Xata06 0.2

633 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
633
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Xata06 0.2

  1. 1. CRIB: A Service Oriented Architecture for Digital Preservation Outsourcing
  2. 2. Conteúdo <ul><li>Vantagens dos Repositórios Digitais </li></ul><ul><li>Limitações dos actuais Repositórios Digitais </li></ul><ul><li>Estratégias de preservação baseadas em Migração </li></ul><ul><li>Introdução ao sistema CRiB </li></ul><ul><li>Conclusões </li></ul>
  3. 3. Vantagens dos Repositórios Digitais <ul><li>Grande volume de informação digital </li></ul><ul><li>Aumento exponencial do número de repositórios digitais </li></ul><ul><li>Economia de espaço físico de armazenamento </li></ul><ul><li>Facilidade de disseminação dos materiais </li></ul><ul><li>Tecnologia económica </li></ul><ul><ul><li>e.g. DSpace, Eprints, Fedora, Greenstone, etc. </li></ul></ul><ul><li>Impossibilidade de armazenar determinados materiais por meios analógicos (e.g. sítios Web, modelos 3D) </li></ul>
  4. 4. Número de Repositórios Institucionais
  5. 5. Limitações dos Repositórios Digitais <ul><li>Muito bons a arquivar e disseminar materiais digitais </li></ul><ul><li>Pobres no que toca à preservação dos materiais </li></ul><ul><ul><li>Não vão para além da normalização de formatos durante a ingestão de material </li></ul></ul><ul><ul><li>Pouca preocupação com a autenticidade e valor probatório dos materiais </li></ul></ul><ul><ul><li>Custos de preservação geralmente elevados </li></ul></ul>
  6. 6. Preservação Digital <ul><li>Preservação digital </li></ul><ul><ul><li>Conjunto de actividades responsáveis por garantir o acesso continuado à informação existente em formatos digitais </li></ul></ul><ul><li>Objecto digital </li></ul><ul><ul><li>Todo o objecto de informação que possa ser representado por uma sequência de dígitos binários (bit stream) </li></ul></ul><ul><ul><li>Documentos de texto , fotografias digitais, gráficos vectoriais , bases de dados, páginas Web, software </li></ul></ul>
  7. 7. Estratégias de preservação digital <ul><li>Emulação </li></ul><ul><ul><li>Software capaz de reproduzir o comportamento de uma plataforma de hardware e/ou software </li></ul></ul><ul><li>Encapsulamento </li></ul><ul><ul><li>Conservação junto do objecto digital de toda a informação necessária à sua interpretação </li></ul></ul><ul><ul><li>Conversores, visualizadores ou emuladores </li></ul></ul><ul><li>Migração </li></ul><ul><ul><li>Transferência periódica de material digital de uma configuração de hardware/software para uma outra </li></ul></ul>
  8. 8. Migração distribuída <ul><li>Rede distribuída de serviços de conversão </li></ul><ul><li>Vantagens </li></ul><ul><ul><li>Independente da plataforma </li></ul></ul><ul><ul><li>Redundância </li></ul></ul><ul><ul><li>Múltiplos caminhos de migração </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução de custos </li></ul></ul><ul><li>Desvantagens </li></ul><ul><ul><li>Largura de banda </li></ul></ul><ul><li>Exemplos </li></ul><ul><ul><li>PANIC </li></ul></ul><ul><ul><li>MyMorph (NLMed) </li></ul></ul><ul><ul><li>TOM </li></ul></ul>
  9. 9. Qual a melhor estratégia? <ul><li>Múltiplas alternativas existentes </li></ul><ul><li>Falta de aceitação universal </li></ul><ul><li>Depende dos requisitos individuais de cada organização </li></ul><ul><ul><li>Satisfação da comunidade de interesse </li></ul></ul><ul><ul><li>Características da colecção </li></ul></ul><ul><ul><li>Orçamento disponível </li></ul></ul>
  10. 10. CRiB: uma proposta! <ul><li>Extensão às actuais redes de conversão </li></ul><ul><li>Arquitectura Orientada ao Serviço ( SOA ) suportada por Web Services </li></ul><ul><li>Permite aos actuais repositórios: </li></ul><ul><ul><li>Realizar migrações de formatos </li></ul></ul><ul><ul><li>Determinar a quantidade de informação perdida numa migração </li></ul></ul><ul><ul><li>Documentar a intervenção de preservação </li></ul></ul><ul><ul><li>Obter sugestões de alternativas de migração adequadas ao problema de preservação em causa </li></ul></ul>
  11. 11. Arquitectura geral
  12. 12. A arquitectura detalhada
  13. 13. Metaconverter <ul><li>Interface entre o cliente e o sistema CRiB </li></ul><ul><ul><li>Trata-se de um Web service </li></ul></ul><ul><li>Geração e gestão de mensagens no interior do sistema </li></ul>
  14. 14. Service Registry <ul><li>Gestão de metainformação de suporte à descoberta de serviços </li></ul><ul><li>Baseado na norma UDDI </li></ul><ul><ul><li>Service, Business, Binding templates </li></ul></ul><ul><li>Elementos adicionais </li></ul><ul><ul><li>Formatos de partida/chegada (PRONOM) </li></ul></ul><ul><ul><li>Custo de utilização </li></ul></ul>
  15. 15. Migration Broker <ul><li>Responsável pela invocação de serviços de conversão </li></ul><ul><li>Medição da performance de cada serviço de conversão: </li></ul><ul><ul><li>Disponibilidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Estabilidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Escalabilidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Débito </li></ul></ul>
  16. 16. Object Evaluator <ul><li>Determina a quantidade de informação perdida na migração </li></ul><ul><li>Múltiplos critérios de avaliação / propriedades significativas </li></ul><ul><ul><li>Conteúdo textual, dimensões da página, nº de páginas, layout gráfico, tamanho da fonte, etc. </li></ul></ul><ul><li>Emissão de relatórios baseados no PREMIS Data Dictionary (Event entity): </li></ul><ul><ul><li>Data e hora da intervenção </li></ul></ul><ul><ul><li>Descrição dos agentes envolvidos </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipo de evento (e.g. migração) </li></ul></ul><ul><ul><li>Resultado da intervenção </li></ul></ul>
  17. 17. Format Evaluator <ul><li>Informa o sistema sobre o estado dos formatos digitais </li></ul><ul><ul><li>Cota de mercado </li></ul></ul><ul><ul><li>Nível de suporte </li></ul></ul><ul><ul><li>Especificação aberta? </li></ul></ul><ul><ul><li>Etc… </li></ul></ul><ul><li>Fontes de informação </li></ul><ul><ul><li>Base de dados com factos sobre formatos </li></ul></ul><ul><ul><li>Fontes dinâmicas de informação </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>PRONOM Registry </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Google Web APIs </li></ul></ul></ul>
  18. 18. Migration Advisor <ul><li>Geração de sugestões de alternativas de migração </li></ul><ul><li>Combina os requisitos de cada organização cliente… </li></ul><ul><ul><li>Pesos atribuídos a cada propriedade significativa </li></ul></ul><ul><li>… com o conhecimento acumulado sobre a qualidade de cada conversor </li></ul><ul><ul><li>Performance </li></ul></ul><ul><ul><li>Perda de informação associada </li></ul></ul><ul><ul><li>Estado de cada formato </li></ul></ul>
  19. 19. Cálculo de sugestões
  20. 20. Conclusões (1/2) <ul><li>Plataforma de avaliação , recomendação e selecção de alternativas de migração </li></ul><ul><li>Prestação de serviços de conversão </li></ul><ul><li>Avaliação de resultados de conversões </li></ul><ul><li>Produção de relatórios para anexação à metainformação de preservação </li></ul><ul><ul><li>Documentação da intervenção </li></ul></ul><ul><ul><li>Autenticidade </li></ul></ul><ul><li>Redução de custos </li></ul><ul><ul><li>Sugestão de alternativas de migração </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação automática das intervenções de preservação </li></ul></ul>
  21. 21. Conclusões (2/2) <ul><li>Extensível através da utilização de novos serviços de conversão e avaliação </li></ul><ul><li>Publicação e venda de serviços de conversão </li></ul><ul><li>Benchmarking de conversores </li></ul><ul><li>Partilha de experiências práticas de utilização de normas recém-criadas (e.g. PREMIS) </li></ul>

×