Folder de Apresentação da FEAB 2010/11

1,109 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Folder de Apresentação da FEAB 2010/11

  1. 1. O PÃO DE CADA DIA Federação dos Estudantes de "Que o pão encontre na boca Agronomia do BrasilF EDERAÇÃO DOS E STUDANTES o abraço de uma canção É a entidade que organiza e articula os inventada no trabalho. estudantes de agronomia do Brasil nacionalmente, DE A GRONOMIA DO B RASIL Não na fome fatigada trazendo algumas reflexões em relação à de um suor que corre em vão. construção de uma sociedade mais justa e que pense de forma mais profunda a realidade e a Que o pão do dia não chegue produção no campo brasileiro. sabendo a resto de luta A universidade é o nosso principal local de e a troféu de humilhação. atuação, pois acreditamos que todos devem ter direito a uma educação pública, gratuita, Que o pão seja como flor autônoma e de qualidade, e nela devemos discutir festivamente colhida sobre questões inerentes a uma formação por quem deu ajuda ao chão. profissional crítica para que os estudantes compreendam a realidade em que estamos Mais do que a flor, seja o fruto inseridos e possam contribuir para a mudança nascendo límpido e simples, desta. Para isso, a FEAB traz debates a cerca de uma sempre ao alcance da mão. formação de estudantes conscientes da realidade social e ambiental brasileira. Da minha e da tua mão." Compreendendo que a universidade não está desvinculada do restante da sociedade, a FEAB Thiago de Mello expande seus horizontes para além dos muros da universidade, e faz parcerias com outras executivas de curso como com a Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Floretal (ABEEF), www.feab.wordpress.com Executiva Nacional dos Estudantes de Biologia (ENEBio), Executiva Nacional dos Estudantes de cnfeab@yahoo.com.br Veterinária (ENEV), entre outras. É também nesse FEAB contexto, que atualmente a FEAB mantém relação constante com os movimentos sociais populares Coordenação Nacional Gestão (2010/2011) ligados ao campo e à cidade, fazendo parte inclusive da maior articulação dos movimentos SP, Piracicaba - ESALQ/USP sociais, a Via Campesina. Telefone para contato Entre em contato pelo nosso e-mail, participe dos nossos encontros e organize-se com os demais estudantes de agronomia da sua escola para colaborar nessa construção!
  2. 2. Histórico Bandeiras CONEA A organização dos estudantes de Bandeiras são os temas que permeiam as O CONEA - Congresso Nacional dos Estudantesagronomia teve inicio há mais de 50 anos. A discussões realizadas na FEAB. Os de Agronomia do Brasil é realizado anualmente emprimeira organização estudantil ocorreu posicionamentos a respeito desses e de outros alguma escola de agronomia. Este é o nosso principaljuntamente aos estudantes de medicina temas são definidos anualmente nos nossos espaço deliberativo e também é o momento ondeveterinária criando em 1951 a União dos espaços nacionais de caráter deliberativo. reunimos a maior diversidade do Brasil todo, reunindoEstudantes de Agronomia e Veterinária do Brasil os diferentes sotaques e os diferentes modos de vida(UEAVB). num único espaço. A cada ano se decide onde será Essa organização durou somente até 1955, Educação realizado o próximo congresso e a escola sede sequando os estudantes de agronomia criaram sua Agroecologia responsabiliza por construir o congresso junto com aprópria organização. Em 1954 os estudantes de coordenação nacional e com as outras escolas da FEABagronomia realizaram seu primeiro congresso, na Universidade num espaço que chamamos de Seminário deépoca CBEA – Congresso Brasileiro de Estudantes Movimentos Sociais Construção do CONEA.de Agronomia. Durante o II CBEA foi criado o Ciência e Tecnologia Coordenação RegionalDiretório Central dos Estudantes de Agronomia do Responsável por articular as escolas deBrasil (DCEAB). Juventude, Cultura e uma mesma região e aproximar estudantes que O DCEAB passou a sofrer forte repressão ainda não estejam em contato com a FEAB.dos militares após o golpe militar de 1964 e em Valores1968 durante a fase de maior repressão aos Coordenação Nacionalmovimentos sociais e estudantis contrários ao Gênero e Sexualidade É o grupo de uma escola que fica responsávelgolpe, o DCEAB cai na clandestinidade através do Relações Internacionais por articular as questões nacionais relacionadas àsato institucional número 5 (AI-5) que não permitia linhas de trabalho deliberadas no congresso,a reunião de pessoas para fins políticos. Durante participando de fóruns, congressos, seminários ee s s a é p o ca , o co r re u fo r te re p re s s ã o a o s demais atividades. É a escola encarregada por realizarestudantes, muitas líderanças estudantis foram Encontros Regionais as passadas nas universidades a nível nacional, compresas e boa parte do material histórico da época Anualmente ocorrem os nossos encontros objetivo de construir a unidade da federação,foi roubado. regionais que são espaços onde os estudantes desenvolver nossas campanhas e contribuir na Em 1972, no 15° Congresso Nacional dos conhecem melhor o que tem sido realizado pela consolidação dos gruposEstudantes de Agronomia – CONEA retoma-se o Federação, realizam debates sobre os temasmovimento, com a fundação da Federação dos Núcleos de Trabalho Permanente socialmente relevantes, mas postos a margem noEstudantes de Agronomia do Brasil – FEAB. São os grupos que acumulam em torno de dia-a-dia da sala de aula ou tratados de forma Desde sua fundação a FEAB é protagonista nossas bandeiras de luta, com objetivo de construir superficial além de ser um importante momentode inúmeras conquistas que asseguraram nosso debate em torno de temas relevantes pra de integração entre as escolas da região.mudanças nos cursos de Agronomia, como o fim da sociedade e que muitas vezes não são abordados Nos últimos anos tivemos encontrosLei do Boi (cota de 50% de vagas para filhos de dentro das nossas salas de aula. Os temas são: regionais sobre a formação profissional do(a)fazendeiros), o Currículo Mínimo Nacional, a Lei Agroecologia, Ciência e Tecnologia, Educação, Engenheiro(a) Agrônomo(a), Agroecologiados Agrotóxicos (receituário agronômico), a Movimentos Sociais Populares, Juventude, Cultura, (realizado junto com outras entidades estudantis)necessidade de modelos agrícolas alternativos ao Valores, Gênero, Sexualidade, Raça e Etnia, Relações e diversas temáticas de interesse dos estudantesda “revolução verde” entre outras internacionais, Biomas e História e comunicação. de agronomia.

×