor Richard Wagner. Ao assistir Lohengrin no Teatro Real de Moscou, Kandinsky tem pela primeira vez a vivência concreta da sinestesia , isto é, a percepção das íntimas relações sensoriais entre sons e cores, entre música e pintura. Ouvir uma nota musical para ele era ter, simultaneamente, a sensação de uma cor específica. A correspondência entre notas musicais e cores era tão precisa que poderia, inclusive, permitir a tradução de pinturas em partituras e vice-versa. </li></ul>
  6. 6. Abstração <ul><li>Kandinsky é um dos artistas mais importantes na total reformulação que a arte sofre no início do século XX. Pode ser considerado um dos pais da arte abstrata, juntamente com o holandês Piet Mondrian e o russo Casimir Malevich. Foi não apenas um artista atuante, sendo um dos mentores das chamadas vanguardas artísticas, mas também um importante teórico e produtor cultural. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Seus primeiros trabalhos exprimiam a musicalidade e o folclore russo, aliás na obra do pintor há muitas referências ao folclore russo. Em Paris, onde viveu por um ano, Kandinsky entusiasmou-se pelas artes aplicadas e gráficas, bem como pelo estilo de pintura dos fauvistas. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>No quadro, &quot;O Cavaleiro Azul (1903)&quot;, o cavaleiro é um personagem dos contos de fada com o qual Kandinsky teve contato em sua infância. Representa o virtuoso combate do bem e do mal, simbolizando luta e renovação. Esta é uma imagem reincidente da fase figurativa do artista. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>A partir de 1909, Kandinsky passa a dividir sua produção pictórica em três grupos distintos. O primeiro grupo, Impressões, guardaria referência ainda a um motivo naturalista. O segundo grupo, Improvisações, pretendia ser o reflexo de um emoção espontânea. O terceiro grupo, Composição, o grau mais elevado de complexidade, onde as Improvisações seriam articuladas de forma mais completa. A linguagem musical utilizada por Kandinsky não era casual, mas sim intencional. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Ele via a música como a mais formal das artes, isto é, aquela onde o ritmo e a tonalidade seriam apresentadas de maneira mais pura. (ao lado, Improvisação nº. 7, 1910, óleo sobre tela, 131x97 cm, Tretyakov Gallery, Moscou). </li></ul>                          
  11. 11. Kandinsky professor <ul><li>Kandinsky desenvolveu atividade docente, envolvendo-se na constituição de diversos institutos de arte russos, entre os quais o NARKOMPROS (Comissariado do Povo para a Formação Cultural) e o INChUK (Instituto de Cultura Artística). </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Paralelamente à atividade didática, sua pintura altera-se, com a utilização de um vocabulário mais geométrico. As manchas coloridas dos quadros anteriores são substituídas por círculos e linhas desenhados com precisão matemática. Para muito críticos e autores este é um período de refluxo criativo de Kandinsky. (ao lado, No azul, 1925, óleo sobre cartão, 80x110 cm, Kunstsammlung Nordrhein-Westafalen, Dusseldorf ). </li></ul>
  13. 13. Os últimos anos <ul><li>A destituição da Bauhaus em 1933 pelo regime nazista provoca uma debandada dos artistas para outros países. Kandinsky vai abrigar-se em Paris, onde permanece até o final da vida em 1944. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Sua pintura destes últimos 11 anos sofre uma nova guinada estilística. Inicia uma fase que os críticos chamam de biomórfica. Suas telas são povoadas de figuras que lembram seres microscópicos, protozoários e embriões, deslocando-se em grande agitação sobre a superfície da tela. (ao lado, Composição X, 1939, óleo sobre tela, Kunstsammlung Nordrhein-Westfalen). </li></ul>   
  15. 15. GALERIA
  16. 20. Referências Bibliográficas <ul><li>http://www.pintoresfamosos.com.br/?pg=kandinsky </li></ul><ul><li>http://www.kandinsky.hpg.ig.com.br/index.htm </li></ul><ul><li>http://www.infoescola.com/artes/kandinsky-/ </li></ul>

×