Successfully reported this slideshow.

Conceito, evolução e aspectos das bibliotecas

9,765 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Conceito, evolução e aspectos das bibliotecas

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA • Conceito, Evolução e Aspectos das Bibliotecas.Monitor: Esteban C. ArenillasProfessora: Lúcia Martins Oliveira E.C.A.
  2. 2. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONASINSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA Conceitos das Bibliotecas E.C.A.
  3. 3. EVOLUÇÃO DOS CONCEITOS Biblio théke Livro depósito Milanesi (2002), a idéia mais primitiva da biblioteca: o resultadodo desejo e da necessidade quase instintiva de poder utilizarvárias vezes uma informação que pudesse ser significativa. Aurélio (1986), biblioteca significa coleção pública ou privada delivros e documentos congêneres, organizada para oestudo, leitura e consulta.
  4. 4. EVOLUÇÃO DOS CONCEITOS O conceito que propõe Fonseca (1992) descreve uma biblioteca menos preocupada com a “coleção de livros e outros documentos, devidamente classificados e catalogados e mais atenta à orientação e fornecimento de informações aos usuários”.
  5. 5. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONASINSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA Evolução das Bibliotecas E.C.A.
  6. 6.  Minerais que trabalham com o suporte de argila. Vegetais são as que utilizam o papiro como suporte. Animais são as que usam a pergaminho como suporte.
  7. 7.  Segundo indícios arqueológicos: Ramsés II, faraóegípcio, teria fundado em Mênfis, (1301-1235 a.C.) umadas primeiras bibliotecas da humanidade, “Tesouro dosRemédios da Alma" .
  8. 8.  Assurbanipal, chamado Sardanapalos nos textosgregos, era filho de Asaradão e subiu ao trono em (669-629 a.C.). No palácio de Nínive , notável pela magnificência deseus relevos, construiu uma biblioteca na qual, milharesde tabulas gravadas em caracterescuneiformes, guardavam todo o saber mesopotâmico. Astabuletas eram classificadas porassunto e identificadas por marcas.Existia também, uma espécie de catálogodo acervo.
  9. 9.  Em torno de 280 a.C., surgiu no Egito, a maior e maisimportante Biblioteca da Antigüidade, a Biblioteca deAlexandria, incorporando o acervo de muitasBibliotecas existentes na época, chegou a ter umacoleção com aproximadamente um milhão devolumes, tornando-se o centro da Cultura e Ciênciada Humanidade até 391 d.C.
  10. 10. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONASINSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA Aspectos das Bibliotecas na Antiguidade. E.C.A.
  11. 11. ABiblioteca de Assurbanipal priorizava a conservaçãoe organização das tabuletas para consulta dosgovernantes. NaGrecia, as bibliotecas de Platón e Aristóteles (429 – 322 a. de C.), classificavam a crescente quantidade de documentos gerados a partir das diferentes descobertas filosóficas da época. AsBiblioteca de Alexandria além da guarda, conservação e organização dos rolos de papiro, transformou-se num centro de intercambio de conhecimento entre os sábios da época.
  12. 12. Império Romano Primeira biblioteca públicas (30 d.C.), fundada por Asinius Polio, utilizadas pelo império como instrumento de dominação intelectual; numerosas bibliotecas particulares, aliadas à expansão do comércio de livros: fenômeno de moda, símbolo de riqueza e prestígio.
  13. 13. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONASINSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA Aspectos das Bibliotecas na Idade Média. E.C.A.
  14. 14.  Nos conventos, o culto dos livros e sua paciente reprodução prossegue como uma das virtudes monacais; asbibliotecas fecham-se ao exterior e destinam-se apenas à minoria que freqüenta os conventos, mosteiros e palácios;o saber era sagrado e como conseqüência disto somente os sacerdotes tinham acesso à leitura.
  15. 15.  A partir do séc. XVI, os livros deixam de ser guardados nos armários e passam a ser “acorrentados” para permitir a consulta local, evitando o roubo destes. Séc.XIII: aparecimento das grandes universidades e, conseqüentemente, das bibliotecas de colégios e universidades; processo de laicização das bibliotecas.
  16. 16. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONASINSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA Aspectos das Bibliotecas na Idade Moderna. E.C.A.
  17. 17.  Aumento na produção de livros; divisão entre os produtores de livros e os encarregados em conservá-los; necessidade de mudanças, na distribuição do espaço físico nas bibliotecas; aumento considerável do número de unidades; maior acesso aos livros por parte do público; Emprego dos primeiros sistemas de classificação.
  18. 18.  Surgimento das primeiras bibliotecas senhoriais e reais (séc. XIV/XVI); as bibliotecas novamente como símbolo de riqueza, poder e prestígio; as bibliotecas reais, inicialmente com caráter privado, ficam primeiro acessíveis aos sábios e só a partir do séc. XVII se tornam “públicas”.
  19. 19. Biblioteca do Monastério Beneditino - Áustria
  20. 20.  Após a Revolução Francesa de 1789, desenvolve-se um novo conceito de biblioteca. Ela deixa de ser espaço privilegiado e passa a ser um serviço público coletivo; surge a “Cultura de Massa”; osestudos e investigações desenvolvem novas ramificações do conhecimento; dá-se início à chamada "massificação da educação".
  21. 21.  Criaçãoda ARPANet em 1969, desenvolvida pela empresa ARPA (Advanced Research and Projects Agency); tinha o objetivo de conectar as bases militares e os departamentos de pesquisa do governo americano; fim da guerra fria; osinvestimentos antes direcionados para os armamentos são voltados agora, para as tecnologias da comunicação e informação.
  22. 22.  Surge o termo Biblioteca Híbrida e de acordo comOppenhein & Smithson apud Macedo & Modesto(1999),“é compreendido como uma faseintermediária na direção da biblioteca totalmentedigital”.
  23. 23.  Deacordo com Saunders (1992) a biblioteca Digital ou Virtual implica um novo conceito para a armazenagem da informação (forma eletrônica) e para sua disseminação (independentemente de sua localização física ou do horário de funcionamento).
  24. 24. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONASINSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA Aspectos das Bibliotecas na Atualidade. E.C.A.
  25. 25.  acesso remoto pelo usuário, por meio de um computador conectado a uma rede; utilização simultânea do mesmo documento por duas ou mais pessoas; existênciade coleções de documentos correntes onde se pode acessar não somente a referência bibliográfica, mas também o seu texto completo; utilização de diversos suportes de registro da informação tais como texto, som, imagem e números;
  26. 26.  introduçãode processos digitais nos diversos serviços comumente existentes numa biblioteca; existênciade unidades de gerenciamento do conhecimento, que inclui sistema inteligente ou especialista para ajudar na recuperação de informação mais relevante.
  27. 27. SHERA (2001), destaca que:“ a sociedade determinou o que foi abiblioteca no passado e é asociedade que irá determinar o queserá a biblioteca no futuro”.
  28. 28. OBRIGADOarenillas.estebancarlos @ gmail.com
  29. 29. MILANESI, Luís. Biblioteca. São Paulo: Ateliê, 2002.FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário da línguaportuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.FONSECA, Edson Nery da. Introdução à biblioteconomia. São Paulo:Pioneira, 1992.MACEDO, Neusa Dias de; MODESTO, Fernando. Equivalências do serviçode referência convencional e novos ambientes de redes digitais embibliotecas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação: NovaSérie, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 38-54, 1999.SCHMIDT, Luciana; OHIRA, Maria Lourdes Blatt. Bibliotecas virtuais e digitais:análise das comunicações em eventos científicos (1995/2000), Revista ACB, v.7, n.1, 2002. Disponível em: <http://www.acbsc.org.br/revista/ojs/viewarticle.php?id=75&layout=html>. Acesso em : 24 nov. 2008.
  30. 30. NUNESMAIA, Henrique Gil da Silva. Acervo Bibliográfico e DesenvolvimentoCientífico. Revista Brasileira da Ciência da Saúde. Disponível em:< http://www.ccs.ufpb.br/rebrasa/edporan.htm>. Acesso em: 21 nov. 2008.CUNHA, Murilo Bastos da. Desafios na construção de uma biblioteca digital. Ci.Inf. [online], v. 28, n. 3, p. 257-268,1999. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-19651999000300003&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 23 nov. 2008.OLIVEIRA, Jose Teixeira de. A fascinante historia do livro. Rio de Janeiro:Kosmos,1995.

×