<ul><ul><li>“ Cabanagem Digital: o Movimento Tecnobrega como legítimo representante da Cultura Digital Livre!” </li></ul><...
Cabanagem <ul><ul><li>Movimento que ocorreu na província do Grão-Pará, entre os anos de 1835 e 1840. Pode ser vista como u...
Cabanagem Digital <ul><li>No Século XXI, a Informação passa a ser o bem mais valioso; </li></ul><ul><li>A tecnologia permi...
Tecnobrega <ul><ul><li>Tudo começou em 2002 com a banda Tecnoshow. &quot;O tecnobrega nasceu da necessidade de gravar músi...
Tecnobrega
Cultura Livre <ul><ul><li>O Movimento do Tecnobrega possui valores semelhantes ao do Movimento do Software Livre: </li></u...
Creative Commons <ul><ul><li>O Creative Commons Brasil é um projeto sem fins lucrativos que disponibiliza licenças flexíve...
Perguntas? <ul><li>Visite:  http://www.ausla.org     http://www.linuxpaidegua.com.br </li></ul><ul><li>Contato:  [email_ad...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação Além das Redes - Natal - 2007-11-09

616 views

Published on

Cabanagem Digital: o Movimento Tecnobrega como legítimo representante da Cultura Digital Livre!

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
616
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Além das Redes - Natal - 2007-11-09

  1. 1. <ul><ul><li>“ Cabanagem Digital: o Movimento Tecnobrega como legítimo representante da Cultura Digital Livre!” </li></ul></ul><ul><ul><li>Ézyo Lamarca da Silva </li></ul></ul><ul><ul><li>Presidente da AUSLA </li></ul></ul><ul><ul><li>09 /11/2007 – Além das Redes de Colaboração: Diversidade Cultural e as Tecnologias do Poder </li></ul></ul><ul><ul><li>CEFET – Natal / RN </li></ul></ul>Grupo Linux Pai d'Égua
  2. 2. Cabanagem <ul><ul><li>Movimento que ocorreu na província do Grão-Pará, entre os anos de 1835 e 1840. Pode ser vista como um prosseguimento da Guerra da Independência na região. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cabanos: índios destribalizados, chamados de tapuios, índios aldeados, negros forros, escravos e mestiços. Dispersos pelo interior e nos arredores de Belém, viviam marginalizados em condições miseráveis, amontoados em cabanas à beira dos rios e igarapés e nas inúmeras ilhas do estuário do rio Amazonas. Usados como mão-de-obra, em regime de semi-escravidão, pela economia da Província, baseada na exploração das “drogas do sertão” ( cravo, pimenta, plantas medicinais, baunilha), na extração de madeiras, e na pesca; </li></ul></ul><ul><ul><li>3 Fases: luta política, luta social e luta de resistência; </li></ul></ul><ul><ul><li>Calcula-se que foram mortos mais de 30 mil cabanos. </li></ul></ul>
  3. 3. Cabanagem Digital <ul><li>No Século XXI, a Informação passa a ser o bem mais valioso; </li></ul><ul><li>A tecnologia permite a apropriação da produção e a disseminação do conhecimento pelos indivíduos, a revelia das tentativas de manutenção dos latifúndios grilados analógicos. </li></ul><ul><li>“ Se eu consegui enxergar mais longe, </li></ul><ul><li>foi porque me apoiei nos ombros de gigantes” </li></ul><ul><li>Isaac Newton, Carta a Robert Hooke </li></ul><ul><li>5 de Fevereiro de 1675, referindo-se a </li></ul><ul><li>Copérnico, Galileu, Kepler e Brahe. </li></ul>
  4. 4. Tecnobrega <ul><ul><li>Tudo começou em 2002 com a banda Tecnoshow. &quot;O tecnobrega nasceu da necessidade de gravar música de uma maneira mais barata. Fazíamos versões, criamos uma batida característica no computador e editávamos tudo no (programa) Protools&quot;, conta a vocalista do Tecnoshow Gabi Amarantes. &quot;Hoje nós estamos aperfeiçoando, deixando de fazer só versões&quot;, completa. </li></ul></ul><ul><ul><li>O tecnobrega é uma evolução do brega tradicional do Pará. Mas, em vez de instrumentos, a música é criada sobre uma batida característica: uma mistura de twist acelerado com axé. </li></ul></ul><ul><ul><li>No tecnobrega, ainda há vocais, guitarras, sintetizadores. Mas hoje existe uma variante eletrônica mais radical, que faz sucesso nas aparelhagens: o cibertecno. </li></ul></ul><ul><ul><li>&quot;No cibertecno, não usamos guitarra. É tudo gravado no computador. Todas as músicas têm sempre uma linha de baixo criada no computador, com apenas quatro notas, e um vocal diferente, que lembra o rap&quot;, conta o DJ Beto Metralha, um dos inventores do estilo. </li></ul></ul><ul><ul><li>http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=4673 </li></ul></ul>
  5. 5. Tecnobrega
  6. 6. Cultura Livre <ul><ul><li>O Movimento do Tecnobrega possui valores semelhantes ao do Movimento do Software Livre: </li></ul></ul><ul><ul><li>São os indivíduos e grupos organizados que produzem o “conhecimento”: orgulho de ver o trabalho apreciado pelos “bacanas”: Benezinho X – Mega Pai d'Égua; </li></ul></ul><ul><ul><li>A livre circulação do que é produzido é incentivada: novo modelo de produção (distribuição através dos “pirateiros” X liberdade de redistribuir cópias – GPL); </li></ul></ul><ul><ul><li>Produção sem a pressão do monopólio: nada de produtos “beta” no mercado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilização do modelo Bazar: produção “caseira” de músicas X trabalho voluntário; </li></ul></ul><ul><ul><li>Fenômeno da Hidra Digital: tentativas de cooptação e meritocracia; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compartilhamento, colaboração e reutilização: versões, apologia entre as aparelhagens; </li></ul></ul><ul><ul><li>Existem várias “tribos”: Tupinambá, Pop Som, Rubi X Debian, Ubuntu, Slackware; </li></ul></ul><ul><ul><li>Diferença: conscientização em relação ao modelo de ruptura utilizado. </li></ul></ul>
  7. 7. Creative Commons <ul><ul><li>O Creative Commons Brasil é um projeto sem fins lucrativos que disponibiliza licenças flexíveis para obras intelectuais. </li></ul></ul><ul><ul><li>http://www.creativecommons.org.br/ </li></ul></ul><ul><ul><li>Debate no Instituto de Artes do Pará sobre o tema no dia 01/11/2007. </li></ul></ul>
  8. 8. Perguntas? <ul><li>Visite: http://www.ausla.org http://www.linuxpaidegua.com.br </li></ul><ul><li>Contato: [email_address] </li></ul><ul><li>“ Não fazemos outra coisa Impossível é o pão em cada boca Uma justiça de olhos lúcidos Uma terra sem lobos Um encontro com a fonte no fim do dia Somos realistas companheiro Queremos o impossível” </li></ul><ul><li>Obrigado! </li></ul>

×