Aula 5 divisão do trabalho e solidariedade

8,245 views

Published on

Published in: Education

Aula 5 divisão do trabalho e solidariedade

  1. 1. Divisão do Trabalho e SolidariedadeFábio Nogueira, MSc.http://fabionp.blogspot.comhttp://twitter.com/fabionp
  2. 2. Divisão do Trabalho Social1. Gênero2. Idade3. Qualificação Educacional• Passagem da horda para a sociedade• Estabelece a noção de Solidariedade• Repartir as atividades úteis para maximizar a produção de bens e serviços indispensáveis à sobrevivência do grupo• Utilidade Social do Trabalho
  3. 3. Solidariedade• É a importância que se dá à divisão do trabalho social1. Ao dividir as atividades entre os membros do grupo, a comunidade reproduz a confiança necessária à troca dos produtos de trabalho dos seus membros2. As atividades de todos deve ter valor para a comunidade, pois se for sem valor, não se pode trocar o que cada um faz• A partir do momento que todos possuem atividades valorizadas e reconhecidas, a solidariedade dá caráter social ao indivíduo e o indivíduo influencia a formatação da sociedade a qual pertence
  4. 4. Praticando a Solidariedade...• Numa sociedade justa, a prática da Solidariedade integra seus membros ao corpo social e permite sua participação na divisão do trabalho social.• Excluir socialmente um indivíduo é deixá-lo de fora da divisão social do trabalho e revela que a organização da sociedade não funciona corretamente.• Outra possibilidade é o indivíduo exercer atividades não reconhecidas pela sociedade; assim, ele se torna dispensável e até mesmo desintegrador. A tendência é excluir o sujeito.
  5. 5. A importância da Solidariedade• Integrar produtivamente o indivíduo é incluí-lo socialmente e evitar que apresente comportamento considerado patológico pela consciência coletiva.• Se a Solidariedade falhar, o indivíduo fica excluído da sociedade e os comportamentos futuros serão consequência da exclusão.• Inserir o indivíduo e praticar a Solidariedade traz efeitos psicológicos.
  6. 6. Solidariedade Mecânica• A necessidade de sobrevivência cria a Divisão Social do Trabalho1. Sociedade Pré-Capitalista – Núcleo social: Família – Instituições principais: Família e Igreja – Atividades produtivas autônomas – Patriarcal, religiosa, tradicionalista – Baixíssima mobilidade social, restrita especialização e divisão do trabalho social – Coerção forte e comportamentos patológicos punidos imediatamente
  7. 7. Solidariedade Mecânica• Desvantagens – Espectro de comportamentos limitados – Lentidão de mudanças – Punições severas e imediatas• Vantagens – Alto sentimento de proteção – Reconhecimento dos indivíduos – Comunidade bem definida
  8. 8. Solidariedade Orgânica• A Sociedade Moderna Burguesa leva à Divisão Social do Trabalho no qual a Solidariedade é Orgânica• O trabalhador não tem o conhecimento total da fabricação, nem dispõem das ferramentas• O núcleo educacional se desloca da família e da igreja para a escola e o Estado• Valores tradicionais e religiosos são subtituídos por referências seculares e laicas• A Divisão do Trabalho Social é extremamente fragmentada e especializada, gerando dependência produtiva e econômica entre os membros da comunidade
  9. 9. Solidariedade Orgânica2) Sociedade Capitalista – Núcleo social: Trabalho – Instituições principais: Escola, Estado – Atividades produtivas interdependentes – Secular e laica – Flexibilidade quanto à mobilidade social, altíssima especialização e divisão do trabalho social – Coerção enfraquecida e comportamentos patológicos punidos de forma mediada
  10. 10. Solidariedade Orgânica• Vantagens – Espectro de comportamentos ampliado – Mudanças mais rápidas – Punições mediadas – Possibilidade de individualidade e comportamentos diversos• Desvantagens – Baixo sentimento de proteção – Pouco reconhecimento dos indivíduos – Comunidade praticamente sem definição – Incompetência em integrar todos os membros na sociedade
  11. 11. QUAL O PERFIL PROFISSIONAL NO SÉCULO XXI? PRODUTOS STAFFCaracterísticas Técnicas HARD SKILLS HARD SKILLSCaracterísticas Estéticas + SOFT SKILLS
  12. 12. OS ÚLTIMOS 50 ANOSHARDWARE SOFTWARE
  13. 13. Configurações sociais modernas• A Sociedade Industrial constrói um tipo de relação social que leva os indivíduos a crescente autonomia, desconfiança e desobediência das normas de convívio gerais.• Tais fatores provocam a maximização de algum tipo de anomia.• Anomia é o desvio e o descumprimento de regras e normas (jurídicas e extrajurídicas) que cobram comportamentos desejáveis e esperados dentro de um corpo social.
  14. 14. 4 causas para a Anomia1. Especialização da divisão do trabalho desagrega o indivíduo da normatividade geral, pois ele se acostuma a obedecer e a se tornar eficiente diante de regras altamente específicas e especializadas. Alienação do todo.2. Relações sociais são fragmentadas como consequência. Aumenta a importância da individualização, a interdependência e o questionamento das regras gerais de convívio social.
  15. 15. 4 causas para a Anomia3. Substituição crescente da mão-de-obra por máquinas. Indivíduos precisam redescobrir novas formas de adentrarem a Utilidade Social.4. Alguns indivíduos criam padrões de vida muito acima da média devido o desenvolvimento tecnológico e econômica da sociedade. Isso pode levar à recusa das normas e leis em prol da obtenção de riqueza e prestígio fora da estrutura social concreta.
  16. 16. Exercícios1. Aponte possíveis critérios e formas de divisão do trabalho.2. O que é Solidariedade? Qual sua importância?3. Quais são os tipos de Solidariedade, segundo Émile Durkheim?4. Quais são as vantagens e as desvantagens de cada tipo de Solidariedade?5. Quais as causas modernas de anomia?

×