ApresentaçãO

425 views

Published on

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
425
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ApresentaçãO

  1. 1. Aprendizagem de línguas mediada por computador <br />Vilson J. Feffa<br /> Tema: CALL <br />Método: Estudo de caso<br />
  2. 2. INTEGRANTES:<br />Ester Ribeiro<br />Rosângela Costa<br />
  3. 3. INTRODUÇÃO<br />Este trabalho tem o objetivo expor um desenho pedagógico de aprendizagem de línguas estrangeiras mediada pelo computador. <br />
  4. 4. Serão expostos alguns fundamentos e reflexões<br /> Warshauer e Healey <br />(1) behaviorista, <br />(2) comunicativa e <br />(3) integrativa; <br />
  5. 5. mestre (Magister) ou<br />escravo (Pedagogue) <br />Higgins <br />
  6. 6. Estudo de Caso de modo bem detalhado <br />é a investigação profunda e exausti-va de um participante ou pequeno grupo <br />Método<br />
  7. 7. A Aprendizagem de Línguas Mediada por computa-dor (CALL) é uma área de investigação que tem por objetivo pesquisar o impacto do computador no ensino e aprendizagem de línguas, tanto materna quanto estrangeiras. <br />CALLé uma sigla já consolidada em língua inglesa, correspondente à Computer-Assisted Language Learning <br />
  8. 8. Teve início na década de 60<br />É um instrumento<br />Não substitui o professor nem o livro<br />Não está dentro de uma hierarquia de importância<br />Tem gerado muitos debates<br />É tema de várias pesquisas<br />Tem potencial e limitações<br />O computador<br />
  9. 9. fonte de conhecimento (enciclopédias eletrônicas, fontes e dados on-line, etc.<br />meio de comunicação entre as pessoas (correio eletrônico, fóruns de discussão, salas de chat, etc. <br />Tem contribuído para esse desenvolvimento a capacidade da máquina em guardar e produzir arquivos <br />
  10. 10. muita repetição e reforço positivo, considerados necessários para formação dos “hábitos lingüísticos” <br />predominância dos exercícios repetitivos <br />há também atividades mais significativas, como diferentes tipos de reconstrução textual, jogos didáticos, simulações gráficas e produção textual <br />A concepção era behaviorista<br />
  11. 11. questão específica da triangulação<br />triangulação dos dados (quando os mesmos dados são vistos de diferentes contextos); <br />triangulação do investigador (quando vários pesquisa-dores, da mesma linha teórica, examinam o mesmo fe-nômeno); <br />triangulação teórica (quando pesquisadores de diferen-tes orientações teóricas examinam o mesmo fenôme-no); <br />
  12. 12. Estudo de Caso apresenta vantagens e desvantagens<br />Vantagens: <br />flexibilidade e capacidade de contex-tualização;<br />capacidade de contextualização permite ver o su-jeito, não como um elemento solto no espaço, mas como parte integrante da comunidade em que atua <br />
  13. 13. Desvantagens<br />subjetividade inerente da metodologia <br />necessidade do alto investimen-to por parte do pesquisador <br />

×