Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Soluções para o desenvolvimento

5,962 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Soluções para o desenvolvimento

  1. 2. <ul><li>No nosso trabalho vamos abordar algumas soluções para o desenvolvimento, tais como a cooperação internacional, o investimento estrangeiro e a ajuda monetária e humanitária. </li></ul><ul><li>Vamos também falar, em particular, da acção de algumas organizações: ONU; UNICEF; Cruz Vermelha. </li></ul>
  2. 3. <ul><li>O desenvolvimento da cooperação é longo e complicado, para isso é necessário que os países desenvolvidos colaborem com os países em desenvolvimento, a colaboração pode ser efectuada através de transferência de bens, serviços e capitais. </li></ul><ul><li>A construção da liberdade, dos valores humanos, da justiça social e da paz só pode ser conseguida por vontade das nações e através da cooperação internacional, numa perspectiva de médio e longo prazo, global e localmente com implicações na política educativa. </li></ul>A Cooperação internacional
  3. 4. <ul><li>As empresas nos países em desenvo lvime nto pr omovem o progresso tecnológico e gerem emprego , ou seja , o investimento estrangeiro permite a melhoria da quali dade e vida das populações. </li></ul>O investimento estra ngeiro
  4. 5. <ul><li>A ajuda monetária pode ser concedida por governos ou instituições como Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM). </li></ul><ul><li>Estas instituições analisam pedidos de empréstimos, estabelecem condições e sugerem estratégias de desenvolvimento. </li></ul>Ajuda monetária
  5. 6. <ul><li>A ajuda monetária nem sempre é generosa para os países em desenvolvimento, porque nem sempre os recursos financeiros são geridos da melhor maneira. Contrariamente, o pagamento de juros sobre os empréstimos contraídos agrava a situação dos países em desenvolvimento. </li></ul>Ajuda monetária
  6. 7. <ul><li>A ajuda prestada aos países em desenvolvimento pode apresentar-se sob a forma de ajudas humanitárias e de emergências ( em caso de catástrofe). O objectivo desta ajuda é reduzir o so frimen to de milhões de pessoas, vítimas de fome, guerras , injustiças e outras catástrofes naturais ou humanas. </li></ul>Ajuda humanitária
  7. 8. <ul><li>Ultimamente, as ONG (organizações não governamentais) têm desempenhado um papel fundamental no auxílio às populações mais carenciadas e na melhoria da qualidade de vida das populações dos países em desenvolvimento. </li></ul>Ajuda humanitária
  8. 9. <ul><li>Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) é uma agência das nações unidas que tem como objectivo promover a defesa dos direitos das crianças, ajudar a dar resposta às suas necessidades básicas e contribuir para o seu pleno desenvolvimento. </li></ul><ul><li>O UNICEF rege-se pela C o nvenção sobre os Direitos da Criança e trabalha para que esses d ireitos se convertam em princípios éticos permanentes e e m códigos de conduta internacionais para as crianças. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>O UNICEF é a única organização mundial que se dedica especificamente às crianças. Em termos genéri cos, trabal ha com os governos nacionais e organizações locais e m programas de desenvolvimento a longo prazo nos sectores da saúde, educação, nutrição, água e sanea mento e também em situações de emergência para defender a s crianças vítimas de guerras e outras catástrofes. Actualmente, está presente em 191 paí ses e territórios de todo o mundo. </li></ul>Unicef
  10. 11. <ul><li>A Organização das Nações Unidas ( ONU ) foi fundada oficialmente a 24 de Outubro de 1945 em São Francisco, Califórnia, por 51 países. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>A precursora das Nações Unidas foi a Sociedade de Nações, organização concebida em circunstâncias similares durante a Primeira Guerra Mundial e estabelecida em 1919, em conformidade com o Tratado de Versalhes, para promover a cooperação internacional e conseguir a paz e a segurança. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>A precursora das Nações Unidas foi a Sociedade de Nações, organização gerada em circunstâncias comparáveis durante a Primeira Guerra Mundial e estabelecida em 1919, em conformidade com o Tratado de Versalhes,para promover a cooperação internacional e conseguir a paz e a segurança. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Em 2006 a ONU tem representação de 192 Estados-Membros, cada um dos países absolutos internacionalmente reconhecidos, excepto a Santa Sé, que tem qualidade de observadora, e países sem reconhecimento pleno. </li></ul>
  14. 15. <ul><li>U m dos feitos mais destacáveis da ONU é a pro clamação da Declaração Universal dos Direitos H umanos, em 1948. </li></ul>
  15. 16. <ul><li>A ONU tem como objectivo: </li></ul><ul><li>Manter a paz mundial </li></ul><ul><li>Proteger os Direitos Humanos </li></ul><ul><li>Promover o desenvolvimento económico e social das nações </li></ul><ul><li>Estimular a autonomia dos povos dependentes </li></ul><ul><li>Reforçar os laços entre todos os estados soberanos </li></ul>
  16. 17. <ul><li>A organização foi fundada por inici ativa de Jean Henri Dunant, em 1863, sob o nome de C omitê Internacional para ajuda aos militares feridos, de signação alterada, a partir de 1876, para Comitê z Inte rnacional da CruVermelha. </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Actualmente, a Cruz Vermelha não se tem limitado apenas à protecção de prisioneiros militares, mas também a detidos civis em situações de guerra ou em nações que violem os Estatutos dos Direitos Humanos. </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Preocupa-se ainda com a melhoria das condições de detenção, a garantia do suprimento e distribuição de alimentos para as vítimas civis de conflitos, a prover assistência médica e a melhorar as condições de saneamento especialmente em acampamentos de refugiados ou detidos. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Também tem actuado em assistência a vítimas de desastres naturais, como enchentes, terramotos, furacões, especialmente em nações com carência de recursos próprios para assistência às vítimas. </li></ul>
  20. 21. <ul><li>A Cruz Vermelha baseia-se no princípio da neutralidade, não se envolvendo nas questões militares ou políticas, de modo a ser digna da confiança das partes em conflito e assim exercer suas actividades humanitárias livremente. </li></ul>
  21. 22. <ul><li>Não deixes que os problemas te passem ao lado . </li></ul><ul><li>Ajuda quem mais precisa! E o mundo vai ser melhor. </li></ul>
  22. 23. <ul><li>brigadoaeducareeducadoparainstruir.blogspot.com/ </li></ul><ul><li>economianet.googlepages.com/economia11ano </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Cruz_vermelha </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/ONU </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/UNICEF </li></ul><ul><li>http://www.acabra.net/queima08/ngest/fotos/noticias/fteixeirEFa_medico.jpg </li></ul><ul><li>Gomes, Ana e Boto, Anabela Santos. Fazer Geografia 9.Porto Editora 1ºEdição </li></ul>
  23. 24. Fim

×