Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

CVAs

1,925 views

Published on

Conferência sobre comunidades de aprendizagem. Encontro nacional moodle, Caldas da Rainha 2007

CVAs

  1. 1. COMUNIDADES (VIRTUAIS) DE APRENDIZAGEM O ponto de vista dos participantes Fernando Albuquerque Costa [email_address] @ http://aprendercom.info/miragem
  2. 2. @ tópicos <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Noções elementares </li></ul><ul><li>Perspectivas teóricas </li></ul><ul><li>Tipos de comunidades </li></ul><ul><li>Objectos de estudo </li></ul><ul><li>Papel da tecnologia </li></ul><ul><li>Objectivos do estudo </li></ul><ul><li>Questões de pesquisa </li></ul><ul><li>Metodologia </li></ul><ul><li>Alguns resultados </li></ul><ul><li>Perspectivas </li></ul>O ponto de vista dos participantes Sobre a problemática das CA
  3. 3. <ul><li>Coisa nova? </li></ul><ul><li>Mais um moda? </li></ul><ul><li>Vale a pena? </li></ul><ul><li>O que implica? </li></ul>@ Introdução Conceito de CA
  4. 4. <ul><li>Potencial da Internet (rede > Web 2.0) </li></ul><ul><li>Oportunidades de aprendizagem alternativas </li></ul><ul><li>Oferta crescente (formação profissional + escola) </li></ul><ul><li>Área de investigação recente (ultrapassada mesmo pela praxis) </li></ul>@ Introdução contexto
  5. 5. <ul><li>Revolução no processo como trabalhamos, pensamos, construímos o conhecimento… </li></ul><ul><li>Preocupações em torno do modo como os novos ambientes devem ser estruturados… </li></ul><ul><li>Melhorar as experiências de ensino e aprendizagem que aí ocorrem… </li></ul>@ Introdução desafios
  6. 6. <ul><li>Ambiguidade semântica </li></ul><ul><li>Associado a formas primitivas de organização social (reciprocidade, objectivos comuns…) </li></ul><ul><li>Comunidade vs. Associação </li></ul><ul><li>CoPs (presencial) </li></ul><ul><li>Quasi-comunidades </li></ul><ul><li>Comunidades imaginadas </li></ul><ul><li>Ambientes de aprendizagem </li></ul><ul><li>Usos recentes (orkut…) </li></ul>@ Noções elementares alcance do termo ‘comunidade’ http:// tappedin.org / http:// www.habbo.com.pt /
  7. 7. @ Perspectivas teóricas pressupostos… CA SOCIOCONSTRUTIVISMO INTERACÇÃO SOCIAL APRENDIZAGEM SITUADA COGNIÇÃO DISTRIBUÍDA APRENDIZAGEM EM REDE AMBIENTES VIRTUAIS WEB 2.0 Mediação cultural (Vigotsky) Self-Efficacy (Bandura) Interacção (Moore&Muirhead) Presença social (Garrison) CoP (Wenger) Scaffolding (Vigotsky) Distribuição material (Pea&Lave) Distribuição social (Cole&Engstrom) CSCL CoP em rede Open source (OSS) Klowledge construction User generated content (Wikis) Reflection on concious thought (Blogs) Strudent Centered learning (Podcasts) Virtual learning spaces (2nd life) (Adaptado de Isaac, M. 2007)
  8. 8. @ Perspectivas teóricas <ul><li>Todas estas perspectivas supõem uma mudança na ideia do que significa aprender </li></ul><ul><li>CoP mais perto da aprendizagem natural </li></ul><ul><li>Enfatizando as relações no mundo do trabalho e na vida quotidiana </li></ul><ul><li>Contributo decisivo para o pensamento de utilização da Internet </li></ul>… implicações mudança aprendizagem natural
  9. 9. <ul><li>Orientada para o conteúdo </li></ul>@ Tipos de comunidades propósitos, dinâmica, estilos Qualidade dos conteúdos Cenários individualizados Cursos de formação Auto-regulação Não necessita presencial Orientada para as necessidades Orientada para os resultados Orientada para o processo individualista pragmático independente vanguardista Oferta individualizada Apoio pontual do tutor Necessidade de orientação Personalização de ambiente Didáctica específica Pouca necessidade de individualização Integração da aprendizagem com o trabalho Pouca necessidade de interacção e de presencial Forte comunicação e discussão Mais apoio do tutor Necessidade de informação e suporte (learner oriented) Ambientes ricos Mais virtual CA (Adaptado de Ehlers, 2004)
  10. 10. @ Objectos de estudo AMBIENTE (Contexto social, sistema de gestão da aprendizagem, suporte…) CONTÉUDO (Tópicos, recursos, materiais…) Q o que está em jogo? OBJECTIVOS (Propósitos, tipo de aquisições…) ALUNO Conhecimentos prévios, preferências, competências de aprendizagem…) (Adaptado de Fricke, 1995) Aquisição Intercâmbio, diálogo Criação… Aprender a participar Aprender a aprender Auto-regulação… Aprender a moderar Comunicação Discussão… Selecção e organização da informação Orientação…
  11. 11. <ul><li>ACESSO À INFORMAÇÃO [PESQUISA | FONTES | ESPECIALISTAS] </li></ul><ul><li>ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO </li></ul><ul><li>COMUNICAÇÃO [SÍNCRONA | DIFERIDA] </li></ul><ul><li>INTERACÇÃO </li></ul><ul><li>COLABORAÇÃO </li></ul><ul><li>ESTIMULAÇÃO MULTIMODAL </li></ul><ul><li>PERSONALIZAÇÃO (ADAPTATIVA) </li></ul><ul><li>CONSTRUÇÃO </li></ul><ul><li>CRIAÇÃO </li></ul>@ Papel da tecnologia aprendizagem e tecnologia
  12. 12. <ul><li>Criar oportunidades que reforcem a espontaneidade e o design emergente (flexibilidade, papel activo do aluno…) </li></ul><ul><li>Aprender on-line é uma experiência nova, pelo que é uma competência que deve ser desenvolvida, trabalhada… </li></ul><ul><li>Procurar ir além das ferramentas de comunicação escrita (falta de emoção >> + presença social) </li></ul><ul><li>Articular e gerir expectativas da comunidade (questionar o próprio conceito de aprendizagem através do virtual) </li></ul><ul><li>Compreender os alunos em ambientes de aprendizagem on-line </li></ul>@ Papel da tecnologia aprendizagem e tecnologia O que há no conceito de comunidades virtuais que possa contribuir para ir mais além em termos de aprendizagem?
  13. 13. @ <ul><li>estudo </li></ul>O ponto de vista dos participantes
  14. 14. <ul><li>Aprofundar o conhecimento sobre CA </li></ul><ul><li>Fundamentar esse conhecimento na experiência dos participantes em diferentes CA </li></ul><ul><li>Perceber o que, do seu ponto de vista: é uma comunidade de aprendizagem (conceito); são factores determinantes do sucesso de uma CA, (concepção e funcionamento) </li></ul>@ Objectivos o ponto de vista dos participantes
  15. 15. <ul><li>Que factores são determinantes na criação de uma comunidade de aprendizagem? </li></ul><ul><li>Que factores determinam a dinâmica de funcionamento de uma CA? </li></ul><ul><li>Uma vez que uma CA implica uma mudança no conceito de aprendizagem, que modelo curricular melhor se lhe ajusta? </li></ul>@ Questões de pesquisa CONCEPÇÃO DINÂMICA APRENDIZAGEM o ponto de vista dos participantes
  16. 16. <ul><li>Responderam 51 colegas que participam em diferentes comunidades, embora maioritariamente na comunidade Moodle nacional </li></ul><ul><li>Participantes com experiência… </li></ul><ul><li>Portugal, Espanha, Venezuela… </li></ul>@ Metodologia participantes Experiência mais recente de participação numa comunidade de aprendizagem 60,4% Professores 22,9% Formadores 12,5% Investigadores 4,2% Outros Grupo de professores na escola (4) Aulas no ensino básico e secundário (5) Aulas no ensino superior (6) Formação de professores (6) Projectos de investigação (4) Aprendizagens pessoais (5) Outras (3) Nenhuma (1) Não sabe responder (4) N=38
  17. 17. <ul><li>Questionário on-line , 5 perguntas abertas </li></ul><ul><li>Estudo exploratório prévio também sobre perspectiva dos participantes numa CVA (n=17) </li></ul><ul><li>Análise qualitativa de dados </li></ul>@ Metodologia instrumento e procedimentos <ul><li>O que é uma comunidade de aprendizagem? </li></ul><ul><li>O que mais contribuiu para construir o conceito de comunidade de aprendizagem? </li></ul><ul><li>Que factores considera essenciais na criação de uma comunidade de aprendizagem? </li></ul><ul><li>Que factores essenciais contribuem para a dinâmica de uma comunidade de aprendizagem? </li></ul><ul><li>Que modelo curricular lhe parece mais adequado à construção das aprendizagens numa CA? </li></ul>
  18. 18. @ Resultados conceito de CA O que é uma comunidade de aprendizagem? 16 (24,2%) N=51 Ur= 66 21 (31,8%) 20 (30,3%) 6 (9,1%) 3 (4,5%)
  19. 19. @ Resultados formação do conceito 14 (22,6%) 28 (45,16%) 18 (29,0%) N=48 Ur= 62 (50%) (11%) (28%) (11%) (11%) O que contribuiu para o conceito?
  20. 20. @ Resultados criação de CA 47 (41,2%) 53 (46,5%) 14 (12,3%) N=42 Ur=114 (26%) (4%) (11%) (4%) (4%) (4%) (25%) (40%) (35%) Que factores essenciais na criação?
  21. 21. @ Resultados dinâmica de uma CA N=43 Ur=97 15 (15,5%) 31 (32,0%) 51 (52,5%) Que factores essenciais na dinâmica?
  22. 22. @ Resultados modelo curricular Que modelo de currículo mais adequado? 2 (5,4%) 21 (56,8%) 11 (29,7%) 3 (8,1%) N=37 Ur=37
  23. 23. <ul><li>A forma como se estruturam os ambientes virtuais e sociais de suporte à criação e desenvolvimento de uma comunidade de aprendizagem parece ser determinante do sucesso… </li></ul>@ Perspectivas Síntese
  24. 24. <ul><li>Do ponto de vista curricular, não parece fazer sentido a adopção de modelos centrados nos conteúdos e numa aprendizagem solitária… </li></ul>@ Perspectivas Síntese
  25. 25. <ul><li>A participação individual numa comunidade é, em si mesma, um processo de crescimento e desenvolvimento pessoal e que, por isso, faz sentido ajudar cada participante a fazer a sua trajectória de aprendizagem… </li></ul>@ Perspectivas Síntese
  26. 26. <ul><li>A vivência efectiva de uma comunidade de aprendizagem pelos seus membros é, de facto, uma das fontes principais de informação… </li></ul>@ Perspectivas Síntese
  27. 27. <ul><li>Necessidade de aprofundar o conhecimento sobre os objectos de estudo emergentes… partilhar experiências… </li></ul>@ Perspectivas Síntese
  28. 28. @ Perspectivas <ul><li>construir uma nova escola!? </li></ul>

×