Churg strauss

5,838 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
5,838
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
19
Actions
Shares
0
Downloads
73
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Churg strauss

  1. 1. Ana Paula Costa Silva Enfermagem – 8º Semestre UNIVERSIDADE SANTO AMARO
  2. 2. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Definição  Granulomatose alérgica  Vasculite auto-imune de vasos sanguíneos médios e pequenos,que conduz à necrose.
  3. 3. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Jacob Churg Lotte Strauss 1951
  4. 4. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Conceito  Definida como angeíte granulomatosa  Descrição de 13 casos que tinham asma, eosinofilia, inflamação granulomatosa, vasculite necrosante sistêmica e glomerulonefrite necrosante.
  5. 5. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS ETIOLOGIA  Determinada por três critérios:  Vasculite necrotizante  Infiltração tecidual eosinofílica e de granulomas extravasculares.
  6. 6. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Principais Vasos  Pulmões (tipo severo de asma)  Sistema gastrointestinal  Coração  Pele  Rins  Nervos Periféricos
  7. 7. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Etiologia  Corpos diminutos presentes no sangue em circulação.  Antígenos (materiais estranhos, como os componentes de microrganismos) ligados a anticorpos que se formaram em defesa do organismo  Reação alérgica a um agente infeccioso ou a drogas
  8. 8. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Incidência  Incerta por dificuldade diagnóstica  Aproximadamente 10% dos pacientes com vasculite apresentam a Síndrome  Ocorrência igual entre homens e mulheres
  9. 9. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Incidência  Idade entre15-70 anos, com uma média de aproximadamente 38 anos.  Idade média de diagnóstico de 50 anos  Nos Estados Unidos se relatam uma incidência aproximada de 2,5 casos por 100.000 adultos por ano
  10. 10. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Diagnóstico  Estudo Laboratorial Hematologia- eosinofilia de mais de 10% no sangue periférico)  Histologia mostrando vasculite eosinofílica
  11. 11. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Diagnóstico  Função renal (níveis séricos elevados de uréia e creatinina sérica nos casos de acometimento renal mais grave). Sedimentos anormais na urina, como proteinúria e hematúria microscópica.
  12. 12. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Diagnóstico  Anticorpos contra-antígenos citoplasmáticos de neutrófilos (ANCAS): 70% dos pacientes são perinuclear-  Aumento da IgE sérica  Hipergamaglobulinemia
  13. 13. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Diagnóstico  Raio-x, TC, ECC, Endoscopia, Eletroneuromiografia e Angiografia  Vasculite Cutânea  Estudo histopatológico de biópsia da lesão
  14. 14. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Manifestações Clínicas  Fase inicial:  Fase prodrômica é caracterizada pela presença de doenças atópicas (rinite alérgica e asma). Essa fase pode durar vários anos.
  15. 15. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Manifestações Clínicas  Segunda fase: infiltração eosinofílica (fase menos precoce): pode ocorrer como pneumonia eosinofílica ou infiltração em outros sítios como o trato gastrointestinal.
  16. 16. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Manifestações Clínicas  Terceira fase: Vasculite - a forma sistêmica com vasculite necrotizante.
  17. 17. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Pulmonares  Cardíacos  Dermatológicos  Renais  Nervoso periférico
  18. 18. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Sintomas constitucionais: mal- estar, fadiga, perda de peso (70%), febre(57%), mialgias (52%).
  19. 19. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Vias aéreas superiores - rinite alérgica e pólipos nasais
  20. 20. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Menos frequentes sinusites de repetição, lesões necróticas de vias aéreas superiores
  21. 21. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Sintomas pulmonares - asma em mais de 90% dos casos, que pode preceder a vasculite em até dez anos  Tosse crônica e, mais gravemente, episódios de hemoptise  Artralgias (40%)
  22. 22. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Manifestações cutâneas (49%) - aparecimento variável,mas nenhuma forma específica; púrpura palpável
  23. 23. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Nódulos cutâneos: Granuloma de Churg- Strauss
  24. 24. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Erupção cutânea urticariforme, bolhas necróticas e isquemia
  25. 25. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Manifestações cardíacas - os sintomas relacionado com a insuficiência cardíaca, miocardite e pericardite  Pericardite constritiva e infarto do miocárdio secundário à vasculite coronariana
  26. 26. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Sintomas gastrointestinais 31%  Gastrite, colite ,o que inclui dor abdominal 59%  Diarréia 33%  Sangramento 18%
  27. 27. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Sistema nervoso - neuropatia periférica, mononeurite múltipla ,forma mais frequente, ocorrendo em até 77% dos pacientes.  Acidente vascular cerebral (raro).
  28. 28. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Sinais e sintomas Proeminentes  Rins - glomerulonefrite pauci-imune podendo levar à insuficiência renal
  29. 29. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Prognóstico  Em termos globais, sem tratamento, a taxa de sobrevida de cinco anos é de cerca de 25%.  Com o tratamento a sobrevida em um ano é de 90%  Em cinco anos a sobrevida é de 62%.
  30. 30. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Causas de Morte  Insuficiência cardíaca, infarto do miocárdio ou ambos (causa mais comum)  Insuficiência renal  Hemorragia cerebral  Hemorragia gastrointestinal;  Estado asmático
  31. 31. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Tratamento
  32. 32. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Tratamento  Corticosteróides (CE) são a base do tratamento.  De acordo com o quadro podem ser associados imunossupressores (ciclofosfamida, azatioprina, metotrexate, clorambucil, etc.).
  33. 33. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Tratamento  Manter controle da asma e infecções  Tratamento dos principais órgãos acometidos
  34. 34. SÍNDROME DE CHURG STRAUSS Referencias bibliográficas •ALTO, Rebeca Vargas Montes. Síndrome de Churg Strauss e discussão de um caso clínico. 2008.117f. Dissertação (Mestrado Integrado de Medicina) – Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade da Beira Interior, Covilhã, 2008. •ANTUNES, Telma; Barbas, V. Carmen S.; Borges, R. Eduardo da. Vasculite pulmonares: quando suspeitar e como fazer diagnóstico. Jornal Brasileiro de Pneumologia, São Paulo, v31, n1, jul 2005. •LILA, Glauce Leão. Elementos básicos do diagnóstico e da terapêutica da Síndrome de Churg Strauss. Temas de Reumatologia Clínica, vol 10, n2, jun2009. •www.wikipedia.org.br
  35. 35. OBRIGADA!!! E-mail: apaulacs@ig.com.br
  36. 36. Agradecimentos www.guida.com.br

×