Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Projeto Urucuia: Palestra Prof. Everardo Mantovani em Correntina, BA.

132 views

Published on

Palestra sobre o futuro da agricultura irrigada no Oeste da Bahia. Prof. Everardo Mantovani. Correntina, BA. marco de 2018.

Published in: Environment
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Projeto Urucuia: Palestra Prof. Everardo Mantovani em Correntina, BA.

  1. 1. O futuro da agricultura irrigada no Oeste da Bahia Everardo Mantovani Professor Titular Sênior do DEA/UFV Diretor Geral da IRRIPLUS Coordenador do Estudo de Recursos Hídricos do Oeste da Bahia 23.03.2018 Correntina, BA
  2. 2. INTRODUÇÃO - AGRICULTURA IRRIGADA REGIÃO OESTE DA BAHIA PROGRAMA DA APRESENTAÇÃO ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA ÁGUA MÃO DE OBRA NOVAS TECNOLOGIAS ENERGIA CONCLUSÕES Universidade Federal de Viçosa - UFV
  3. 3. INTRODUÇÃO AGRICULTURA IRRIGADA
  4. 4. 05 a 07/12/2017 - • TEMA COMPLEXO E DESAFIANTE; • FUTURO É SEMPRE UM DESAFIO E UM RISCO; • FALAR DO PASSADO/PRESENTE É MAIS TRANQUILO.I N T R O D U Ç Ã O FUTURO DA IRRIGAÇÃO: Fonte: Everardo Mantovani Palestra CONIRD, 2015
  5. 5. Agricultura Tropical • Ciclos definidos pela disponibilidade de ÁGUA • IRRIGAÇÃO → Tecnologia para quebrar este ciclo SAFRA ÚNICA 2ª SAFRA (PARCIAL) DUAS SAFRAS (área total) PRODUÇÃO CONTÍNUA AGRICULTURA IRRIGADA EVOLUÇÃO I N T R O D U Ç Ã O
  6. 6. AREA IRRIGADA NO MUNDO (FAO-2012) I N T R O D U Ç Ã O Área maior 500 ha No PAÍS ÁREA IRRIGADA (ha) TOTAL 319.461.700 1 China 69.007.000 2 Índia 66.700.000 3 Estados Unidos 26.400.000 4 Paquistão 20.200.000 União Européia 15.453.982 5 Irã 9.553.000 6 México 6.500.000 7 Brasil 5.400.000 8 Indonésia 6.722.000 9 Tailândia 6.415.000 10 Bangladesh 5.300.000 11 Turquía 5.215.000 12 Rússia 4.300.000 13 Vietnã 4.600.000 14 Uzbequistão 4.215.000 15 Itália 3.950.000 16 Espanha 3.800.000 17 Egito 3.650.000 18 Iraque 3.525.000 19 Afeganistão 3.208.000 20 Roménia 3.149.000 21 Peru 2.580.000 22 França 2.695.000 23 Japão 2.469.000 24 Ucrânia 2.167.000 25 Argentina 2.360.000 26 Birmânia 2.295.000 27 Cazaquistão 2.066.000 28 Turquemenistão 1.995.000 29 Sudão 1.890.000 30 África do Sul 1.670.000 31 Marrocos 1.485.000 32 Filipinas 1.627.000 33 Arábia Saudita 1.620.000 34 Equador 1.500.000 35 Grécia 1.555.000 36 Coreia do Norte 1.460.000 37 Síria 1.428.000 38 Azerbaijão 1.427.700 39 Nepal 1.332.000 40 Colômbia 1.090.000 41 Chile 1.110.000 42 Madagáscar 1.086.000 43 Venezuela 1.055.000 44 Quirguistão 1.023.300 45 Canadá 870.000 46 Cuba 870.000 47 Coréia do Sul 778.000 48 Tajiquistão 742.000 49 Nova Zelândia 721.000 50 Iémen 680.000 51 Alemanha 650.000 52 Argélia 570.000 53 Sri Lanka 570.000 54 Portugal 540.000 55 Outras 7.411.718 56 Outros EU 2.263.982 Posição ÁREA IRRIGADA (ha) Posição A.Latina ATÉ 2012 Mundo 20 países FAO 237 países 24.348.500 1 México 6.500.000 7 2 Brasil 5.400.000 9 3 Peru 2.580.000 22 4 Argentina 2.360.000 24 5 Equador 1.500.000 34 6 Chile 1.110.000 40 7 Colômbia 1.090.000 41 8 Venezuela 1.055.000 43 9 Cuba 870.000 46 10 Guatemala 337.500 65 11 Rep.Dominicana 307.000 68 12 Bolívia 300.000 69 13 Uruguai 238.000 73 14 Nicarágua 199.000 77 15 Paraguai 136.200 84 16 Costa Rica 101.500 93 17 Haiti 97.000 96 18 Honduras 90.000 103 19 El Salvador 45.200 117 20 Panamá 32.100 121 TOTAL PAÍS AMÉRICA LATINA
  7. 7. Agricultura Irrigada • Pela capacidade de produção continuada e intensiva, a agricultura irrigada é um dos investimentos com maior retorno do ponto de vista econômico e social. • Análises indicam que sem a agricultura irrigada não há como fechar o importante binômio DEMANDA x OFERTA DE ALIMENTOS. ESTUDO FAO - 2050 I N T R O D U Ç Ã O Prof Fernando Pruski Professor DEA/UFV Coordenador Estudos dos Rec.Hídricos Superficiais do Oeste da Bahia AIBA/PRODEAGRO - UFV IRRIGAÇÃO: PRÁTICA TECNOLÓGICA QUE QUANDO BEM USADA* PERMITE O MAIOR AUMENTO DE PRODUTIVIDADE COM O MENOR IMPACTO AMBIENTAL. * BEM USADA: Está associada não apenas ao aumento de eficiência do sistema de irrigação mas também o uso em locais em que a disponibilidade seja suficiente para suprir a demanda!
  8. 8. REGIÃO OESTE DA BAHA
  9. 9. O E S T E D A B A H I A A Região OESTE DA BAHIA • Cerca de 2,4 milhões de hectares com agricultura; • Agricultura irrigada: 160.000 ha (6,7 %);  Fronteira agrícola consolidada;  Posição geográfica estratégica;  Clima, solo e topografia favoráveis;  Tecnologia + Capital Humano;  5 safras/2 anos;  “Terra” do pivô central;  Alta eficiência de irrigação: manejo profissional crescente GRANDE DEMANDA: CRESCIMENTO DA AGRICULTURA IRRIGADA • 1345 pivôs centrais totalizando 150 mil ha irrigados (94%); • Principais culturas: soja, milho, algodão, feijão, café, arroz e frutas.
  10. 10. ESTIMATIVA DE RENTABILIDADE DA AGRICULTURA IRRIGADA ÁREA (ha) 2.240.000 160.000 2.400.000 Percentual 93,3% 6,7% PIB (bilhões) 6,99 2,50 9,48 VBP (R$/ha/ano) R$6.988.800.000,00 R$2.496.000.000,00 Percentual 73,7% 26,3% Uma grande limitação! ACESSO A ÁGUA Cálculos preliminares! • Rotação soja-milho-feijão(2)-algodão; • Produtividades e valores normais de áreas irrigadas; • Área total de 2,4 milhões de ha e 160 mil ha irrigados; Com estudos e informações: água transforma em insumo! OPORTUNIDADE CC
  11. 11. O E S T E D A B A H I A 14 2 3 5 6 7 9 10 12 13 11 8 14 ESTIMATIVA DE RENTABILIDADE DA AGRICULTURA IRRIGADA
  12. 12. ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA
  13. 13. ESTUDOS – SOLUÇÕES - TECNOLOGIA E N T R A V E S MÃO DE OBRA FUTURO DA IRRIGAÇÃO PASSA POR ENTENDER E ATUAR NOS ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA ÁGUA ENERGIA … NOVAS TECNOLOGIAS ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA
  14. 14. HIDROGRAFIA BARRAMENTOS AQUÍFEROS RECURSOS HÍDRICOS GUARANI URUCUIA A UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL ESTUDOS E TECNOLOGIA Á G U A
  15. 15. Projeto Oeste da Bahia P R O J E T O EVENTO SUSTENTABILIDADE UFV maio/2016 e junho/2017 RESULTADO: PROPOSTA DE UM PROJETO PARA ESTUDAR A DISPONIBILIDADE DE RECURSOS HÍDRICOS NO OESTE DA BA - Importância econômica e social da agricultura do Oeste da BA – AIBA (Sr. Celestino Zanella)
  16. 16. AQUÍFERO URUCUIA • Estados: MA, TO, PI, BA , MG e GO; • Cerca de 80% na região Oeste da Bahia; • Área estimada de 12 milhões de ha; • Geologia e hidrogeologia: em estudo; • Espessura máx. estimada: em estudo; Recursos Hídricos no Oeste da Bahia QUAL A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA PARA IRRIGAÇÃO E OUTROS USOS? BACIAS DOS RIOS GRANDE, CORRENTE E CARINHANHA COMO ORGANIZAR OS USOS? AUTORIZAÇÃO DE USO? FUNDAMENTAL: INFORMAÇÃO! ESTUDOS CIENTÍFICOS DE DISPONIBILIDADE HÍDRICA P R O J E T O Projeto Oeste da Bahia
  17. 17. ESTUDO DO POTENCIAL HÍDRICO DA REGIÃO OESTE DA BAHIA: QUANTIFICAÇÃO E MONITORAMENTO DA DISPONIBILIDADE DOS RECURSOS DO AQUÍFERO URUCUIA E SUPERFICIAIS NAS BACIAS DOS GRANDE, CORRENTE E CARINHANHA. UFV UFRJ TRABALHANDO A PARCERIA OUTROS ETAPA 2 – MONITORAMENTO E GOVERNANÇA. P R O J E T O APOIO: Projeto Oeste da Bahia
  18. 18. PROJETO E SUBPROJETOS 1. Modelagem hidrogeológica para definição do uso sustentável sistema aquífero Urucuia: Coordenadores Prof. Eduardo Marques (UFV) - Prof. Gerson Silva Filho (UFRJ); 2. Quantificação da disponibilidade hídrica superficial nas bacias dos rios Grande, Corrente e Carinhanha: Coordenador Prof. Fernando Pruski (UFV); 3. Estudo de uso do solo e mensuração do potencial de fixação do carbono no solo em áreas irrigadas no Oeste da BA: Coordenador Prof. Marcos Costa (UFV); Equipe Técnica com mais de 40 PESQUISADORES/BOLSISTAS ESTUDO DO POTENCIAL HÍDRICO DA REGIÃO OESTE DA BAHIA: QUANTIFICAÇÃO E MONITORAMENTO DA DISPONIBILIDADE DOS RECURSOS DO AQUÍFERO URUCUIA E SUPERFICIAIS NAS BACIAS DOS GRANDE, CORRENTE E CARINHANHA. Coordenação Geral Prof. Everardo Mantovani (UFV) - Prof. Aziz Silva JR (UFV/IWFF-UNL) CONTINUIDADE: MONITORAMENTO E GOVERNANÇA P R O J E T O
  19. 19. FORMATO DOS PRODUTOS IDEM PARA ÁGUA SUBTERRÂNEA! P R O J E T O
  20. 20. Projeto Oeste da Bahia Visita Técnica à Nebraska-EUA Abril 2017 UFV, UFRJ, AIBA, ABAPA, SIND. RURAL LEM, SEAGRI, SEMA, SIRHS, INEMA, ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA BA. OBJETIVOS ATINGIDOS: • Conhecer o sistema de gestão hídrica do Estado do Nebraska-Oeste EUA; • Apresentação do projeto e a região Oeste da BA no Fórum Internacional; • Integração entre as instituições, gestores e pesquisadores participantes da visita em prol do projetos e seus objetivos. TRABALHANDO A PARCERIA COM IWFF-UNL
  21. 21. PARCERIA COM ESTADOS DE NEBRASKA - EUA • Nebraska → exemplo de gestão hídrica • Irrigação: cerca de 3 a 4 milhões ha  Maior área irrigada dos EUA (16%);  Irrigação é a base da economia;  Irrigação: 90% do uso d`água; • 2º maior produtor de etanol, 3º maior de milho e 1º de carne bovina; • Aquífero Ugallalla:  100.000 poços;  Atende 90 a 95% da irrigação • IWFF: Robert B. Daugherty Water for Food Global Institute da UNL; • Parceria para intercambio técnico, experiência de gestão, recursos... Aquífero Ugallala N E B R A S K A
  22. 22. • GESTÃO: Criação dos Distritos de Recursos Naturais (NRD) foi para gerenciar e solucionar os problemas de recursos hídricos relacionados a enchentes, erosão, irrigação e esgotamento das reservas de águas subterrâneas. • CONFLITOS: Nas décadas de 60 e 70 aumentou significativamente o número de poços perfurados e a taxa de bombeamento de águas subterrâneas; DISTRITOS DE RECURSOS NATURAIS NRD N E B R A S K A Gestão dos Recursos Hídricos no Estado de Nebraska - EUA
  23. 23. Agências responsáveis pela Gestão de Águas Qualidade das Águas Superficiais: NDEQ Depto de Qualidade Ambiental Águas Superficiais: NeDNR – Departamento de Recursos Naturais do Estado de Nebraska Águas Subterrâneas: NRD Distritos de Recursos Naturais Qualidade das Águas Subterrâneas: NRD e NDEQ Gestão dos Recursos Hídricos no Estado de Nebraska - EUA N E B R A S K A
  24. 24. 742 mil ha DISTRITO DE RECURSOS NATURAIS NRD Rede monitoramento de águas subterrâneas MONITORAMENTO ÁGUAS SUBTERRÂNEAS N E B R A S K A SISTEMA DE GESTÃO DO NEBRASKA É UM EXEMPLO E NÃO A SOLUÇÃO! Gestão dos Recursos Hídricos no Estado de Nebraska - EUA
  25. 25. Visita dos Técnicos Nebraska-EUA à Bahia Fev/Mar 2018 Projeto Oeste da Bahia IWFF-UNL, NRD, DRN-NE e PRODUTORES. OBJETIVOS : • Discussão sobre a visão e do sistema de gestão dos recursos hídricos no estado de Nebraska - EUA; • Integração IWFF e UNL no projeto; • Discussão das próximas etapas do projeto relacionadas ao MONITORAMENTO E GOVERNANÇA http://www.agroplusufv.com.br/projeto-urucuiaPALESTRAAPRESENTADAS:
  26. 26. Caminho do PROJETO OESTE DA BAHIA CONCEPÇÃO DO PROJETO LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO (REVISÃO) 1 DEFINIÇÃO DE DISPONIBILIDADE HÍDRICA 6 LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES (CAMPO) 3 ANÁLISE DE INFORMAÇÕES 4 ENVOLVIMENTO DE PARCEIROS E GESTORES 2 CONCLUSÕES E DISCUSSÃO COM PARCEIROS 5 SOCIALIZAR A INFORMAÇÃO CONFIABILIDADE 7 MONITORAMENTO PARA GARANTIR DISPONIBILIDADE 8 SEGUNDA E TERCEIRA ETAPAS PRIMEIRA ETAPA (2017-2018) ENTREGA DO ESTUDO GOVERNANÇA PARA GARANTIR A SUSTENTABILIDADE 9
  27. 27. ESTUDOS MONITORAMENTO GOVERNANÇA SOLUÇÃO SEGURANÇA PLANO SITUAÇÃO GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS CAPACITAÇÃO " ESTRUTURAÇÃO DAS AÇÕES ESTRATÉGICAS" CURSO PÓS-GRADUAÇAO FORMAÇÃO DE LIDERES P R O J E T O
  28. 28. • Custo mão de obra tem alterado toda lógica de projetos em relação aos sistemas de irrigação e sua operação; • Necessidade de oferecer ao cliente informações objetivas de diferentes opções de automação, informando o impacto no custo de implantação e operação: Payback! • Treinamento do pessoal da fazenda na operação e manutenção do sistema; • Nova fronteira da agricultura 4.0 – Automação, sensoriamento remoto, IA ... M Ã O D E O B R A ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA: MÃO DE OBRA
  29. 29. ANÁLISE REVISTA ITEM: www.abid.org.br M Ã O D E O B R A ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA: MÃO DE OBRA
  30. 30. • Ritmo de inovações e possibilidades tem crescido de forma exponencial; • Exemplo: Inversor de frequência, Estações remotas de controle ... • Acabou projetos padronizados de equipamentos em relação a tamanho, lâmina, emissores etc; Pivô central: Comum: 80 a 120 ha; Hoje: viabilidade para áreas de 10, 20 ou 30 ha ou 150, 200, 250 ha Emissores: grande possibilidade. Novos emissores, ...; Plantio circular: - Normal no Brasil para café e um pouco de citros; - Possibilidade de aplicação para cana, grãos, fibras... • Infraestrutura de transmissão de dados: INFOVIAS; • Pivô x gotejamento (enterrado ou não): Tecnologias complementares e estão sendo colocadas como “adversários”; Conhecer para discutir e ver melhor opção; N O V A S T E C N O L O G I A S ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA: NECESSIDADE DE NOVAS TECNOLOGIAS
  31. 31. • Panorama mundial:  Energia elétrica: preço muito alto com tendência crescente;  Diesel: Cerca de três vezes mais caro (Brasil) • Soluções: Gestão eficiente da irrigação: por exemplo trabalho da IRRIGER; Uso de equipamentos de alta performance: pivô central, motores, bombas, inversor de frequência etc;  Nova fronteira da energia: solar, eólica e biomassa; E N E R G I A ENTRAVES DA AGRICULTURA IRRIGADA: ENERGIA
  32. 32. Histórico de preço de energia R$ 0.159 R$ 0.177 R$ 0.170 R$ 0.199 R$ 0.178 R$ 0.198 R$ 0.197 R$ 0.214 R$ 0.247 R$ 0.447 R$ 0.379 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Horo-sazonal verde - Fora de Ponta (R$/kWh) - Cemig 77% de aumento entre 2013 e 2016 E N E R G I A
  33. 33. Soluções: Nova fronteira da energia: solar, eólica e biomassa ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA • SOLUÇÃO CADA DIA MAIS VIÁVEL: TECNOLOGIA + LEGISLAÇÃO; • VIABILIDADE ATUAL DEPENDE: LINHAS DE CRÉDITO ESPECIAIS • 3 EXEMPLOS 1 1.750 14 4.900 R$408.598,31 2 698 7 1.030 R$142.040,64 3 156 3 240 R$11.559,74 Conta energia Nov/2017 FAZENDA ÁREA (ha) Pivôs Demanda (kW) E N E R G I A
  34. 34. FAZENDA 1 FAZENDA 2 FAZENDA 3 E N E R G I A
  35. 35. ENERGIA: RESULTADOS USO ENERGIA FOTOVOLTAICA TOTAL RESIDUÁRIA Com U.F. Sem U.F. R$/kWh kWh/ano kWh/mês KWh/mês kWh/mês R$/ano R$/ano R$/ano 7.760.160 646.680 1.018.333 371.653 1.010.988,33 2.770.116,73 1.759.128,40 1.673.760 139.480 383.583 244.103 664.020,10 1.043.440,86 379.420,76 395.616 32.968 77.000 44.032 119.777,85 209.458,91 89.681,06 Produção Energia da Unidade Fotovoltáica (UF)ANO Consumo médio de Energia F.P. PAYBACK 9 anos Economia com a implantacao da U.F. por ano Preço ENERGIA Despesa com Energia F.P. ao ano 2017 R$0,23 Projeto + placas + controles + conversores + subestação + cabeamento + suportes + instalação E N E R G I A
  36. 36. FUTURO DA IRRIGAÇÃO É DEPENDENTE DA SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO:  TRABALHAR O CONCEITO DE AGRICULTURA IRRIGADA;  PROJETOS E SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO EFICIENTES E EFICAZES;  MANEJO DA IRRIGAÇÃO É PEÇA FUNDAMENTAL;  TRABALHAR COM FOCO NAS QUESTÕES: • ÁGUA; • ENERGIA; • MÃO DE OBRA; • TECNOLOGIA. C O N C L U S Ã O CONCLUSÕES:
  37. 37. EVERARDO CHARTUNI MANTOVANI everardo@ufv.br everardo@Irriplus.com.br Viçosa MG Brasil OBRIGADO!

×