Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Das mídias de função de massa às mídias de função pós-massiva José Erigleidson Seminário  A educação a distância e a forma...
Das mídias de função de massa às mídias de função pós-massiva José Erigleidson JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TR...
<ul><ul><li>Apresentação </li></ul></ul><ul><ul><li>Objetivo da palestra </li></ul></ul><ul><ul><li>Estrutura da palestra ...
<ul><ul><li>As mídias e a EaD possuem uma relação histórica; </li></ul></ul><ul><ul><li>As mídias servem de suporte materi...
<ul><ul><li>As mídias possibilitam novas formas de relação social/interação; </li></ul></ul><ul><ul><li>As mídias  condici...
<ul><li>Mídia =meio  </li></ul><ul><li>Composta por: </li></ul><ul><li>Tecnologia </li></ul><ul><li>Sistema de símbolos  <...
<ul><ul><li>Mídias de função massiva </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  Emissão centralizada para um grande núme...
<ul><li>Prensa gráfica </li></ul><ul><li>Telégrafo e telefone (a mídia  conversacional) </li></ul><ul><li>Fotografia, Cine...
Telefone > um para um Rádio, TV e Cinema > um para muitos Internet > muitos para muitos   (Clay Shirky)
 
<ul><ul><li>Cultura de massa </li></ul></ul><ul><ul><li>Cultura das mídias  </li></ul></ul><ul><ul><li>Cibercultura  </li>...
<ul><ul><li>Liberação do polo de emissão </li></ul></ul><ul><ul><li>Conectividade </li></ul></ul><ul><ul><li>Reconfiguraçã...
(Marco Silva) A COMUNICAÇÃO MODALIDADE UNIDIRECIONAL MODALIDADE INTERATIVA MENSAGEM: fechada, imutável, linear, seqüencial...
MASSIVA  PÓS-MASSIVA Recepção Interatividade
Livros Apostilas Fitas de áudio Rádio Televisão Video conferência Fitas de vídeo CD Webconferência Internet Mundos virtuais
       Correspondência Rádio  TV Fitas de vídeo Fitas de áudio TV a cabo CD-ROM Internet Cultura de Massa Cultura das mídi...
 
Créditos  James Duncan Davidson/O'Reilly Media, Inc.
“ O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web - tendência que reforça o conceito de  tr...
Mas o que mudou  ?
Web 1.0  Produção de conteúdo centralizada Taxonomia Rede de computadores Complexidade  Web 2.0  Descentralizada a Folkson...
 
Colaboração Web 2.0 é
www.wikipedia.com
www.dotsub.com
Social Web 2.0 é
www.ning.com
www.secondlifebrasil.com.br
Conteúdo Web 2.0 é
www.flickr.com
Simplicidade Web 2.0 é
www.blogger.com
Plataforma Web 2.0 é
www.docs.google.com   www.thinkfree.com
www.zoho.com  -  www.picnik.com/
Folksonomia Web 2.0 é
Nuvens de tags Del.icio.us
Nuvens de tags www.flirckr.com
Participação-intervenção   Bidirecionalidade-hibridação   Permutabilidade-potencialidade
MÍDIAS DE FUNÇÃO PÓS-MASSIVA & EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
O que as mídias de função pós-massiva representam para a Educação a Distância? Marco Silva APRENDIZAGEM MODALIDADE TRADICI...
Outras justificativas Coerência com as teorias da Aprendizagem (Sócio-construtivismo, Construtivismo, Cognição Distribuída...
Unidirecional Rede Professor é o centro Foco é no aluno MASSIVA  PÓS-MASSIVA
“ Curso Inteligência Coletiva e ambientes virtuais da aprendizagem ” Conselho Superior da Justiça do Trabalho
Blogs Social bookmark Biblioteca colaborativa Wiki Folksonomia Fóruns
Blogosfera do curso
Social bookmark
Social bookmark  (Plugin para Moodle)
Biblioteca colaborativa
Wiki
Tendências
Tendências Recursos Educacionais Abertos Redes sociais M-Learning Mundos Virtuais Web Semântica inteligência coletiva  Rea...
Tendências
Tendências
Tendências
Tendências
Tendências
Tendências
www.livemocha.com
O que isso representa para as Escolas do Poder Público????
[email_address]
Referências LEMOS, Andre. Ciber-cultura-remix. In: Araújo, Denize Correa (org.). Imagem(Ir) realidade: comunicação e ciber...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva

2,489 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

EaD: das mídias de função massiva às mídias de função pós-massiva

  1. 1. Das mídias de função de massa às mídias de função pós-massiva José Erigleidson Seminário A educação a distância e a formação de agentes públicos Rede de Escolas de Agentes Públicos de Minas Gerais-REAP-MG
  2. 2. Das mídias de função de massa às mídias de função pós-massiva José Erigleidson JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 2ª REGIÃO Programa de Tecnologias da Inteligência e Design Digital/ Aprendizagem e Semiótica Cognitiva Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  3. 3. <ul><ul><li>Apresentação </li></ul></ul><ul><ul><li>Objetivo da palestra </li></ul></ul><ul><ul><li>Estrutura da palestra </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Panorama das mídias </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mídias e EaD </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tendências </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Bate-papo </li></ul></ul></ul>
  4. 4. <ul><ul><li>As mídias e a EaD possuem uma relação histórica; </li></ul></ul><ul><ul><li>As mídias servem de suporte material para as abordagens pedagógicas; </li></ul></ul><ul><ul><li>As mídias possibilitam novas formas de ensinar e aprender; </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><ul><li>As mídias possibilitam novas formas de relação social/interação; </li></ul></ul><ul><ul><li>As mídias condicionam uma nova cultura; </li></ul></ul><ul><ul><li>Para pensar o potencial pedagógico das mídias. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>Mídia =meio </li></ul><ul><li>Composta por: </li></ul><ul><li>Tecnologia </li></ul><ul><li>Sistema de símbolos </li></ul><ul><li>Capacidade de processamento </li></ul><ul><li>(Tori) </li></ul>
  7. 7. <ul><ul><li>Mídias de função massiva </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  Emissão centralizada para um grande número de receptores (TV, rádio, jornal) </li></ul><ul><ul><li>Mídias de função pós-massiva </li></ul></ul><ul><ul><li>Emissão descentralizada (blogs, wikis, podcasts) </li></ul></ul><ul><ul><li>(André Lemos) </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Prensa gráfica </li></ul><ul><li>Telégrafo e telefone (a mídia conversacional) </li></ul><ul><li>Fotografia, Cinema </li></ul><ul><li>Rádio e TV </li></ul><ul><li>(Clay Shirky) </li></ul><ul><li>INTERNET </li></ul><ul><li>  </li></ul>Cenário da mídia no Século XX
  9. 9. Telefone > um para um Rádio, TV e Cinema > um para muitos Internet > muitos para muitos   (Clay Shirky)
  10. 11. <ul><ul><li>Cultura de massa </li></ul></ul><ul><ul><li>Cultura das mídias </li></ul></ul><ul><ul><li>Cibercultura </li></ul></ul><ul><ul><li>(Lucia Santaella) </li></ul></ul>
  11. 12. <ul><ul><li>Liberação do polo de emissão </li></ul></ul><ul><ul><li>Conectividade </li></ul></ul><ul><ul><li>Reconfiguração dos formatos midiáticos </li></ul></ul><ul><ul><li>(André Lemos) </li></ul></ul>
  12. 13. (Marco Silva) A COMUNICAÇÃO MODALIDADE UNIDIRECIONAL MODALIDADE INTERATIVA MENSAGEM: fechada, imutável, linear, seqüencial MENSAGEM: modificável, em mutação, na medida em que responde às solicitações daquele que a manipula EMISSOR: contador de histórias, narrador que atrai o receptor para seu universo mental, seu imaginário. EMISSOR: “ designer de software ” , constrói uma rede (não uma rota) e define um conjunto de territórios a explorar,. RECEPTOR: assimilador passivo RECEPTOR: “ usuário ” , manipula a mensagem como co-autor, co-criador, verdadeiro conceptor.
  13. 14. MASSIVA PÓS-MASSIVA Recepção Interatividade
  14. 15. Livros Apostilas Fitas de áudio Rádio Televisão Video conferência Fitas de vídeo CD Webconferência Internet Mundos virtuais
  15. 16.       Correspondência Rádio TV Fitas de vídeo Fitas de áudio TV a cabo CD-ROM Internet Cultura de Massa Cultura das mídias Cibercultura WEB 2.0 FUNÇÃO MASSIVA FUNÇÃO PÓS-MASSIVA
  16. 18. Créditos James Duncan Davidson/O'Reilly Media, Inc.
  17. 19. “ O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web - tendência que reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais ” Folha de São Paulo on-line
  18. 20. Mas o que mudou ?
  19. 21. Web 1.0 Produção de conteúdo centralizada Taxonomia Rede de computadores Complexidade Web 2.0 Descentralizada a Folksonomia Rede + Plataforma Simplicidade
  20. 23. Colaboração Web 2.0 é
  21. 24. www.wikipedia.com
  22. 25. www.dotsub.com
  23. 26. Social Web 2.0 é
  24. 27. www.ning.com
  25. 28. www.secondlifebrasil.com.br
  26. 29. Conteúdo Web 2.0 é
  27. 30. www.flickr.com
  28. 31. Simplicidade Web 2.0 é
  29. 32. www.blogger.com
  30. 33. Plataforma Web 2.0 é
  31. 34. www.docs.google.com www.thinkfree.com
  32. 35. www.zoho.com - www.picnik.com/
  33. 36. Folksonomia Web 2.0 é
  34. 37. Nuvens de tags Del.icio.us
  35. 38. Nuvens de tags www.flirckr.com
  36. 39. Participação-intervenção   Bidirecionalidade-hibridação   Permutabilidade-potencialidade
  37. 40. MÍDIAS DE FUNÇÃO PÓS-MASSIVA & EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
  38. 41. O que as mídias de função pós-massiva representam para a Educação a Distância? Marco Silva APRENDIZAGEM MODALIDADE TRADICIONAL MODALIDADE INTERATIVA RACIONAL: organiza, sintetiza, hierarquiza, causualiza, explica. INTUITIVA:conta com o inesperado, o acaso, junções não-lineares, o ilógico. LÓGICO-MATEMÁTICA:dedutiva, sequencial,demonstrável, quantificável. MULTISSENSORIAL:dinamiza interações de múltiplas habilidades sensoriais. REDUCIONISTA-DISJUNTIVA: na base do ou...ou, separa corpo e mente, razão e objeto, intectual e espiritual, emissão e recepção, lógico e intuitivo. CONEXIAL: na base do e...e, justapõe por algum tipo de analogia, perfazendo roteiros originais (não previstos),colagens, significações, para a rede de relações. CENTRADA:parâmetros, coerência, delimitação, transcedência. ACENTRADA: coexiste muitos centros PROCEDIMENTO:trasmissão, exposição oral, leitura linear, livresca, memorização, repetição PROCEDIMENTO:navegação, experimentação, simulação, participação, bidirecionalidade, co-autoria.
  39. 42. Outras justificativas Coerência com as teorias da Aprendizagem (Sócio-construtivismo, Construtivismo, Cognição Distribuída) Favorece a avaliação formativa Favorece a sociabilidade Aluno como produtor de conteúdo Contribui para a criação de um entorno social para a aprendizagem
  40. 43. Unidirecional Rede Professor é o centro Foco é no aluno MASSIVA PÓS-MASSIVA
  41. 44. “ Curso Inteligência Coletiva e ambientes virtuais da aprendizagem ” Conselho Superior da Justiça do Trabalho
  42. 45. Blogs Social bookmark Biblioteca colaborativa Wiki Folksonomia Fóruns
  43. 46. Blogosfera do curso
  44. 47. Social bookmark
  45. 48. Social bookmark (Plugin para Moodle)
  46. 49. Biblioteca colaborativa
  47. 50. Wiki
  48. 51. Tendências
  49. 52. Tendências Recursos Educacionais Abertos Redes sociais M-Learning Mundos Virtuais Web Semântica inteligência coletiva Realidade Aumenta
  50. 53. Tendências
  51. 54. Tendências
  52. 55. Tendências
  53. 56. Tendências
  54. 57. Tendências
  55. 58. Tendências
  56. 59. www.livemocha.com
  57. 60. O que isso representa para as Escolas do Poder Público????
  58. 61. [email_address]
  59. 62. Referências LEMOS, Andre. Ciber-cultura-remix. In: Araújo, Denize Correa (org.). Imagem(Ir) realidade: comunicação e cibermídia. Porto Alegre: Sulina, 2006. Disponível em: http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/andrelemos/remix.pdf . Acesso em 15/04/2010 _________.Cidade e mobilidade.Telefones celulares, funções pós-massivas e territórios informacionais . In: Matrizes, Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação., USP, ano 1, n.1, São Paulo, 2007. Disponível em: http://www.intermidias.com/txt/ed9/cidade%20e%20mobilidade_andrelemos.pdf SANTAELLA, Lucia. Cultura e Artes do Pós-humano: da cultura das mídias à cibercultua.São Paulo:Paulus, 3ª ed., 2008. SHIRKY, Clay. How social media can make history (Vídeo). TED-Technology, Entertainment, Design. Disponível em ttp://www.ted.com/talks/clay_shirky_how_cellphones_twitter_facebook_can_make_history.html SILVA, Marco. Sala de Aula Interativa. 4ª ed. Rio de Janeiro: Quartet, 2006. TORI, Romero. Educação sem distâncias:as tecnologias interativas na redução de distâncias em ensino e aprendizagem.São Paulo:SENAC,2010.

×