ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE
Gabinete da Deputada Estadual En...
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE
Gabinete da Deputada Estadual En...
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE
Gabinete da Deputada Estadual En...
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE
Gabinete da Deputada Estadual En...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Ofício wagner montes enfermeiro obstétrico

753 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
753
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ofício wagner montes enfermeiro obstétrico

  1. 1. ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE Gabinete da Deputada Estadual Enfermeira Rejane Rua Dom Manoel, s/n°, gabinete 409 – Pça. VX. Prédio anexo ao Palácio Tiradentes – CEP 200100-090 – RJ E-mail: enfermeirarejane@alerj.rj.gov.br Tel.: (21) 2588-1310 – Fax: (21) 2588-1667 Rio de Janeiro, 17 de julho de 2013. Ofício nº /2013. Senhor Deputado Estadual, C/C Direção do programa Balanço Geral RJ, da Rede Record Cumprimentando-o, venho expor e solicitar o que se segue. Foi divulgada matéria no último dia 16/07/2013 no programa Balanço Geral RJ, apresentado por V. Ex.ª, onde denunciou-se que Enfermeiros da rede municipal de saúde exerceriam, , em tese, as atividades próprias de médicos, em razão da insuficiência destes profissionais, ocasionada pela gestão das unidades de saúde do Município do Rio de Janeiro por Organizações Sociais de Saúde (OSS). É bandeira do meu mandato e do meu partido a prestação de saúde pública de forma universal, transparente, eficiente, proba e operada diretamente pelo SUS. Portanto, sempre posicionei-me contra este verdadeiro processo de privatização das unidades de saúde públicas observado no Município e no Estado. Todavia, em que pese concordar com a denúncia quanto à gestão da saúde pública pelas OSS, no que tange à atividade da equipe de Enfermagem, há equívocos nesta reportagem que devem ser sanados, de forma a manter a população telespectadora corretamente informada, bem como valorizar e fazer justiça a esta categoria profissional. Segundo veiculado na aludida matéria jornalística, os Enfermeiros lotados nos Programas de Saúde da Família (PSF) realizam os exames pré-natais e solicitam exames complementares, diante, em tese, da ausência de médicos nas referidas unidades. Entretanto, esta é uma informação dissociada da norma vigente. Exm.º Senhor WAGNER MONTES DD. Deputado Estadual do Rio de Janeiro
  2. 2. ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE Gabinete da Deputada Estadual Enfermeira Rejane Rua Dom Manoel, s/n°, gabinete 409 – Pça. VX. Prédio anexo ao Palácio Tiradentes – CEP 200100-090 – RJ E-mail: enfermeirarejane@alerj.rj.gov.br Tel.: (21) 2588-1310 – Fax: (21) 2588-1667 O artigo 11, da Lei 7.498/86 elenca todas as atribuições do Enfermeiro, tanto privativamente, quanto na condição de membro de equipe multidisciplinar de saúde. São as seguintes: Art. 11. O Enfermeiro exerce todas as atividades de enfermagem, cabendo- lhe: I - privativamente: a) direção do órgão de enfermagem integrante da estrutura básica da instituição de saúde, pública e privada, e chefia de serviço e de unidade de enfermagem; b) organização e direção dos serviços de enfermagem e de suas atividades técnicas e auxiliares nas empresas prestadoras desses serviços; c) planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços da assistência de enfermagem; d) (VETADO); e) (VETADO); f) (VETADO); g) (VETADO); h) consultoria, auditoria e emissão de parecer sobre matéria de enfermagem; i) consulta de enfermagem; j) prescrição da assistência de enfermagem; l) cuidados diretos de enfermagem a pacientes graves com risco de vida; m) cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica e que exijam conhecimentos de base científica e capacidade de tomar decisões imediatas; II - como integrante da equipe de saúde: a) participação no planejamento, execução e avaliação da programação de saúde; b) participação na elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde; c) prescrição de medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela instituição de saúde; d) participação em projetos de construção ou reforma de unidades de internação; e) prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar e de doenças transmissíveis em geral; f) prevenção e controle sistemático de danos que possam ser causados à clientela durante a assistência de enfermagem; g) assistência de enfermagem à gestante, parturiente e puérpera; h) acompanhamento da evolução e do trabalho de parto; i) execução do parto sem distocia; j) educação visando à melhoria de saúde da população.
  3. 3. ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE Gabinete da Deputada Estadual Enfermeira Rejane Rua Dom Manoel, s/n°, gabinete 409 – Pça. VX. Prédio anexo ao Palácio Tiradentes – CEP 200100-090 – RJ E-mail: enfermeirarejane@alerj.rj.gov.br Tel.: (21) 2588-1310 – Fax: (21) 2588-1667 Parágrafo único. As profissionais referidas no inciso II do art. 6º desta lei [Enfermeiros] incumbe, ainda: a) assistência à parturiente e ao parto normal; b) identificação das distocias obstétricas e tomada de providências até a chegada do médico; c) realização de episiotomia e episiorrafia e aplicação de anestesia local, quando necessária. Conforme se verifica da norma transcrita, em vigor desde 26/06/1986, bem como dos Protocolos de Enfermagem Obstétrica: Diretrizes Assistenciais aprovados pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, os Enfermeiros são aptos a exercer o acompanhamento da gestante no pré-natal, bem como solicitar exames de rotina e prescrever medicamentos previstos nos referidos protocolos de saúde, o reconhecimento de distocias obstétricas e a realização de parto normal sem distocia. Ademais, o Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro somente outorga o reconhecimento da especialidade em Obstetrícia ao profissional pós- graduado nesta área. Ao detectar o menor sinal de alteração das condições normais de evolução da gravidez, por meio de parâmetros apurados cientificamente e constantes dos Protocolos de Enfermagem Obstétrica: Diretrizes Assistenciais formulados pela equipe multiprofissional de saúde, o Enfermeiro é responsável por encaminhar a gestante ao médico para que ele exerça as funções que lhe competem. Desta sorte, em que pese veicular a vergonhosa situação que existe na saúde nos âmbitos Municipal e Estadual, principalmente após a entrega de suas unidades às OSS, a reportagem equivocou-se ao atribuir conduta “errônea” aos Enfermeiros, quando estes atuam de forma lícita, baseando-se na Lei 7.498/11 (exercício profissional da Enfermagem) e nos Protocolos de Enfermagem Obstétrica: Diretrizes Assistenciais do Município do Rio de Janeiro. V. Ex.ª, entendo e admiro sua preocupação com a precarização da saúde da nossa sofrida população, até porque esta é uma das bandeiras de minha luta política
  4. 4. ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA DEPUTADA ENFERMEIRA REJANE Gabinete da Deputada Estadual Enfermeira Rejane Rua Dom Manoel, s/n°, gabinete 409 – Pça. VX. Prédio anexo ao Palácio Tiradentes – CEP 200100-090 – RJ E-mail: enfermeirarejane@alerj.rj.gov.br Tel.: (21) 2588-1310 – Fax: (21) 2588-1667 e melhorar as condições do SUS é um dos objetivos do meu mandato, e justamente por essa razão que me sinto responsável por alertá-lo quanto aos equívocos veiculados pelo programa Balanço Geral RJ. Afinal, os Enfermeiros não estão exercendo ilegalmente a Medicina, mas o diametralmente oposto: exercem a Enfermagem em nível superior conforme os ditames legais, técnicos, científicos e éticos que compõem nossa categoria profissional. Outra questão que urge ser colocada é que, ao fazer a matéria, não foi oportunizado o direito de resposta. Foi entrevistada apenas a Presidente do CREMERJ, sem que oportunizasse ao Presidente do COREN/RJ a defesa da categoria como faço pela presente. Diante do exposto, solicito que V. Ex.ª retifique a matéria veiculada no programa Balanço Geral RJ, informando que os Enfermeiros estão técnica e legalmente aptos a exercer as atividades de acompanhamento do pré-natal, requisição de exames, prescrição de medicamentos e realização de parto normal, dentro das hipóteses legais e protocolares há muito estabelecidas. Atenciosamente, Enfermeira Rejane Deputada Estadual PCdoB/RJ

×