Monumentos de Manaus

31,218 views

Published on

Breve descrição de monumentos arquitetônicos e escultóricos do Centro Histórico de Manaus.

Published in: Education, Travel
1 Comment
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
31,218
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
389
Comments
1
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Monumentos de Manaus

  1. 1. Monumentos do Centro Histórico de Manaus<br />
  2. 2. Monumento à Tenreiro Aranha<br />Natureza da Obra: Monumento<br />Localização: Praça da Saudade (5 de Setembro)<br />Implantação 1: 1907 – Praça Tamandaré (Adalberto Vale)<br />Implantação 2: 1932 – Praça da Saudade (5 de Setembro)<br />Iniciativa: Adolpho Lisboa<br />Dados técnicos: peça em bronze com pedestal em granito<br />Origem: Itália<br />Artista (Projeto): Enrico Quatrini<br />Material: Bronze – pedestal em granito<br />Dados históricos:<br />O monumento é uma homenagem à elevação do Amazonas à categoria de Província (1850) e ao seu fundados João Batista de Figueiredo Tenreiro Aranha.<br />Apreciação estética:<br />O monumento apresenta características clássicas. Com detalhes que o tornam imponente e representam os ideais militares e republicanos.<br />
  3. 3. Nossa Senhora da Conceição<br />Natureza da Obra: Monumento<br />Localização: Praça do Congresso<br />Implantação: 1942<br />Dados técnicos: peça em mármore <br />Dados históricos:<br />O monumento foi inaugurado em decorrência do 1º Congresso Eucarístico Diocesano realizado em Manaus em 1942.<br />A partir desta data, o nome da praça passou de Antônio Bittencourt para Praça do Congresso<br />Apreciação estética:<br />A escultura apresenta características barrocas.<br />A base do pedestal apresenta elementos relacionados ao cristianismo e na base, placas de mármore que identificam o monumento.<br />
  4. 4.
  5. 5. Eduardo Ribeiro<br />Natureza da Obra: Herma<br />Autor: Geraldo Florêncio de Carvalho<br />Localização: Praça do Congresso<br />Implantação: 1995<br />Dados técnicos: peça em bronze<br />Dados históricos:<br />Esta peça foi produzida a partir de um busto já existente na praça e fotos de outro no Cemitério São João Batista. O escultor derreteu e remodelou o bronze.<br />Eduardo Ribeiro, conhecido como O Pensador, foi governador do Amazonas no período de 1892 a 1896.<br />Geraldo Florêncio de Carvalho, escultor auto-didata, alagoano, tem esculturas espalhadas pela cidade, entre elas, o grupo escultórico da Praça da Saudade e outras no cemitério.<br />
  6. 6. Monumento à Abertura do Portos<br />Natureza da Obra: Monumento<br />Localização: Praça São Sebastião<br />Implantação: 1900<br />Autor (projeto): Domenico de Angelis<br />Dados Técnicos: peça em bronze com pedestal em granito<br />Procedência: Itália<br />Dados históricos:<br />O monumento foi erguido para homenagear a Abertura dos Portos do Amazonas a todas as nações amigas (1867), em substituição a uma coluna comemorativa já existente.<br />Apreciação estética:<br />A base do monumento apresenta barcas que representam os continentes. Vários elementos relacionados a água, embarcação e monstros marinhos aparecem como elementos decorativos. A figura central é composta por uma figura feminina que representa a Amazônia e uma figura masculina que representa Hermes, o deus do comércio.<br />Estilisticamente, trata-se de uma obra com características barrocas.<br />
  7. 7. Grupo Escultórico<br />Natureza da Obra: Grupo escultórico<br />Localização: Praça da Polícia (HeliodoroBalbi)<br />Data da Implantação: 1906<br />Dados técnicos: peças em ferro<br />Procedência: França<br />Significado simbólico:<br />As esculturas da Diana, Hermes, Ninfa e Cão e Javali, formam um conjunto temático relacionado à caça. Este tipo tema era muito comum na França no final do século XIX.<br />A praça foi remodelada e recebeu as esculturas na administração de Adolpho Lisboa.<br />Hermes<br />Diana Caçadora<br />Cachorro e Javali em Luta<br />
  8. 8. Coreto de Ferro<br />Natureza da Obra: Coreto<br />Localização: Praça da Polícia (HeliodoroBalbi)<br />Data da Implantação: 1906<br />Dados técnicos: peça em ferro<br />Procedência: Escócia<br />Apreciação estética:<br />Este coreto, apresenta detalhes no seu gradeamento, luminárias e cobertura. Parte desses detalhes já foram perdidos pela depredação constante da praça.<br />
  9. 9. Fonte Decorativa<br />Natureza da Obra: Fonte<br />Localização: Praça Dom Pedro II<br />Implantação: janeiro de 1894<br />Dados técnicos: peça em ferro<br />Procedência: Inglaterra<br />Dados históricos:<br />Sua colocação fez parte do projeto de embelezamento da praça, durante a administração de Eduardo Ribeiro. <br />Apreciação estética:<br />A base da fonte é decorada com figuras que representam seres marinhos com tridentes. Mais acima, carrancas e em destaque, quatro figuras femininas, possivelmente representação de musas. Cada uma com símbolos que as diferenciam.<br />Este modelo de fonte era muito comum no final do século XIX e início do século XX.<br />No Brasil, existe uma da mesma empresa, localizada no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. <br />
  10. 10. Coreto de Ferro<br />Natureza da Obra: Coreto<br />Localização: Praça Dom Pedro II<br />Implantação: fevereiro de 1888<br />Dados técnicos: peça em ferro<br />Procedência: Inglaterra<br />Dados históricos:<br />Inicialmente o “challet de ferro” foi instalado no Passeio Público entre março de 1882 e março de 1883. Em 1887, foi ordenada a sua transferência para o local atual.<br />Apreciação estética:<br />Este Coreto, apresenta um formato muito mais simples que o Coreto localizado na Praça da Polícia. Atualmente, encontra-se desprovido de alguns detalhes que o enriqueciam. <br />Os coretos são comuns em praças neste período de fim de século. Geralmente eram usados para apresentações artísticas como as bandas de música.<br />
  11. 11. Rua Bernardo RamosO conjunto de casas foi restaurado e apresenta as características da arquitetura do final do século XIX e início do século XX.Constitui um dos pontos mais antigos da cidade.Localizado ao lado do antigo prédio da Prefeitura.<br />
  12. 12. Alfândega<br />Natureza da Obra: arquitetura<br />Implantação: 1ª década do séc.XX<br />Procedência: Inglaterra<br />Dados históricos:<br />A Alfândega está localizada na área onde possivelmente se construiu o forte. O prédio veio em blocos e foi concluído em 1908.<br />Apreciação estética:<br />O prédio apresenta as características dos prédios das ruas de Londres de 1900. Seu aspecto pesado confere-lhe característica medieval. <br />
  13. 13. Matriz de N.S.da Conceição<br />Natureza da Obra: arquitetura<br />Dados históricos:<br />A Matriz começou a ser construída em 1858 e foi benta e inaugurada em 15 de agosto de 1878. <br />A igreja Matriz de N. S. da Conceição foi a primeira grande obra arquitetônica construída no período provincial.<br />Apreciação estética:<br />A igreja apresenta estilo neo-clássico.<br />
  14. 14. Igreja de São Sebastião<br />Natureza da Obra: arquitetura<br />Inauguração: 7 de setembro de 1888<br />Dados históricos:<br />Apesar da data citada, a igreja ainda não estava concluída em 1900.<br />A Igreja faz parte do complexo arquitetônico do Largo de São Sebastião.<br />Apreciação estética:<br />A igreja apresenta estilo neo-clássico com aspectos medievais, pela sobriedade e cores do material.<br />
  15. 15. Centro Cultural Palácio Rio Negro<br />Natureza da Obra: arquitetura<br />Dados históricos:<br />Palácio construído no período da borracha, por um comerciante alemão (Waldemar Sholz), adquirido pelo Estado em 1918.<br />Apreciação estética:<br />A igreja apresenta uma fachada em estilo eclético. <br />
  16. 16. Natureza da Obra: Grupo Escultórico<br />Dados técnicos: 6 peças em mármore<br />Dados históricos: a escola foi tombada <br />em 1988<br />Significado simbólico:<br />As 6 esculturas femininas podem ser uma referência às Virgens Vestais, moças que guardavam o Templo da Deusa Vesta, na Roma Antiga.<br />
  17. 17. Teatro Amazonas<br />Início da construção: 1884<br />Inauguração: 31 de dezembro de 1896<br />Estilo: eclético<br />Artistas: <br /><ul><li>Decoração interna: Crispim do Amaral
  18. 18. Salão Nobre: Domenico de Angelis</li></ul>Dados históricos:<br />O Teatro começou a ser construído em 1884, mas teve suas obras paralisadas até a administração de Eduardo Ribeiro. <br />A construção foi retomada em 1893<br />
  19. 19.
  20. 20.
  21. 21. Comédia<br />Trajédia<br />Poesia<br />Música<br />
  22. 22. Vista do Largo de São Sebastião.<br />
  23. 23. Referências Bibliográficas<br />NASCIMENTO, Maria Evany do. Patrimônio e Memória da Cidade: Monumentos do Centro Histórico de Manaus. Tese de Mestrado apresentada ao Instituto de Ciências Humanas e Letras da UFAM, não publicada, 2003.<br />Fotos: Arthur Monteiro<br />

×