Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gustave courbet

6,702 views

Published on

  • Be the first to comment

Gustave courbet

  1. 1. Gustave Courbet<br />Uma visãorealista do mundo<br />
  2. 2. Gustavo Courbet (Ornans, 10 de Junho de 1819 — La Tour-de-Peilz, 31 de Dezembro de 1877) foi um pintor anarquista francês pertencente à escola realista. Foi acima de tudo um pintor de paisagens campestres e marítimas onde o romantismo e idealização da altura são substituídos por uma representação da realidade fruto de observação directa. Esta busca da verdade é transposta para a tela em pinceladas espontâneas que não deixam de lado os aspectos menos estéticos do que é observado.<br />
  3. 3. Courbet nasceu numa família de proprietários de terra de Besançon, na França. Depois de frequentar um colégio na mesma cidade, começou a ter aulas de pintura e iniciou seus estudos de direito em Paris. Finalmente decidiu estudar desenho e pintura por iniciativa própria, copiando os grandes mestres no Louvre, principalmente Hals e Velázquez. <br />Gustave Courbet 1819 - 1877<br />
  4. 4. Suas primeiras obras foram uma série de auto-retratos. Em 1844 expôs pela primeira vez no Salão de Paris e dois anos mais tarde apresentou os quadros Enterro em Ornans e O Ateliê do Artista, que lhe custaram críticas severas e a recusa do Salão de Paris devido aos seus temas demasiadamente prosaicos. Courbet não se deu por vencido e construiu um pavilhão perto do Salão, onde expôs quarenta e quatro de suas obras, que chamou de realista, fundando assim esse movimento.<br />
  5. 5. Enterro em Ornans -1850<br />
  6. 6. O Ateliê do Artista 1855<br />
  7. 7. "O Desespero" (1845), auto retrato de Courbet<br />
  8. 8. Courbet foi um artista totalmente livre que denunciou as injustiças e crueldades sociais da sua época. Como tal, a sua obra tem apenas uma finalidade: a verdade . E choca, ora pela banalidade do assunto, ora pela sua atitude. Por ser como é e por querer evidenciar aquilo que todos teimam em ignorar, Courbet foi essencialmente um auto-didacta . Aquilo que sabe, aprendeu, sobretudo, no Museu do Louvre, a copiar as grandes obras de artistas como Velásquez, Goya e outros. <br />
  9. 9. A Origem do Mundo, Museu de Orsay — Paris<br />
  10. 10. O sono, Mus. do Petit Palais — Paris<br />
  11. 11. Os Britadores de Pedra , 1849 Courbet captou, neste quadro, o duro labor dos pedreiros, chamando a atenção para a deplorável situação social desta classe. <br />Contraste de idades <br />Pessoas humildes, anônimas <br />Cor: castanhos, cinzentos…<br />
  12. 12. Mulheres peneirando trigo, Mus. de Belas-Artes — Nantes<br />
  13. 13. “ Ser capaz de refletir os costumes, as idéias, o aspecto da minha época; ser não só um pintor, mas também um homem; numa palavra: fazer arte viva. Esse é o meu objetivo.” <br />Gustave Courbet <br />Retrato de Gustave Courbet, Félix Nadar <br />
  14. 14. “ Jamais poderei pintar um anjo porque nunca vi nenhum ” <br />Gustave Courbet <br />Fim<br />
  15. 15. Alunos :AdrianoAllanLuis FelipeWandreyWashingtonTurma:2º 06<br />

×