Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A Terra, um planeta muito especial

2,057 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A Terra, um planeta muito especial

  1. 1. A TERRA – UM PLANETA MUITO ESPECIAL Formação do Sistema Solar Professores: Ana Cravo , Carlos Almeida, Graça 10.º Ano Neto e Gabriela Meireles
  2. 2. Sistema Solar  Galáxia Via Láctea (espiral) - braço de Órion.  Andrómeda - galáxia mais próxima; quatro vezes maior. (http://www.prof2000.pt/)
  3. 3. Origem do Universo  Década de 1920 - descobriu-se que o Universo se encontrava em expansão contínua, devido ao afastamento das galáxias que o constituem.  Teoria do Big-Bang - toda a matéria e energia que existe atualmente no Universo encontrava-se aglomerada num núcleo “condensado” (ovo cósmico) que explodiu violentamente, lançando para o espaço toda a matéria a partir da qual se desenvolveram as estrelas, as galáxias e os planetas. (http://cienciastic.fc.ul.pt/)
  4. 4. Universo – que futuro? Esquema representativo do futuro do Universo: • X (de A a E) - Teoria do Universo em expansão contínua; • Y (de F a K) - Teoria do Universo pulsante (adaptado de Tavares et al., 1996).
  5. 5. Universo – que futuro?  Dois possíveis futuros para o Universo:  continuará a expandir-se infinitamente a uma velocidade cada vez maior;  a expansão acabará por cessar, havendo um colapso de regresso que formará novamente um ”núcleo” condensado, que irá explodir num novo Big-Bang - Teoria do Universo pulsante.  Matéria detetada no Universo não é suficiente para se pensar em ciclos de Big-Bangs prevê-se que o Universo continuará a expandir-se indefinidamente, tornando-se cada vez menos ativo, até que estará completamente “morto” - Teoria do Universo em expansão contínua.
  6. 6. Origem do Sistema Solar  1745 - o naturalista francês Leclerc de Buffon, exprime a ideia de que os planetas do sistema solar teriam sido formados a partir de material ejetado do Sol por impacto de um grande cometa/estrela - teoria catastrófica. Georges-Louis Leclerc, Conde de Buffon (1707-1788)
  7. 7. Origem do Sistema Solar  Hipótese da colisão entre duas estrelas:  após a formação do Sol, uma estrela vagueando pelo espaço chocou com o Sol e arrancou-lhe algumas partes que sofrerem o processo da condensação e deram origem aos planetas. Areal Editores
  8. 8. Origem do Sistema Solar  Hipótese de Chamberlain (1900)  antes de existirem os planetas uma outra estrela teria passado junto do Sol, arrancando parte dele;  o material ter-se-ia condensado em blocos que ficaram a orbitar na direção em que foram arrancados;  os pedaços ter-se-iam juntado formando os planetas. Areal Editores
  9. 9. Hipótese de Chamberlain  Explica o aparecimento dos planetas e a baixa velocidade do Sol.  Esta teoria foi, no entanto, posta de parte por se considerar:  extremamente improvável a passagem de uma estrela próxima do Sol;  que o material arrancado do Sol devia voltar a cair sobre o mesmo, não formando planetas.
  10. 10. Teoria Nebular  Proposta independentemente pelo filósofo alemão Emmanuel Kant, em 1755, e pelo filósofo francês Pierre Simon Laplace, em 1796. Emmanuel Kant (1724-1804) Pierre Laplace (1749-1827)
  11. 11. Teoria Nebular Reformulada (http://www.ccvalg.ptt/)
  12. 12. Teoria Nebular  O Sistema Solar se formou devido à contração de uma nebulosa gasosa em rotação.  Devido à grande velocidade de rotação, a nebulosa teria adquirido a forma de um disco com uma saliência na parte central.  A saliência teria aumentado, originando o proto-sol.  Do proto-sol, soltar-se-iam anéis de matéria que iriam dar origem aos planetas. Principal objeção - a velocidade do Sol devia ser maior e os gases ejetados pelo Sol deveriam ter-se espalhado pelo espaço, em vez de se condensarem em planetas.
  13. 13. Teoria Nebular Reformulada  O Sistema Solar ter-se-á formado a partir de nuvem de gás e poeiras - nébula solar primitiva.  A nébula começou a contrair - forças de atração gravítica entre as diferentes partículas que a constituíam.  Contração da nébula  aumento da velocidade de rotação.  Nébula arrefeceu e a adquiriu a forma de um disco muito achatado, em torno de uma massa densa e luminosa de gás em posição central - proto-sol.
  14. 14. Teoria Nebular Reformulada  Aglutinação das poeiras em pequenos corpos - planetesimais.  Os maiores desses corpos atraíram corpos mais pequenos, verificando-se a colisão e o aumento progressivo das dimensões, o que levou à formação de planetesimais com alguns quilómetros.  Todo este processo, denominado acreção, desencadeou um bombardeamento cada vez maior, formando-se corpos maiores chamados protoplanetas.
  15. 15. Teoria Nebular Reformulada  Finalmente, os protoplanetas, por acreção de novos materiais, terão dado lugar aos planetas.  Numa região mais central, as enormes pressões convergentes levaram a temperatura a elevar-se, criando-se o Sol.
  16. 16. Teoria Nebular Reformulada
  17. 17. Teoria Nebular Reformulada Dados que apoiam a teoria:  Os planetas encontram-se no mesmo plano equatorial;  Regularidade das órbitas dos planetas (quase circulares);  Idade idêntica para todos os corpos do sistema solar;  Maior densidade dos planetas interiores e menor densidade dos planetas gigantes;  Existência de meteoritos, cometas e asteroides;  Existência de crateras – Mercúrio, Lua, Marte e Terra.
  18. 18. Teoria Nebular Reformulada Questões em aberto:  Baixa velocidade de rotação do Sol;  O movimento de rotação de Vénus e Úrano oposto aos outros planetas.

×