Successfully reported this slideshow.

Modelo Auto Avaliacao Be Eugenia Alves

370 views

Published on

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Modelo Auto Avaliacao Be Eugenia Alves

  1. 1. Escola E.B. 2,3 Passos José<br />Modelo de auto-avaliação para as bibliotecas escolares<br />Maria Eugénia Alves<br />Guifões, Novembro de 2009<br />
  2. 2. Porquê um novo modelo?<br />Oportunidade de mudança.<br />Ferramenta de melhoria contínua da qualidade.<br />Processo de auto-responsabilização: Direcção/escola/ professores/Biblioteca Escolar (BE).<br />Análisecolectiva e de reflexão na escola/agrupamento dos resultados obtidos no processo.<br /> <br />
  3. 3. Objecto de análise <br />Sucessos - pontos fortes- no trabalho realizado em cada um dos domínios de funcionamento da BE. <br />Limitações - pontos fracos- que correspondem a um desenvolvimento menor nalguns domínios de funcionamento.<br />
  4. 4. Avaliar o quê?<br />O modelo de auto-avaliação divide-se em quatro domíniosde acção:<br />Apoio ao desenvolvimento curricular<br />Leitura e literacias<br />Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade<br />Gestão da BE<br />
  5. 5. <ul><li>Conhecero que estamos a fazer para perspectivar o que vamos fazer a seguir.
  6. 6. Planear para o desenvolvimento – estabelecer metas.
  7. 7. Melhorar o perfil de desempenho (parte integrante do processo de gestão e de desenvolvimento).
  8. 8. Contribuir para a afirmação e reconhecimento da BE (interno e externo)</li></ul>Avaliar para quê?<br />
  9. 9. <ul><li>Promover o benchmarking (orientar um maior esforço onde há pior desempenho)
  10. 10. Usar de forma estratégica a informação (melhorar as políticas dirigidas à BE)</li></ul>Avaliar para quê?<br />
  11. 11. Estabelecer prioridades – não se pode “medir” tudo mas também não esquecer a BE como um todo<br />Seleccionar um dos quatro domínios de acção por ano<br />Identificar as evidências mais significativas<br />Articular elementos quantitativos e qualitativos <br />Avaliar como?<br />
  12. 12. Instrumentos de recolha de evidências<br />Registos de observação.<br />Questionários aos professores, alunos, pais/E.E.s.<br />Registos estatísticos.<br />Planificações.<br />Registos de reuniões/contactos.<br />Materiais de apoio produzidos e editados.<br />
  13. 13. Mais-valias da auto-avaliação<br />Como instrumento de recolha e de difusão de resultados a serem apresentados junto dos órgãos de gestão e de decisão pedagógica, a nível de:<br />impacto no processo de ensino/aprendizagem, nas atitudes, comportamentos e competências dos seus utilizadores;<br />qualidade e eficácia dos equipamentos e serviços prestados.<br />Como instrumento que delineia o conjunto de acções a ter em conta no planeamento de acções futuras a desenvolver. <br />
  14. 14. Envolvimento da Escola<br />Mudança não é um acontecimento mas um processo.<br />
  15. 15. Integração dos resultados na Auto-Avaliação da escola <br />O relatório final de auto-avaliação da BE deve…<br />integrar o relatório anual de actividades da escola;<br />originar uma súmula a incorporar no relatório de avaliação da escola;<br /> orientar o coordenador na entrevista a realizar pela Inspecção-Geral de Educação.<br />

×