Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Chico bento moço edição 02

10,237 views

Published on

Chico começa sua vida na República, como será que irá se acostumar?

Published in: Entertainment & Humor
  • Be the first to comment

Chico bento moço edição 02

  1. 1. T : Dmansaí WWW” N? 2 - RS 7,50 © MSP-BRASIL/2OI3 _ ACONSELHÁVEL PARA MAIORES DE 10 ANOS.
  2. 2. o ; rumo Do CORONEL E só CRESCEU M TAMA ARROGÂNCIA, A22:: COM 49 ANOS VA¡ Esmme r: ' BRASIL s CONÊZQADÊ CONTAR VANTAGEM POR se? Rico E seu PA! m¡ MUITAS ?05555 8515181335 ROSINHA TEM 47 ANOS, E UMA MOÇA MUITO LINDA, TÍMlDA E AINDA EXTREMAMENTE APAIXONADA ? ELO CHICO BENTO. SEU SONHO E SER VETERNÂRM, CURSO QUE VAI ESTUDAR NA CIDADE DE CAMPO5 VERDES, aammmàaems L t. D1HZFDRA no COLÉGIO DE mm k sem# MUITO OVZGULHO wo an: 11 n; HA ¡LDIJLÍACÁO ALUNI M, u E A . m5. v¡ . me ze m : :ou TAMBÉM TEM Mweàueeamuaonwa¡msgsbnrzonea z-: :onMtogcza 4a mas. amaro Mun-o l . :amoroso E INTELIGENTE HROSHL O” - , VAI cuzsm 95945 ' Ema Huzo. ' E CDÀDE DE PREÃÊÂ NA smneâroê E' COM y _ 7 UMA No , K MELLJOR uownzevmimca _ k V; FONSECA_ SEU sob": TEM 41:22 ZE VA mu. 615mm_ v › JM x (À , ¡oguionuznvírowsiczn t _ É VOLTAR A SUA SEU AMEMPRÉ F "MTO wumm Vu CIDADE “M” “m” CIDADE E MELHORAR E : DO E ¡NTEUGENTE em r na, ' MODERNIZAR o ENSINO oww VN PARA A ME5M^ Esrurx os” “E9130, SEGUINDO ELE çAÇULUWEEEâ um. mm M5505 DA SUA 5x- geavENT E F0?” r em 5 . um o mw» vzomsssoea MAROCAS p como e som EM ' ' ÊIÍIPÀUCA VA| curas* , x r cmwo-a veem: - ~ 'MT ENgENHARIA CML. a v- NOx/ A L A. J«ÇA W, ,,, ,., ,,. .,, v¡ c! C ' HL: : A5CH7 MMA O YL. 'L_SW-Í>É: J1W vDNâLÇA
  3. 3. 'ij/ M 2m, Na Edição Anterior. .. Chico Bento entra na faculdade de Engenharia Agronômica e se prepara para partir da roça em busca de uma nova vida, deixando para trás as _ lembranças da família, dos amigos e de seu grande amor. O que será que o espera na cidade de Nova Esperança? AERADEUMENTDâ 1 usam DE PIRACICABA E 'A ALGUNS ESTUDANTES UA UNICAMP DE LIMEHZA. O5 PASTO. . GALINHERO. .. MÃE? PAI? ROSINHA?
  4. 4. 1;» i” Híiliiiiiliiriii “TVUJN Wfiwi iii“Íir“ W i : J i i . _. i( A "çwçj_vwlliililmñywç, ; fg/ &Íxfiv; ' “i 'w' x "WL “Í *g m! #k ( _ ! a ; É i N : E 7 i 1 m , r QUE RAIO , '. DE BARU- CONSEGUE . ^- LHO e DORMIR! f' i ' OPA! TENHO QUE TOMAR CUlDADO PARA NÃO FALAR ANSIM. . DIGG. .. ASSIM l TEM NINGUÉM ACORDADO PARA ouvira MEU cm- ¡mes! JURANDIRI ) QUEISSO? PELO JEITO, o ÚNICO Aqui N com mosua- 1 MAS PARA n¡ COM ousa aus DO¡ D¡ EU CHAME ) emznzieni *MMM* 002mm LÃNCIAT sou eu! ,
  5. 5. JÁ FALEI PARA NÃO ME CHAMAR ASSIM! EBAIXA LOGO ESSA 'Ã *e MÚ5ICA, QUE ¡ ~ EU QUERO FALAR COM
  6. 6. SE QUERIA QUE DES- UGASSE, ERA SÓ ¡aocA NÃO _ ENTENDE, MESMO l @ou ' 50k V¡ rzsou I QUEM? É é I . QUESTÃO DE ENTEN- DER ESSA MÚSICA DE MEFAL? MAs Ma» É PRA FAZER FERRAMENTA. “¡§^§Eͧ^ FERRAourzA. Mama, TRATOR. . NÃo E mem, NEM Memo i E NÃO ; scanner lv pop| A ou. com ESSE vu: MAIs TREM. BAN), sAsiAv ao¡ ao! , ao¡ 60/ » É
  7. 7. 1. : =5z35§n=7v¡ . r/ . -.. . QUE FOI? ! JK FALEI PARA NÃO NTERROMPER QUANDO ESTOU ESTUDANDOI DO? ESSE SEU MÉÍAL BARULHENTO DEIXOU ELE SURDO! VOCÊ QUER QUE EU DUR- MA DESSE QUE voces, DA ROÇA, FOSSEM CALMDS/ JKCOMO! ARM JURANDIR! COMO eu VIM ACABAR JUNTO COM ESSE POVO ESTRANHO?
  8. 8. DESDE W' ' MAs Eu QUE CHE- NÃO CONHE- g sua A NovA . .E$TAMO$ ça NENHUM n E5PERANCA, MORANDO 95.55 p¡ . , m( uns JUNTOS VERDADE, 'T5 . › , ams_ NESTA 3: ' «' E REPÚBLICA! VAM! VOCES . QUE SE ' RESOL* só ME DE| XEM EM PAZ! vou VOL- TAR Aos ESTUDOS! z JEITO, ELES TAMBÉM NÃO QUEREM ME CONHECER! DISSE QUE VACILO, o PRIMO DO JuRAN- seu AMIGO ERA GEN- Eu EsTAvA MELHOR AGORA MEsMo ELE FICAR x EXPLICANDO DE BOA! NE, PARA o CHICÂO? NÃO DISSE QUE ELE ERA DE DAR E6»
  9. 9. , É CAIPIRA! SE O CHICO JÁ ACABOU DE ZOAR, VOLI VOLTAR E DAI? EU QUERO APRO~ VE| TAR PARA oEscANsAR BASTANTE. . AI, PR| MOE você ME' COMO FOI LEVOU NA MEsMo CONVERSA QUE EU WREITINHO! ACABE!
  10. 10. I L-. . E (I NÃO ERA PARA ELE ME ESPE- RAR AQuIv ACHEI QUE A GENTE TINHA CDM- BINADO TEM MMS» °E o JEITO ÃSEI QUE _ REPENTE, NUM_ E e TEN-mg A u" N o SE USA ¡ ASSIM FICA AGORA? TELEFO- Q CHAPÉU NA 1 MAIS FÁCIL PARA o PRIMO ME ACHAR! QUE O NÚMERO AINDA SEJA O MESMO! ELE TROCA v: TELEFONE MAIS QUE VE . n.
  11. 11. UÉ? PoE QUE NÃO DA PRA LIGAR? NÂO FAZ NEM DOIS ANos QUE EU COMPREI EsTE CARTAO DE. .. " ' ' - e SINTO ACABEI DE _ _« I MUITOI CHEGAR E . f ' -. _ " NÃO TENHO QOUBÁRÀM l _ v DINHEIRO I MINHA BA- w “ _N VI comu- GAGEM l A SENHO- RA NÃO MENDIGOS sEMPREPÉ USAM CHA u QUE o Maca ESTAVA UsAN- PARA Pew" oo CHAPÉU ENÊRÂCÀDO? você NAo VAI SUMIR com MINHAS COISAS, NÃO!
  12. 12. DESCUL- PA. SEUS MOCOS! É QUES- To 50g. TÃO DE gENpog VIDA OU I VIM '~ POR ONDE ANDA, CAIVIRA! msnnsar¡ A _ EsMaLAw EU NAO IA PEDIR I DINHEIRO! I só UMA IN- I_ FORMACAOI ' DINHEIRO! A! , sem 53335, JESUS ACHAR- QUE vOU MEN'N°~ 'ÊUEÍIÊÊÉÀQE NAQUELA FAZER 7
  13. 13. QUE EU SEM- PRE TEN! -IO QUE SER O BANDIDO1 O MEGA- FONE DE BRINQUEDO : :xx- mn . I A. , _I PARADO! POLÍCIA! DEU5 ABENÇOE VOCÊS, ME- NINOS! ME SALVARAM I FOI MAL, MocoI MAs MINHA MAE DIz PARA NÂO FALAR COM ESTRANHOS! BEM auE VOCE CHAMA ATENÇAO VESTIDO BEM MAIS FACIL DE E EU NUNCA VI NINGUÉM rlo Es- TRANHO! ERA UM COM CHAPÉU DE PALHA E NARIZ DE BATATA? CORREU POR ALI I QUASE FOI ATROPE- LADO ! A GENTE NAO COM- BINOU LA NA RODO- VAI VER, NÂO TEM SEMÁFORO DE ONDE ELE VEIO! 2;', .. FELO *JI MENOs r A IDEIA DO CHAPÉU FUN- cIoNOU I
  14. 14. l ' AH, Eu vErz, ELE f ' ç , ACONTECEU M¡ 9.57M¡ , - Juram- PORQUE CONVERQAN. x DIR! ESTE voce SE DO COM o '~ AQUI E o ATlzAsou! JURANMR! MAS POR CHICO! QUE NÃO ME usou ' ' DO seu 0 PRIMO CELULAR? DE QUEM v Eu FALEI! A REPÚ- BLICA DE VOCES ESTÁ NA FAIXA DE PRECO QUE ELE PODE IMPOR- TANTE E QUE você ESTÁ BEM! MAS NÃO DEWA SAIR PELA CDA- DE A5$| Mr CHICO! AQU¡ TEM MUITO BAN* DIDO QUE SE APROVEITA DE GENTE u ' É d _ ¡NGÉNUA! ' ““m , A _› VAI SER . UMA BELEZA › ownonz o ' ' TEro com 7
  15. 15. HC: E? E os PRIMO: ñ ; ONDE ELE DEVIA TER í¡ ' FUGM? QUAEVEÍAEDNJÀO A ' FALA NossA DE UM LINGUA! PROGRAMA HUMOR/ S- 17007 PARECE M^N°^ JuRANonz, aus ELE NEM VEM, VÊJUNÉÊ¡ ; Q2522 oEuxA DISSO! H1', Hz, DGEOÊEÊEJ' ZECA¡ PRA _ ELE EMEU H H Í ' CW °E ÊEÍÊÍÊÍÍ¡ E m” 55” PRIMO oe 496x511 MOM? PRIMO DE VERDAUE, VERDADE! Isso E A| NDA MAIS DNERTIDO vAo se o JuRAN- DAR aan, DIR É UM 50m¡ GENTE¡ A CHICO! CARA BEM AGORA QUE o DWEWWO! cmco ESTÁ ENTREGUE, VOU INDO! AINDA TENHO QUE PA5SAR NO MERCADO E NA LoJA DE ELErRowcoss TROLLAGEM? 7 _ V NÃO E v ” BRINKS"? *x , ~« nda-Anexar; '**'-1:4>L'(U, -.ná<: l.
  16. 16. VEJAM! UM LEGITIMO MAS EN- LEE! ESPÉCIME gzgíãgãgk JÃCOM o, 5m m CZÉPIVÊANDLÊ/ “u” 9° CURIO- VENHAM cURIa- SIDADE? 0° QUE¡ VER! SIDAPE ONDE TEM CIENTÍFICA¡ W550 M? n* . » / ; LÕ~J DE você, E CLARO! UM CAIPIRA DA GEMAI PODE FALAR UMA COISA DESSAS? JA FALEI PARA NÃO ME ATRAPALHAR QUANDO Esrou ES- Voce NEM CAIPIRA E QUE VEM ELE E SABE O VEM °^ Do ovo: E ARrIso TUDANDO! QUE EST¡ ROÇA! NÃO , v PATO' “N50, GENUWO 5 _ DIzENDoI 9° 0m/ BEM-rE-VI, .É FOR TRU- QUE PARA ME FAZER DIVIDIR MEU
  17. 17. O QUE OUVIRAM? ELE Are ELE SABE NAO, sEU o LoLêcDI o ou¡ OUVIRAM? 9.555 ElÀãfgãR que mo Tem LI-: sADoI ISSO 33,2% Isso UM rem meu PLANTAÇÂO E UMA AUTEN- CHAPÉU DE cIIApeuz AQUI, NAO TIcA GÍRIA 57m” PAI-HM' SABE? CAIPIRA/ PENSE¡ AQUI NA QUE FOSSE ? MDE coIsA DE N ° FAZ FHM¡ , soL, NAO T E AQUI NA . .ar CIDADE NIN- MESMO UM " « *z '~ GUÉM s-ABE CACHECOL v T ' “ TRICOTAR, 4 TRICOTADO TAMBÉM? 'A MAO? ' › I I- QUAL E o . I PROBLEMA _ V NO FIM DAS ' I CONTAS, Ml- NHA GENTE? O PROBLE- MA E VOCE PARECER MUITO CAIPIRAI TODO MUNDO VAI QUERER VIR AQUI PRA VER! JA VI MUITO CAIPIRA r " POR AQUI. .. f “MAE” 'O' DE REVEN- Noss-A ¡ . amam. ~ ; $51,35 VAI TER O MAIOR DE ' T0005!
  18. 18. .. EU ME MUDO PRA ELE VA¡ CA, E você DIVIDIR o PODE FICAR ACHO QUE E MELHOR ASSIM l NÃO SEI sE QUERO FICAR coM ESSE AMIGO DO PRIMO, NÂO! QUE ESTÁ! E VAI FICAR! SEJA BEM- VINDO 'A NOSSA REPÚBLICA, PRECISA FICAR NERVOSO. , DE voce Í 'M5 JÁ oorzMIrz mu¡ Í 55' C°^^° NA SALA 7/ % " " A N u 'i § 1 COLEGA! PECLLTPKÊ' °°M° / z n” ~ _ 1 3 LEE. .. >/ /// /// ;#5 WW Wlm~' ~ po¡ / /// , ¡ MAL se 'x/ Z;
  19. 19. “ENTÃO, EU PREFIRO EMBAIXO r DESCULPE! LA DE ONDE você VEM. .. . ..NÃO DEVE TER E$5A5 movem¡- 174055¡ ESMAGAR! VAI ME ESMAGAR! VAI ME EEMAGAR! HUMPFI POIS EU SEI só Qu¡ MU| T0 BEM NUNCA 'HNNA O QUE É ooRMmo BEUCHEI EM UM¡ ÓTIMO, PODE FICAR ESCOLHER, CHICÃO! TRANQU| LO TA coM- V” 55 CHICO! EU NÃo ¡Mw! OUER 'PEN5^NV° VOU GNR! A35** DORMIR EM ~~ BEM, QUERO vou CAIR! x emma¡ rmoo, sou como o . JURANDIRI C'^^^' o” * VOU GNR¡ 4 EMBAIXO? vou CAIR! * PENSANDO BESTEIRA! QUE FElOl CHÃO DURO! CHÃO auRo¡ CHÃO. ouRol CHÃO DURO!
  20. 20. o TEMPO o JAcoMo 5,475,490 FOI 'PE-IA 9° POR QUE E_ SUMIRAM A5 JURANDIR! MARMrrA5 QUE ': EU DEIXEI NA GELADEIRA cl" a e ME$MOI *- ' E ? OR 902mm . ..TENHO DIVIDIR o y TÃO MAL_ PESADELOS QUARTO coM AGORA EU FOI VOCE, NÃO FOI7 VOCE COMEU MINHAS MARMITAS MINHAS QUERA I DIGG. . RIA!
  21. 21. Eu SABIA QUE SERIA DIFÍCIL MORAR NA CIDADE. . só POR- QUE sou DA RocA. . . ..TODO MUNDO ACHA QUE PODE ME FAZER DE MAS ELES VÃO VER COM QUEM ESTÃO ME- XENDO E. . MINHA BARRIGA TÁ RONCANDO MAIS QUE O JÁCOMO! sAco VAZIO NAO PARA EM PEI PREa-. ao
  22. 22. MAS PRECISO TER CUIDADO COM O5 6A5TO5 ! O PAI NÂO PODE ME MANDAR DINHEIRO TODA HORA! NOVO? ! EU NÃO IA PEDIR DINHEIRO I E EU NÃO SOU UM ESTRANHO ! MEU NOME E CHICO! EI, DONA! A SENHORA SABE ONDE ? D550 COM- PRAR ALGO BARATINHO PRA .7 DESCULPE, RAPAZ! ESTOU ATRASADA! MAMÃE! PoR QUE ELE ESTA' VESTIDO DE UM JEITO TAo ENGRA- GADO? ESTRANHOS SEMPRE IN- VENTAM MAIS¡ JEITOS DE N05 ARRANCAR DINHEIRO! A . @xx/ A CACHORRO_- É
  23. 23. ATÉ MEU PESADELO ERA MA|5 TRANQUILO 1 UFA! AGORA. SIM! QlJAâE ME SINTO EM CASA! BARULHO, só ve vAcA. PORCO E GALINHA! , SAUDADE MINHA DO MEU CASA. .. QUAKTINHO. .. DO CAFÉ QUE A MAE t
  24. 24. DEVIA TER UNIVERSI- DADE NA ROCAI EITA! D QUE HOUVE? nryiiiú! *II I ASSIM voce se NINGUÉM PRECISARIA SAIR DE QUE 0 TIO CHICO JA DEVOLVE VOCE PARA SEUS PAIS! QPQÊQEÇF7EÊÍÇ3PLÍUPfÃTW 'K3 m"? Pipjpi¡
  25. 25. SUBA NAS ÃRVORES voces só QUEREM NÃO LIGAM APRoNTARI NADA PARA MEU EsFoRco EM CUIDAR DAS ARvoREs, aos BICHOS E. .. QUE CALMA, NADA! ESTOU FARTO DE MOLEQUES IGNORANDO O5 AVISOS! AHI ACHO QUE ELE só ESTA AGRADE- POR QUE OUTRO MOTIVO SERIA 7 NEM É GOIABEIQA! E EU NAO ? EGO MAIS GOIABA, E. . E FACIL QUANDO A GENTE ESTA ACO5TUMA~ DO, MOCO! AJUDEI O FILHOTE A VOLTAR PARA O NINHO! SUBIU NA ÁRVORE POR CAUSA DO FILHOTE, E? E COMO OUVIU O PIADO DE UM PASSA- RINHO TAO PEQUENO? COMO SOUBE QUE ELE ESTAVA PEDINDO AJUDA?
  26. 26. .. AINDA NAO VI MEU TRA- BALHO E cuIDAR DO PARQUE! HE! ACHO QUE NENHUM OUTRO JO- VEM PENSA ASSIM¡ A MAIORIA QUER SER ENGENHEIRO, DOUTOR, SEI s: PODE ME CHAMAR DE SEU PEREIRA! DAQUI 7 VOCE CUI- DA DESTE BOM, EU vIMAOuI ESTUDAR ¡ AGRONO- MIA, sIMI É m». 1 PELOQUE VI DESTA CIDADE ATE A É AGORA. . NA vERoA- ^ "Em" DE' Mo É TURA ABRIU FÁCIL CUIDAR V^9^ °^R^ DE Two um ASSIS- ISTO sEM 75"¡- APARECEU NENHUM CANDIDATO I sERA QUE NÂO CONHECE. .. LUGAR MELHOR QUE ESTE! uM TRA- °°M BALHO_ cERrEzA. SEU PEREI- Aaw? RAI COM CERTEZA EU. ..
  27. 27. FICAR FORA DO MATO, ,v NE? eu QUIS °°M CERTEZA, Dam* sE sOUaER DE ALGUEM, EU AvIsoI GENTE' QUE NAO 7 CONSEGUE EVOLUIR, HORTA. PARA __ ÃO FICAR MAIS _ SEM COMIDA! VOCES, HEIN¡ EM VEZ DE GUARDAR A CORRESPON- DENCIA DOS OUTROS_ O JEITO E VOLTAR PARA A RE-
  28. 28. .DEIXAM NO CHÃO E FICAM PISANDO! E QUEM AINDA me” CAÍTAS DE PAPEL HOJE "Ã “'55” EM DIA? ALÉM DO CARTAS? NEM NOTE! ! ESTAVA OCU- FADO COM COISAS IM- MAlê, SUA DEVE MAS ELE MAMAE NAO ESTAR JA ESCUTA MANDA SEMPRE 'N00 PARA MÚSICA O UM MONTE DE A PRACA! DIA TODO! o p¡ QUAL A MZÊAUÀA sE Iaí-ÊÍIÊ” “FERENCA A MENOS, PARA OUVIR ENTRE LÁ NEM FAz MÚSICA! E “N” FALTA! CARTA PRA VOCE, VOCE TEM QUE PEGAR! LIGA AI, CAIPIRA! CERTEZA QUE DIZ A! O QUANTO A GRAMA CRES- CEU, OU QUAN- TOS PORCOS NASCERAM! ESSE SUJEITO NAO PARA QUIETO 1 VOU DAR UM ROLE! ATE SUUUPER- DIVERTIDO . ' A I FICA AI CUR- , I TINDO SUA CARTA. . E ONDE 57
  29. 29. E Eu E QUE SEI? NUNCA ME DEI AO TRABALHO HUMPFI A CARTA QUE AN- DA MAE QUE TIRATICOI Eu GANHO AGORA APROVEITAR ME DEIXA O SILÊNCIO QUE EM PAZ! FICA QUANDO O JURANDIR n; mudada/ Than «ça Ma! C (A DE OVOS! 'W050- ÓO- É» r- w W qm _ , NM I VÀA _WV 50mm¡ 0d. qnmheqnpsrvxh em mãe. momaadm- . ,a í Mm aqui, ?mic-nha r “w m: 33m» Ít zodlremçsL, í / Á vaga, di Im m. VIIIMH COITADO ESTAR DO PAI! CÀNSADO DE FAZER O TRABALHO SOZINHO E. ..
  30. 30. HE¡ HEI EU 1 V › 1 ' ' N o QUIs AH, MAEI BOM' VOU RES- Tó CHE") FALAR DOS . .MAS ELA EU QUERIA - - PONDER A . ..E as; MEUS PROBLE- SEMPRE QUE A SENHO- . 3g: : CARTA DA uma¡ ARA! ou- 913% HIS- MAS PARA A SABE o QUE RA TIVESSE . › ~ cumaxo, _ TRA vEz, T RIA DE MÃE NÃO se SE PASSA RAzAOI y MESMO, r _ CACOANDO CNVIRN PREOCUPAR. . QUERIA QUE A ROÇA ESTIVESSE MESMO TA MAIS QUE NA HORA DISSO ACABAR E. . VIVO AQUI CERCADO DE GENTE RESMUNGONA, BARULHENTA E BAGUNCEIRAI
  31. 31. N| NGUÉM AQUI PARE- CE MUITO CHEGADO TENHO MEDO DE INCOMODARI ENTÃO FICO NO QuArzro, DORMNDOI DIFÍCIL DIZER_ . ..PORQUE A GENTE QuAsE NAO CONVERSA. QUE EU NÂO ESTEJA RDNCANOO murro ALTO, HÁ. HK! comum. só DE MICRO- ONDAS, NE, MÃE? SAUDADES TAMBÉM! SOUTÃRIO 7 UM POUCO. . ENTÃO. . o JAcoMo TAMBÉM EETA PER- TURBADOT PENSE¡ QUE E5TA~ VAM TODOS DE CONLUIO _§_ A MAs ACHO QUE E ASSIM MEsMo QUAN- DO A GENTE SAI DE cAsA, NE? EPA! ME VIU PELO ESPELHO! EU Luso PRA voc: DEPOIS, MÃE! UMA PE5- SOA QUE EU ACHAVA LEGAL. .
  32. 32. x l (Íwrymrnph N 'z 1 "HIMI x NÃO DUVI suA CON- VERSA DE COM ESSA. PROPÓSITO! VERDADE! E QUE EU OUVI VOCE ME CHAMAR DE CAIPIRA. . _E QUANDO FUI FALAR PRA PARAR. ACABEI OUVINDO O RESTO¡ IIIIIIIIIIIIIIIIIII' . ..PARECE QUE NÃO E nto LEGAL ASSIM! HEIN z vOcE NÃO GOSTA DE SER CHAMADO DE CAIPIRA? e_ PELO JEITO. .. PROSEAR. . “- AH, CON- VERSAR ! . A GENTE DEVIA TER PARADO PRA PROSEAR HA MUITO MAIS TEMPO! ISSO TERIA POUPADO MUITO . ESTRESSE I ' ã SABE, ATÉ QUE VOCE E BEM BATUTA, JÃCOMO!
  33. 33. HA. . HUMPF ! CLARO ! . .VOCE NÃO QUER Dl- ACHEI QUE A OLHA VOCE zER. . BEM GENTE TINHA _ , ODE ÁTÉ NÃO N-ígñà : ma: 95 ENTEN QUERER SER ' LEVA A sscpmygg °“^^^^'7° DE MAI-E ISSO NAO! você NÂO CERTEZA QUE IA MAIS voce NÃO E o CACOAR ÚNICO ALUNO DO INTERIOR NA FACUL! RAZÃO I QUANDO AS AULAS COMECAREM, APOSTO QUE VAI VER, EU ESTAVA LEVANDO TUDO MUITO VAI TER OU- paxA TROS NA SUA DISSO 1 NÃO TO TIRANDO COM VOCE! só ACHO DIVEIZTIDO . _ CONHECER _ . _ V *- E *- ESSAS PALAVRAS « NERVOSO NOVAS! I ~ coM A I MUDANÇA! 55 67
  34. 34. Eu TAMBÉM! sua TANTO PRA PASSAR NO VESTI- BULAR. .. BOM. O SONO TA BATENDO l . .QUE NEM SERÁ QUE 0 ' PENSE¡ EM JURANDIR COMO SERIA E O LEÉÍA OBmGADO MORAR COM TAMB ' GENTE E5- SE SENTEM ME DAR UM CUTUCÃO. TRANHAI ASSIM 3 JACOMOI AINDA NÃO nascem¡ QUEM COME¡ MINHAS MARMITAS. .. HaRKR/ o, , PE/ NBOU . .MAS FOIO ME AVISA / IV DE RELAXA' QUE m” sE PRECI- ISTO TEM ACHAR NO 5m DE DÁRQU/ u. GOSTO DE MERCADINHO ALGUMA COISA! ISOPOR» AQUI PERTO! HE, HE, NEI
  35. 35. - i-Pi-pi-Apr MAS QUE ENTÃO 9mm". NÃO F0' RESOLVEU WWPIVIEPITPIPIP¡ Nua, 55” F"-“°' - MEsEGUIR, TE QUE E” ATÉ AQUI? - r* . PI-prii-ri-ri-pi-pi-Pi- Pri- pgnriI- piri; p¡ -PipipI * Â/ ” HE, HE, HEI , ACORDAR COM v». CANTO DE PAS- ' SARINHO, o SOL AINDA LEVAN- TANGO. . x QUEM VE, PENSA QUE AINDA Tó NA RocAI ACHO QUE TODO MUNDO AINDA TA FWRADO NO SONOI
  36. 36. QUER SABER? VOU APRO- VEITAR QUE LEVANTEI CEDO. . MEIO- om' ATÉ QUE AINDA TA( cano. .. MAs, ESSE ç CHEIRO. .. , DE ONDE AINDA * ESSE ESTOU 5 BULE- ooszmwoo? ' E555 ou sena¡ 1 CHERO- VERDADE?
  37. 37. _ GALERA! ~~ . 5575555 os DUENDE5 _ NHL: p ãoféoãã. _ BENFAZE-mâ GUJKIIfàaU, O QUE WERAM Aau¡ Mjgufgfgfr esrm- V ZENDD? R M E DEIXARAM UM BULE DE. .. DE LAVAR A ROUPA! AGORA PRECEIO ? ENDU- RAR PRA SECAR ! PRA QUE ISSO? ERA só U5AR A PREFER¡ MÁQUINA . ;ÊÊÊRQQJÊ oE LAVARI Em u¡ EM cAsAI NENHUM ooENTE NÃO, Ju- RANDIR ! FUI EU, MESMO l TINÃIÊÉPÓ 95 C E5' RESOLVI QUECIDD No , AR uso FUNDO DO , RA ELE, ARMÃRD¡ ESPERA! SABIA QuE voce LAvou A SME ROUPA NO YINHA uMI TANQUE? 74
  38. 38. PODE DE ONDE HA_ HK; SER! MAS A¡ NÃO VOCÊ TIRA CONFESSA! NÃO FAÇO CORRE voce NÃO QUESTÃO_ msm DE SABE LIGAR MIgI-URAR¡ A MÁQUINA! HÁ, HÁ, HA! JURA NP/ Rl QUE voces V3:: “m” TEIMAM EM NOÊÊN” MIsTuRAR ROUP: : A ROUPA , EAEE ouE DE TODO DE Novo. ruoo DEVE sER FE| TO MUNDO l NO TEMPO CERTO¡ TUDO TEM SUA ÉPOCA! PODEM CONTINUAR COM SUA BAGUNCAI voces NÂO DECIDEM DEVIAM se UM DIA PARA ORGANIZAR CAPA UM MELHOR! LAVA? A ROUPA?
  39. 39. EU e - 4 ' * . QUE NAo . M5440* . 1 LEE! VOCE vou FICAR Í' @ME-Cm ^ ' ' ' VIVE PEWNPO . que NAO ~ como FICA . PERDENDO , *EPM* ° ' . h . PARA SER ESTAMOS A I= AMosA vaxwo MINHA ' _ NA RocAv RoupA, . 555,25:: . EM PAZI : TENHO ' › ~ CAIPIRA? Murro g . * ^' A , JURANDIRI POUCAS , * . . y › » j. MAs NAO PARA ME A ~ ' u ~ . DAR A 555 DE FEIJÃO TA BOM DEMAIS! k I *” ›§
  40. 40. NAO AGUEN- TAVA MAIS COMIDA COM GOSTO DE BORRACHA! vouTIRAR I I UMA SO- NECAI ESTOU , as DANDO ou. .cri RO DESDE CEDINHD I ? cu/ armou É” I E ^ 3 #TX w r : :a r . x/ VL; AGORA BATE AQUELE SONO POS- NHAM! POIS EU E QUE NÃO vou FICAR PASSANDO VONTADE! MATUT o EGOISTAI NAO QUIS DIVIDIR, NE 1
  41. 41. CAIPIRA! MAS QUE VACILO I R 'I ENCHEU ESSA PA- RADA DE *_ ? msn/ w DE QUE O LADRÃO DE MARMITAS IA ATACAR DE NOVO! ' AINDA MAIS ARAIFUN_ ' x , _. _ : DEPOIS DE cIoNou A - . : ' ^° ” VER EU E O ' JAcoMo COMENDO! . ORÃZI ; ABIN h - W _ I INOSO , ' 55mm; vo. , . ÕLUB! GLUB! GLUB! GL * TA Ao LUGAR , . DO cRIMEI “ " 3*? < QUE VER- GONHA, JURANDIR CHEQUE¡ A DESüN- FIA? QUE O CULPADO ERA O JÃCOMO. SABIA?
  42. 42. A CULPA e DE voces: COMENDO NA MINHA FREN- TE sem DIVI- ¡7112 NADA? PESSOAL. .. “TEM” QUE CON' sz A GENTE vazsm VA' ME5^^° 01251701 MORAR TUDO JUNTO. . VAOUINHA? LA VEM O5 ESQUEMAS RURAIS DE NOVO. . QUEM cume¡ FAZER VAQUI- , NME o NHA E 1711/1012 ALMOÇO O DINHEI- , , co 50,131( 3° °^5 1?* cowwmooz “MW/ W TINHA UM JEITO MAIS FÁCIL DE CONSEGUIR! PEDINDO¡ . JM TROCA DE PREPARAR A JANTA PRA TODO MUNDO! TA CERTO. MATUTOl VOCE ME PEGOUI FOI MAL! PELO JEITO, CAIPIRAS NÂO TEM NADA DE BOBOSI ALIÁS, SE VAI MESMO ROLAR ESSE ESQUEMA. .. . ..PODEMOS ATÉ REVEZAR! COMIDA CAIPIRA DO CHICO, ITALIA- NA DO JKCOMO. JAPONESA DO LEE. .. JÁ FALEI MIL VEZES QUE SOU COREANOI E A GENE- ROSIDADE CAIPIRA. SABE 7
  43. 43. OU SEJA. . amlo EU 55^ o QUE W470 V5 u: ue; vou cuszne PRA” 95 TEM LA E” F^°° MW** - Acuô Que UM soM LA N°V°' DE TAo COM/ PÁ ONDAS¡ _ 91513531501 . NA PRACA URBANA! ROLOU “É u^^^ TK AI! NÂO ' ' “ NA rzocA A ADMIRACÃO MME¡ QUE A PELA WW ROÇA TIVES» GÊÍÊOOÊE 31757704 se rANra A 'I prum/ am AGORA! oFERecERI v: mix/ Nua¡ aus NÂO? e UMA PRACA¡ PRAÇAS sAo PÚ- voce OUVIA MÚSICA ALTO ou SAIA DE CASA. . _só PRA NAO FALAR com A GENTE!
  44. 44. . “1 lhillummnmlmg¡ LEE! você SEMPRE 51-: QUEIXA ou: PRECISA DE FAz PARA ESTUDAR! E PRECISO MESMO! MAS voces só ME INTERROM- PEM POR DESTE/ RAI NuNcA NINGUÉM ME CONVIDA 1 - - '* - PARA ALGO HMMI NAo 2 = ' , "VEWW/ E QUE EU ' ' r - FAÇO 155o MESMO? NÂO ouv1u o CAIPIRA AQUI? ERA COREANO I E OBRIGADO POR ME EX- ÇFÀIBF: o CHINA. . cLuRE/ n¡ o Asumca '"°°' 1=1cA E5Tu~
  45. 45. ROLA o CONHECER. 50cm, TRocAR IDEIA. cuRnR UM ENTAO A NÃO TEM GALERA BALADA VEM SE AGU¡ NA 171vERr1R1 CIDADE 1 NEM TDA QUE _ SEMPRE você MAL TocAM MEU F1cAvA EM TIPO DE _MAS AS COMPANHIAS BEM QUE COMPEN- SAM . ' POIS E! A GALERA DA MINHA REP! LEE. JÃCOMD. . CARA FIR- clvuco, MEZAI ELES NUN- CA VIERAM
  46. 46. Tó VENDO QuE NÃO sou o ÚNICO com APELIDO. HA, HA! HlLKR/ OS¡ VOCES I E QUE ELE JURA, JURA. . MAS NUNCA FAZ NADA! ; TT ; m II A¡ _z 1V o « E só v1M ~ FENou- _ _ - E RAR ESTE ~ ~ 1 -- . ~. AVISOI APAREÇA r JÁ APARE- CEU, SEU _AMANRÃ PEREIRAI ApAgEco ANDEI PEN- u( 55m ÉÀNVO. E- FALTA! ÓTIMO! Eu SABIA ASSIM, seu QuE voce NAO PEREIRA! voc; sua ERA IGUAL A ELES NÃO TOCA¡ ESSES BA- sAo RUINSI DERNEIROS 1 só TEM UM JEITO DIFERENTE oo Nosso: OLHA, se NAO e o SUEIDDR seu PE- e QUE O REIRA? ! JURANDIR MAS ATE o FALA? PRA SENHOR cumulo? DEUS ME LIVRE E
  47. 47. TODO MUNDÃO E TUDO Aroma ãífãã QUE, CHICO? Maua”, Cubo¡ SERTANEJO UNIVERSI- TKRIO? NAO TOCAR UMA MOPINHA? .MOMNHA. É . _ ME5MO _1 www 3531:: : E: : wmow »em ESSE TREM ¡ p¡ 55,¡ CHAMAM _ CHAMA RA! Al' NÃO' TER ORIGINAL¡ 55'"" Queridos Pa¡ e Mãe, Tá tudo muito bem aqui na cidalde. Meia dificil de acostumar na começ mas não é ruim. Só diferente. H ' W v* 0 pessuaf da república é mai# E acha que eles pensam a mesmo de mim! Não quero . Í. MI . dar muita Venda: aqu¡ um despesa , _ ' V : angra-guinho ¡m! pai. .. ' - ' . , ' ¡xra ajudar. 1
  48. 48. '/ .- . .:_~. / V' E (Áqyeñ, erosão: V &Êráuaurgrqjgbisa , ,- , - . ~, v ' ' If: Çegzwüe ' OUEM NÂO PASSOU PELAS DIFICULDADES DO CHICO AO CHEGAR A UMA CIDADE NOvA, A UMA ESCOLA, A UM NOvO GRUPO? TODOS NOS. NESSA HORA NÃO ADIANTA A GENTE SE LEMBRAR DA MÃE. ELA ESTA LONGE E NÂO GOSTARIAMOS DE INCOMODÁ-LA. o PAI TAMBÉM FICOU LÁ, DISTANTE, COM A CERTEZA DE QUE JA' LHE ENSINOU TUDO O OUE vOCe TERIA QUE APRENDER COM ELE PARA ENFRENTAR E RESOLVER SEUS PROBLEMAS. OS VELHOS AMIGOS? CADA UM INDO PARA SEU LADO, FORMANDO NOVOS GRUPOS, POUCOS RESTAM PERTO DA GENTE. MAS o PIOR E A NAMORADA. ESSA A GENTE LEMERA COM UMA MISTURA DE SAUDADE, cIúME SEM CAUSA, VONTADE DE vER E MEDO DE ESQUECER ATE DA FORMA DO SEU ROSTO. FOTOS SALVADORAS VÃO RESOLvENDO « ESSE PROBLEMA. DE FORMA DOLORIDA. j' ' - MAS AO MESMO TEMPO EM OUE A GENTE E ESMAGADA PELAS NOVIDADES NEM SEMPRE AGRADAVEIS. vAI EMERGINDO UMA VONTADE DE IR EM FRENTE, BUSCAR _ MAIS DESAFIOS. CACAR OS DEGRAUS QUE NOS LEVARÃO “L, A UM MOMENTO MAIS SEGURO, MAIS ESTAvEL, . PROxIMO Do COMECO DA NOSSA NOVA VIDA. CHICO SE LEMBRA DE MUITOS cONI-IECIDOS E AMIGOS DOS SEUS PAIS OUE CONTAM SUAS HISTORIAS DA JUVENTUDE. DESDE O PADRE LINO, O NHÔ LAU, ATE O SEU MARIO. DA FARMACIA. TODOS CAMELARAM DURANTE ALGUM TEMPO E DEPO|5 SE ENcONTRARAM. AERACARAM SEU DESTINO. E O CAMINHO NATURAL. z ENTÃO PRA QUE DESESPERO? , BASTA ESTUDAR, RESPEITAR A TURMA, ENCONTRAR-SE COM A ROSINHA DE vEz EM OUANDO (NÂO SEI COMO), MANTER PROxIMIDADE COM A FAMÍLIA, NEM QUE SEJA SOMENTE PELAS CARTAS E. .. ESPERAR O TEMPO AMACIAR NOSSO CAMINHO. ACONTECEU COM CADA SER HUMANO. .. OU NAO ESTARIAMOS AQUI. *, |' v _| ' V_ ¡. : :m
  49. 49. 7 Dbiu-Pvnldxm Ioumunvsemmw Oiluhnnirmnhouñnnnwxmmkgmhrn Mmüüh¡ wzmmnnw vmucamdlllndaunñtlravaommmhw mahwynmm ¡HFIELWDÍE m"" 'WM' m* i0** Enüdlu Munich do sem¡ às: EINÍOQÂ MVMASBIUADMHO¡ o LnúAmüknBamWçàmmmnnH-mhrnn , _ - _ mvwnammunx m. - , ¡ mma. . › y maamww « . &nvhhnnmIwIu-maesuumwmvúmusczn DlIM-#Jullormmíkrxzi »mama mu. . ummmmm vma-qnd): DFI-lomvlmhi! !! AmhHmvmRúvrITmvMSnnWeimxIk hn: Mywuüman *mau @causam-wma VnARáúuM-Itmmfltmküau owuuanmuaçeuIsamüdrirmnmapIa-ynm EMWMEQLMW ""'°*'“v""'“'“*°* Maus-rn¡ Enmmlçm wnmwsmmunvmmm M _E 4mm” uwmmm¡ ; aumentam-AM mmwynx; WM_ M¡ »amenas-manu Fio-Bam *a* '“ c¡ Em¡ a ¡imfthürtlblwdthn Emmnmalnm; Mrannmmsmscn mmaunm Imaumnnayçn mm. , , me , om mmamm_ www . .dummuLãap nuns-a mwm, .m. mm. mm. . , _,, _,: _,, ,_w, ,_, ,,, *~' I_ “www mms mOULmu mwmmw ' A-muuancmutammm . rur-rumvnqónam-Iu M_ _a __ v_ _ nuauuznmzcnmnotzncmoouçm WW** 't MENWENIOAOASSINAMIE mrrrgmmauvxifwm. .. ?5.ã', ',_°”'1m°"“m' 1.. ."" 'I“*= '°= °°°^ñ*°°°“ Xnzmmwmmemx» m** 1mm"" DÍWIEUUD Fccmmrw¡ ? Tnulm m . a a Kuinswrarm w m ww_, ,,, ,.. n,_n, ,,_. ,, MMM_ mncrvwum 0mm s? ---. - »ummmmmmu mu. . CNnBcInIPuenuult-wmuLPn-&NKNEMNN Khan-Indl amem». Myrrxlallxoh n25 caeouvvnsuíanmn capwumw. _ nun. .. s» &wcmúmamaemmemlmmsmuhmnmwxtm iminente¡ D¡sk : -,_-_: ;_, -_-, -__ . M. IHMIXI¡ . mtawnaxmü Duma mu; moh ru m A . m Muy mam: l _. ... ... ... ... ... . m, m w m, MMUJ: WS. .. . .m. .. .mm numca w . .m m¡ pane. -›-›~-- “M, Dam mamy¡ un . um nha¡ u¡ Dnvnnía m Mann ae (mu ? milha apuabixtnvkwçakonuotnxnuxrnniçnimlnnmnnImdm “www” . wwersadruamnvnanvvaçmnmumtsbmúinaünàtvmmmü 512mm E E? -›r~ T' À e É '_hñ_ "NaTPróximaEdiçãow Chico Bento começa a tÉÃbÊÍ/ Vvçãrhduxrtg" . ,, .. .LW wwãàg» muito rabugento. É umlugar/ boi-Iito', maâggg! I y ninguém visita. Entãgàcy uando s amigog da gggglkggé estudagggâsgéepargym um grandáTeàtivá/ Ê / Chicqt * ' ' 4 no parque, como ajudagvegjde u I
  50. 50. ISBN '576-55-¡6250-[152-5 788542 600629 9

×